A comemoração de Ganso



Paulo Henrique Ganso diz que, se marcar amanhã contra o Santos, na Vila, vai comemorar e curtir o gol com a galera tricolor. E acho que faz muito bem. Não consigo entender jogadores que anotam um tento contra o ex-clube e voltam para o reinício do jogo como se nada tivesse acontecido. Alegam que é sinal de respeito ao time e aos torcedores que defenderam certa vez e com os quais têm identificação. Mas não será falta de respeito com a nova equipe e a torcida que agora representam? A meu ver, sim.

Claro que não precisa ser uma comemoração _nem deve_ desrespeitosa com o adversário, mas é esperado do jogador que festeje seu gol, a não ser que seu time esteja perdendo _e feio_ e ele esteja com pressa de ver a partida recomeçando logo.

Ganso diz que espera uma boa recepção por parte da torcida do Santos na sua volta à Vila Belmiro, pela primeira vez com a camisa de outra agremiação. Não acho que será assim. Ele saiu de maneira conturbada do clube, com problemas não só com a diretoria e também com os torcedores, que chegaram a chamá-lo de mercenário.

Quem pode ajudar _e já está tentando fazê-lo_ é Neymar, que gosta muito do ex-companheiro de time. Já pediu para a torcida tratar Ganso com respeito, algo que, insisto, duvido que aconteça pelo menos no início do jogo. Mas no transcorrer da partida, com Neymar em campo intercedendo pelo ex-colega de clube, pode ser diferente. Porque Neymar tem muita força no Santos. E uma coisa é passar o recado à torcida via imprensa, outra, na hora do jogo.

Neste modorrento Paulistão, é o jogo mais esperado até aqui. Pela quinta rodada. Depois dela ainda faltam 14 para definirem os oito finalistas. Que regulamento! Mas isso é outro assunto…



  • Leandro

    Eu acredito que o jogador deve comemorar sim pois quem paga os salarios dele é seu atual time e é um desrespeito com quem vai ao estadio

    • janca

      Eu também acho. Ele tem que honrar a camisa do time que defende e paga seu salário. E o torcedor adversário tem que entender.

      • Rodrigo

        Pena que, em boa parte, torcedor de futebol não pensa assim. Nego não entende que profissional de futebol é como qualquer outro, e vai pra onde vislumbra condições de trabalho mais convenientes (todo mundo pode e faz isso, jogador de futebol não pode).

        Pode-se esperar hostilidades da torcida santista. E, se fosse o contrário, a sãopaulina – ou qualquer outra – também não agiria muito diferente.

        • janca

          Também acho que se fosse o contrário a torcida do São Paulo agiria da mesma forma, hostilizando o jogador. Mas espero que tudo fique dentro de determinados limites e que a coisa não vá para o caminho da violência. Sinceramente acho que não vai. Vaias, porém, são normais e esperadas. Xingamentos também. Atirar moedas já não dá.

          • Rodrigo

            24 horas depois:

            É… não eu…

    • ONCE CALDAS DA ZL

      O GANSO ESTA COM MEDO DE DIVIDIR, UMA PEQUENA ENTRADA NA PERNA E ELE SOME DO JOGO, NAO VAI AGUENTAR FORTES MARCAÇÕES, FAZ TEMPO QUE ANDA SUMINDO:
      TEM O CICERO E AROUCA DO OUTRO LADO, ESQUECERAM ? O GANSO, NO CASO DELE FOI ELE QUEM ARRUMOU TUDO ISSO COM DESINTELIGENCIA, SE FOSSE INTELIGENTE SAIRIA NUMA BOA, MAS ELE FORÇOU A BARRA COM SEUS EMPRESARIOS, A BARRIGA NAO DOI UMA SÓ VEZ,
      MAS DE QUALQUER FORMA VAIAS SERAO INEVITÁVEIS SIM PELO MENOS POR PARTE DA TORCIDA, NAO ACEITO AGRESSOES FISICAS OU COISAS ATIRADAS NO GRAMADO, ISSO PREJUDICA O CLUBE.

