As contas do Verdão



A direção do Palmeiras tem se reunido para discutir a arrecadação de recursos. A ideia é conseguir mais verba com ações pontuais de marketing.

Não será fácil, já que a Arena Palestra, que deve alavancar o programa sócio-torcedor do Verdão, só ficará pronta ano que vem e o clube já recebeu as cotas de TV. Antecipadamente, diga-se de passagem.

Sem poder recorrer à Globo, pois até as cotas de 2014 já estariam comprometidas, o Verdão quer usar a criatividade e fazer ações pontuais de marketing, especialmente na Série B, para equilibrar o caixa. Uma das possibilidades inclui jogos em outros estados, bancados por patrocinadores e governantes locais.

A avaliação, no entanto, é que uma bela campanha na reta final do Paulista e especialmente na Libertadores pode reconquistar o torcedor, além de fortalecer as contas do Palestra, deixando o Pacaembu mais cheio no Brasileirão. O jogo de amanhã contra o Santos, na Vila, e os confrontos diante do Tijuana pelas oitavas de final da Libertadores são tidos como imprescindíveis pela diretoria e podem sinalizar um novo caminho para o clube daqui para a frente. Aguardemos. Fáceis certamente não serão.

Ah! Olhando um pouco mais adiante e pensando não só no curto prazo, outra ideia é usar a Copa do Mundo para começar a internacionalizar a marca palmeirense. Há projeto de excursão à Itália, além da ideia de atrair seleções estrangeiras para amistosos antes da Copa na Arena Palestra, cujos “naming rights” foram comprados pela Allianz. O Bayern de Munique, aliás, deve mesmo participar do jogo de inauguração do estádio. Paulo Nobre, enfim, pelo menos está se mexendo. O que é um bom sinal. Ótimo, eu diria.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo