A decisão de Neymar



Volto a um assunto que tenho abordado com frequência, tópico que considero importante e não se esgota em Neymar. Pelo contrário, trata-se de uma discussão mais abrangente, que envolve o que queremos para o próprio futebol brasileiro. Assim sendo _e dadas as mensagens que recebi após a publicação do texto no diário LANCE!_, reproduzo, neste espaço, coluna que escrevi para o jornal de terça passada:

“Nas últimas semanas tem aumentado o coro de técnicos, jornalistas e torcedores favoráveis à transferência de Neymar para a Europa. Liderados por Mano Menezes, que sugeriu a mudança há tempos, argumentam que no Velho Continente o atacante aprenderia a atuar contra defesas mais consistentes, aprimoraria seu estilo de jogo e conheceria novas culturas. Alegam ainda que Neymar, pelo Santos, não teria mais desafios a enfrentar. Fora que seria poupado das vaias a que tem sido submetido quando defende a Seleção jogando no Brasil.

É possível, mas não acho que exista uma receita pronta e que a solução passe necessariamente por eventual ida à Europa. Kaká é um que logo se transferiu pra lá, hoje amarga o banco no Real e, por mais que tenha enfrentado ótimas defesas jogando no futebol europeu, não se saiu tão bem assim nas Copas de 2006 e 2010. Ainda disputa vaga para a de 2014. Alexandre Pato é outro que foi cedo para o exterior, teve problemas com o departamento médico do Milan e acabou retornando ao Brasil pra tentar recuperar a forma dos tempos de Internacional. Mesmo Ronaldinho Gaúcho, depois de ter encantado os europeus por uns tempos, caiu muito de produção e só foi se reencontrar no Atlético-MG. Já Robinho anda sumido, enquanto Lucas, se tem jogado bem em Paris, já apresentava excelente futebol no São Paulo.

Não sou contra transferência de Neymar para o Barça, mas não a vejo necessariamente como receita de sucesso. Não dá pra dizer que se ele tivesse mudado de ares no ano passado estaria melhor ou pior que hoje. E a escolha sobre se e quando se transferir não cabe a nós, cabe a ele. Que deve ponderar uma série de fatores, inclusive a vida pessoal e familiar. Porque não há um caminho único. Há vários.

Recentemente li “Nossa Sorte, Nosso Norte: Para Onde Vamos?”, instigante obra do psiquiatra Flávio Gikovate e do filósofo Renato Janine Ribeiro em que os dois analisam uma série de questões, como os conceitos de liberdade e individualismo no mundo de hoje. Num dos trechos, Janine Ribeiro cita uma propaganda em que aparecia um garoto com roupas caras e cabelo punk chique e um narrador dizendo que, se ele escolhia seu cabelo, jogos e amigos, não poderia deixar na hora das drogas os outros fazerem sua cabeça. O absurdo da história é que, como bem aponta o filósofo, o menino era a própria negação da liberdade, todo padronizado, estereotipado, um produto da indústria publicitária. Ou, como diz Gikovate, o símbolo de um individualismo fajuto, onde não há liberdade de pensar.

A sociedade nos impõe um modelo a seguir e no futebol não é diferente. Como se a receita para jogar na Europa fosse obrigatória e devesse ser seguida por todos. E quanto mais cedo, melhor. Nada disso. Cada um deve procurar seu próprio caminho e modificá-lo sempre que achar necessário. Que Neymar encontre o seu. A vida, a carreira e a decisão são dele (ou deveriam ser) e espero que sejam respeitadas.”



  • janca

    Curiosamente algumas pessoas que me escreveram acham que o Neymar é um garoto fabricado pela mídia e a indústria publicitária, como aquele que cito no texto. Acho que não. E que, dependendo do rumo que conseguir dar à sua vida e à sua carreira de jogador, pode jamais vir a ser. O que seria bom. Pois talento, ao contrário do que insistem alguns, boa parte dos quais vejo como invejosos de plantão, Neymar tem de sobra.

