Robben e o estigma



Como o ser humano gosta de estigmatizar… Não fossem o gol de Robben e o título do Bayern e já iam estigmatizá-lo de perdedor, eterno vice, amarelão ou qualquer coisa do gênero.

O holandês foi decisivo na final da Liga dos Campeões. Não costuma fugir das jogadas e não se esquivou em momentos muito importantes contra o Borussia.

Desperdiçou um daqueles gols feitos no primeiro tempo, algo que faz parte do futebol, quase marcou outro, mas apareceu com tudo mesmo no segundo tempo. Criou a jogada do primeiro gol e marcou o que deu o título ao Bayern aos 44min do segundo tempo.

Já fizeram isso com outros jogadores, técnicos, times de futebol… Estigmatizar. Lembro agora de Telê Santana, chamado de pé frio durante bons anos até chegar ao São Paulo e ganhar com o time do Morumbi tudo o que poderia e mais um pouco. Isso acontece no Brasil, na Alemanha, no mundo. No futebol e fora dele. E de repente um “simples” gol muda tudo.



  • CONHECEDOR

    Verdade absoluta. Mas, Robben perde muitos gols decisivos, apesar de ser diferenciado. Costuma falar muito, o que depõe contra, mas, no futebol atual é um daqueles nota 7. Não estranhe, está difícil encontrar nota 5 e 6, pois o que vemos hoje é de 4 a 4,5 e tem gente que chama de craque. Fugindo um pouco da matéria, pelo menos o jogo foi movimentado, diferente daqueles que nos acostumamos a ver por aqui, truncados e sem sal. Os alemães entendem que jogavam assim, pois era o que podiam fazer. Atualmente com jogadores técnicos mostram algo melhor, e entendem que o Brasil técnico não existe mais devido ao resultado em 1.994 e sua continuidade hoje com a escola gaúcha, não coincidentemente, com sotaque alemão. Iremos recuperar o futebol mostrado pelo Santos em 2.011, Corinthians em 1998/2000, Palmeiras 1993/1995, São Paulo 1.991/1993, Flamengo 1980/1984, Inter 1975/1979 ?

    • janca

      Mas e o futebol que o Galo tem mostrado desde o ano passado?

  • Mario

    Parabens ao time Bayern e o Robben q superam a perda do titulo ano passado e deram a volta por cima esse ano ganhando quase tudo , sem falar do espetaculo q é a final da LC todo ano (apesar q esse ano poderia ter sido melhor se não fosse as restrições da UEFA com a torcida alemãs )

    Janca e vc tambem não estigmatiza o Andrés Sanches ?

    • janca

      Estimagtizo do quê? Foi um dirigente que teve muitos méritos na presidência do Corinthians, ajudando a mudar o marketing do clube e a promover a rotatividade do poder e limitação de mandatos, o que acho ótimo. Mas que se aliou a Ricardo Teixeira, servindo-lhe de escudo na CBF, onde não acho que tenha feito bom trabalho como diretor de seleções. Isso é estimagtizar?

      • Mario

        digo qnd vc diz q ele seria mais do mesmo se fosse presidente da CBF , lembrando q diretor de seleções era cargo politico sem reais poderes tanto q foi um cargo criado p/o Sanches e depois extinto.

        • janca

          Cargo político ou não não acho legal ele ter topado ser escudo de Ricardo Teixeira nem gostava da aliança que ele tinha com o então presidente da CBF. O que acho é que isso não é estigmatizar alguém. Gostei de algumas das ações do Andrés, de outras não. Acho que ele tem méritos, mas também penso que não podemos ficar só em Del Nero x Andrés, poderíamos pelo menos pensar numa terceira via para a CBF. Por que não?

          • Mario

            é impossivel ter outras opções , primeiro por q o sistema de eleições é viciado então temos q encontrar dentro do sistema um q seja um acima da media e segundo q os outros tem medo de entrar na briga e se sujar ou querem entrar sem ter q brigar com ninguem.

            Sanches não é o candidato dos sonhos , mas não é mais do mesmo tambem ou pelo mesnos é mais esperto q os atuais.

          • janca

            O conceito de esperteza é relativo… E acho que é mais do mesmo por fazer parte do “establishment”, pelo menos do ligado a Teixeira. Mas entendo o que você diz sobre o sistema ser viciado e concordo. A questão talvez não seja de nomes, mas de estrutura. Nesse ponto estamos de acordo.

  • Cleibsom Carlos

    Janca, sei que não tem nada haver com o assunto, mas não foi estranho esta venda do jogo Santos x Flamengo para outro organizador que não o clube da baixada santista? Não seria o caso dos conselheiros do Santos investigarem o que houve? O peixe vendeu uma “mercadoria” com potencial para arrecadar 7 milhões por apenas 800 mil!? Auditoria já porque, por baixo, o clube foi lesado em pelo menos 4 milhões!!!!!!!!!!!!!!

    • janca

      No mínimo foi um péssimo negócio, Cleibsom. E acho que seria o caso de verem o que aconteceu, sim. Porque o clube deixou, no mínimo, de ganhar uma boa grana, não?

      • Cleibsom Carlos

        Claro!! O que me incomoda é as pessoas diante dos números expostos acharem tudo normal, quando as coisas estão, no mínimo, nebulosas…É uma questão simples de matemática, basta fazer as contas. O Santos foi LESADO, não há outra palavra para se usar.

        • janca

          O Santos foi lesado, sim. Deixou de receber uma baita grana. Uma auditoria interna sobre o caso seria interessante. Mesmo que seja por incompetência o clube deixou de ganhar um dinheiro que poderia ter recebido. Vendeu por R$ 800 mil algo que valia muito mais, o jogo contra o Flamengo em Brasília.

  • francotimao

    João, o Robben é um grande atleta, pois não é somente um jogador de ótimas condições técnicas, mas tem um físico privilegiado, corre pra caramba, tanto no ataque qto na defesa e, ajuda o time a marcar o adversário e a marcar gols, trata-se de um belíssimo jogador e, no jogo da final devemos aplaudir o time do Borrussia q jogou muita bola, não se intimidou e jogou de igual para igual, venceu quem era melhor, mas não houve demérito nenhum na derrota do time de Dortmund…Abs!!!!!!

MaisRecentes

Contas corintianas



Continue Lendo

Timão em 2018



Continue Lendo

Verdão aflito



Continue Lendo