Pitacos de Guardiola



Ainda antes de Bayern e Borussia chegarem à final da Liga dos Campeões, Pep Guardiola, curtindo o final de seu ano sabático em Nova York, dizia que seus dois favoritos para vencer a Copa de 2014 eram os alemães e… Sim, os brasileiros.

Apesar da falta de confiança na seleção por parte de nossos próprios torcedores, Guardiola acha que, ao lado da Alemanha, temos grandes chances de vencer o Mundial do ano que vem. Pesa, na análise do treinador espanhol, o fato de atuarmos em casa, a experiência de Luiz Felipe Scolari e sua capacidade de formar e fechar um grupo, além do talento de alguns jogadores brasileiros, especialmente os que atuam na Europa.

Ele acha, no entanto, que o Brasil deve jogar para a frente, colocando pressão nos adversários e aprimorando seu toque de bola, algo _no caso a posse de bola_ que também é defendido por Carlos Alberto Parreira, coordenador técnico da seleção.

Fora Brasil e Alemanha, Guardiola vê Argentina e Espanha como outros dois sérios candidatos ao título.

Já sobre a decisão de sair do Barça e aceitar convite para dirigir o Bayern e trabalhar em Munique, alega que precisava de novos desafios e que a forma como os alemães têm administrado e investido no futebol, com muita responsabilidade do ponto de vista financeiro, pesou na escolha.

Guardiola, aliás, não se mostrava muito propenso a dirigir times como o Chelsea ou o Paris Saint-Germain, irrigados por dinheiro de magnatas russos ou xeiques árabes.

Que tenha sorte quando assumir o Bayern. E que não esteja errado em seus palpites sobre a Copa de 2014. Mas que eu ainda preferia ver o Brasil nas mãos dele, Guardiola, confesso que preferia, por mais respeito que tenha _e de fato tenho_ por Felipão.



  • Mario

    eu adoraria ver o Guardiola treinando a seleção brasileira , mas eu tenho ctz q quando ele se encontra-se com a dupla Marin/Del nero p/discutir o contrato e o sistema de trabalho ele iria desistir de treinar o Brasil na mesma hora.

    o Guardiola é um treinador diferenciado , mas tambem temos q elogiar e ver de perto o trabalho do Klopp tecnico do Borussia e o Heynckes atual tecnico do Bayern e duvido q ele se aposente em caso de convite p/trabalhar no Real ou no Chelsea ,sem falar q nossos cartolas teriam muito a apreender com a Bundesliga .

    apostar contra Italia , alemanha e Brasil em copas é furada a historia mostra q qnt mais criticados mais fortes esses times ficam , só Pele q as vezes inventa uns times e jogadores azarões .

    • janca

      De fato você tem razão sobre apostar contra Itália, Alemanha e Brasil em Copas. Quantas vezes não vimos essas seleções em fases complicadas _caso da Itália em 1982, lembra da primeira fase?_ e depois surpreendendo muita gente? Mas temos sem dúvida muitos técnicos bons na Europa, como temos também no Brasil _Tite vem fazendo um ótimo trabalho e o mesmo vale pro Cuca. Achava que era o momento de apostarmos num técnico estrangeiro para, por mais paradoxal que pareça, resgatar nosso estilo de jogar bola. Só que Marin achava que se apostasse em Guardiola e o Brasil perdesse a Copa seria crucificado. E preferiu ficar com Felipão, cujo trabalho e experiência eu respeito, e Parreira _de cujo trabalho já não sou tão fã.

      • Mario

        impossivel esquecer 82 e Paolo Rossi q antes da copa estava afastado do futebol por acusações de manipulação de resultados .

        o problema dos tecnicos brasileiros é a falta de consistencia do futebol das suas equipes o Cuca alterna trabalhos otimo com trabalhos bisonhos , o Corinthians do Tite faz um super jogo e na sequencia faz um jogos horriveis , talvez com um calendario similar ao europeu os tecnicos brasileiros teriam mais facilidade em montar times melhores .

        infelizmente precisamos de um europeu p/nos lembrar q nos fazia um o pais do futebol arte ,apesar q eu acho q revolução deveria vir dos clubes e não da seleção.

