O trabalho de Cuca



Podem dizer o que quiserem de Cuca, mas novamente mostrou ser um baita treinador. Sabe fazer um time jogar e em suas mãos o Galo voltou a dar show na Libertadores. Com Réver, Bernard, Jô, Ronaldinho Gaúcho, Diego Tardelli e companhia.

É verdade que o São Paulo poderia ter liquidado o jogo nos primeiros 15, 20 minutos ao fazer 1 a 0 e perder pelo menos dois gols incríveis. Mas o Galo soube se aproveitar da expulsão de Lúcio, o experiente Lúcio que tanto tem falhado ultimamente, pra empatar e depois virar a partida.

É o time que tem o futebol mais vistoso da América Latina. Joga pra frente, com um ótimo toque de bola e triangulações incríveis no ataque. Redimiu-se da má atuação na partida anterior, contra o próprio São Paulo, quando acabou permitindo ao rival se classificar para as oitavas de final.

Dessa vez, no entanto, a história foi diferente e quem foi ao Morumbi pôde presenciar um belo espetáculo e ver, entre outros, o menino Bernard, que joga muuuito. Sigo sem entender como não foi chamado para os Jogos de Londres, em 2012, já que tem _e tinha_ idade olímpica e acho que merece, assim como Réver, uma vaga na Copa das Confederações. Duvido, no entanto, que seja chamado. Que siga encantando, então, pelo menos na Libertadores. Quem gosta de futebol agradece.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo