Marin não apita



Ao contrário do que acontecia na era Mano Menezes, José Maria Marin, com Luiz Felipe Scolari no comando da seleção, não tem interferido nas convocações. E se tentasse, não conseguiria apitar.

Scolari não foi pressionado para deixar o volante Ramires, do Chelsea, fora dos amistosos contra Austrália, dia 7, e Portugal, dia 10. Tampouco tem sido “forçado” a dar novas chances a Ronaldinho Gaúcho e Kaká, dois dos jogadores que Marin mais admira, ao contrário do que alguns têm especulado na imprensa.

Quando Mano comandava a seleção, foi a pedido de Marin que Fred e Diego Cavalieri chegaram a ser chamados, mesmo o técnico não gostando do atacante do Flu, e que Kaká também passou a ser convocado depois do fracasso do time nos Jogos de Londres.

Desde que Felipão assumiu, ficou claro que Marin não apita nas convocações nem na escalação. O que é bom, aliás. Afinal o técnico é ele, Scolari, que já tem como interlocutor Carlos Alberto Parreira, sem falar em Flávio Murtosa, seu auxiliar.

E o bom é que, ao contrário de Mano, Felipão tem muita bagagem no futebol. Currículo não lhe falta, a começar pelo Mundial que ganhou em 2002, sem Romário, aliás, e das brilhantes campanhas por Portugal na Euro-2004 e na Copa de 2006. Sem falar na conquista da última Copa das Confederações, em 30 de junho.

Para os dois próximos amistosos, ganharam uma chance, além de Ramires, Maicon, da Roma, e Henrique, do Palmeiras. Com a base já definida depois da conquista da Copa das Confederações, alguns testes são válidos, sim, especialmente no caso de Maicon e do próprio Ramires.

Já quem acho que não merece mais espaço na equipe é o meia Jadson, que vem decepcionando muito no São Paulo _como quase todo elenco tricolor, aliás.

Sobre Ronaldinho Gaúcho e Kaká na Copa, defendia a presença dos dois. Hoje mudei. Contaria com o primeiro, não necessariamente com o segundo. Mas entendo e respeito se Felipão não chamar nenhum dos dois para a Copa, embora imagine que acabarão sendo chamados pelo menos para mais um amistoso. Mera impressão, porque a lista já está quase fechada. E o que é bom e mostra que Scolari está no caminho certo.



  • Julien Jacques Nery

    É um absurdo o Henrique ser convocado para a Seleção. Miranda tem vaga certa no banco da defesa. Kaká mesmo não estando em sua melhor fase, tem muito mais futebol do que qualquer jogador que venha a ser convocado para o banco da Seleção. Kaká tem vaga nesse banco!

    • janca

      Sobre o Kaká pode ser, pode ser. Mas não escrevo com a mesma convicção que você. Ano passado eu queria que ele fosse convocado, achava um absurdo ficar de fora, mas o Felipão formou um bom time sem o Kaká. E convenhamos: ele nunca jogou toda a bola que esperavam dele, seja no Real, seja na própria seleção, vide as Copas de 2006 e 2010. Até por isso acho que se eu fosse o técnico talvez abrisse mão dele, sim. E o Henrique é um bom jogador. Não sei se pra seleção, mas nada contra a convocação para esses dois amistosos. O Felipão gostava dele no Palmeiras e, bem ou mal, é o técnico da seleção e tem feito um bom trabalho, pelo menos a meu ver. Unanimidade nas convocações jamais teremos.

    • Oscar de Melo

      Felipão melhorou muito a Seleção.Hoje o Brasil tem cara de Brasil,e o torcedor voltou a gostar da Seleção.O Henrique não é um jogador fraco,mas nitidamente foi a palmeirice do Felipão que o convocou.Isso porque a safra de zagueiros brasileiros é uma das melhores que já vi,e opções melhores não faltam.Kaka perdeu o bonde,seu tempo já passou,e como diria um apresentador de TV,”Ele tá numa tiriça!”.Ramires é craque,mas o Hernanes é mais jogador pra reserva do Paulinho.

      • janca

        Concordo sobre o Henrique, tendo a concordar em relação ao Kaká também e penso como você em relação a Ramires e Hernanes. E Paulinho, claro.

  • Victor Dunstan

    Fala Janca…esse seu post me faz lembrar o Barcos saiu do Palmeiras por estar na 2°divisão…o palmeiras fazendo ótima campanha na série B,e com 3jogadores sendo convocados pela seleção de seu país henrique(brasil) valdivia(chile)e eguren(uruguai) e o barcos sequer é lembrado na argentina!!

    • janca

      Ah! Também lembrei disso, Victor. E gostei do que o Felipão falou sobre o Henrique. Que não importa se ele está na Série A, B ou C, mas o potencial que tem e a bola que vem apresentando. Nesse sentido concordo com ele. E como disse também me lembrei da saída do Barcos e todos os argumentos usados pelo argentino que não queria de jeito nenhum jogar a Série B. Abs.

  • Mario

    sei …. Marin realmente não apita , quem manda é o Del Nero , se acusa a CBF de ser uma mafia como se pode dizer com absoluta ctz q não existe interferencia?

    se fosse outro treinador a chamar um zagueiro que joga na segunda divisão , um lateral q não joga a quase um ano e foi dispensado do city toda a midia ia estar levantando suspeitas , mas como é um povinho medroso ou amigo do tecnico ficam quietinhos.

