O desafio do Fogão



O Botafogo conquistou com méritos o Campeonato Carioca, mas… O desafio do clube, agora, é não cair na ilusão de que está pronto para disputar o Brasileiro nas mesmas condições de algumas das equipes apontadas como favoritas para ganhar o torneio, caso de Atlético-MG, Corinthians e do próprio Fluminense, derrotado pelo Fogão domingo, entre outros.

Tampouco deve usar o título, que tem sua importância, claro, para mascarar outros problemas, como a questão econômico-financeira que não está equacionada. Longe disso. Assim como não está pelos lados do Flamengo nem do Vasco. O Fluminense, graças à Unimed, é um caso à parte no futebol do Rio.

A conquista de domingo, no entanto, mostra alguns acertos da direção do Fogão que devem ser comemorados. Por sua torcida e por todos aqueles que admiram o clube pela sua história, tradição e pelo que representa para o futebol brasileiro.

Um dos pontos positivos a ressaltar é a mescla de jogadores experientes, como o uruguaio Lodeiro e o holandês Seedorf, com atletas mais novos, saídos da base, que parece estar sendo mais bem trabalhada pelo clube. Outro foi a aposta em Osvaldo de Oliveira, um técnico competente que chegou a ser hostilizado por parte da torcida no ano passado. Mas a diretoria acertou ao mantê-lo no comando.

Que, com os pés no chão, o Botafogo continue tentando colocar a casa em ordem, pense melhor num programa sócio-torcedor e na relação com seus aficionados, encontre uma saída para o imbróglio do Engenhão e, por que não?, encampe uma campanha para mudar o nome do estádio, que homenageava João Havelange, para Nílton Santos.

É momento de comemorar o Estadual do Rio, ok, mas sabendo que há um longo caminho pela frente. Que Flamengo e Vasco, especialmente o segundo, fizeram um campeonato tenebroso e que o Fluminense, bem ou mal, estava dividido entre o Carioca e a Libertadores, aliás sua prioridade, como passou a ser a de boa parte dos clubes brasileiros vaga para a competição.

Quem sabe no ano que vem o Botafogo não conquiste vaga para disputá-la também? Mas ciente de que não vai ser fácil. Estadual é uma coisa, Brasileirão é outra bem diferente.

Ah! E antes que digam que estou sendo incoerente ao apontar o Inter, campeão gaúcho domingo, como um dos favoritos para o torneio, digo que vejo os dois clubes em situações diferentes e o time de Dunga com mais chances não por ter sido campeão estadual.

Considero o elenco do Internacional mais forte para uma competição de pontos corridos, sem falar que o clube se encontra em situação financeira melhor, prepara um novo Beira-Rio, tem história no uso do marketing no futebol e um técnico com sangue nas veias. Mas num campeonato como o Brasileirão tudo pode acontecer. E o próprio Inter pode sentir muita falta de não jogar em seu estádio, tropeçar, complicar-se no torneio e não ter o desempenho que ele é capaz de ter. Como já disse, aguardemos…



  • Mario

    acho q “SE” o Botafogo aproveitar da confusão q é o calendario sul americano e brasileiro ele pode lutar pelo titulo brasileiro sim , mesmo tendo um elenco limitado , mas acho q seria melhor focar na copa do BR.

    como Flu , Fla e Bota vão fazer qualquer projeto de socio torcedor hj se não tem nem estadio p/jogar? lembrando q o Maracana tem o problema da copa e depois vem o rolo das olimpiadas o q vai prejudicar o uso dele pelos clubes ,sem falar q o Ike Batista vai querer um parte da grana dos ingressos .

    o inter é sempre apontado como favorito e nunca ganha , já virou regra , pior q na copa do Brasil dá amostras de fraco futebol contra times pequenos , o Dunga disse q é desgastante a rotina em clube só disputando o estadual contra times fracos , mostrando q dificilmente vá aguentar a maratona no brasileirão sem o sangue explodir , mas mesmo assim insistem em dizer q o inter é favorito .

