O trabalho de Bial



Que o trabalho de Alberto Bial no Basquete Cearense, levando o esporte de alto rendimento para outros cantos do Brasil fora do Rio-SP ou Sul/Sudeste, seja seguido por outros técnicos, empresários, dirigentes e governantes do país.

Acompanhei a iniciativa de Bial quando ele ainda comentava os jogos do NBB pelo Sportv e é muito bom ver o Nordeste não só representado na atual temporada como com uma equipe nas oitavas de final.

Ontem à noite, jogando em casa, o time venceu o Paulistano, por 79 a 66, numa grande jornada de André Luiz, empatando a série com o clube de São Paulo em 1 a 1 _ganha quem vencer três jogos.

Para viabilizar uma equipe de ponta no Ceará, Bial conseguiu apoio do governo local e da Sky, que patrocina o Basquete Cearense. Além do time principal o projeto envolve uma série de iniciativas para incentivar jovens da região a praticarem o esporte, buscando a inserção social pelo esporte, no caso o basquete.

Gosto de lembrar também do exemplo de Sarah Menezes, a judoca brasileira que ganhou ouro em Londres no ano passado e manteve seus treinamentos no Piauí, colocando o estado nordestino como um dos polos da modalidade no Brasil.

Não adianta, como durante muitos anos aconteceu com o handebol, ter uma confederação no Nordeste apenas por ser a casa de seu presidente sem desenvolver o esporte na região.

Sei que a grana está concentrada em outros estados, principalmente São Paulo, e as atenções da mídia, por consequência, também, mas o Brasil é muito grande para pensarmos pequeno, esquecendo-nos de que há muito a fazer em outras localidades. E que elas também têm muito a oferecer. Ou podem ter.



MaisRecentes

Complô no Santos



Continue Lendo

O contrato de Felipe Melo



Continue Lendo

Naming rights em 2019



Continue Lendo