    • janca

      Porque nas convocações e escalações do Scolari Marin simplesmente não manda. Tampouco Del Nero. E não tenho amizade nenhuma com o Scolari, apesar de respeitar seu trabalho.

  • Reinaldo

    Janca,
    A convocação do Ramires para a seleção me lembrou da Copa de 2002 quando o Felipão convocou o Edilson, Vampeta e Luizão mesmo não sendo jogadores de sua preferência. Percebe-se nitidamente que mesmo tendo as suas preferências, o Felipão não sacrifica a qualidade da seleção por elas… é claro que o Ramires é um jogador que deve ser observado por ele e não pode ficar de fora apenas pela vontade do Marin…afinal, quem é o Marin no futebol né?????? kkkk

    • Reinaldo

      Com relação ao Henrique, acho que trata-se de um bom jogador e que pode jogar na seleção muito bem, porém o Gil não poderia ficar de fora..é o melhor do campeonato basileiro …

    • janca

      É verdade. E Marin nem teve coragem de tentar vetar o Ramires, já que o Felipão tem personalidade suficiente para evitar que isso aconteça, Reinaldo. E estabelecer fronteiras. Abs. e bom domingo pra você, Janca

  • israel

    Olha janca axo q o felipao assim como o mano n chama nem o kaka nem o ronaldinho pq vc ja paro pra pensar hem ter eles no banco pq axo q hj nenhum merece ser titular da seleçao e jogadores como esses 2 ou sao titular ou melhor nem chamar.

    • janca

      O Mano quando foi pressionado pelo Marin chamou o Kaká. E em seguida Fred, seu desafeto, e Diego Cavalieri. E chamaria Ronaldinho Gaúcho, era o próximo passo. Mas Felipão, sei não, talvez você tenha razão e não chame nenhum. Foi uma surpresa na Copa das Confederações não os chamar. Deixar os dois de fora, digo.

  • Thiago Ferreira

    Quem falou, onde você leu, cadê o link, o audio, que Marin escalava na era Mano?
    Claro que é pura especulação. Não existe nem evidências disso.
    O que sempre houve em relação a Mano, foi mera rejeição, por ter passado (e por isso considerado) corinthiano, e ligado a Sanchez.
    E Sanchez é inimigo de Marin, e não concordou com a demissão de Mano naquele momento.
    Se Marin tivesse interferido na escalação, Mano teria pedido o boné, e não demitido como foi.
    Mano é uma das pessoas mais corretas que existe no rol de treinadores, e muito injustiçado por suspeitas absurdas, maldosas espalhadas por “jornalistas” de quinta categoria, (entre aspas mesmo), muito provavelmente comprados, ou com interesses outros que não a verdade.

    • janca

      Tanto aceitou a interferência que convocou Fred, seu desafeto, e Diego Cavalieri, engolindo as exigências de Marin e não pediu o boné. Achou que acatando as ordens do chefe ficaria no cargo e acabou botado no olho da rua por Marin e Del Nero.

      • Thiago Ferreira

        Quem falou isso? um passarinho?

        • janca

          Passarinhos não falam…

          • Thiago Ferreira

            Mas pelo visto, tem os que os escutam. E até traduzem para “leitores” incautos.
            Passarinho, inho, inho.!!

  • francotimao

    João, também acho que o Felipão tem personalidade suficiente pra se impor, afinal ele é o técnico se errar que seja demitido, realmente o que não da é ser demitido seguindo as ordens do Marin, acho que o técnico seja em um clube ou na seleção deve seguir seus pensamentos uma vez que certo ou errado é ele que estará a frente pra ser aplaudido ou levar “bucha” então que seja sempre por suas convicções…Abs!!!!!

    • janca

      Mas às vezes, como foi o caso do Mano, ele acaba abaixando a cabeça. O Felipão tem histórico e bagagem suficientes para se impor sem precisar ficar fazendo concessões. Não era o caso do Mano, que havia sido indicado por Ricardo Teixeira e acabou fritado por Marin e Del Nero, metido numa briga política que envolvia o Andrés Sanchez. Como não fazia bom trabalho e não inspirava a confiança da nova cúpula da CBF, não havia vencido uma seleção de primeiro nível em mais de dois anos de trabalho, acabou caindo fora. E em seu primeiro torneio, a Copa das Confederações, Felipão teve a felicidade de fazer o time render bem. E ainda foi campeão. Abs.

  • Eu só não entendo por que não dão chance ao Robinho pois é um jogador de um futebol rápido, leve, inteligente e envolvente pois deram chance a muita gente que não chega nem a seus pés e não lhe deram nenhuma chance.
    Veja os caras que já foram convocados pro ataque e ele nada, acho que é uma coisa pessoal assim como fizeram com Alex do Coritiba em todos esses anos, temos um atacante com grande chance de arrebentar lá na frente com Neymar e não damos uma oportunidade a ele, uma covardia.

    • janca

      Mas o Robinho não deu uma acomodada? Faz tempo que não tem brilhado como podia. Acha não?

MaisRecentes

Santos em SP



Continue Lendo

Fuga de patrocínio



Continue Lendo

Verdão vai às compras



Continue Lendo