O São Paulo renasce



A vitória do São Paulo, 2 a 0 diante do Galo, não só garantiu a classificação dos paulistas, como lhes dá moral para a fase seguinte da Libertadores.

No segundo tempo a equipe jogou com uma garra que ainda não demonstrara em 2013. E apresentou bom futebol. Tem chances de eliminar o Atlético-MG nas oitavas de final, apesar de a melhor campanha na fase de grupos ter sido dos mineiros, com 15 pontos, cinco vitórias e apenas a derrota de ontem.

Mesmo com o primeiro jogo no Morumbi e a decisão sendo em Minas, não vejo favoritismo do Galo. Acho que o futebol mais bonito praticado no Brasil é o do Atlético, mas isso não necessariamente ganha jogo. E nos dois jogos contra o Galo o São Paulo foi bem. Fora que Cuca, apesar de ser um excelente treinador, não é exatamente especialista em mata-mata.

Não que o Atlético não possa vencer. Pode. E pelo que mostrou até aqui tem, como já disse, o futebol mais vistoso da Libertadores. Mas insisto que isso, por si só, não ganha jogo. E o São Paulo pode jogar mais relaxado e mais forte emocionalmente a partir daqui. A pressão e a responsabilidade passam a ser do Galo. Mudam de lado.

E isso tudo sem falar que Rogério Ceni ganha força de novo. Criticado até pela mulher de Denis, o goleiro reserva do Tricolor, mostrou coragem ao bater o pênalti que deu vantagem ao São Paulo ontem. E ajudou a colocar o time nas oitavas de final e a calar, pelo menos por enquanto, muitos de seus críticos, alguns dos quais defendiam que abandonasse o futebol. Quando a hora de parar, repito, quem tem de saber é ele. Nâo somos eu e vocês.



MaisRecentes

Complô no Santos



Continue Lendo

O contrato de Felipe Melo



Continue Lendo

Naming rights em 2019



Continue Lendo