O que disse Pelé?



Tanto auê fizeram e continuam fazendo sobre as declarações de Pelé em relação a Neymar e eu continuo não vendo nada de extraordinário na história.

Pelé tem o direito de dar sua opinião e achar que o santista, em suma, tem se dedicado muito ao marketing _o que é verdade_ e rendido pouco na seleção _o que também é verdade. Que Neymar não rende o que pode com a camisa do Brasil todos nós sabemos, apenas acho que, em defesa do jogador, ele tem se mostrado sempre muito profissional, não sabemos de faltas em treinos, quer sempre jogar e não sinto que tenha se deixado levar pela vaidade. Assim como Pelé não se deixou.

Muita polêmica por nada, enfim. Ou quase nada. Respondeu bem Neymar ao se dizer muito feliz por ter sido capa da revista “Time”, algo que há tempos não acontecia com um brasileiro, e comparado justamente a Pelé, a quem segue sendo só elogios.

Sobre a seleção, Pelé disse o que pensa. E concordo com ele. Acha que Mano Menezes desperdiçou tempo demais da nossa preparação _culpa, isso faltou dizer, de Ricardo Teixeira e José Maria Marin_ e que Luiz Felipe Scolari tem que mesclar jogadores experientes, como Ronaldinho Gaúcho, com os mais novos.

Mais importante do que isso segue sendo a tragédia na Bolívia, que vitimou um garoto de 14 anos. E lá vem um menor assumir a autoria do crime. Um rapaz, pelo que diz a Gaviões da Fiel, de 17 anos. Pelo sim, pelo não, muito conveniente para quem conhece a legislação brasileira.



  • Junior

    Ninguem pode criticar o neymar que o mundo acaba.
    Os neymarzetes ainda vao se iludir quando ele for jogar fora do brasil

    • janca

      Não se trata de criticar ou não o Neymar. Talvez seja falta de assunto _de quem é a favor ou de quem é contra o craque.

      • Rodrigo

        Isso! E, falando em “Neynarzetes” (rsrsrs), eu sempre tive os dois pés atrás sobre quem faz esse tipo de auê, sobretudo na Internet. Falam na comoção, no mimimi em si, mas os autores nunca são identificáveis. Vide o caso Oruro, por exemplo, o tanto de merda que se falou nos comentários, inclusive aqui no L!. Qual o perfil das pessoas por trás desses comentários? Quem são? Que idade têm? O que fazem da vida, quais os reais motivos por trás do comentário de cada uma delas?

        Será que boa – ou a maior parte – do “mimimi, o Neymar não” ou do “Foda-se o garoto, eu só me importo é se o Corinthians será punido ou não” não passa de uma birra aborrescente-juvenil coletiva, ou então um complexo dos fodões-anônimos-comentaristas devidamente amplificados pela coletividade da Internet? Será que, só porque vem em quantidade, muita coisa não é supervalorizada? Discussão de mídia social representa o que TODA a sociedade pensa?

        Digo isso porque penso que, no meio jornalístico, Janca, isso me parece um ponto crítico, do tipo que deveria ser extremamente discutido interna e abertamente – “cheque sempre suas fontes” vocês costumam dizer. Penso que algumas coisas precisam ser criteriosamente filtradas (mas não omitidas!) e colocadas em seus devidos patamares. Afinal vocês são formadores, não amplificadores, de opinião.

        • janca

          A internet amplifica uma série de coisas, sim, mas não entendi o que você quis dizer em relação ao Neymar. A mídia que ele tem é geral. Tem apelo dentro e fora do campo, vide os parceiros comerciais que foi conquistando e o sucesso que faz com pequenos torcedores de outros times também.