        Para mim o Marin tomou uma decisão politica ao escolher Felipão p/agradar ao ministro Aldo Rebelo q é um nacionalista de ideias ultrapassadas.

  • Rafael Kaniatti

    Bom dia, Janca.

    O Guardiola seria um treinador fundamental para esse péssimo momento da seleção brasileira. Porém, estamos entregues dupla Marin e Del Nero.

    Abraços.

    • janca

      E a dupla foi conservadora e covarde, a meu ver, preferindo apostar no mesmo. Felipão, por conta de 2002, e Parreira, por conta de 1994. Poderia ter inovado e arriscado. De vez em quando na vida arriscar é preciso, Rafael. Abs.

  • Edson – Santo André

    Boa tarde Janca!

    Eu também queria ver o Guardiola comandando a Seleção. Perdemos (Marin e Cia bela) uma grande oportunidade de modificarmos a estrutura de futebol do time canarinho, de oferecer um aprendizado diferenciado aos jogadores, de resgatar o toque de bola e a técnica (não a habilidade, que é outra coisa) que nossa seleção sempre teve e foi perdida nos últimos anos.

    Alem do mais, vendo de longe, o Guardiola parece ter um bom caráter (mais um motivo para tê-lo como técnico), sabe trabalhar com estrelas, tem comando, enfim.

    Seria uma oxigenada tão esperada em nosso desbotado futebol!

    Abs.

    • janca

      É o que acho _o toque de bola e a técnica foram perdidos, não a habilidade. Mas agora é ver o Guardiola no Bayern… Fazer o quê? Grande abraço e boa semana, Janca

  • francotimao

    Ola,João, foi realmente uma pena o Pep não ter vindo comandar nossa seleção, seria no minimo interessante essa aposta, mas conservadores gostam de fazer o q lhes apraz, ou seja serem conservadores, viveram assim, vivem assim e viverão sempre assim, se omitindo, pois considero o fato de não oportunizar a vinda do guardiola como uma omissão, mas veremos o trabalho dele no Bayer q depois deste momento absolutamente vitorioso do time, passa a ser um desafio importante pra testar os conhecimentos dele..Abs!!!!!!!!

  • sergio

    essa historia de fair play financeiro na Alemanha não cola. Vide os 37 mi de euros pagos pelo Mario Gotze dias atrás. Existe o Bayern e os outros… A diferença entre Bayern e equipes como PSG, Chelsea, City é que o Bayern arruma dinheiro sem vender seu comando a nenhum russo/árabe.
    Quanto ao Guardiola, tbm queria ve-lo treinando a seleção brasileira, mas convenhamos que seria uma incognita. E acho tbm que não seria bom pro próprio Guardiola, pois ano que vem existem 2 resultados possíveis: Campeão ou Fracassado.
    Ele teria que começar um trabalho do zero, sem conhecer os jogadores brasileiros que atuam no Brasil. Havia tempo pra isso? Creio que não… o fato é que a CBF tinha 1001 motivos pra demitir o Mano. Após as Olimpiadas principalmente, mas não. Deixou ele lá e na hora que estavamos conseguindo ver uma seleção com uma cara, tocando bola, com Oscar e Kaka se dando bem no meio, Neymar se movimentando eis que: por motivos políticos demintem o Mano. Agora vem o Felipão com seu joguinho vitorioso, mas pouco vistoso, tentando formar uma “familia” e tenho ctz que depois da Copa das Confederações haverá o famoso “Ame-o ou Deixe-o” (em relação a seleção).
    Duvido muito que o Brasil consiga algo relevante nessa Copa. Até outro dia, em 1994 e 2002 por ex, podiamos nos dar ao luxo de fazer um time fechadinho e deixar que os fora de séries (Bebeto, Romario e Mazinho em 1994; Rivaldo, Gaucho e Ronaldo em 2002) resolviam a parada lá na frente. Hoje, infelizmente não temos mais isso. Neymar, Oscar, Fred, Hulk, Lucas. Todos muito bons jogadores, mas não decidem. Neymar ainda decidirá, mas não hoje.
    Favoritos de Copa do Mundo são sempre os mesmos, agora com a inclusão da Espanha. Mas o Brasil, confirmando o fracasso do ano que vem, que pense em formular uma base decente e principalmente com SERIEDADE para 2018. E com essa corja que anda comandando hoje em dia, não dá.

