Autuori, o teórico



Tenho a impressão de que Paulo Autuori, com um discurso rebuscado, é um dos queridinhos da imprensa esportiva brasileira.

Recentemente esteve num programa na ESPN e escutei muitos jornalistas elogiando o treinador, como se fosse o cara que entendesse todas as mazelas do futebol brasileiro e pudesse encontrar caminhos para recolocá-lo nos eixos.

Vejo de outra forma. Como Sebastião Lazaroni e Mano Menezes, muitas vezes fala, fala e não diz nada. Na teoria podem até considerá-lo um gênio, o que não acho, aliás, na prática, porém…

Autuori tem explicações pra tudo, mas desde que saiu do São Paulo, quando foi campeão da Libertadores e do Mundial em 2005, não conquistou muita coisa.

Salvo engano, foi um fracasso com o Cruzeiro, em 2007, e o Grêmio, dois anos depois. Sua recente passagem pelo Vasco, então, sem comentários. Acabou inflacionando, com seu salário, a folha de pagamentos de um clube que não tinha como bancar seus vencimentos e não deixou de usá-lo como ponte para se transferir para o São Paulo, que pode lhe pagar mais e em dia.

No exterior, trabalhou na Ásia _não na Europa. Não foi bem no Japão e deixou o Qatar com a mancha de não ter conseguido classificar a seleção local para os Jogos de Londres, em 2012.

Mesmo assim, com um discurso empolado, ainda conquista muitos jornalistas. Em terra de cego…

Ah! Antes que me perguntem se eu achava melhor para o São Paulo o Muricy, digo que não. Nem um nem outro. Continuo insistindo que o problema do time do Morumbi não é a comissão técnica, mas quem a escolhe. Juvenal Juvêncio, afinal, está cada vez mais a cara de Alberto Dualib. Ou não? Sua terceira gestão seguida como presidente do São Paulo está apequenando o clube, parecido com o Corinthians dos velhos tempos. Não o atual.



  • Johannes

    Assim como na política, no futebol a gestão que se prolonga demais costuma não trazer bons resultados…passa do ponto…Abraço João Carlos, um ótimo fim de semana a você !

    • janca

      Concordo, Johannes. Vide Eurico Miranda no Vasco, Dualib no Corinthians, Mustafá no Palmeiras, agora Juvenal no São Paulo… Sem falar de Ricardo Teixeira na CBF, saindo, após sérias denúncias de corrupção, depois de uma gestão de mais de duas décadas. Até por isso defendo a rotatividade do poder. Para os dirigentes de clubes e os políticos, que se perpetuam nos cargos e os resultados… Conhecemos. Grande abraço e bom domingo pra você, Janca

  • renato

    Excelente análise; criticou os técnicos brasileiros de forma geral mas não apresentou nenhum padrão tático, muito menos ofensividade.
    Vasco tem tudo pra colocar as finanças em dia na próxima semana, fica muito difícil acreditar que ele sairia do clube sem o acerto com o Spfc.
    Coloco nesse mesmo rol de lazaroni e mano menezes o tal do Rene Simões…
    Abraço!

    • Carlos Tiago de Toledo

      O dia em que o Lazzaroni e o Mano tiverem 2 Libertadores e 1 Mundial no currículo, talvez eu também os compare ao Autuori.

      • janca

        E o que ele fez desde que deixou o São Paulo?

        • Nesse ponto, acho que não podemos jogar a culpa no Autuori também. Felipão, após sair da seleção portuguesa, também não conseguiu muita coisa. Voltou ao Palmeiras e, apesar de conquistar a Copa do Brasil, foi demitido. E, no final das contas, ganhou a Copa das Confederações com atuações convincentes.

          Pode ser que Paulo Autuori não tenha ganhado nada nesses anos, mas isso não o rebaixa de nível. É possível, com um bom trabalho, que ele consiga levar o São Paulo de volta a momentos mais tranquilos.