  • Jair Sergio

    Pô Janca, não gostava de ler o Lance por achar muito tendencioso, mas seu blog tem sido uma surpresa agradável prá mim, os outros não tem que me agradar, mas também não sou obrigado a me agradar deles, você sempre tenta colocar o bom senso na frente de todas as suas análises, continue assim, também entendo que o Pelé falou apenas o que todos nós gostaríamos de falar, sou Santista, quero que o Neymar fique no Santos e arrebente no time e na seleção, mas na minha opinião ele precisa ser questionado quanto a algumas coisas, todos sabemos que ele trata o Santos com respeito e isso nos faz valorizá-lo ainda mais, mas não podemos fazer vistas grossas a algumas coisas que vemos que prejudicam a ele e por consequência o Santos, acho que ele deveria não ir jogar na europa mas assitir a jogos europeus e se espelhar no comportamento de jogadores de ponta de lá para melhorar seu desempenho até porque se DEUS quiser ele vai enfrentá-los na Copa do Mundo, Copa das Confederações e amistosos, penso que ele evoluindo neste sentido só tem a ganhar, dou razão aos comentários do Pelé, tomara que o Neymar não entre na pilha e entenda errado o que o Pelé disse, que ele ouça e se aprimore, quanto a exposição demasiada na mídia é díficil comentar porque é uma coisa particular, mas também concordo com o Pelé, encha o saco até da gente que é Santista, é cor de cabelo, namorada nova, ele é só um jogador de futebol, não é celebridade, mas parece que ele gosta, não sei, vamos esperar que ele se canse desta exposição demasiada, até porque entendo que será bom prá ele, como dizemos no interior “Ele dá muito milho prá bode”.

    • janca

      Oi Jair. De cara, obrigado pelos elogios. Sobre o Neymar eu, particularmente, gosto do jogador, que acho um craque, a principal estrela recente do nosso futebol. Mas concordo que na seleção ele ainda está devendo _e muito. Sobre o assédio da mídia já era esperado, com o qual ele tem que lidar, assim como com seus patrocinadores e parceiros comerciais, que viabilizaram sua permanência no futebol brasileiro. Não fossem eles, o santista já teria tomado outro rumo. Quanto ao Pelé, concordemos ou não, ele tem o direito de se expressar, mas não podemos fazer disso um furacão _algo que o empresário do jogador (Neymar) parece que começou a fazer, mas o próprio pelo menos não entrou na pilha. Abs. e bom restante de domingo, Janca

    • janca

      Ah! Sobre ser só um jogador de futebol e não uma celebridade, eu discordo. Hoje jogador de futebol é celebridade, sim. E não é de hoje. E isso não é “culpa” do atleta. São responsabilidade da mídia e do público, que ajudaram a tornar o futebol _e suas estrelas_ um grande negócio.

  • daniel sao jose dos campos

    concordo com o pelé (finalmente!). acho q a imprensa brasileira paparica mto o neymar. acho tb q no momento o lucas ta jogando melhor do q ele.

    por fim, acho q um dos motivos q ele pensa pra ficar aqui é q pode ficar acomodado numa clara zona de conforto criada pra ele.

    melhor ser rei aqui do q ser mais um na europa.

    • janca

      Não acho que esse seja o pensamento do Neymar, não, e acredito que depois da Copa ele acabará indo para a Europa. E concordo que no atual momento o Lucas, que começou a se destacar na França, tem jogado mais que ele. Mas futebol é cíclico.

  • Luís Carlos

    O Problema, ou melhor dizendo, a Grande Surpresa, foi que essa foi a 1ª vez que o Pelé
    abriu a boca e NÃO FALOU BESTEIRA!!!!!!

    • Rodrigo

      E esse também é um ponto. Criticar o mediano Pelé pode, mas criticar o grande, fabuloso, estrombólico, cabriocárico Neymar não pode.