    • Mario

      ue mas se o Bayern tem dinheiro e a compra do Gotze não arrebenta o orçamento, esta tudo certo com o Fair Play Financeiro ou não?

      • sergio

        gastar dentro do que arrecada é apenas um ponto do fair play financeiro.
        coloque ai dentro deste bolo: não inflacionar as transações de jogadores e os salários; coerencia e disciplina na hora de gastar; equilibrio da liga nacional; valorização da base; e como você diz “não arrebentar o orçamento”. Dentre outros aspectos…
        Fair Play financeiro não tem um ingrediente unico. é todo um processo que visa uma melhoria futura do futebol principalmente fora de campo.
        Lembre-se que este mesmo Bayern tirou jogadores de rivais domésticos como o Gotze, o Neuer, Mandzukic, e mais uma penca de jogador.. Fora que ainda gastou quase 40 milhoes de euros pelo Javi Martinez.
        A Bundesliga desta temporada foi um absurdo. o Bayern ganhou com 6 ou 7 rodadas de antecedencia… Isso é decorrencia do “unfair” play.
        E só para deixar claro, Mario, estou apenas apontando fatos, não dando opinião.. Pq acho que o Bayern, deve mesmo investir em jogadores que acha interessantes. Ao contrário de Real Madrid, por ex, que paga 90 milhoes de euros pelo C Ronaldo e mais 60 por Kaka ou 30 milhoes pelo Fabio Coentrão (???) pq eram os jogadores da moda. Se o Messi não fosse exatamente do Barcelona, tenho ctz que o Madrid ja teria colocado na mesa mais de 100 milhoes para levar o argentino. Ridiculo.

        • Mario

          mas o Gotze tinha uma cláusula de liberação p/quem pagasse 37 milhões e a parte q cabe ao clube(bayern) no fair play é a coerencia e disciplina na hora de gastar mantendo a sua saude financeira a partir dela é q eles não irão inflacionar as transações de jogadores e os salários, equilibrio da liga nacional, valorização da base mas q ira demorar aparecer .

          o Bayern é predador , mas tambem já emprestou dinheiro ao o Borussia dortmund qnd esse quase abriu falencia 2004, e hj o Borussia é um exemplo de clube .

          lembrando q é a primeira vez na historia q um clube ganha a bundeliga com tanta vantagem , agora com a chegada do Guardiola pode virar regra ou não só o tempo dira….

          a politica de “galaticos” do real é furada.

          • sergio

            Mario, como eu disse.. em nenhum momento eu critiquei o Bayern. Acho que se ele pode ir no Dortmund e pagar a multa do Gotze, e principalmente, achando que o Gotze tem algo de bom a acrescentar a equipe do Bayern, tem mais é que ir mesmo.
            Mas isso, pra mim, não é sinonimo de fair play financeiro, pois existe um abismo entre Bayern e o resto da Alemanha…
            E outra.. acho que o Guardiola ia ter na mão 300 mi de euros pra gastar como quiser na proxima janela de transferencia em julho. Qual time alemão conseguirá competir com o Bayern desse jeito??
            Concordo com vc que ESTE ANO foi atípico, mas pelo andar da carruagem, este ano vai virar regra.
            Os outros clubes alemães, como o próprio Dortmund, Schalke e o Leverkusen, que são os melhores atualmente, que se mexam para correr atrás do Bayern. Ficar choramingando não ajuda de nada.
            Resumindo: estou de acordo com a política do Bayern, mas isto não significa que o Bayern pratica o fair play financeiro. Dei o exemplo do Real Madrid pq este time paga o que tem e o que não tem por jogadores midiáticos, sem ter um pingo de planejamento. Ao contrário do bravo Bayern.
            Abs

