Pressão contra Marin



Não é só a família de Vladimir Herzog, assassinado pela ditadura militar, que faz campanha pela saída de José Maria Marin da presidência da CBF.

No governo federal e na sociedade civil o dirigente, cuja carreira política começou atrelada à ditadura e ao malufismo, começa a ser pressionado. Sempre que pode a própria presidente Dilma Rousseff evita a companhia de Marin, embora descarte qualquer intervenção na CBF. Quem começou a fazer o mesmo foi Aldo Rebelo, ministro do Esporte. Sua pasta e o Comitê Organizador Local da Copa, também presidido por Marin, já não falam a mesma língua e têm divergências sobre o encaminhamento do Mundial no Brasil e o atraso em boa parte das obras, inclusive dos estádios.

A petição pública pela saída de Marin da CBF e do COL já tem mais de 50 mil assinaturas e será enviada a dirigentes de clubes, federações, à Fifa e à imprensa estrangeira no próximo dia primeiro. Ivo Herzog, filho de Vladimir Herzog, jornalista assassinado pela ditadura militar em 1975, quer mostrar ao mundo o papel de Marin no regime que governou o Brasil de 1964 a 1985. Dias antes da morte de Herzog, jornalista da TV Cultura, o hoje presidente da CBF e então deputado estadual, pedia providências na emissora, que estaria infestada de comunistas, segundo ele.

Já Romário, deputado pelo PSB-RJ, quer que Marin seja chamado para falar não só de sua atuação nos tempos da ditadura, mas também sobre os negócios da CBF, comandada, de acordo com o ex-jogador, por uma “quadrilha”.

Mesmo que continue em seus cargos, o Brasil e o mundo têm o direito de conhecer quem é José Maria Marin, cujos principais “feitos” foram ter sido vice-governador biônico de São Paulo, tendo como titular Paulo Maluf, e o vice mais velho de Ricardo Teixeira na CBF, ganhando a presidência da entidade de presente quando seu antecessor renunciou. Assim como ganhou o governo de São Paulo de presente, no início dos anos 80, quando Maluf se desincompatibilizou do cargo pra concorrer a uma vaga na Câmara Federal. Governou o estado por dez meses e saiu sob estrondosa vaia para dar lugar ao eleito Franco Montoro. Gostaria que saísse logo da CBF e do COL e com vaias semelhantes. Mas isso ainda é um sonho que parece distante de acontecer. E se deixar o cargo na confederação quem assume é Marco Polo Del Nero, numa típica troca de seis por meia dúzia.



  • Mario

    Dilma tem o poder como presidenta e não faz nada de util p/mudar realmente o pais , o Aldo é outro q ama fazer pose e não faz porra nenhuma alem de “queimar” bilhões em dinheiro do ministerio do esporte , só esta brigado com o Marin por causa da critica q vazou na midia senão ia estar ate hoje apoiando ele.

    Dilma , Aldo e Marin são faria do mesmo saco , não valem nada e deveriam mofar na mesma cela na cadeia .

    sera q é tão dificil colocar a PF , Ministerio Publico federal e pessoal da receita Federal p/investigar a CBF Federações e assim derrubar o Marin/Del Nero e todos os presidentes de Federações ?

    • janca

      Os negócios da CBF deveriam ser esmiuçados, sim, porque a confederação administra muito mal a seleção brasileira, um patrimônio nacional. O Marin tentou ver com o Luis Paulo Rosenberg, que reestruturou o marketing do Corinthians, pra ver se ele preparava uma campanha para melhorar a imagem da seleção e aproximá-la do público brasileiro, mas o economista não topou a proposta. E não defendo uma intervenção na CBF, mas a rediscussão do modelo de funcionamento da entidade, que não pode ser privada administrando um bem que é público. E administrando mal, insisto.

      • Ado Marcelo

        Se o governo não deve intervir na CBF pode criar uma série de benefícios e perdão de divída dos clubes que adotassem uma liga com regulamentação do governo, estatizar o futebol.

        Futebol é muito forte culturalmente e não pode ficar entregue nas mãos de mafiosos.

        Imagine uma secretária ou ministério para futebol gerenciado por gente como Zico, Raí, Leonardo … com apoio de jornalistas sérios no meio do futebol.

        Sobre o argumento de que a FIFA não reconheceria e portanto o Brasil não poderia participar de competição por ela organizada, é uma balela só … só fumaça …

        Esses que aí estão não vão largar o osso de ouro e, se o governo nada pode fazer, nada mudará!

        Simples assim.

        • vinicius gordo

          O ADO MARCELO,COMO ASSIM PERDOAR DIVIDA DE CLUBES ???? VC ESTA LOUCO!!!! VAI EU OU VC PEDIR PRO GOVERNO PERDOAR ALGUMA DIVIDA,VC VAI VER O TAMAHNO DO NÃO Q VC VAI OUVIR,PARA !!!!!!! OS CLUBES Q ARQUEM COM SUAS DIVIDAS SEM AJUDA DO GOVERNO.Á ANTES Q EU ME ESQUEÇA VAI CORINTHIANS !!!!!!!!!!!!

      • Celo

        é difícil entender esta CBF … o Poder Público investe milhões para a realização da copa do mundo … mais só que a CBF só administra os lucros …. não põe a mão no bolso … assim é fácil.

        O Brasil é um esgoto mesmo, o Ricardo Teixeira usou desta mamata até ser incomodado … quando viu que a coisa começou a ficar feia … se mandou e agora não volta mais …. o dinheiro que esse mafioso roubou durante anos a fio nunca veremos mais não só ele,tem Havelange também.

        Deixaram outro bandido no lugar … porém esse tem o rabo mais sujo e não é muito inteligente …. se aliou com outro pilantra que é o Del Nero.

  • Ton

    Sai Marin, assume Del Nero, ou seja, muda-se as mocas e o bolo continua o mesmo.

    • janca

      Sem dúvida. O famoso seis por meia dúzia.

  • Tri mundial doom

    Acredito que se Marin sair por causa do telefonema o Marco Polo envolvido tambem, nao assumirá…Mas quem arrumou essa ligaçao ? quem grampeou o tel de Marin ? Quem o fez pode ter interesses e nao só desconfiança de coisas erradas, fora que invadiu a privacidadade e pode não ser confiável para o cargo…

    Saindo Marin e Del Nero, espero que nao entre uma pessoas com interesses em favorecimentos a clubes, de preferência que seja alguém muito bom como ex presidente de clube tirando Corinthians, Sao Paulo, Flamengo (nunca vi um grande presidente mesmo ), Palmeiras, Internacional, Gremio, esses podem envolver rivalidade no comando. Os presidentes de Santos, Fluminense, Vasco nao tiveram bons presidentes, o Santos uma hora ta bem outra ta pequeno, o Fluminense é Unimed e nao tem nem bebedouro segundo Muricy, oVasco é isso aí, aos trancos e barrancos.

    Poderia ser o Bebeto de Freitas que organizou bem o Botafogo ou o presidente atual, Alexandre Kallil, do Atlético MG que montou tudo no Galo, tem o Perrela do Cruzeiro que também estruturou bem o clube, mas esse tenho duvida. Nunca um presidente de federacao.

    • janca

      Tampouco os dirigentes que você citou. Acho que podemos encontrar nomes melhores, dentro ou fora do futebol.

      • Tri mundial doom

        Fora do futebol ? Mas uma pessoa fora do futebol talvez nao entenda as necessidades dos clubes e selecao…

        • janca

          Há muita gente de fora do meio do futebol que entende muito mais de gestão esportiva do que os dirigentes de clubes e da própria CBF. Sem falar nos presidentes de federações.

          • sergio

            o que acham do Ronaldo Fenomeno? Sera que pela sua inteligencia e vivencia europeia, ele não faria um futebol brasileiro bem melhor? Ou seria um tiro n’agua? Eu pagaria pra ver.

          • janca

            Não acho um bom nome, muito ligado ao “establishment”. Mas entre ele, Marin/Del Nero e Andrés ainda fico com ele (Ronaldo).

    • vinicius gordo

      NOSSA !!!!!!!! KALLIL, PERRELA E BEBETO DE FREITAS,MEU DEUS SO FALTO VC CITAR O MUSTAFA,EU ACHO Q VC TEM UMA QUEDA POR PERDERORES E FRACASSADOS. BOM MESMO E ANDRES SANCHEZ,O HOMEN Q VENDE GELO PARA ESQUIMÓ E DA NÓ EM PINGO D’AGUA!!!!!!!!!!

  • Oscar de Melo

    Janca,em uma outra matéria,levantei a dúvida,não sobre sua pessoa,mas na imprensa em geral,sobre corporativismo.Porém,nem passou pela minha cabeça,o caso Herzog como centro da minha dúvida.Na ocasião,citei a tentativa do jornal F.de São Paulo,de dar crédito à ditadura,publicando a ficha corrida da Dilma,redigida pelos militares,no caso os “Marins” da vida.Dupla versão da história quando lhes é conveniente,invertendo os bandidos dessa história.Corporativismo existe,e um caso é bem conhecido.Boris Casoy,respeitado âncora das notícias,o mesmo que riu debochadamente do honrrado trabalho dos garís,pertenceu a um grupo de extremista de direita chamado CCC,Comando de Caça aos Comunista,que como o próprio nome diz,destinava-se à caça de quem era considerado “subversívo”,”terrorista”,”comunista”,bem onde se enquadra Herzog,Rubens Paiva e outras centenas que foram parar nos porões do DOPS.No entando,o apresentador sempre ocupou lugar de respeito nos meios de comunicação,e nunca foi contestado sobre suas atividades.Continuo te apoiando nessa luta contra essa cria da ditadura que hoje manda no futebol,mas confesso que ainda tenho a esperança de que um dia a imprensa passe a ditadura à limpo,dendo como alvo os torturadores e seus pares,e não os torturados.

    • janca

      Não interessa aqui qual era a profissão do Herzog, se jornalista, economista, advogado ou gari. Interessa que foi preso e assassinado pela ditadura e Marin era só elogios ao delegado Fleury. E pedia providências em relação à TV Cultura, cujo jornalismo era comandado por Herzog, cujo fim, sabemos qual foi. Interessa aqui a ligação de Marin com a ditadura, não a profissão de Herzog. Quanto ao papel dos jornalistas na época e dos empresários acho que também deveria ser investigado pela Comissão da Verdade. O que não quer dizer deixar de fora José Maria Marin, cuja trajetória política nem todos conheciam quando chegou à presidência da CBF. Seus maiores feitos foram ser vice biônico de Maluf no governo de SP durante o regime militar e vice mais velho de Ricardo Teixeira na CBF. E quando saiu seu antecessor, atolado por denúncias de corrupção, Marin passou a lhe pagar vultoso salário como consultor.

      • Oscar de Melo

        Segunda linha do meu comentário.
        “Nem passou pela minha cabeça o caso Herzog como centro da minha dúvida”

  • radamantys

    A maior Mafia é a da imprensa, Globo e curinga, isso tudo ai que estão falando do marin é pra tentar colocar o Andrés la isso sim, porq se depender dos dirigentes o Andrés não entra.
    È melhor o marim, que fez coisas erradas no passado do que o Andres que é pupilo do Ricardo Teixeira, que usa dinheiro publico pra fazer estadio pro seu time do coração, que se aliou a globo pra favorecer seu time.

    • janca

      Não é pra colocar o Andrés. Eu, pelo menos, sou contra Marin/Del Nero como sou contra o Andrés. Defendo uma terceira via. Andrés serviu de escudo de Ricardo Teixeira, sim, e isso mancha o currículo de qualquer um. Era defensor do então presidente da CBF, tanto que foi seu diretor de seleções.

      • Oscar de Melo

        Você deve ter um preferido.Pode revelar?

        • janca

          Sinceramente não tenho. Em outras ocasiões cheguei até a pensar no nome do Leonardo, mas hoje não. O que tinha era um nome para dirigir a seleção: Pep Guardiola. Mas neste caso a CBF foi muito conservadora e optou pela dupla Felipão/Parreira.

          • Renato

            Janca, boa tarde !

            Você insiste em Guardiola. Mas, vc consegue me explicar por que com o Tito o Barcelona continua imbatível? E com seu assistente, não foi diferente?

            Sendo assim, vc não acha que toda(ou quase toda) a bola do Barcelona não se deve a qualidade dos jogadores e filosofia do clube? Fugi do assunto, mas era pra não perder o gancho?

            Abraços,

          • janca

            Em parte sim. Mas que teve um toque do Guardiola também teve. E ele mesmo diz que o futebol do Barça é inspirado na forma que o Brasil jogava. Não na forma como joga hoje. Por isso acho que poderia oxigenar nosso futebol e nos ajudar a reencontrar nossas raízes. Abs.

