O futebol em xeque



A Fifa já está em contato com a CBF para discutir providências que devem ser tomadas em todos os continentes em relação a esquema de manipulação de resultados revelado mês passado e que envolvia mais de 400 pessoas e deixaram 700 jogos sob suspeita. Um dos objetivos é evitar que a credibilidade da Copa das Confederações e da Copa de 2014 seja colocada em xeque.

Quem comanda as operações mundiais contra o esquema e suas possíveis ramificações, envolvendo sites e casas de apostas, é o alemão Ralf Mutchke, responsável pelo setor de segurança da Fifa. É bom a entidade que organiza o futebol mundial se mexer, mas na CBF não tem interlocutores à altura, pelo menos não na presidência, para tratar do assunto. Como o caso envolve crime organizado, deveria se reunir com autoridades do governo brasileiro, da polícia e/ou do Ministério Público.

Ah! Pra quem se esqueceu, o esquema envolvia desde jogoa da Copa dos Campeões e da eliminatórias para a Copa do Mundo até partidas menores, que poucos acompanham, caso de Botafogo de Salvador vs. Jacuipense, na Bahia.



MaisRecentes

A reeleição de Galiotte



Continue Lendo

Cadê os patetas?!?



Continue Lendo

Complô no Santos



Continue Lendo