  • Mario

    Normal vivemos em sociedade e sempre existira alguem p/dizer o q devemos fazer mesmo q não queiramos ouvir , ai vai de cada ter personalidade e escolher fazer o q quer ou se vai dar ouvidos as pessoas.

    se o Santos tivesse ganhado do Barcelona com digamos 2 golaços de Neymar ou se tivesse marcado o gol q perdeu na cara do Valdes ou se ele tivesse destruido as defesas das seleções europeias teria alguem contestando seu desenvolvimento?
    Neymar some contra defesas europeias ou bem armadas ai vem o questionamento, no dia q ele repetir contra todos o mesmo futebol as pessoas irão parar com o questionamento ate lá …..

    Janca sobre desenvolvimento no futebol nem vou falar por q vc já tem opinião sobre esse assunto e não ira mudar de ideia , só uma pergunta, o Lucas ate agora não marcou nenhum gol pelo PGS , qnts vc acha q ele marcaria no paulista e na libertadores pelo SPFW?

    • janca

      Como é que eu vou saber, Mario? Quantos gols o Lucas marcaria no Paulista ou na Libertadores? O que sei é que ele vinha jogando muito bem no São Paulo, muito bem mesmo, tanto que a venda para o PSG, pelos valores envolvidos, foi daquelas de entrar na história. E pelo menos nos jogos que observei o ex-são-paulino em ação achei que ele se saiu bem jogando na França.

      • Mario

        janca é só achismo

    • Mario

      mas Neymar tambem dá chance a critica por q se expor demais na midia coisa q Messi nunca fez

      • janca

        Concordo, mas não dá pra gente contentar todo mundo e ficar dependente da opinião alheia. Que, aliás, varia, inclusive de acordo com as circunstâncias. E a exposição na mídia, pelo menos eu acho, faz parte porque o próprio Neymar tem seus parceiros comerciais, que bem ou mal o querem em evidência e ajudaram a viabilizar sua permanência no Brasil. E de outro acontece porque ele é notícia e as pessoas querem saber o que ele faz ou deixa de fazer. Cada passo que dá notícia. É um dos preços da fama.

  • @R9Sal

    Falando sobre o que eu acho que VAI acontecer e não o que DEVERIA acontecer…

    Acho que NeyMidia continua no Santos, depois da Copa e por mais vários anos. Seria burrice ele sair, e burro eu vejo que ele e quem o cerca, não é.

    Aqui ele ganha muito bem, tem a proteção da arbitragem, da imprensa, do seu técnico, da diretoria do clube, pode manter a duvida se ele é melhor que o Messi, etc, ou seja, fazer o que na Europa?

    • janca

      Não acho que tenha proteção da mídia muito menos da torcida, especialmente a dos rivais. Aliás nem da arbitragem. Do seu técnico e da diretoria do seu clube espero que tenha. É o esperado, R9Sal. E acho, ao contrário de você, que logo depois da Copa ele irá para a Europa. O que é absolutamente legítimo, aliás.

  • neymar é um jogador de futebol com 21 anos de idade, conquistou titulos que muitos veteranos não tem, financeiramente esta tranquilo, tem alegria e prazer em jogar, titular da seleção, o santos tem a sua torcida aumentando de forma positiva, é um idolo, não sei na europa se vai ter oportunidades de disputar titulos como no santos, agora ganhar dinheiro fora é bom para ele e para o santos, mais melhorar seu futetol que é alegre e de muita habilidade só no brasil.