  • Vaz

    Administradores de sucesso sabem que após o fracasso, se recolhe os cacos, realiza-se uma longa e detalhista auditoria para ver o que deu certo e o que deu errado e em seguida se apoia o que aproveitar e se descarta o que não seu certo e quem irá conduzir o processo. Aqui optaram por banir os “velhos” e partir para uma unanimidade em torno dos jovens jogadores do Santos que seriam solução para o fracasso na Africa do Sul já que se lá estivessem nada disso aconteceria. Dois anos e meio após o que se vê é que os salvadores da pátria que eram Neymar e Ganso afundaram (nenhuma culpa deles mas sim nossas que acreditamos em soluções imediatistas), não produzem nada na seleção e agora falamos em mescla. De novo é a figura de um único culpado, tudo foi culpa do Dunga, agora tudo é culpa do Mano que perdeu tempo, assim como será culpa do Felipão. Qualquer sujeito com o mínimo bom senso sabe que isto não funciona.Quem provocou a perda de tempo foi quem de forma anciosa promoveu Neymar, Ganso e Cia em gênios, CBF oportunista que viram como solução jovens de 18 anos sem qualquer esperiência internacional e rotularam os derrotados como fracassados e responsáveis pela derrota. “Se limparam” com uma baíta mão da imprensa.
    Enche o saco esta mania nacional de buscar um cara para colocar a culpa pelas nossas incapacidades, esta coisa de que somos os maiores do mundo e só não ganhamos todas graças aos incompetentes técncios que arrumamos. Temos uma incapacidade de resolvermos problemas com serenidade, sem emocionalismos e espírito de vingança.
    Quanto a tragédia da Bolivia continuo com a mesma posição. Estão discutindo a punição ao clube mais os marginais continuam por aí. Responsabilização a cada ator nesta triste história e menos hísteria punitiva de quem tem visibilidade. O que esta acontecendo é muita tentativa de ação e pouca reflexão. Agora arrumam um menor. Quer maior atestado de culpa da Gaviões e da Camisa 12? De novo estão preocupados em tirar os amigos e “funcionários” que foram pagos para fazer porcaria e agora precisamos livrar os caras. Um menor é conveniente e deve ganhar nome entre os pares como “o cara”, vai virar herói na Gaviões por liberar os irmãos. esta é a filosofia das uniformizadas e não qualquer outra coisa que se queira imaginar. Leio uma quase unimidade apoiando resoluções ditatorias da FIFA e sua entidades coligadas de forma arbitrária. É esta mesma FIFA que é duramente críticada por ignorar as leis do país para a Copa, impondo suas regras e rasgando a lei mas que apoiam agora pela mesma regra arbitrária que ignora o fato de que culpas são individualizadas em uma busca por desqualificação de um clube. O lixo é nacional e são mais de 160 mortos por organizadas no Brasil nos últimos 10 anos. Não vi até agora qualquer ação do MP e do Ministério da Justiça contra estes idiotas.

    • janca

      Não acho que o Neymar afundo, não, tem jogado muito pelo Santos, não pode ser avaliado em função dos dois últimos jogos do time, embora na seleção tenha que render mais. Mas seleção tem 11 jogadores em campo, fora o restante do grupo. Futebol não é esporte individual. Sobre a fase do Ganso concordo que é crítica e aí sim a história é diferente. Um dos problemas de nossa seleção nos últimos dois anos e meio foi Mano Menezes ter descartado todo o trabalho anterior, resolvido partir do zero e evitado mesclar veteranos com mais jovens _a não ser quando começou a ser forçado pela cúpula da CBF a fazê-lo. Mas aí já era tarde. Neste sentido concordo com Pelé. Acho que vale mesclar os mais antigos com os novatos, como parece querer Felipão.

  • Erick Sampaio

    E por um simples fato que o neymar nunca vai chegar ao mesmo nível do messi, ele divide suas atenções entre o futebol e a sua vida de celebridade. Só tem um detalhe a ficha dele so vai cair quando ( o que provavelmente vai acontecer ) o Brasil não ganhar a copa. Ai o amor vai acabar, A única chance que o brasil tinha de ganhar a copa era trazendo o Guardiola, temos que reconhecer que ficamos e estamos pra trás no tempo em relação a europa. Taticamente eles evoluíram e nós continuamos achando que somos melhores jogadores, melhores técnicos e não somos. Pena que pagaremos um preço alto de mais para reconhecermos isso ( Perder a Copa em casa )

    • janca

      Concordo que deveríamos ter trazido o Guardiola, mas não trouxemos e temos que torcer por Felipão/Parreira. Sobre o Messi e outros jogadores de ponta que atuam em times europeus, assim como Neymar no Brasil, eles também são celebridades.