    • janca

      Insistem não, eu insisto. Mas não digo que é o favorito, pois não acho que haja um favorito no Brasileirão _há cinco ou seis. E coloco o Inter entre eles. E no caso de um campeonato como o Brasileiro quando temos que dizer um favorito só vai aí uma dose de chutômetro, porque o equilíbro é grande. Sobre a questão dos estádios no Rio é gravíssima mesmo, se bem que o Flamengo, assim mesmo, lançou seu programa sócio-torcedor. Mas é complicado. Sem estádios… Há o do Vasco. Mas que é do Vasco. E o Botafogo, pelo menos a meu ver, pode lutar por uma vaga na Libertadores. Pelo título acho muito difícil.

      • Ton

        Qual o problema com o Maracanã? O Estádio não está pronto? Depois da Copa das Confederações, poderia ser usado no Brasileiro, funcionaria até como eventos – teste.

        • janca

          É o que esperamos. Mas deve ter que passar por outra reforma para a Olimpíada. Espero que não seja agora. Aliás é uma piada ter que passar por outra reforma depois de tanto gasto do governo para adequá-lo aos padrões exigidos pela Fifa. Que lamentavelmente não são os mesmos do COI.

        • janca

          Sem falar, Ton, que São Januário e o próprio Maracanã não poderão ser usados pelos clubes do Rio nas quatro primeiras rodadas do Brasileirão. As que acontecem antes da Copa das Confederações. E isso também prejudica.

          • Mario

            lembrando q a FIFA ainda pode ainda pedir novas reformas depois da copa das confederações se achar necesario e o Mineirão já entregue tem muitos problemas e pode ser fechado de novo.

          • janca

            Nem tinha pensado nisso…

  • Tato I

    Boa idéia homenagear Nílton Santos, chega de cultuar corruptos e sem caráter. Outra observação é o profissionalismo do Seedorf, parece ser uma pessoa de princípios e se expressa muito mais no “coletivo” do que no “individual”, palavras como: “conseguimos”, “estamos”, “fizemos” soam bem aos ouvidos.

    • janca

      Também gosto do Seedorf e do que ele representa para o Botafogo. Vestiu bem a camisa do time. Com vontade e identificação. Sobre a homenagem a Nilton Santos sou favorável. Homenagear João Havelange é complicado…

  • francotimao

    Ola, João, gostei q o Botafogo ganhou o carioca este ano, gosto do clube da estrela solitária, é claro q só simpatia, assim como a Lusa, etc…, com certeza o time teve méritos em vencer o regional, mas não podemos deixar de ver q isso deu em boa parte pela inconstância de flamengo e vasco e pelo descaso do fluminense, mas o Bota tem um bom elenco principalmente contando com o Sidão, mas pra pensar em titulo ou uma boa colocação no brasileiro precisa melhorar o elenco com certeza…Abs!!!!!!!

  • Ton

    Difícil apontar favoritos em campeonato tão longo e equilibrado como o Brasileirão, sem falar na janela do meio do ano em que alguns clubes perdem os principais jogadores. Neymar deve sair no meio do ano. Se não sair, pior para o Santos que não terá nenhum retorno financeiro na saída do jogador, considerando que o vínculo da estrela santista termina em 2014 e não será renovado.
    Uma coisa que não tem como negar, é a necessidade de ter elenco e boas peças de reposição, mas depende também da Libertadores, pode apostar que um clube brasileiro ganhando a Liberta, este não dará a mínima para o campeonato brasileiro.

    • janca

      Dependendo do time até pode ser. E dependendo de sua situação no Brasileirão. Mas tem que tomar cuidado, vide o que aconteceu ano passado com o Palmeiras. Apostou todas as fichas na Copa do Brasil, esqueceu do Brasileiro e quando quis entrar na competição de repente percebeu que era tarde demais.

MaisRecentes

Pela saída de Levir



Continue Lendo

Apoio a Jô



Continue Lendo

Os preços da Seleção



Continue Lendo