  • Anderson – UK

    Excelente texto Janca! Cada dia admiro mais o seu trabalho, parabens! Concordo com tudo e acima de tudo vejo uma incrivel ironia. O que eu acho mais errado em tudo isso eh que nossos dirigentes, tecnicos e ateh ex-jogadores (principalmente os que jogaram fora) nao olham o “produto futebol brasileiro” como uma coisa soh, o que na minha opiniao eh um erro! Selecao e Campeonatos Nacionais deviam fazer parte de um pacote unico, a preocupacao deveria ser para que ambos funcionassem e nao somente um em detrimento do outro.
    Outra coisa ateh um pouco engracada eh em relacao a treinadores brasileiros que dizem que os jogadores devem aprender sobre tatica no exterior…esse devia ser o trabalho deles!!! Se nao conseguem faze-lo, entao que os clubes daqui importem treinadores e pronto, tudo resolvido! Voce entende o que eu quero dizer Janca? Nao faz sentido nenhum o que dizem!
    E antes de tudo sou Corintiano mas fico sempre na torcida para que tenhamos antes de tudo uma liga mais forte, agora me diz qual a vantagem do Brasileiro em ver o Neymar atuando na Europa em “highlighs” se pode faze-lo toda semana no Brasil ao vivo. Triste! Abs

    • janca

      Entendo o que você quer dizer, sim, especialmente no tocante a nossos treinadores _ou aos que acham que jogador brasileiro tem que aprender sobre tática no exterior. Esse, de fato, deveria ser o trabalho deles, aprimorar a questão tática, digo. Abs.

    • Bruno Lopes

      Caro Anderson, resolvi responder seu comentário pois é difícil encontrar um torcedor de time rival sendo esclarecido e imparcial (ainda mais corinthiano). Sou santista sim! Entretanto concordo no pensamento de valorizarmos nossa liga até mesmo para valorizar nossa seleção com jogadores que atuam em nossos campos. Só assim traremos novamente a identificação da torcida com a equipe. Atualmente eu não faço o menor esforço para assistir a um jogo do Brasil (ao contrário do esforço que faço para ver o Santos). Que o Neymar fique SIM no Brasil! Assim como faço torcida para que o Atlético-MG segure o Bernard. E também “bato na mesma tecla” em relação aos treinadores… temos que importar e urgentemente! Nosso futebol está ultrapassado parecendo “pelada”. Com exceção ao Atlético-MG, está duro assistir aos jogos nacionais! Muita correria, muitos erros de passes, posicionamento, chutes grotescos, cruzamentos horrorosos, muito ponta-pé, jogo faltoso… encenação… uma catástrofe geral! E mais uma vez parabéns ao Janca! Um dos pouquíssimos jornalistas que levantam essas bandeiras (o resto deve ter rabo preso com treinadores/amigos).

  • Cleibsom Carlos

    Tudo depende da ambição profissional do Neymar, porque para mim parece óbvio: quando se quer atingir o topo de uma profissão, “obrigatoriamente” se deve estar entre os melhores. Como os melhores jogadores do mundo estão na europa me parece claro que, profissionalmente, Neymar perde muito ficando no Brasil. É lá no continente europeu que ele descobrirá se é tudo isso que a mídia tupiniquim diz ou não…É evidente que ele pode bancar o mártir e iniciar uma nova era no futebol moderno brasileiro, aquela em que um suposto craque fora de série fica no país e aqui se aposenta, mas o cara não tem esse perfil e logo estará indo embora. Espero que ele tenha sucesso no velho continente!

    • janca

      Talvez o caminho seja esse mesmo. E se ele achar que deve se transferir que tenha sucesso lá fora. Dedicado e profissional Neymar tem mostrado que é. Além de muito talentoso.

  • francotimao

    Ola, João, como nos posts relativos ao assunto, minha opinião continua a msm, ou seja igual a sua, quem decide se e quando vai embora é ele msm, mas como toda escolha ou “omissão” e sendo figura publica vai refletir e sempre estará sujeito a criticas e elogios…Abs!!!…Bom Fim-de-Semana!!!!!!!!!

    • janca

      Sem dúvida. Muitas vezes não dá pra contentar A, B e C ao mesmo tempo. E o jogador nem é obrigado a isso. Abs. e bom final de semana pra você também, João

  • Thiago

    Janca, boa tarde.