    • sergio

      Nesse caso voce analisa o Andres como um candidato do Corinthians, e como deve odiar o clube, odeia o Andres. Nao esta analisando o Andres como um possivel dirigente da CBF e o que ele poderia fazer de bom ou de ruim. E ja adianto que tbm nao sou a favor do ANdres, mesmo pq, se um jogador do Corinthians for julgado no STJD podendo pegar 500 jogos de gancho e pegar 499, vai ter barulho de “esquemas”, “mafias” e bobagens de quem nao aceita ver o Corinthians onde ele está. Qualquer dirigente ligado a clube ou federação sera contestado. Dificil escolher um nome que agrade gregos e troianos. Sou a favor de ex-jogadores que sabem como funciona o futebol na Europa e sabe que uma “europeização” aqui seria benéfica. Por isso citei o Ronaldo Fenomeno em um comentario acima, mas tambem poderia ser o Zico ou Falcao. Caso nao queiram ex-jogadores, Bebeto de Freitas creio que seja um cara muito correto. Abraço.

  • sergio

    Ricardo teixeira.. eu era feliz e não sabia…

    • janca

      Eu não.

      • sergio

        na verdade, a frase teria de ser “ricardo teixeira.. eu era um pouco menos infeliz e nao sabia”.. haha Abs Janca.

        • janca

          Acho que éramos tão infelizes quanto… Abs.

  • Ricardo

    Andrés é o melhor nome para assumir o comando da cbf e resolver o problema da copa do mundo !!!

    • janca

      De jeito nenhum. Nem o do estádio corintiano ele está conseguindo resolver…

      • Renato

        Ah, mas vai resolver… Acho que seu problema é pessoal. Já tinha essa dúvida, agora tenho certeza.

        Esquece vc que TODOS os clubes dobraram sua receitas de TV justamente por causa da implosão do C13, comandado por Andrés/Corinthians.

        Não acho que ele é “O SALVADOR”, nem “O HONESTO” mas é uma grande evolução ele assumir a CBF.

        • janca

          Não vejo evolução nenhuma, inclusive porque ele trabalhou como diretor de seleções da CBF e foi mal na função. Serviu mais como escudo temporário para Ricardo Teixeira, de quem era aliado, do que qualquer outra coisa.

  • fernando

    Se todo mundo que foi ligado a ditadura for investigado, a família marinho e as organizações GLOBO de televisão terão sérios problemas. Essa comissão da verdade é para Inglês ver, e papagaio de pirata aparecer.

  • francotimao

    Janca, penso ser um pouco mais otimista q vc nesse caso “Mas isso ainda é um sonho que parece distante de acontecer”, com o Teixeira era a msm coisa, ou seja parecia impossível arranca-lo do “trono”, mas “conseguimos” graças a persistência da mídia e do publico em geral, é claro q diferentemente da sucessão q houve espero q surja um nome q agrade a todos nós…Abs!!!!

    • janca

      Não acho impossível a saída do trono de Marin _pelo menos do COL ele deveria sair. Mas adianta entrar um Del Nero ou um Andrés da vida em seu lugar? Pra mim não. Abs.

  • vic sanches

    Lamentável!! Tem gente aqui sugerindo o Ronaldo Fenômeno. Aquele mesmo, aliadíssimo ao Ricardo Teixeira e que disse que copa do mundo não se faz com hospitais, mas sim com estádios. O mesmo testa de ferro de uma empresa inglesa que gerencia a carreira do Neymar, do Lucas, entre outros.

    • Oscar de Melo

      Tá certo,seguimos o seu conselho,feremos os jogos da copa nos saguões do hospitais;os leitos dos hospitais,podem muito bem servir de alojamento para as delegações;as UTIs,dão lugar às salas de musculação;As enfermeiras podem ser gandulas;médicos árbitros.Torcida.Havia me esquecido desse detalhe.Onde acomodar as torcidas?Não dá,esquece.Sua idéia é fantástica,mas tem alguns impecílhos.

  • vic sanches

    Raí, Zico, Falcão e Leonardo, poderiam, sim, ser nomes para comandar a CBF. Jamais poderíamos pensar no Marin, Del Nero e muito menos no Andrés. Afinal, este aliou-se à emissora global e à CBF para implodir o clube dos treze. Alí estava nascendo uma liga dos clubes brasileiros, mas sua ganancia e sua vontade de ser o próximo presidente o levaram a debandar para o que tem de mal no futebol. Mal sabia ele que o Ricardo Teixeira estava por um fiozinho.

  • Radamantys – concordo plenamente com o que você disse.

    Os acontecimentos no círculo futebolístico estavam tomando proporções inimagináveis com a presença do Andrés no ombro do Ricardo Teixeira.
    A plataforma Lula Mensalão se apropriou da ambição do Andrés para facilitar o seu flerte com a CBF e conclusivamente com o Ricardo Teixeira.
    Um pouco antes da informação do famigerado estádio do Itaqueráo eu li em um transparente meio de comunicação o seguinte?