          • janca

            Mas Autuori está longe de ter o currículo do Felipão. Não é qualquer um que ganha uma Copa do Mundo, feito que conseguiu com o Brasil, que coloca uma seleção portuguesa como vice da Europa, como uma das quatro melhores do mundo em 2006, fora os bons trabalhos que ele fez no Palmeiras, Grêmio e Criciúma. Tem muito mais história no futebol do que o Autuori. E não se trata de jogar a culpa em Autuori por trabalhos que não deram certo. Apenas estou dizendo que de 2005 pra cá apresentou pouca coisa. Felipão não. Teve resultados em 2006, no ano passado a Copa do Brasil com o Palmeiras e agora a Copa das Confederações com a seleção. Não é pouca coisa, não.

    • janca

      É isso. Criticou a estrutura do futebol brasileiro sem apresentar, pelo menos a meu ver, alternativas, novo padrão tático ou qualquer coisa do gênero. E Renê Simões, concordo contigo, está indo pelo mesmo caminho. Ou já foi. Abs.

  • Sempre Fiel

    Fala Janca, td bem? Apesar de concordar com quase todo o texto, venho aqui fazer uma pequena e humilde “correção” (na minha opinião, respeito a sua): o Corinthians nunca se “apequenou” ou foi “apequenado”, assim como o SPFC não o está sendo no momento. O fato de ser envolvido numa política suja e quase monárquica não torna os clubes citados menores, mas reféns de sujeitos que usam as instituições visando seus objetivos torpes e gananciosos. Isso é reflexo da politica brasileira. Enquanto os falsos torcedores se matam, as raposas do futbol depreciam o patrimonio do clube. O ideal seria que os clubes tivessem situação e oposição bem definidas, sem conselheiros vitalícios e, principalmente, gestões transparentes, como o SPFC dos anos 90 e o Corinthians atual. Vejam o que os interesses particulares disfarçados de política fez com o Palmeiras, o segundo grande de São Paulo (pra mim, é Corinthians, Palmeiras, SPFC e Santos, sem clubismo). Depois da Parmalat não conseguiu mais se estruturar. Torço para que Palmeiras e SPFC voltem ao seus melhores dias e que consigamos manter a boa fase que vivemos no Pq. São Jorge. Um abraço e VAI CORINTHIANS!!!

    • janca

      Eu discordo, Sempre Fiel. Gestões como as de Dualib, no Corinthians, ou Juvenal, no São Paulo, colocam o clube em situação delicada, patética até. O São Paulo já foi vanguarda, hoje não é mais. Grande abraço, Janca

  • Ricardo Vicente

    Cara, o que vc tem contra o SP? Sempre com raiva, vc não precisa ser torcedor do SP, eu leio outros colunistas melhores que vc, até torcedores de outros times, mas vc é sempre contra tudo e todos no SP.
    Seu discursinho do JJ é pra la de batido, td mundo fala. Quanto ao Autuori, o Felipão não ganhou nada após a Copa de 2002, exceto a Copa do Brasil ano passado e agora ganhou com a seleção.
    Futebol é cíclico, apesar da frase ser batida, mas é a verdade, vc deveria saber. É impossível ganhar todos os anos, outros clubes descobrem jogadores, todos tem espaço num país tão grande como este.
    Deixe de ser um repórter ridículo e patético, incluindo seu apelido, e faça um jornalismo mais criativo.

    • janca

      É que você não acompanha futebol. O Felipão fez um belíssimo trabalho na seleção de Portugal, conseguiu o vice da Eurocopa de 2004, que para eles é importantíssimo, chegou às semifinais de uma Copa do Mundo, feito que os portugueses não atingiam desde 1966… Ele trabalhou e bem na Europa, além de ter conquistado a Copa do Brasil _dessa você se lembrou_ pelo Palmeiras no ano passado. E o Paulo Autuori depois que saiu do São Paulo? Ganhou o quê? Pelo jeito eu me preocupo muito mais com o clube do Morumbi do que você, já que ele vem se apequenando e pessoas como você não querem _ou pior, não conseguem_ enxergar o que está acontecendo. Uma pena.