    O Neymar pode ir jogar até em marte, enquanto o pensamento das pessoas que mandam no futebol brasileiro não mudar, ele não conseguira ser o jogador que todos esperam na seleção. Como pode nosso treinador ser Felipão e Parreira, o ultimo grande trabalho dos dois foi em 2002 e a mentalidade deles continua a mesma.
    Falo isso pq o Messi só começou a render na Argentina quando o treinador montou um esquema que beneficiasse ele, o time joga pra ele…assim como em 2009 o time jogava para o Ronaldo no corinthians por exemplo, quando se tem um craque como Messi, Ronaldo e Neymar (guardada suas proporções) o time tem que se adaptar a eles e não o contrario. Pode ver que na seleção “jogam” ele do lado esquerdo do ataque e por la ele fica os 90 minutos.
    Na Argentina enquanto achavam que o Messi era um meia armador, ele era apenas “um meia boca”, quando o time começou a jogar pra ele o cara virou um monstro.
    Infelizmente nosso problema não é o Neymar, mas sim o pensamento atrasado de quem manda no nosso futebol.
    Detalhe: Não sou santista, pra mim seria muito mais facil vir aqui criticar o garoto.
    abs.

    • César

      Felipão ser técnico da seleção é a piada do século.

      • Thiago

        É meu amigo, estava muito animado com a Copa aqui no Brasil, mas depois que o Felipão assumiu perdi o “tesão” de acompanhar nossa seleção e olha que gosto muito de futebol e torço de verdade para a nossa seleção.
        Acho que o Brasil é o unico pais que da oportunidade para um tecnico assumir a seleção apenas pelo seu passado…lamentavel

        • janca

          Como já disse várias vezes eu queria ver o Guardiola dirigindo a seleção. Mas confesso que não achei o Felipão uma má escolha, embora… Fiquei bem decepcionado pelo que vi nos cinco primeiros jogos, ou melhor, quatro. Gostei da vitória contra a Bolívia. Mas convenhamos que é pouco, muito pouco. Quem sabe não acabe prevalecendo o talento de Scolari em formar e fechar um grupo? Se bem que tenho minhas dúvidas. Dúvidas, muitas dúvidas, Thiago.

          • Thiago

            É meu caro Janca, mas sera que hj em dia apenas fechar um grupo é suficiente? Ter um grupo fechado e campeão com jogadores como Marcos, Cafu, R. Carlos, Rivaldo, Ronaldo e jovens como Gilberto Silva, Kleberson e Kaka e um banco com Edilson, Vampeta, Luisao, J. Paulista, Denilson e outros que não me recordo agora fica mais facil montar a Familia Scolari né?? Não quero desmerecer o trabalho do Felipão, graças a ele ganhamos a Copa de 2002, mas até para evitar desgastar a imagem dele o melhor seria ele ficar de longe “observando e criticando”…
            Com certeza nossa melhor opção era o Guardiola, mas como esperar algo novo quando as cabeças que pensam na CBF estão com quase um seculo de vida…??!??
            Pela minha idade a primeira Copa que lembro com detalhes foi a de 1994…acho que fiquei mal acostumado, talvez quem tenha visto o Brasil ficar 24 anos sem ganhar a copa consiga entender melhor nosso atual momento…
            abs

          • janca

            Não, esse que é o problema. Apenas fechar um grupo não é suficiente, Thiago. Abs. Ah! E em relação ao Guardiola de fato a cúpula da CBF se acovardou e preferiu apostar na mesmice. Optou por uma solução conservadora. Vamos ver se dá certo. Abs.

  • Artur

    Sabe o que mais é contraditório nos técnicos que mandam o Neymar jogar no Velho continente, são os mesmos que técnicos que não se reciclam, não buscam uma modernidade ou algo diferente em seus times, não tem criatividade, ou algo que realmente valha a pena pagar R$ 700mil por mês, quando o correto eram os técnicos buscarem aprimoramento, buscar novas alternativas, jogar a responsabilidade em cima só de Neymar é facil… mas cobrar a sua própria responda ninguém faz.
    Janca diz para mim quem são os ténicos top´s do Brasil, o Luxemburgo não ganha nada faz tempo, o Felipão caiu com o Palmeiras, o Muricy saiu pela porta dos fundos no Fluminense e hoje é questionado no Santos…
    Esses mesmos técnicos que falam que o garoto tem que sair são os mesmos que foram contra um técnico estrangeiro comandando a seleção… Janca cadê a coerência.