    “FLAGRADOS EM UM RESTAURANTE DO RIO OS SRs Ricardo Teixeira, Andrés Sanches e Lula” – pronto; a partir deste dia estava sendo firmada a “grande aliança
    que culminou em “terreno” para o time alvinegro garantindo uma grande estratégia para a manipulação da “massa eleitoreira” em SP – Haddad venceria para Prefeito.
    Neste mesmo ponto, o “terreno” se transformou rapidamente em um estádio que sediaria a abertura da Copa do Mundo de 2014 – quanta euforia e comemorações…
    Choro do Andrés em um programa famoso da Globo que mostrou o quanto era correto e pai de família – enfim… armação.
    Substituir o R.T. como era a estratégia “político-esportiva” daria muito poder nas mãos de uma pessoa semi-analfabeta – todos sabem – e em contra partida o Lula daria a “redenção” ‘a massa eleitora alvinegra fazendo a “feliz” com um estádio que em semanas seria a sensação da própria Copa.
    Resumindo: fritaram o Andrés – o povo; mesmo os Corinthianos, começou a questionar a vulgaridade do emprego de recursos públicos no estádio.
    O Lula se recolheu quando o seu nome foi citado contundentemente no caso Mensalão (acusação: lider do bando).
    O estádio continuou a ser construído – o Sanches levou um pé no traseiro lá na CBF e retornou voando do Rio sem ponte aérea ao lado da mesa do Gobbi (presidente).
    De lá para cá – trocando em miúdos, sem ser redundante, a mídia “encheu linguiça” durante todo este tempo sem levar os méritos das questões com mais afinco.
    Enfim; não sabemos ainda se teremos a estréia da Copa 2014 em um estádio que infelizmente mostrará para sempre em seus concretos e toneladas de aço um epitáfio de “Aqui jaz a vergonha”.
    Leiam mais e entendam a verdadeira engrenagem dos acontecimentos.

    • fernando

      identificado um anti -corinthiano doente e com argumentos ( mesmo que fictícios, servem para enganar trouxas)rsrsrsr e ainda pior tucano de carteirinha, ou faz parte da falsa esquerda-moralista.

      • Acho que você não me entendeu Fernando!
        Não existe um mínimo de clubismo nisto que eu disse – é que ultimamente o espaço dado para assuntos de ex políticos – caça a simpatizantes da Ditadura – morte do jornalista Herzog; enfim, nos mostra o quanto a política se integra nos times de futebol aqui no Brasil.
        Tenho muitos amigos corinthianos, o que se prova pela torcida maior evidentemente, mas afirmo que uma grande parte de torcedores alvinegros bem informados, lamentam sim a interferência de ramificações políticas em seu time.
        Todo este impasse sobre verbas que supostamente ainda faltam para a conclusão do Estádio do Corínthians foi muito bem comentado por um corinthiano em outro blog onde foi dada a sugestão para seguirem com as obras sem o compromisso de ser o local da estréia
        da Copa 2014 – e isto é comentado nas cervejas de domingo com os amigos que também torcem para o seu time. Sinceramente; não há hipocrisia no que foi dito por mim, por que o estado e a capital São Paulo merecem sim, sediar o jogo de abertura da Copa.
        A população de SPA é merecedora deste evento independentemente de torcidas, por que quem faz este Estado e Capital somos nós – trabalhadores e torcedores dos diversos times que temos por aqui.
        O que realmente percebo é que é difícil para muitos admitir que exista estas estratégias políticas que se apropriam de um esporte que reúne grandes massas de tordedores apaixonados pelos seus times e que são violentamente usurpadas como ferramenta de marketing político – e isso acontece com todos os clubes e em todos os estados.
        É lamentável, mas existe e está escancarado neste impasse do seu clube com este estádio.
        Nota: não sou Tucano e muito menos “anti” como você se referiu – votei sempre no Lula quando ainda desconhecia o perfil manipulador deste que é um projeto de ditador.
        Só não admito que este esporte tão espetacular seja refém de políticos.
        Domingo passado este assunto gerou quase uma caixa de cerveja, rssr
        É isso aí!!!

        que relatei acima – detalhe,

        • Oscar de Melo

          Você não é tucano e nem anti.Michael Jackson não é pedófilo e Obina é melhor que Eto`o.Ah””fala sério.Pra que um texto tão grande pra dizer que não gosta do Corinthians e o PT?Qualquer coisa que disser,o efeito será o mesmo,ou seja,nenhum.

          • .Não tive intenção nenhuma de abordar o tema com clubismo!!!