    • Ton

      Jogador tem é que jogar. Não cobramos do torcedor que ele faça gols, o jogador comemora se quizer, se ele não tiver afim o torcedor está lá pra isso. Cada um na sua alçada.

      • janca

        Mas não tem sentido comemorar contra A e não comemorar contra B.

  • primeiro precisa saber se ele vai jogar, se for no lugar do Jadson acho dificil

    • janca

      O Ney Franco afirmou que o São Paulo teria em campo Ganso e mais dez. Ou seja, garantiu a escalação do jogador.

  • Vaz

    A torcida do Santos não tem que achar nada. Ela mesmo xingou e tentou várias vezes cobrar satisfações do jogador inclusive de forma desrespeitosa e agresiva pixando os muros do CT e Vila Belmiro com palavrões bem ofensivos. Aplaudiu a sua saída e agora vai reclamar de comemoração se fizer um gol? Não tem que entrar nessa de politicamente correto, de gratidão. Tem que ter gratidão com o clube que o paga atualmente e não é pouco. Deu ao Santos retorno como jogador em campo e financeiro em todos os aspectos e agora torcedores e alguns “formadores de opinião” acham que o cara não deve fazer gol, comemorar porque isso é ofensivo? Nas redes sociais pedem para que não deixem o Ganso jogar e alguns alucinados ameaçam até de fechar o tempo. São estes caras que querem respeito?
    Janca esta semana assisti ao Cartão Verde da Cultura que entrevistou Roberto Rivellino e lá pelas tantas perguntaram o que sentiu ao marcar 3 dos 4 gols do Fluminense em cima do Corinthians no primeiro jogo contra o seu ex-time e depois da tumultuada saída do time provocada pela torcida (qualquer semelhança com a saída do Ganso não é coincidência) e sua resposta foi que comemorou como sempre, não mudou nada na forma e atitude e foi comemorar junto a torcida do Fluminense que era a torcida do time para quem jogava e aquele o time que o pagava e ao qual devia todo o respeito e profissionalismo independentemente de ser até hoje corintiano roxo (como podemos ver as bobagens que falaram que era palmeirense e todas as asneiras que as tais torcidas conseguem produzir não são coisas de hoje). É assim que o Ganso tem que fazer e só e se a torcida do Santos e mais alguns desavisados ou mal intencionados não entenderem está na hora de rever conceitos.

    • janca

      E é assim que o Ganso disse que vai fazer se marcar algum gol. Comemorando, o que é legítimo, mas sem provocar a torcida do Santos, o que também acho correto da parte dele.

  • francotimao

    Ola, Janca, concordo plenamente com vc não vejo nada de “hombridade” em um jogador q saiu de um clube pra jogar em outro, guardadas as devidas proporções, seria o msm q vc mudar de empresa e não ir participar da festa de confraternização no fim-de-ano, ridiculo, qto a ser vaiado pelo torcedor do Santos, acho msm q ele será, a torcida deve msm “pegar no pé” dele durante a partida, é natural, desde q não ultrapasse os limites pertinentes da boa educação e bom senso…Abs!! e bom FDS!!!!

    • janca

      Pegar no pé do Ganso, claro, também é um direito da torcida do Santos. Desde que dentro de certos limites, claro. Abs. e bom final de semana pra você também