  • César

    Janca,

    Já discuti isso com você algumas vezes, mas é disso mesmo que vive o futebol, não é ?

    Neymar é craque, precisa ir para Europa ganhar tudo que tem lá, calar a boca de muita gente e impor respeito na seleção brasileira. E olha que sou corintiano, Janca.

    Tirando Robinho, todos brasileiros saem daqui e fazem história, talvez alguns voltem com problemas e em baixa depois de um tempo, mas sempre foi benéfico ir jogar na Europa.

    Queria muito ver Neymar ao lado do Cristiano Ronaldo num Real Madri x Barcelona.

    Diga-se passagem, o Santos ficou pequeno para o Neymar e isso já faz tempo.

    • janca

      E é um assunto que será alvo de discussão ainda durante muito tempo, inclusive com as mais recentes especulações de que Neymar pode ir para a Europa na janela do meio do ano. Depois da Copa das Confederações. Aguardemos…

  • loko20114

    o que eu acho engraçado é que os mesmos que dizem que ele não precisa ir para a EUROPA ou conviver com futebol europeu e técnicos europeus para evoluir , os mesmos dizem que é preciso trazer um técnico europeu para o futebol brasileiro evoluir, vá entender vocês , agora quanto a ele ir ou não para a EUROPA , se for por questões financeiras eu não iria (ele ganha bastante aqui no BRASIL), mas se for para ganhar experiencia, talvez seja uma boa , agora oque eu acho chato é toda vez que fazem essa pergunta para ele , ele fica bravo e responde mau quem o pergunta, ele não é astro não é famoso ,pague o preço da fama , parece garoto mimado

    • janca

      Não é famoso?

  • Carlos Miranda

    Sou santista e concordo com o César. Se o Neymar jogasse no Atlético Mineiro ou no Corinthians, deveria continuar no futebol brasileiro. Mas com a mentalidade da Diretoria Santista de menos e melhor, o Neymar não tem o que crescer mais. Não adianta manter um jogador do nível do garoto e colacá-lo pra jogar com: Léo, Durval, André, Montillo e outros em franca decadência. Muito menos o técnico ajuda, pois o Muricy é conhecido prometeu futebol defensivo e sem brilho. Não há como segurar Neymar no Santos.

  • Alexandre

    Perfeito o texto, Janca.
    Sem falar que muitos destes que palpitam o fazem por interesses não declarados.
    Ronaldo, etc, etc…

    • janca

      Ronaldo até tem interesses declarados na carreira do Neymar. Como na do Lucas também, Alexandre. Abs. e valeu pelo comentário, Janca

  • Quem tem mais utilidade ou censo tático para o SPFC Rogério Cene que só jogou no Brasil ou Luiz Fabiano que ficou “maturando”um bom tempo na Europa ?

    • janca

      O Ceni.

  • Edaon R Santos

    Boa tarde a todos.
    Apenas uns questionamentos: Por quê esses técnicos, jogadores, ex-jogadores, jornalistas, blogueiros, enfim, formadores de opinião, que acham que o Neymar deve ir para a Europa, não pensam o mesmo em relação às suas próprias profissões? Ou seja, por quê não vão eles para a Europa, para lá aprenderem mais, se aprimorarem? Lá não é o melhor lugar do mundo? Não vejo nesses que apontam a Europa como o melhor caminho para o Neymar, serem os melhores em suas áreas. Os técnicos do Brasil, estão ultrapassados em sua maioria. Deveriam aprender com o Guardiola, sir Ferguson e outros, ao invés de quererem decidir (ou ajudar a decidir) o destino do jogador. Portanto, eles que têm de provar que são bons e, que as suas opiniões são as mais justas. Hipócritas. Parabéns pelo post, Janca.

    • janca

      Valeu. Abs.