            Sério mesmo.

          • Oscar achei muito interessante a sua conclusão. Difícil é fazer entender que independente de clubismo, as pessoas não tem uma opinião definida sobre algo que envolva o futebol. Os citados esquemas da globo, lula, pt, dinheiro público tudo em prol do corinthians vieram no lugar do time sem estádio, sem libertadores, com um mundial de verão etc, etc, etc…. Infelizmente, o Brasileiro quer ser Europeu na MARRA !!!!!

        • fernando

          Caro Carlos, parabéns pela resposta cordial, assim é possivel dialogar.

          sobre o LULA ele não é ditador se o fosse seria o candidato na próxima eleição presidencial, até agora tudo indica que a Dilma será a candidata a reeleição pelo PT.

          Sobre o Estadio influenciar na eleição do Fernado Haddad, ai é tipo aquelas “teorias conspiratórias” o PT sempre teve a maioria dos votos na zona leste e nas regiões periféricas da capital, mesmo nas eleições anteriores quando foi derrotado. O que aconteceu nessa ultima eleição foi que o Kassab aliado do Serra tinha uma aprovação pifia de 20% do eleitorado, além disso o Serra estava desgastado pelo fato de assumir o cargo e depois abandonar para disputar outro cargo, foi isso que ja tinha ocorrido quando ele foi prefeito, ou seja insinuar que o ESTADIO DO CORINTHIANS mudou o destino da eleição para prefeito de são paulo é uma PIADA!

          Sobre a escolha do Estadio do CORINTHIANS para abertura da Copa, é que o gasto para reforma do Morumbi e do entorno do mesmo, ultrapassava o gasto da arena Corinthians.

          Simples assim, também sou a favor do CORINTHIANS não sediar a abertura da Copa, quem vai perder sera a CAPITAL FINANCEIRA DO PAÍS, o CORINTHIANS não vai perder nada, o que não podemos é gastar 1 bilhão de reais sem ser através dos EMPRÉSTIMOS DO BNDES o que é bem diferente de GANHAR dinheiro público.Pois se formos emprestar esse dinheiro de um banco privado com os juros cobrados qualquer instituição de futebol no mundo faliria, e isso não vamos fazer. Abraços.

          • Muito inteligente as suas palavras. Eis a diferença entre formadores de opinião e opinião formada.

          • OK Fernando!

            Ótimos argumentos…
            Se você estivesse no boteco tomando umas cervejas com o todo o pessoal como relatei acima; este assunto não se estenderia tanto – tenho que admitir!!!
            …mas acho que mesmo assim iniciaríamos um outro assunto que fosse proporcional a uma caixa de cerveja; não é??? – rsrssssss…
            Muita paz para todos.
            Abraços.

          • Bom dia Fernando!!!

            Caso retorne a este blog, informo que encontra-se estampado na
            página da MSN Brasil, a foto do Lula todo sorridente e com a seguinte frase:

            “LULA NÃO DESCARTA SER CANDIDATO EM 2018”

            Tivemos umas explanações de opiniões logo acima, bastante proveitosas, mas como disse o colega “Branco e preto”:
            “Formadores de opinião e opinião formada”???!!!

            … ditador sim!!! – e o povo sem hospitais para serem atendidos,
            mas com muitos estádios de futebol, votarão nele e aí correremos o risco de suportá-lo até que
            fique com a compleição física do Fidel Castro.
            Preocupante… muito preocupante!!!
            Só mesmo tomando uma cervejinha no domingo para darmos risadas.
            Muita paz para todos.
            Abraços.

          • Oscar de Melo

            Carlos Green,o Lula ser candidato em 2018 em uma eleição por voto direto o faz ditador?Que raio de conseito de democracia é essa?Negar a ele o direito de ser candidato,é que não me parece muito democrático.Tá bom.Você não é tucano,e o Maluf sempre foi um cara honesto.

        • Ernesto de Minas

          Esse Carlos Green quer enganar a quem? Talvez a si próprio. É um baita “anti”. Cheio de discurso para parecer intelectual e isento. Conversa fiada: anti-corinthiano roxo.

        • Renato

          Green, seu sobrenome diz tudo. Só isso !

  • Renato

    Esse velho é um mau carater de primeira descendente da ditadura não passa de um embolsador de medalha de criança desde o fato eu já disia não é a pessoa correta para assumir o cargo por não ser de confiança que pega a medalha de uma criança e não devolve imagine de que mais ele é capaz!!!

