Palmeiras achincalhado



O Palmeiras merece mais respeito. Dos adversários e da própria diretoria, que parece desrespeitar a história e a tradição do Palestra.

A negociação de Barcos com o Grêmio é emblemática e mostra o desprezo do time em relação à Libertadores. Não é de hoje que o argentino quer sair, mas a pressa para transferi-lo a Porto Alegre para defender os gaúchos no torneio, deixando o Palmeiras na mão, diz muita coisa. A meta de José Carlos Brunoro, diretor executivo do Verdão, é formar um time competitivo para a Série B, sem grandes estrelas, e não para a Libertadores. Barcos pressionou a diretoria, que abriu mão do valor estipulado em contrato, porque o argentino não aceitava disputar a segunda divisão do Brasileiro em hipótese alguma.

Para piorar, no pacote de jogadores que o Grêmio ofereceu em troca estava Marcelo Moreno, cujo pai e empresário resolveu falar e deu uma série de declarações infelizes, tratando o Verdão como um time de segunda ou terceira categoria.

Em entrevista à rádio Bradesco FM Mauro Martins, pai do atacante, afirmou que Marcelo Moreno não vai para uma equipe “menor” do que o Grêmio, disse que o Flamengo já mostrara interesse pelo jogador e que considera o time carioca, assim como o paulista, fracassado. Completou dizendo que seu filho não vai se juntar a um grupo de jogadores fracassados no Palmeiras, “um clube que está com nada, sem dinheiro, sem jogador”.

Já inscrito para disputar a Libertadores pelo Grêmio, o meia Marco Antônio, que a direção do time gaúcho queria ver no Palmeiras, foi outro que não quis nem discutir a ideia de defender o Palmeiras. Lembrou que já disputou a Série B pela Portuguesa, em 2011, e agora quer ficar na A.

Nos bastidores Brunoro tem dito que não dá pra segurar jogador insatisfeito no Palestra e com pouca vontade de jogar a Série B, um dos entraves, aliás, ao lado da questão financeira, para trazer jogadores de ponta ao Palmeiras. Com um elenco reduzido, tem apostado na quantidade _só do Grêmio pode receber quatro jogadores e mais uma soma em dinheiro em troca de Barcos_ deixando a qualidade em segundo plano. O Verdão merece mesmo mais respeito. De Barcos, de Valdívia, que até agora não disse a que veio, de Brunoro e principalmente do pai de Marcelo Moreno.

Que pelo menos Henrique, para mim o principal nome que sobrou no clube, boa opção como zagueiro ou volante, cumpra seu contrato e continue a defender o Palestra. Com a garra que demonstrou ano passado e segue apresentando nesse início de temporada. Que continue assim e sirva de exemplo aos companheiros.  O Palmeiras não pode seguir sendo achincalhado. E para isso tem que se impor como grande que é.



  • Ton

    Não é porque está na 2ª divisão que o Palmeiras deixou de ser um clube grande. As conquistas do passado não podem ser apagadas, mas o momento é ruim e essa rejeição de jogadores que não querem jogar a série B é normal. O Timão em 2008 teve várias rejeições, uma delas do Kléber Pereira, mas ele se deu mal porque Chicão e Alessandro aceitaram jogar a segundona e 5 anos depois são Campeões Mundiais.

    O Timão começou a fazer seu planejamento em novembro de 2007, já o Verdão começou tudo atrasado, erraram muito em não ter antecipado as eleições e precisa logo montar um elenco pra subir de novo, acho que a Libertadores deveria ficar em 2º plano, afinal um clube da grandeza do Verde não pode ficar na segundona, a prioridade tem que ser retornar a série A.

    • janca

      Claro que o Palmeiras não deixou de ser time grande, Ton, mas o que acho é que muito jogador que hoje está renegando o clube pode se dar mal lá na frente, o mundo dá voltas e defender o Verdão na Libertadores não é pouca coisa. Pena que a própria diretoria tenha virado refém de alguns jogadores, caso do Barcos, e tenha aberto mão do torneio sul-americano. Deixou claro que a meta é formar um time aguerrido, embora com poucas estrelas, para ficar entre os quatro melhores da Série B e voltar para a A no ano que vem. Agora o que o pai do Marcelo Moreno falou é brincadeira…

      • Oscar de Melo

        Em 2008,Tita,então treinador do Vasco,revoltado com a investida do Corinthians sobre Morais,disse que o Corinthians era time de segunda divisão,e que Morais era jogador de seleção brasileira e que estava em outro nível,que deveria ficar no Vasco.Onde está o Timão?Onde está o Tita?E onde está o Morais?
        Será que o pai acha que o Moreno é tudo isso também?Onde ele e o Palmeiras estarão daqui algúns anos?
        Espero que o Palmeiras esteja ainda na série B,mas acho pouco provavel,como também acho pouco provavel que o Moreno se torne um craque.

        • Ton

          É verdade Oscar, ele falou isso, mas no mesmo ano o Timão voltou para a primeira e o Vasco caiu, como disse o Janca: “O mundo dá voltas”.

        • janca

          E o pai do Marcelo Moreno não falou pejorativamente só dol Palmeiras, não. Incluiu o Flamengo como time de segunda. Declarações lamentáveis.

  • Oscar de Melo

    Janca,o Palmeiras vem sendo mal administrado a muito tempo.Nos últimos 37 anos,com administração própria,sem o controle e os recursos financeiros da Parmalat,ganhou apenas uma copa do Basil,e um Paulista.No período de 1993 até 1999,sob a administração externa,foram 3 títulos estaduais,2 brasileirões,uma copa do Brasil,Libertadores e Mercosul.De lá para cá,que voltou a caminhar com seus próprio pés,com os míseros dois títulos citados,2 rebaixamentos,e uma visivel desconfiaça do futuro.Brunoro já percebeu que não tem mais o respaldo da leiteira pra jogadores caros,e com elenco fraco de dar dó,se desfazer do melhor jogador,pode ter cido a saída pra,se não ter time que encare os rivais em igualdade de condições,ao menos que se tenha time pra encarar a série B.

    • janca

      De fato uma coisa era Brunoro com a Parmalat por trás, outra coisa é agora. Mas não pode pensar muito pequeno, não. O Palmeiras não tem só a Série B. Tem a Libertadores pela frente e não pode descartá-la desde já.

  • Jailson

    A verdade é que o Palmeiras, graças a crise financeira e a queda para segunda divisão, está menor em 2013. Manter jogadores insatisfeitos, possivelmente, só traria resultados negativos tecnicamente e financeiramente (a crise poderia se estender para 2014, 2015). Faz bem a diretoria pensar na série B, porque quem está não quer ficar e, jogadores com qualidade técnica para fazer diferença numa competição como a Libertadores, certamente vão preferir ir para times da primeira, com visibilidade muito maior, e com garantias, RELATIVAS, de receber no final do outro mês, que seja.
    Sem grana, a realidade é essa. A situação não é muito diferente no Flamengo e no Vasco, muito pior. Quanto a declarações de particulares, o melhor que a diretoria tem a fazer é se calar. A imprensa e a torcida podem sim chiar das manifestações.

    • janca

      Mas o clube tem que tomar cuidado pra não virar refém de jogador… E tem as receitas mais equilibradas do que muito clube que está na Série A.

MaisRecentes

Pela saída de Levir



Continue Lendo

Apoio a Jô



Continue Lendo

Os preços da Seleção



Continue Lendo