  • J.Martins

    A ida do Neimarketing para a Europa só teria aspectos positivos, principalmente para que ele se prove como um GRANDE JOGADOR, afastando de vez as críticas recorrentes que o afligem, tais como: cai-cai, só joga contra times pequenos, depende de redoma criada por arbitragens protecionistas, apagado em confrontos internacionais, baladeiro, protegido pela imprensa ansiosa por ídolos, sejam eles de barro ou não, etc….
    Em outras palavras, as vaias mostram que as dúvidas em relação ao milionário rapaz já superaram as certezas…

    • janca

      As vaias não provam isso, Martins. Ronaldinho Gaúcho, que tem jogado muito, era vaiadíssimo até outro dia. Muitas vezes as vaias dizem mais respeito a quem vaia do que aquele que é vaiado. Não sempre, mas às vezes sim.

  • Pedro iaco

    maravilhoso. abraco

  • J.Martins

    Um adendo: data maxima venia, discordo do colunista quanto à performance do Marcelinho Lucas na França, pois vi alguns jogos do PSG e o rapaz continua o mesmo ciscador de sempre, não tendo anotado um único gol em favor da milionária equipe gaulesa. Receio que dentro de pouco tempo o rapaz iniciará o caminho inexorável rumo ao ostracismo…..

    • janca

      No São Paulo estava jogando muita bola. E jogou até o final. Com talento, garra e profissionalismo.

  • rubens

    de péssimo gosto generalizar como no caso de kaká que se sacrificou pra jogar a copa de 2010 ou de ronaldinho que só deixou de jogar porque preferiu se esbaldar nas noitadas de madrid e milão. Um grande jogador tem que estar jogando contra os melhores. Não contra naviraienses da vida.

    • janca

      No sacrifício ou não, Kaká, mesmo jogando diante de defesas europeias há tempos, não foi a sensação que muitos esperavam nem em 2006 tampouco em 2010. O que evidencia que não necessariamente por jogar na Europa um ótimo jogador _que Kaká é_ faz e acontece no Mundial.

  • T. Ferreira

    Srs. no passado o Brasil sempre foi a vanguarda no futebol, eles nos copiavam, eles nos espionavam, pq?? os nossos técnicos colocavam nossos jogadores para jogar com alegria, com amor, sem sistemas burocráticos, sem ladainhas, apenas jogar futebol, e com esta prática ganhamos 3 mundiais,tínhamos os melhores jogadores do mundo e nenhum jogava na Europa, precisa mais dq isto ???
    Hoje os valores se inverteram e a culpa não seria dos técnicos e dirigentes, que veem na Europa a solução para a evolução das carreiras ??? queria que alguns se lembrassem da passagem do luxemburgo, felipão,e outros que andaram na europa e não trouxeram nenhum título de lá, fora jogadores que sairam por enormes quantias em dinheiro e nunca fizeram nada e hoje estão de volta.
    A solução esta em nosso futebol, pois os técnicos com raras excessões não demonstram evolução em nada, vamos criar e mostrar que com 4 titulos mundiais, somos nós que temos que dar as cartas e mostrar como se joga futebol.

  • Marcos Vinícius

    Nobre Janca,antes de falar sobre o que acho do Neymar gostaria de discordar de você sobre um ponto:Kaká.

    Kaká saiu do Brasil como promessa,foi vendido por 20 milhões,se não me engano de reais,pelo São Paulo quando ainda tinha 20 anos. Depois que foi para a Europa seu crescimento foi assombroso,disputou o posto de melhor do mundo por duas vezes e ganhou uma. Kaká amarga o banco no Real,creio eu,por problemas físicos que o impedem de jogar o futebol tão vistoso que jogava antes,além do que o Real é uma constante panela de pressão prestes a explodir. Rola também um boato de que Mourinho não gosta do brasileiro,mas isso,como eu disse,é boato. O que quero dizer é que Kaká fez bem em ir para a Europa,e que seu atual momento não quer dizer que sua saída,a 11 anos atrás,tenha sido equivocada.