      • Ricardo Vicente

        Enxergo sim, afinal todos os clubes passam por fases ruins e o Sp não é diferente. Acontece que a fase ruim do SP é não ganhar títulos, esta sempre chegando, mas ultimamente não ganha, exceto a sul-americana do ano passado.
        VC e outros jornalistas precisam escrever algo que esta na onda para sobreviver e aquele que escrever ao contrário será execrado pelos próprios colegas.
        É muito fácil entender as coisas. Quando se esta bem, ganhando ninguém lembra de diretoria! As vezes estas mesmas diretorias erram, contratam caras que pareciam ser bons, mas não são, é todo um contexto que envolve um grupo de jogadores que podem ou não da liga, assim como ocorreu com o SP de 2004 a 2008 e esta ocorrendo com o crts agora, com o Santos alguns anos atrás, enfim.
        Colocar culpa em cartolas, com exceções concordo, tem dirigente que para agradar torcida e jornalistas contrata jogadores caríssimos e arrebenta com clube, é no mínimo uma falta sensibilidade para entender o que realmente acontece. As coisas uma hora dão certo, vide Espanha, passou a vida sendo um fracasso e hoje é uma seleção respeitada. Será que o problema deles no passado foi o presidente da federação Espanhola?

        • janca

          Seguimos discordando. Você, pelo jeito, acha que escrevo criticando o Juvenal apenas porque grande parte da mídia também o faz. Não é verdade. Se for para ir contra a maré não tenho medo de remar, não. Mas o que Juvenal tem feito de bom para o São Paulo no departamento de futebol em sua terceira gestão? Valeu apoiar mudança de estatuto e minar a oposição para garantir mais um mandato? O poder pelo poder? Não, a meu ver. E não se trata só de resultados, trata-se da falta de rumo. Contratar um técnico após o outro é a medida correta? Será que o problema não é outro? E as desavenças no departamento de futebol, seja nas categorias de base, seja no profissional? E a perda de espaço para o próprio Corinthians, que inovou em termos de marketing enquanto o São Paulo ficou pra trás? E no caso da Espanha discordo também de sua visão, pra mim simplista demais. Você é que parece só ver resultados. Dizer que a Espanha passou a vida sendo um fracasso _no tocante ao futebol_ é desconhecer a história do esporte e levar em conta apenas o Mundial de 2010 obtido pelos espanhóis. Ou as conquistas de lá pra cá.

          • Ricardo Vicente

            Ok, Embora não concorde com quase nada que vc escreve, mas vou respeitar a sua opinião.
            Quanto a Espanha, assisti há uma reportagem onde os próprios espanhóis zombavam de sua seleção, é mais ou menos como o México, jogar como nunca e perder como sempre. Me diga o que a Espanha ganhou de relevante nos últimos 30 ou 40 anos sei lá… Nada!!!! Isto cabe em uma discussão ideológica, pois sinceramente, eu não gostaria de torcer para um time que ser terceiro ou quinto é o suficiente. pergunte ao torcedor da seleção Portuguesa o que eles queriam, ser vice da ” poderosa ” Grécia ou ser campeões da Euro em 2004?
            Eu concordo com vc que o JJ não deveria ter manobrado para ter o terceiro mandato,porém se o SP tivesse contratado melhor, tivesse ganho uma Libertadores ou mais um Brasileiro, vcs da imprensa nem sequer iriam lembrar da diretoria. Vcs precisam de um mote, de um filão é assim mesmo. Detonaram o Felipão durante 6 meses, após a vitória da Copa das Confederações, ele passou a ser o gênio de novo.Agora é só esperar o ato para bater e depois assoprar.Faz parte!!

          • janca

            Eu nunca detonei o Felipão. E lamento quem tem a mentalidade de que só ser primeiro é o que vale. Claro que os portugueses, se perguntados, o que preferiam, ficar em primeiro ou segundo, iam responder que ficar em primeiro. Mas muitas vezes chegar em segundo também é um feito. Ou entre os quatro primeiros, como aconteceu na Copa de 2006. Pergunte pra eles. E o futebol espanhol sempre foi muito forte. Não foi só o Santos que fez história nos anos 60. E o Real?

