Eike no Maraca



O empresário Eike Batista anda satisfeito com os elogios à beleza do novo Maracanã. Quer usar o estádio para turbinar sua empresa de eventos, a IMX, e já começa a negociar shows de estrelas internacionais para a arena.

Para quem não sabe, Eike Batista será um dos gestores do Maraca, já que a IMX Venues e Arenas, da qual é dono, faz parte do consórcio ganhador da licitação do estádio lançado pelo governo do Rio.  O consórcio é composto ainda por Odebrecht e a AEG Estádios e Arenas do Brasil.

A licitação, é digno de nota, foi parar na Justiça devido a supostas ilegalidades no processo.

O grupo de Eike enfrenta forte crise há algum tempo, tendo sofrido enorme queda em suas ações. Contou com bela ajuda do BNDES, que socorreu o grupo EBX em mais de um momento, emprestando-lhe dinheiro. O valor total dos repasses não está claro. Segundo Luciano Coutinho, presidente do banco, as quantias não chegam a R$ 10 bilhões. Como se R$ 10 bilhões representassem pouca grana…

Eike desfez-se há pouco do tradicional hotel Glória, no Rio, mas segue apostando suas fichas na gestão do Maraca. Que consumiu, aliás. pouco mais de R$ 1,1 bilhão dos cofres públicos. Estado capaz de bancar a obra, embora se diga incapaz de administrar o estádio. Prefere deixá-lo nas mãos de Eike, Odebrecht e AEG.



  • Mario

    licitação ou ilícita-ação?
    a forma como se faz licitações e desestatização no Brasil deixaria ate Al Capone com vergonha , todo mundo sabia q o Ike Batista e seu grupo ia ganhar.
    já q se era p/dar o maracana deveriam dar p/os clubes do rio administrar.

    ainda tem gente q defende a Dilma e seus asseclas com argumento q ela esta contra os “playboys” e não veem q estão dando um estadio de 1,1bilhão p/construtoras e o seu IKe playboy Batista sem falar dos elefantes brancos.

    copa do mundo no Brasil poderia ser algo lindo , mas sera só mais um capitulo de sujeira.

    • janca

      Em relação a cederem o Maracanã para os clubes, como Flamengo e Fluminense, administrar, sou contra. Inclusive porque eles têm dificuldades para gerenciar as próprias finanças, vide a situação caótica que vive o Flamengo. E que espero que melhore porque a nova administração, pelo jeito, entrou com os pés no chão, com a finalidade de começar a sanear as finanças do clube. O que não será fácil, aliás.

      • Mario

        entendo sua opinião e concordo , mas nesse caso seria melhor ceder Maracana p/o Fla-Flu do q p/o Ike ou p/a Federação carioca .
        sem falar q seria otima os clubes e os seus projetos de socios torcedores/marketing se não tivesse q negociar com terceiros no caso a empresa do Ike.

        • janca

          Também entendo seu raciocínio e acho triste ver o Eike ganhando a concessão _além de bilhões do BNDES. Mesmo assim sou contra clube de futebol ganhando estádio de presente às custas do governo. Como aconteceu com o próprio Botafogo, no caso do Engenhão.

  • @R9Sal
  • francotimao

    Ola, João, Não concordo com o fato (consumado) de entrega de um estadio pra inciativa privada, no caso o Maracanã, seria licito se o povo votasse nesta possibilidade ou não, haja vista q o dinheiro empregado no estadio saiu dos impostos q nós todos pagamos é pra mim um absurdo sem precedentes a alegação do governo de incapacidade de gerir e administrar o estadio, não aceito e não concordo, um… adendo, se o Eike teve q se socorrer ao BNDS pq a empresa estaria falindo ou em dificuldades financeiras pelos módicos R$10 bilhões (ridículo), então por eles teriam mais capacidade q o governo de administrar o estadio???….só msm no Brasil pra vermos esses absurdos…eh Brasil mostra sua cara…Abs!!!!!

    • janca

      O Eike recorreu ao BNDES não só por conta das dificuldades financeiras, mas para ter o banco como parceiro de seus negócios. Que não vão bem das pernas. Pelo menos andaram sofrendo bastante nos últimos tempos. Abs.

MaisRecentes

Fuga de patrocínio



Continue Lendo

Verdão vai às compras



Continue Lendo

Contas corintianas



Continue Lendo