    • marcelo kapa santos

      Essa geração de jogadores é muito fraca,a reformulação tem que começar pelos clubes e a CBF enquanto não rola isso nem adianta pensar em guardiola ou coisa parecida com a varzea que temos aqui,o cara saiu do barça por achar que o barco estava furando imagina dirigir uma seleção brasileira com essas maracutaias que vemos todos os dias?
      Só era motivo de mais vergonha para nós,o marin é besta de trazer um tecnico de fora que não tem como eles colocarem o cabresto que dificilmente ia cair na conversa de empresário pra botar perna de pau no jogo?
      seria muito bom,mas nossa realidade é outra…infelizmente!

      • Leandro

        Davi Luis, Thiago Silva, Marcelo, Dani Alves, Ramires, Oscar e Neymar (que hoje não está em boa fase). São jogadores tidos como titulares da seleção, que ao meu ver dificilmente não seriam aproveitados nas outras seleções tops.

        Acredito que a geração não seja tão ruim, o problema deve ser outro…..

    • clodoaldo

      corretíssimo caro Sérgio,esse papo de fair play financeiro na Alemanha é pura balela,vejam o caso do presidente do Bayern enrolado até o pescoço em sonegação de impostos,tudo isso é pura hipocrisia

      • janca

        Não sei até que ponto é hipocrisia, não. Posso estar enganado, Clodoaldo, mas não vemos na Alemanha algo que acontece muito na Inglaterra e agora aconteceu em Paris, por exemplo. Enxurrada de dinheiro de magnatas do petróleo russo ou de xeiques árabes. E muitas vezes ninguém pergunta a origem do dinheiro. Vem grana e mais grana e mais grana, mas é uma grana que tem origem legítima, de fato?

  • clodoaldo

    é engraçado que tem muitas pessoas que criticam o campeonato espanhol só tem BARCELONA E REAL MADRID na hora de analisarem MESSI E CRISTIANO RONALDO DOIS CRACAÇOS DO FUTEBOL ATUAL,e o futebol alemão tem quem caras pálidas?tem o BAYERN e o resto,certo que o borussia Dortmund tem feito frente a ele nos últimos 3 anos,mas anteriormente é uma disputa desigual,a politica do Bayern já é bem conhecida os jogadores si destacam nos times menores e ele vai lá e paga a multa contratual e ainda enfrequece os outros,não vou dizer que é ilegal mas parece um pouco anti-ético

    • janca

      Eu acho a grande maioria dos campeonatos nacionais europeus sem graça. Não é só a Espanha que tem dois concorrentes apenas ao título, Barça e Real. Na Alemanha não tem sido diferente. Mesmo em Portugal… E em outros países europeus. Felizmente no Brasil começamos o Nacional com pelo menos cinco candidatos reais ao título. Há mais paridade. Ainda.

  • Helio

    O Bayern vai virar uma maquina de ganhar titulos, é um visionario o tal de Guardiola. kkkkkk

  • Daniel

    Acredito que finalmente o Pep Guardiola vai ser desmascarado. Uma coisa é fazer o que fez com o Barcelona, outra coisa totalmente diferente é fazer com o Bayern ou qualquer outro time atualmente (diferença de base, exposição midiática, marketing, plantel, etc), até mesmo oestilo de jogo que pode ser implementado na fraca liga espanhola. Pep nem experiência tem já que só é treinador profissional há 5 anos.

    Se eu estiver errado e o Bayern virar um time mágico eu vou ser o primeiro a dizer “esse cara é bom mesmo!”, mas sinceramente, encheram demais a bola de um treinador que não fez nada a não ser treinar simplesmente o Barcelona de Messi.

    • janca

      O Bayern não tem que virar um time mágico. E jogando um ótimo futebol já está, mesmo sem Guardiola. Basta ver a atuação do time no Alemão ou na Liga dos Campeões.