  • George Korea

    Caro Janca, O discurso do estadio com dinheiro publico ja esta chato de tao repetitivo. Em 1940 a cidade de Sao Paulo construiu o Pacaembu (valores da epoca 150 milhoes de reais), no final da decada o Rio construiu o Maracana (750 milhoes de Reais) e assim por diante com diversas capitais construindo estadios (e continuam construindo para a copa de 2014), Diga-me uma coisa o dinheiro utilizado em todos esses estadios NAO EH PUBLICO!!!, O Sao Paulo construi o Morumbi com forte financiamento a juros baixissimos do Bradesco (cujo presidente Laudo Natel era o governador bionico de Sao Paulo) e o banco mais atuava como banco estatal do que privado (logico que em troca de privilegios), O Internacional e o Gremio tambem construiram seus estadios a juros subsidiados. O Mineirao foi 100% com dinheiro publico. Facam as suas pesquisas. O que esta em jogo com todos esses comentarios negativos eh apenas o eterno jogo de querer por querer que seu grupinho seja priviligiado em detrimento de outros mesmo que o prejudicado seja o pais. A escolha de Sao Paulo como abertura da copa, melindrou o resto do pais. A primeira opcao era o Morumbi ( estadio que como tudo na vida envelheceu) e a adptacao de sua estrutura para as necessidades de um evento mundial como a Copa do Mundo custaria 600 milhoes de reais e alguns requisitos seriam impossiveis de serem realizados (como estacionamento adequado , por exemplo) Dai Surgiu a ideia de fazer um estadio novo, e a ideia de usar o pre aprovado Estadio do Corinthians ganhou forca dentro do governo. O estadio original custaria 350 milhoes de reais e teria capacidade para 48000 pessoas. nao teria teloes, equipamentos de telecomunicacoes de ultima geracao, estacionamento designado para imprensa mundial e autoridades politicas e esprtivas. E ele seria totalmente financiado por uma lei criada em 1970 para desenvolvimento da Zona Leste de Sao Paulo, com a emissao dos certificados de desenvolvimento emitidos pela Prefeitura de Sao Paulo. Facam suas pesquisas se nao acreditarem. A posicao do Andres Sanchez era que o estadio seria a realizacao de um antigo sonho do Corinthians, ter a sua casa propria em vez de pagar alugueis exorbitantes para jogar em outros estadios. Agora vem a melhor parte: a possibilidade de ter um estadio novo , comecando do zero e atendendo a todas as exigencias de FIFA e principalmente tendo um plano financeiro definido para construi-lo (certificados e mais tarde, vejam bem, mais tarde BNDES) fez com que politicos vislumbrassem a possibilidade de trazer a abertura da copa para Sao Paulo e foi o que aconteceu : o melhor plano foi o que venceu para desespero dos politicos de outros estadios. A ODERBRECHT nao entrou de samaritana no projeto ela vai ser a principal beneficiaria dos certificados a serem emitidos para o Corinthians. A regiao de Itaquera em Sao Paulo que apesar das vantagens da velha lei tinha recebido investimentos quase nulos ate dois anos atras passou a ser foco de interesse dos investidores, motivo as melhorias das vias urbanas em direcao a Zona Leste beneficiando mais de 2 milhoes de habitantes e os planos (agora reais ) de melhoria de de infraestrutura basica, O mesmo ocorreu a partir de 1960 com o bairro do Morumbi se transformando num dos bairros mais valorizados de Sao Paulo. A ansia de fazer a abertura da Copa e toda a exposicao de midia que os politicos terao na midia (ou sera que o prefeito, o governados e outros nao vao estar ao lado do Presidente sendo mostrados para todo o mundo incluindo 200 milhoes de brasileiros) fez com que o governo de Sao Paulo bancasse o ultimo impecilho para a escolha, a capacidade do estadio que deveria ser de 65000 pessoas com a colocacao de assentos removiveis (que serao devolvidos ao estado apos a copa, se nao forem teremos centenas de advogados , a maioria gauchos, entrando com processo contra o Corinthians. O que eu quero dizer que a acusacao de dinheiro publico no estadio e apenas a afirmacao da Lei de GERSON que impera em todos os “CONTRAS” . cujo texto eh : Aos AMIGOS (os contras) as benesses das leis, aos rivais (CORINTHIANS) os rigores das leis. E para encerrar parafraseando Chico Lang (jornalista esportivo da Gazeta Esportiva para quem nao o comhece) E ASSIM CAMINHA A MEDIOCRIDADE.

  • DANILO ROCHA

    VAI LÁ TU E FAZ MELHOR.