  • OLA AMIGO PARABENS PELO SEU UTIL E LEGAL BLOG….QUANTO AO GANSO TEM QUE ESQUECER O QUE PASSOU NOS SEUS ULTIMOS DIAS DE SANTOS, FOI ACHINGALHADO, JOGARAM MOEDAS NELE CHAMARAM DE MERCENARIOS, SEM CONHECIMENTO DE CAUSAS, O GANSO É UM BOM MENINO E VAI VOLTAR A JOGAR AQUELE MARAVILHOSO FUTEBOL QUE TODA TORCIDA QUE GOSTA DE FUTEBOL GOSTA DE VER, COMO EU COMO SAMPAULINO HA MAIS DE 50 ANOS GOSTO DE VER O NEYMAR, UM DOS MAIORES JOGADORES DO MUNDO SO PERDE PARA O MESSI, COM QUEM VAI JOGAR JUNTO A PARTIR DE JULHO..ESCREVA AI…JA ESTA VENDIDO. O GANSO TEM MAIS É QUE COMEMORAR E JUNTO, DESDE NAO PROVOQUE A TORCIDA PORQUE NESSE MEIO TEM MUITO IGNORANTE. O GANSO, JUNTO COMO O JADSON, CANHETE, DENILSON E WELLINGTON…..FORMAM HOJE O MAIOR MEIO DE CAMPO DOS TIMES DO BRASIL….PODERIA SER A ESPINHA DORSAL DO TIME DO FELIPAO…TODOS GRANDES CRAQUES FICARIA DE FORA O CANHETE QUE VAI JOGAR COM O MESSI, DÁLESSANDRO,GUINAZU NA ARGENTINA. ABRACOS helder ferreira-bauru-sp

    • janca

      Em relação ao Santos até acho que o Ganso não agiu de maneira bacana, para mim estava mal assessorado, criou um clima que deixou sua situação tensa com a torcida, mas agora está em outro clube, espero que tenha aprendido com os erros e acertos de sua passagem na Vila e bola pra frente. Até porque no São Paulo vai ter que mostrar serviço, já viu que terá que brigar por posição nos jogos mais importantes, vide Libertadores.

  • haghios

    Estão Falando muito do Ganso … se ele vai comemorar o Gol que marcar ou não? … tem também o Cicero … será que ele vai comemorar caso marque contra o São Paulo? …. só mudaram de lado .. gente….agora é parar com esta Babaquice .. no Mundo tem muitos exemplos disto … Ronaldo Fenômeno.. jogou no Barcelona e no Real Madrid…. Figo Também …. temos que crescer como Torcedores … e parar com esta Idiotice …

    • janca

      É que a saída o Ganso do Santos foi diferente da do Cícero do São Paulo.

    • Augusto Druskis

      O Cicero não foi a metado no São Paulo, q o Ganso foi no Santos..

      Imagina o Luis Fabiano nos Gambás como a tor
      cida iria reagir

  • Luiz Marfetán

    Os campeonatos regionais estão mortos!

  • Michael Joshua

    Olá Janca,não me recordo o nome,mais tinha um atacante que não comemorava seus gols,ao ser interpelado por um jornalista por qual motivo ele não comemorava,ele respondeu de uma forma bem engraçada (e também contundente) disse ele “um carteiro por acaso,comemora toda vez que ele entrega uma correspondência?”,e continuou “ganho pra fazer gols,esse é meu trabalho”,rsrsrsrs…
    Seu alguém souber de qual jogador eu estou falando,eu agradeço se me falarem o nome do mesmo! Abrçs

    • Ton

      Conheço a história mas também não me recordo o nome do jogador.
      O Pato foi apresentado no Corinthians e disse que não comemoraria gols contra o Internacional, a resposta do torcedor que estava na coletiva foi ótima. “Deixa que a gente comemora”.

      Acho que é por aí.

      • janca

        Resposta boa também.

    • janca

      Essa é muito boa mesmo, Michael.

    • O Balotelli também eu não lembro de ver comemorando gol, vi poucos gols dele, mas os que vi não, já levar tapa na cabeça, tirar a camisa, voltar para meio de campo e não correr para torcida, aliuas o Balotelli é uma marra só, péssimo negócio fez o Milan.