  • Armando Lima

    Janca, não é de hoje que tenho a mesma opinião que você. Não vejo nada de mais no Autuori. Apenas uma lábia boa, salários excelentes e blá blá blá de sempre. Quando ganhou o mundial pelo São Paulo, pegou um time montado pelo Cuca, numa boa seqüência com o Leão e posou na foto como campeão do mundo, onde Rogério Ceni fez a sua melhor partida pelo São Paulo, que aliás tomou um vareio de bola do Liverpool. No Cruzeiro em 2007, foi atropelado pelo Galo por 4×0 e largou o time antes do último jogo das finais. Emerson Ávila o substituiu e ainda venceu o Galo por 2 x 0. Uma vergonha para o Paulo Autuori. Acho inclusive que ele já largou outros times na mão, se não me engano… O Vasco foi apenas mais um. E ainda teve a cara de pau de dizer que os técnicos brasileiros precisam evoluir. Quanta mediocridade ! Tenho horror a este técnico! Mas concordo que ele tem um monte de baba ovos na imprensa. Tenho dó mesmo é do São Paulo que se deixou “engabrelar” por este sujeito. Vai penar!
    Em tempo: com este seu post tive três certezas: 1) você não tem medo de escrever o que pensa.
    2) Você realmente entende e AMA futebol !
    3) Independente de estar no eixo RJ-SP, analisa pura e simplesmente aqueles que jogam (ou não) o bom futebol, seja onde estejam sendo jogados.

    Grande abraço! Cada vez mais gosto dos seus honestíssimos posts !!!

    • janca

      Valeu, Armando, mas realmente acho que devemos repensar a questão dos nossos “professores”. Pretendo, inclusive, retomar o assunto, seja no blog, seja no impresso. Grande abraço, Janca

  • Everton Martins

    Bom Janca, concordo em partes pois no trecho em que diz que o problema do São Paulo não é treinador e em outro trecho que fala da diretoria, estou em pleno acordo com vc. Mas julgar o Paulo Autuori pela passagem em times do oriente médio é covardia, e maior covardia é culpa-lo pelo fracasso do Vasco, pois como um treinador vai ter sucesso em um tive cujo craque é o Carlos Alberto? Quanto aos discursos dele, acho coerentes, humildes e sempre com bons argumentos. Vocês da imprensa também puxam o saco do Tite que a cada entrevista fica mais chato, sempre querendo filosofar. Eu assisti a entrevista do Paulo na ESPN e gostei muito, pois ele discutiu futebol com profissionais que entendem de futebol em todos os sentidos, o contrário de grande parte dos apresentadores que só falam o que o povo quer escutar. Não sei vc, mas eu não consigo mais ver Neto falando besteiras o tempo todo, Renata fan com aquele sorriso falso e com um programa que não acrescenta em nada e não agrega conhecimento algum no que diz respeito ao futebol, e menos ainda o tal do Thiago Leifer, que como humorista é um péssimo apresentador.

    • janca

      Então ele que não topasse o desafio de dirigir o Vasco. Não fez nada em São Januário a não ser tumultuar ainda mais o ambiente. E usou o time como ponto pra se transferir para o São Paulo.

  • Luiz Henrique

    uhahuahuahua…. o rei do “fala fala e não diz nada” não é citado ne? afinal, ninguem é mais “caetano veloso” no futebol brasileiro que o Tite… é um excelente tecnico… mas ouvir uma entrevista dele é doído………..

    • janca

      Mas ainda assim é melhor do que a do Autuori. Pelo menos tem tido resultados para apresentar…

  • Tri Mundial Doom

    O Paulo Autuori tem um título brasileiro pelo Botafogo, foi campeão da Libertadores e Mundial pelo São Paulo, coisa que a maioria dos técnicos disponíveis e até os não disponíveis, hoje não tem no currículo, o Muricy também é outro grande técnico que tem títulos que outros técnicos não tem e pela forma de preparar suas equipes, dificilmente conseguirão…O Paulo Autuori tá ótimo, mas pela história, o Muricy merecia ser o técnico.

    Que gire no São Paulo a mudança apenas entre Muricy, Paulo Autuori, Abel Braga, Cuca e o Felipão… O restante tem que refazer o currículo para entrar no São Paulo, mesmo porque, o tricolor tá bagunçado, mas os critérios para contratar não perderam ainda.