    • janca

      Eu certamente faria.

      • Renato

        Engraçado ninguém relacionar Marin X Natel X Ditadura x Morumbi. Talvez na época, muitos de nós e eu mesmo, não éramos nascidos… E caiu no esquecimento o monte de FALCATRUAS FEITAS NA ÉPOCA DA CONSTRUÇÃO DO ESTÁDIO, LOCALIZADO NO JD. LEONOR(DE BARROS).

        Abraços.

  • Bom dia Janca!!!

    Recebi críticas lá em cima por causa de meu comentário e fui taxado
    de “anti” – mas o nobre colega Jorge Korea também fez um texto que
    nítidamente tenta explicar o inexplicável!!!

    Gostaria que o citado autor alvinegro parafraseado no texto,
    abordasse temas que não servissem de referência para proposições
    apaixonantes de torcedores alienados pela política.

    É só… por enquanto!!!

    Abraços!

    • fernando

      Vou responder aqui.

      em relação a candidatura do PT a presidente, eu disse que tudo INDICA que será a Dilma, eu não afirmei.

      e como bem frisou o OSCAR DE MELO, num estado democrático se for o LULA o candidato ele disputará a eleição pelo voto e dentro das regras eleitorais. Se formos apelar a ditadores temos que lembrar que o FHC aprovou a reeleição em pleno mandato, e muitos afirmam ainda que teve que comprar vários parlamentares.

      Em relação a Saúde e Educação o Pais esta péssimo(não adianta o governo manipular números)), mas o problema não esta na COPA e assim na forma que é distribuído o Orçamento da União. Existe um inchaço da maquina publica, um valor muito alto com gastos nos 3 poderes, no judiciário é ainda maior o rombo ao dinheiro público. O problema da saúde ,assim como da educação é um problema crônico do mal gasto no orçamento da união. E todos silenciam em relação a como é distribuído o orçamento inclusive a IMPRENSA porque ele agrada a elite do pais. Pois a mesma tem bons planos de saúde e escolas de qualidade.Portanto deixa tudo como está, e agora acharam um “bode expiatório” para os problemas do Brasil, a “copa do mundo” como se antes da copa tudo fosse uma maravilha.

      O que temos que levar em consideração é que se tivermos uma Copa com sucesso, ela trará muito mais dinheiro e lucro ao Brasil do que gastos, além de projetar ainda mais a imagem do País no Mundo. Com relação aos péssimos hospitais e escolas teremos que atacar a forma como é distribuído o ORÇAMENTO DA UNIÃO que é aprovado no apagar da luzes na Câmara pelos deputados e senadores, e acabar com as aposentadorias milionárias que muitos cidadãos recebem por poucos serviços prestados, assim teremos hospitais e escolas com mais qualidade.

      • Fernando!

        O apagar das luzes que você frisou é justamente o acender dos holofotes dos estádios que “ofuscam” de modo mais eficaz as investidas de políticos que querem se eternizar no poder dentro das regras eleitorais.
        O suporte de marketing do Lula segue a famosa estratégia “arroz com feijão” dos publicitários do PT:
        Estádios para o povo se “divertir” – e como estáo se divertindo; hein???
        Convido a todos para uma cervejinha no domingo – OK???

        Abraços.

        • fernando

          primeiramente o antagonismo PT E PSDB não existe, o que temos é uma ala dentro do PSDB a comandada pelo senho Geraldo Alckmin essa sim de extrema direita, no demais temos dois partidos de centro, que fazem tudo para se manter no poder.

          O grande problema do Brasil vem da forma que é distribuído o ORÇAMENTO DA UNIÃO, e não da copa ou da olimpíadas. Te garanto que o bolsa família foi muito mais importante que qualquer estádio, em relação a essa aprovação ao PT nas camas mais pobres da população.

          outro grande problema é a fragmentação partidária , agora vc simplifica tudo colocando sua aversão a pessoa do LULA, isso é muito senso comum meu caro… abraço.

          • Fernando!!!

            Deixamos de comentar sobre futebol, não é mesmo??? rrsssss!!!

            Não vamos permitir que isto aconteça.

            Abraços.

  • SOBERANO

    COM O FILHO DA PUTA DO TEIXEIRA TAVA BOM PRA VCS. NÉ SEUS FILHOS DAS PUTAS.
    CHUPA ROLA DE NOVO.

MaisRecentes

Apoio a Jô



Continue Lendo

Os preços da Seleção



Continue Lendo

O título do Timão



Continue Lendo