Autuori no Vasco



O anúncio de que Paulo Autuori vai assumir o Vasco é interessante para o clube carioca, embora até agora eu não tenha entendido de onde sairá o dinheiro para pagá-lo. Especula-se que vá receber cerca de 400 mil reais mensais, mas Gaúcho, que o antecedeu, ganhava menos da metade e… Na verdade estava sem receber. Os atrasos salariais em São Januário são uma constante na gestão Roberto Dinamite. E esse é o grande problema do Vasco.

Acho Autuori um ótimo nome, mas sozinho ele não resolve a questão. O time está carente de laterais, tem problemas no ataque, mas o ponto fraco está na gestão. Mesmo que Renê Simões, diretor executivo do Vasco, seja um bom dirigente (e acho que é), os atrasos no pagamento de salários minam o ambiente. No futebol e no clube em geral.

Dinamite perdeu apoio político e está cada vez mais isolado. Não consegue acertar as finanças nem o marketing. Seus balanços são apresentados com atraso e questionados pela oposição e por parte da própria situação, que pouco a pouco vai abandonando a barca.

Enfraquecido, Dinamite acaba convivendo com cenas como a de hoje, quando torcedores uniformizados foram ao treino do time para protestar e “conversar” com Renê Simões e Carlos Alberto. Algo, aliás, que deveria ser proibido e coibido. Já chega de torcidas organizadas querendo mandar nos clubes. Mas quem vai peitá-las? Pelo jeito não o presidente vascaíno. Ainda mais fragilizado do jeito que está.



MaisRecentes

Cânticos brasileiros



Continue Lendo

Seleção no divã



Continue Lendo

Seleção magoada



Continue Lendo