      • janca

        Mas o Balotelli não comemora por outras razões, aliás era ele que dizia que não festeja por não fazer mais do que a obrigação. E quando “festeja” provocando a torcida, tirando a camisa e desabafando é para mostrar sua indignação com uma série de coisas, entre elas o racismo, que ele sofre na pele. Na vida às vezes a gente tem que se defender. E eu gosto do Balotelli, apesar dos excessos que ele comete (e em parte por causa deles). Espero que não se dê mal uma hora, mas é um que não abaixa a cabeça para agressões, cânticos racistas e coisas do gênero. Abs. e bom domingo pra você, Janca

      • Acho que fiz mal afirmando que o Balotelli foi um péssimo negócio, acabei julgando o cara sem estrear pelo Milan, como disse o Macini ele tem que tomar cuidado para não ser um novo Adriano, quanto ao péssimo negócio só o tempo vai dizer, ele é novo 22anos e não tem histórico de lesões e nem cartões os problemas são extra-campo.

    • janca

      Como bem lembrou o Luciano, o jogador foi o Mario Balotelli, não?

  • ONCE CALDAS DA ZL

    TEM O CICERO E AROUCA DO OUTRO LADO, ESQUECERAM ? O GANSO, NO CASO DELE FOI ELE QUEM ARRUMOU TUDO ISSO COM DESINTELIGENCIA, SE FOSSE INTELIGENTE SAIRIA NUMA BOA, MAS ELE FORÇOU A BARRA COM SEUS EMPRESARIOS, A BARRIGA NAO DOI UMA SÓ VEZ,
    MAS DE QUALQUER FORMA VAIAS SERAO INEVITÁVEIS SIM PELO MENOS POR PARTE DA TORCIDA, NAO ACEITO AGRESSOES FISICAS OU COISAS ATIRADAS NO GRAMADO, ISSO PREJUDICA O CLUBE.

  • Ton

    Não penso dessa forma. Acho legal o jogador não comemorar gol contra um time que ele possui identificação e não vejo que caso ele não comemorasse estaria desrespeitando o seu time atual. Desrepeito com seu clube é não se empenhar, não se dedicar e ser “desplicente” como o Edmundo foi quando devendia o Cruzeiro e bateu um penalti contra o vasco atrasando para o goleiro.
    O Dodô não era de comemorar gols, mas ele fazia muitos e lembro que a torcida do São Paulo pegava no pé dele porque ele “dormia” as vezes e não porque não comemorava. O torcedor quer que o jogador jogue Futebol se for para animar a torcida eu prefiro aquelas meninas que ficam dançando nos intervalos dos jogos. Abs.

    • janca

      Pensamos de forma diferente. Se é hábito do jogador não comemorar gol, ok, mas se é não tem sentido não festejar do mesmo jeito por ter marcado contra seu ex-time. Abs.

  • Affonso

    O Gan$o, independentemente de marcar gols e comemorar (ou não), deve sim ser vaiado, e muito, pelo torcedor santista, a quem ele nunca respeitou. Se existe algum clima ruim, ele é o único responsável e deve aguentar as consequências. Talvez ele tenha ido buscar “visibilidade” na Vila Sônia, como já o tinha feito um tal de Rodrigo Souto. Acho que ver o crescimento exponencial do Neymar fez muito mal ao ego dele o que o fez “humildemente” ir procurar outros campos para mostrar o seu “belo futebol”. Ele se acha! Vaia nele!!!!

  • Parabéns Janca pelo blog, aqui eu vi seriedade e respeito e ótimos comentários seus e dos leitores.Com certeza o Ganso vai entrar com apetite de ser o cara do jogo pelas brigas com a diretoria e hostilização da torcida santista.Podem esperar vai ter muita hostilização santista e com certeza o Ganso vai estar preparado psicologicamente, ele vai comemorar se fizer gol, como oCícero também acredito que comemore, alias esse último eu não queria que saisse do tricolor de jeito nenhum, não jogava fez o certo e eu fico sm entender o porque a diretoria e comissão técnica não deram valor a jogadores como ele e o Henrique que foi pro botafogo.São ótimos reforços para nossos adversários.