    • janca

      Não perderam os critérios? Então não teriam contratado sete técnicos em tão pouco tempo. O último a sair o Ney Franco… E que aliás não tem aquele currículo…

    • alessandro

      TANTO NAO PERDERAM OS CRITERIOS QUE O TIME TA UMA MARAVILHA NAO SE ACERTA NEM POR MILAGRE!!!

  • Jean

    Prezado Janca,
    Olha o que está fazendo o Juvenal…
    Que você acha dessa manobra desgraçada?
    Imagina o que ele faz com os conselheiros!

    “JJ e a covardia. A torcida organizada que se exalta e esquece do clube, está recebendo dinheiro da direção para se calar. Mais ainda, estão ameaçando quem quer protestar. A que ponto chegamos? Usar práticas do Corinthians para comandar o clube…”

    Da coluna do Zanquetta, http://zanquetta.wordpress.com/, ou http://www.blogdosaopaulo.com.br.

  • Daniel Maalouli

    Fico impressionado com o tanto que deve estar sendo fácil conseguir emprego em jornal esportivo.
    Você tem todos os traços de corintiano amigo, por que não se limita a escrever sobre seu clube?

  • Marcelo Vitor da Silveira

    Prezado, Janca.

    Acho está bem fácil achar quem é o grande culpado pela má fase do time. É um racioncínio científico bastante simples. Eu não sei em que pé está a situação interna do SPFC, mas suspeito que aquilo seja um velório eterno. Você olha a cara dos jogadores e eles estão apáticos. Em campo, parece quem o que mais querem é que o jogo acabe. É duro concordar com isso, pois sou sãopaulino. Mas eu acho que ver o SPFC assim é uma espécie de justiça. Não que os torcedores ou os jogadores mereçam passar por isso. Mas membros da comissão diretoria como o Juvenal, o Adalberto Baptista e o Jesus Lopes, esses sim, merecem esse time.

    Eu sei que tem muita gente otimista aí com relação ao desenrolar dessa temporada. Pois eu não estou. Acompanho futebol desde 1991 e nunca vi um time tão pouco aguerrido em campo. E olha que eu peguei aquela fase de vacas magras entre 1995-1998 e vi o Muricy ser campeão com um time que tinha o Hugo como seu principal jogador. O rumo desse time leva diretamente à série B.

    Triste, porém merecido!

    Abraços.

    • janca

      Triste mesmo porque o São Paulo não merece a diretoria que tem. Ela está expondo o time e o clube ao ridículo. E o Autuori terá trabalho, porque o ambiente no departamento de futebol, inclusive entre os jogadores, é péssimo. Abs. Janca

  • Raimundo Lulio

    Pra Mim técnico é o Leão, que faz jogador suar e treinar, mas é uma pena que ele entre no Clube já com a Diretoria contra ele… Isso faz as panelinhas aparecerem e minam os resultados dos Técnico… Cuca o Amarelão é o mais queridinho da Mídia, quem nunca ouviu a história “ele monta bons elencos” a pelo amor de Deus… O cara é um Fracasso montar bom elenco até minha vó Monta que Técnico não queria ter Victor no gol??? Pierri no Meio?? Ronaldinho Gaúcho Armando as Jogadas??? Qualquer um a sorte desse ai é ter sempre Mídia e Diretoria que o banque!

    E vou dizer uma coisa sobre essa Libertadores ta Com cara da final de 2002 um Time Cavalo Paraguaio Brasileiro com um Técnico amarelão enfretará novamente o Olimpia.

    Naquela época era Jair Picerni esse sim tinha azar pois montava bons times, agora cuca só quando a Diretoria banca!!!

  • riciel

    O que nos sobra, senão torcer para que o Autuori consiga manter o SPFC na 1ª divisão ? Pois nós torcedores estamos a mercê dessa diretoria COMPROVADAMENTE INCOMPETENTE que só tem feito lambança!!! Torço muito para que Marco Aurélio Cunha seja o nosso presidente ano que vem. Apenas ele conseguirá colocar o SPFC nos eixos novamente.

MaisRecentes

Pela saída de Levir



Continue Lendo

Apoio a Jô



Continue Lendo

Os preços da Seleção



Continue Lendo