A hora de parar



As falhas de Rogério Ceni no clássico de domingo fizeram uma parte da imprensa questionar _e alguns torcedores também_ se não estaria na hora de o goleiro se aposentar.

Está certo que o início da temporada 2013 não tem sido dos melhores para o goleiro são-paulino, seja devido a lesões, seja pela demora a chegar em algumas jogadas, seja por algumas falhas que Rogério não costumava cometer. Mesmo assim acho que não cabe a mim nem a vocês definir quando Ceni deve parar. Mais do que ninguém a decisão tem que ser dele. Dele e da direção do São Paulo.

Mesmo que ele esteja falhando mais do que o habitual _e acho que está_, é uma liderança importantíssima no Morumbi, bem ou mal leva segurança à defesa e aos demais companheiros, segue sendo um nome de peso para a Libertadores e pode fazer a diferença em lances decisivos.

Sei que Rogério já completou 40 anos e está no final da carreira. Mas àqueles que acham que ele deveria ter parado ou que agora chegou a hora do adeus, discordo. Quando o momento chegar ele próprio irá saber. Mesmo que possam argumentar que não é o jogador que abandona o esporte, mas o contrário, discordo. Ninguém melhor do que o atleta para saber qual é o seu momento. A hora de parar é única. Cada um sabe a sua e quando for a de Rogério ele saberá dar adeus e trocar de função no futebol, já que sonha em ser dirigente depois. Menos mal, pois precisamos dar um sentido à nossa existência. Dentro ou, quando for o momento, fora do gol.



MaisRecentes

Cadê os patetas?!?



Continue Lendo

Complô no Santos



Continue Lendo

O contrato de Felipe Melo



Continue Lendo