Missão cumprida



O Palmeiras cumpriu o dever de casa e conseguiu classificação às oitavas de final da Libertadores. Parabéns ao novo presidente, Paulo Nobre, aos jogadores e, por que não?, à comissão técnica, que eu tanto critiquei depois dos 6 a 2 diante do Mirassol. Não apenas pelo que aconteceu naquela partida, mas pelo tratamento dado ao jovem Marcos Vinícius, que marcou um gol contra logo no início e acabou queimado pelo “banco” palmeirense, e pelo conjunto da obra _rebaixamento no Brasileiro, fiasco na Sul-Americana e início complicado no fraco Paulistinha.

Hoje, no entanto, com apoio da torcida _e o Palmeiras precisava muito dela_, o time se saiu bem e venceu com méritos o Libertad. Missão cumprida, pelo menos a meu ver. O que vier daqui em diante será lucro. Lucro que o São Paulo, aliás, pode não ter, já que é o pior dos brasileiros na primeira fase da Libertadores e corre sério risco de ser eliminado já na semana que vem. Ah! Podem argumentar que o time é o primeiro por antecipação na primeira fase do Paulista, mas… E daí? Pode cair nas quartas de final em apenas um jogo. E tem jogado mal pacas. Pelo menos quando os jogos são pra valer, caso dos cinco que disputou até aqui no torneio sul-americano. Ao contrário do Palmeiras, que pelo menos muita garra demonstrou contra Tigre e Libertad, em casa, assegurando vaga para a fase seguinte.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo