Santos x Barça



Os dois amistosos que o Santos pode fazer contra o Barcelona por conta da venda de Neymar devem aumentar a confusão com o grupo DIS, detentor de 40% dos direitos econômicos do atacante e que segue vendo a transferência como nebulosa.

A direção santista chegou a anunciar que a negociação havia ficado na casa dos R$ 47 milhões. O Barcelona, porém, via sua vice-presidência, apresentou cifras bem maiores, ao redor de R$ 160 milhões, dos quais R$ 28 milhões teriam sido pagos adiantados, ainda em 2011.

O fundo de investimentos teria a receber, então, cerca de R$ 19 milhões, segundo o Santos, ou R$ 64 milhões, de acordo com representantes do DIS baseados nos números apresentados pelo Barça.

Segundo alguns, porém, mesmo se as cifras do time catalão forem as corretas, a parte que cabe ao atleta, inclusive como luvas e salários, se incluída nos números mencionados em Barcelona, deve ser descontada da que ficará com o DIS.

A confusão, porém, tende a acabar na Justiça. Inclusive porque, havendo dois jogos entre Santos e Barça, o fundo pretende pedir 40% do valor que o time da Vila irá arrecadar com os amistosos. Além de porcentagem nos direitos econômicos de três jogadores formados pelo Barcelona, sobre os quais o Santos deverá ter preferência de compra. E isso o clube praiano já deixou claro que não aceita.

Confusão à vista, pelo jeito. Confusões, aliás. Porque, além da transferência de Neymar e do conflito com o grupo DIS, conselheiros do Santos têm outras preocupações. Seguem inconformados com o estado como Muricy Ramalho, que tem direito à multa rescisória pela demissão semana passada, deixou o time e querem explicações sobre o jogo contra o Flamengo, no Distrito Federal, que a diretoria vendeu por R$ 800 mil e cuja arrecadação, terceirizada, ultrapassou a barreira de R$ 7 milhões. A coisa ferve pro lado da Vila. Agora sem Neymar.



MaisRecentes

A falta de um líder



Continue Lendo

Haja coração!!!



Continue Lendo

Cânticos brasileiros



Continue Lendo