  • Eugenio Melo

    Os tempos sao diferentes. Agora que o Pelé com a bola no pé é uma coisa…mas falando é desprezível! Sou corintiano mas Neymar é craque e o tempo vai provar que será “mais ” que Pelé. Messi sem ter encerrado a carreira é muito melhor que o Pelé.

    • janca

      Aí não. Messi e Neymar jogam muito, o argentino já mostrou mais que o brasileiro, claro, mas no caso de Pelé… Pelé é Pelé.

  • Edson – Santo André

    Olá Janca!

    Não vi nada demais nas declarações do Pelé, achei até coerente. Pelo menos, vindo de quem vem, quem sabe o Neymar se motive mais e melhore seu rendimento dentro de campo e consiga dosar melhor seus compromissos fora dele.
    Quanto ao caso Oruro, com as últimas informações e a “entrega” do possível autor do disparo do sinalizador, talvez tenhamos algo novo sobre a punição ao clube. Andei pensando, jogos sem público no estádio para as emissoras que transmitem os jogos do Corinthians pode gerar queda na audiência, uma vez que torcedores de outros times também assistem esses jogos, não sendo interessante uma punição desse tipo ao clube. Como compradoras dos direitos de transmissão, elas teriam alguma influência nas decisões da Conmenbol? Poderiam solicitar mudanças no tipo de punição ao clube para não prejudicar suas transmissões dos jogos? Pois o prejuízo pode ser maior e respingar onde não se imaginava, em grupos poderosos. Enquanto isso, nada é feito para tentar reparar o irreparável, dar o suporte à família da vítima do incidente. Parabens pelo blog.

    Abs.

    • janca

      Para as emissoras de TV, com ou sem público no estádio, o que interessa é que o jogo será transmitido e terá audiência. Uma retirada do Corinthians da competição é que teria outros efeitos, pelo menos a meu ver, Edson. Abs. e boa semana pra você, Janca

  • Vinícius Cardoso

    Não tem jeito, é inevitável dizer que o Neymar precisa provar nos grandes da europa seu potencial. Por nossa culpa o campeonato nacional fica abaixo do inglês, espanhol…enfim! Sou torcedor do Vasco e para que ele se torne um ídolo de verdade, dos brasileiros, precisa trilhar o caminho de Romário e Ronaldo, não do Robinho! Grande abraço.

    • janca

      As grandes estrelas estão na Europa, ok, o que não quer dizer que Neymar tenha que ir necessariamente para lá para desenvolver mais seu futebol. Sei que eram outros tempos, mas Pelé fez sua carreira toda no Brasil _só foi jogar nos Estados Unidos no final. Acho que idolatramos em demasia os campeonatos nacionais europeus, alguns dos quais são disputados por dois times só e olha lá. Os demais, em termos de disputa de títulos, são meros coadjuvantes. E algumas partidas, assim como acontece por aqui, são horríveis de ver. Grande abraço e boa semana, Janca

  • francotimao

    Janca, acho o Neimala muito bom jogador, craque ainda espero q ele seja, não a bem do Santos mas da seleção, o q o Pele disse é a vdd do momento vivida pelo jogador, não sei se por culpa dele ou não, mas as vezes as coisas se precipitam na vida das pessoas e elas não conseguem gerenciar essas situações, acho q é o caso do Neimala…qto a tragedia de Oruro, bem, se o Presidente da COMENBOL esta la ha décadas e não larga o osso, se depois de anos consegue se tirar o Teixeira e,e,e,…entra no lugar dele o Marin, como poderemos se quer ter esperanças de que punindo o timão algo vá mudar???…utopia, pura utopia..Abs!!!!!

MaisRecentes

A grana de Nuzman



Continue Lendo

Galiotte cobrado



Continue Lendo

Palmeiras ferve



Continue Lendo