    Sobre Neymar,não o acho um produto da mídia,acho que o rapaz optou por essa superexposição,não sei se por dinheiro ou por ego,mas foi uma escolha dele. Talvez falte a ele alguém para melhor gerenciar sua carreira extra campo,que está muito mais ativa que a dentro dele,e talvez isso,de alguma forma,o atrapalhe. Guardiola,por exemplo,não permite de forma alguma que os compromisso com a mídia que seus jogadores tenham atrapalhem as os compromissos dos mesmos com o clube. Talvez falte isso a Neymar,alguém para colocar limites em sua carreira como astro de comerciais e,agora,também de novelas.

    Vejo uma possível transferência para a Europa como algo muito benéfico a Neymar. Habilidade todos sabemos que o menino tem,mas lá,além de enfrentar defesas com estilo de jogo diferente do nosso,onde o contato não é tão coibido como por aqui (acredito eu por puro medo dos árbitros de perder o controle do jogo),e onde a disciplina tática é algo determinante para o jogador e para o time. Nas Olimpíadas,por exemplo,achei que ficou evidente que Neymar conduz demais a bola,não sei se por confiar na sua habilidade ou por preciosismo. Se o menino conseguir aliar sua enorme habilidade a uma rígida disciplina tática,senso de coletividade,e parar de cair a qualquer contato,poderemos ter um dos melhores futebolistas do planeta. E isso,nobre Janca,não é possível Neymar adquirir jogando em terras tupiniquins.

    Dizem que ele está de saída para o Barcelona,mas não sei se é a melhor opção. Eu,particularmente,gostaria de vê-lo por treinadores como Guardiola,Mourinho,Felix Magath,ou algum que seja disciplinador e preze pelo conjunto. Não sei se Tito Vilanova seria o nome mais indicado para conduzir o menino nessa transição.

    Desculpe pelo longo comentário e por discordar de ti.

    • janca

      Pode discordar de mim à vontade. O que digo em relação a Kaká, apenas, é que o fato de estar na Europa há anos ainda assim não fez o atleta jogar o que esperavam dele tanto em 2006 quanto em 2010. Ou seja, jogar na Europa não é necessariamente receita de sucesso garantido para o desempenho de um jogador no Mundial. Embora tenha muitos pontos positivos _a transferência para a Europa_, claro. A questão é que há também os negativos. E o momento da transferência, além das circunstâncias, óbvio, também deve ser pesado.

  • Wasny

    Neste Brasil de gente pobre, sem instrução, mas que, quando essa gente tem $$$, vai logo viajar para o “estrangeiro” exercitar seu complexo de vira latas, não poderia faltar os técnicos de futebol. Os “professores” são tão medíocres, que chegam a sustentar teses que, lá fora, se joga um futebol mais evoluído que aqui. Ora, quem estabeleceu esse padrão que hoje jogamos? Quem? A imprensa, aquela não comprometida com o ”status quo”, faria melhor papel se cobrasse mais por essa incoerência dos tais “professores”.

  • João Carlos

    Boa reflexão Janca. Mas pq o Neymar é vaiado quando joga pela seleção? Pensando sobre isto, elaborei uma teoria. Neymar é vaiado quando joga pela seleção, pq ai ele comum a todos os torcedores, ao passo que vaiá-lo atuando pelo Santos poderia ser encarado como se o estivessem vaiando devido ao seu time do coração não ter um Neymar. Neymar a meu ver tem um enorme talento, mas passa a nítida impressão de ter a personalidade fabricada pela mídia consumista, midia esta que sempre a busca de um heroi. Como disse Neymar tem um enorme talento; mas soa ser chato pra caramba.

    • janca

      Uma parte das vaias acho que acontece porque na seleção ele não costuma render mesmo o que rende pelo Santos. Outra talvez se explique pelo clubismo. Uma terceira porque há muita expectativa em relação a ele, o pessoal sabe que é um jogador que ganha muito e isso pode irritar alguns e provocar inveja também. Enfim, há várias explicações. E vaias e vaias distintas. Ou com diferentes motivações.

MaisRecentes

Oposição santista



Continue Lendo

Santos em SP



Continue Lendo

Fuga de patrocínio



Continue Lendo