Fortaleza apavorada



Não é que a CNN resolveu prestar atenção na violência que aflige os brasileiros? Com foco em Fortaleza, uma das cidades que receberão jogos da Copa das Confederações.

A emissora, uma das principais dos Estados Unidos, publicou em seu site uma matéria do movimento “Fortaleza Apavorada”, que se diz não-partidário e pretende fazer uma grande manifestação amanhã na capital cearense contra o aumento nos índices de violência, exigindo segurança pública já.

Segundo a reportagem, em 2000 havia 28 assassinatos a cada grupo de cem mil habitantes e em 2012 o número passou para 66. Ainda de acordo com o texto, o movimento, que ganhara força nas redes sociais, chegou a ser retirado duas vezes, sem maiores explicações, do Facebook.

A matéria termina com críticas à democracia brasileira, embora não toque na questão do que se passa nos Estados Unidos, que viram o governo Obama quebrar a privacidade de cidadãos norte-americanos e estrangeiros, pedindo milhões de registros telefônicos à empresa Verizon, incluindo números de telefones, duração e localização de chamadas, além do acesso a servidores de grandes empresas de tecnologia, entre as quais o Google.

A coisa anda complicada, seja pelo lado da Casa Branca, seja pelo lado do Brasil, que em matéria de violência tem batido recordes. Não só em São Paulo e Rio, os dois maiores centros.

Em Fortaleza, pelo jeito, a coisa está feia. E lá o Brasil joga contra o Mèxico, sua segunda partida da Copa das Confederações, na próxima quarta (19).

No dia do jogo, claro, a segurança deve ser reforçada. Depois do torneio, a cidade, como as demais do país, deve voltar à rotina. Com crise na segurança, problemas de mobilidade urbana, deficiências na saúde e educação etc. etc. etc.



MaisRecentes

Elogios a Loss



Continue Lendo

Não vai ter Copa?



Continue Lendo

O escândalo de Platini



Continue Lendo