      • Daniel

        Sim, o Bayern já tá jogando muita bola, portanto mesmo continuando jogando a mesma bola não será mérito de Pep. Por isso disse “se virar um time mágico”, como querem pintar Pep de Midas do futebol, aí sim vai ter o dedo dele e aí sim dá pra dizer que ele está entre os melhores do mundo. Fazer esse Bayern jogar um bom futebol não é mais do que a obrigação.

        Mas como eu disse, a liga alemã (muito mais equilibrada que a espanhola) e o próprio estilo do futebol alemão (mais pegado e veloz) pode não permitir o PepBall. Aí poderemos ver se ele realmente pode se destacar adaptando seu estilo ou se é só um cara que tava na hora certa no lugar certo.

        Ele não precisa provar nada pra mim ou pra você ou pra quem quer que seja, mas EU particularmente quero ver ele fazer seu futebol se adaptar em outro lugar. Acho muito pouco dizerem que ele é tudo isso com 5, 6 anos de profissional.

        • janca

          Mas não necessariamente você tem que fazer o time jogar mais do que está jogando. Manter-se no topo tampouco é fácil. Que o diga o próprio Barça pós-Guardiola.

          • Daniel

            Então se jogar bem é porque o Pep conseguiu manter o futebol do time, se melhorar é porque o Pep conseguiu colocar a sua filosofia no clube e se piorar é porque é normal cair de produção.

            Existe alguma maneira do Pep estar errado nesse cenário?

          • janca

            Não, se piorar o Guardiola vai ter que responder pela queda. Afinal está sendo contratado para fazer o time melhorar ou pelo menos manter o que tem conquistado, que não é pouco.

  • Rafael Fernandes

    ridículo seria guardiola comandando a seleção brasileira… Temos tradição, História sem babar ovo de gringo, coisa que se faz muito aqui, tudo na europa é melhor, claro que é os paises são um OVO, o continente deles é equivalente ao nosso país.. a famosa CHAMPIONS, hum não passa de um CAMPEONATO BRASILEIRO entre eles lá.. pois se cada estado tem 2, 3 até 4 grandes, lá os países tem isso… as ligas nacionais lá, não passam de meros estaduais.. jogos horríveis, é mais bonito ver mogi, penapolense e linense do que west ham e cia… pelo amor até quando vamos babar ovo de uma falsa proposta? briga de torcida lá é igualzinho aqui se não pior quem sabe tá ligado… o problema é que o Brasil e os brasileiros só sabem ver o lado ruim do que fazemos e ai os cara lá fora só mostra o lado bom e cabaços acreditam que lá é melhor.. é igual a abitragem sim da libertadores é fraca claro, mas e da europa quantos gols irregulares sairam nessas quartas e semi finais?? pelo amor, BABAR OVO DE GRINGO NUNCA! TEMOS TREINADORES MONSTROS FORA O FELIPÃO QUE PODERIA GUIAR A SELEÇÃO PARA ESSA COPA…

  • LUIZ

    Olha com o Guardiola o Brasil ficaria bem acredito eu.Acho que a seleção de Guardiola seria esta:JULIO CESAR,DANIEL ALVES,DANTE,DAVI LUIS,MARCELO,RAMIRES,PAULINHO,OSCAR,NEYMAR,PATO E FRED.
    ANTES DE VOCES ME XINGAREM É SÓ UM PALPITE VIU E VOCÊ JANCA O QUE ACHA SE O GUARDIOLA MONTASSE A SELEÇÃO DESTE JEITO SERÁ QUE DARIA CERTO?
    RESPONDA PARA MIM!

    • janca

      Como é que vou saber se daria certo? Mas não é minha seleção. Na minha tem lugar para o Ronaldinho Gaúcho como titular. Pelo menos hoje teria.

MaisRecentes

Flamengo e CBF



Continue Lendo

Oposição santista



Continue Lendo

Santos em SP



Continue Lendo