Cariocas itinerantes



Com a interdição no Engenhão e possíveis novas obras no Maracanã depois da Copa de 2014, os times do Rio começam a receber convites de outros estados para mandarem seus jogos fora de casa no Brasileirão. Brasília, Fortaleza e Salvador, cidades que serão sedes do Mundial do ano que vem, já demonstraram interesse em abrigar partidas das equipes cariocas.

Não acho má ideia. Pelo contrário. É uma forma de os times do Rio, tirando o desgaste das viagens, apresentarem-se para novos torcedores e explorarem outros mercados, recebendo uma graninha extra. Vale lembrar que o público médio do Estadual do Rio, mesmo antes da interdição do Engenhão, tinha dificuldades para chegar aos 3 mil pagantes de média.

Não acho má ideia que outras cidades do Sul e Sudeste entrem na disputa. Em São Paulo, por exemplo, a torcida do Flamengo é imensa e ele poderia atuar no Canindé ou Pacaembu um ou outro jogo do Brasileirão. Com a vantagem de que a viagem é mais curta do que ir ao Nordeste.

O Engenhão corre o risco de só ser liberado em fins de setembro, começo de outubro, e o Maracanã, se quiser ser palco da Olimpíada de 2016, segundo o Comitê Organizador Local dos Jogos do Rio, terá de passar por novos ajustes depois da Copa, acreditem vocês ou não. Sobra o estádio do Vasco, que não está em boas condições. Além de problemas no gramado, que podem se agravar com o acúmulo de jogos, recentemente foi invadido por ratos que se alojaram nas sociais. Boa parte das cadeiras também deve ser trocada.

Volta Redonda, cujo estádio tem problemas na estrutura, não acho que seja boa solução. E não tem atraído bom público.

 Então não veria problema em ter cariocas itinerantes no Brasileirão. Seja no de 2013, seja nos dois seguintes. Sem falar que a abertura da Série A em maio, envolvendo Santos e Flamengo, não será nem em São Paulo nem no Rio, mas no estádio de Brasília. O Mané Garrincha. Mané Garrincha sim senhor, queira a Fifa ou não.



MaisRecentes

Deuses da Bola



Continue Lendo

Galo pega fogo



Continue Lendo

Cornetas no Palestra



Continue Lendo