    • janca

      Oi Luciano, obrigado pelos elogios. Sobre o Cícero acho um ótimo jogador e considero que foi excelente reforço para o Santos, que montou um time muito bom para a temporada de 2013. Reforçou-se bem. E bem melhor do que eu esperava no final do ano passado, início deste ano, diga-se de passagem. Abs. e bom domingo, Janca

  • Leonardo

    Janca, a profissão de jogador de futebol é diferente das convencionais, pois antes de se lidar com uma empresa ou sociedade simples que busca lucros, o clube trata com paixões e não com produtos e serviços de forma direta. O traço de semelhança entre o jogador e o profissional convencional é a busca pelo resultado positivo, favorável.

    Na minha opinião, não se pode cobrar profissionalismo e paixão pelo clube do jogador como se fosse uma coisa só. O profissionalismo é dever, a paixão é consequência. Um atleta quando enfrenta o seu ex-clube não possui vínculo profissional mais com aquele, entretanto pode, ainda, possuir um vínculo afetivo por aquele.

    Por isso, entendo e respeito quando um jogador cumpre com o profissionalismo fazendo o gol, mas não quer manifestar sentimentos com qualquer comemoração. O gol é dever, a comemoração é externar um sentimento pessoal, extravasar algo de foro íntimo. Falta de respeito com a atual torcida e agremiação é faltar com deveres profissionais e não com questões de intimidade e privacidade.

    Por exemplo, um jogador de luto por morte de um familiar que ao fazer o gol não comemora (por achar que não tem nada para comemorar diante de sua perda pessoal), esta faltando com a torcida ou com o clube?

    Eu não vejo assim. Acho que sentimentos não devem ser cobrados, se não vira tudo muito artificial; hoje em dia estou farto de ver cara que beija o escudo por profissionalismo e não por paixão.

    Abs.

    • janca

      Não se trata de sentimentos, Leonardo. E é muito diferente um jogador de luto não comemorar de outro que não festeja o gol por “respeito” ao ex-clube. E o gol não é dever. É o objetivo, até porque o jogador pode falhar e não marcar. Em relação a semelhanças entre jogador e profissional convencional não sei o que você chama de profissional convencional. Cada profissão tem suas peculiaridades, características próprias, nível de exigência, pressão… Imagine o trabalho de um garçon, de um lixeiro, de um banqueiro, de um economista, de um advogado, de um psicólogo, de um psiquiatra, enfim, quantas demandas, quantas cobranças, quanta pressão. E se você não faz seu trabalho com gosto, seja ele qual for, já sai atrás. É o que acho. Grande abraço e bom final de domingo, Janca

      • Leonardo

        Janca,

        Convencional são as profissões que se valem de circulação de produtos e fornecimento de serviços, deixo claro na primeira linha do meu post. Por mais que um cara vista a camisa da empresa, as emoções e a batalha do dia-a-dia não são tão intensas quanto aquelas vividas pelo desportista em uma peleja. Não é questão de participaridades ou de prazer profissional, mas eu nunca vi um agente ambiental correndo na praça por desentupir um bueiro ou um advogado fazendo dancinha em plenário ao absolver o cliente, eles até podem comemorar as suas glórias profissionais, mas não como o desportista.

        Comemorar é externar sentimentos em razão de um êxito de uma glória.

        Discordo em relação ao gol ser dever, pois o futebol é um jogo em que se vence aquele que fizer mais gols. Assim, quando o jogador entra em campo ele deve fazer de tudo para impedir o gol adversário e buscar o tento com o maior empenho possível. Não, em regra, um contrato de resultado, mas que a busca ao gol é um dever, isto eu não tenho dúvidas. Já vi bônus contratual por gol, mas nunca vi por comemoração.

        Impedir gols também é um êxito, existem goleiros que comemoram outros que não. Aqueles goleiros que não comemoram defesas difíceis são menos profissionais?

        Sinceramente, discordo de você. Cobrar sentimentos ou censurar condutas expontâneas é procurar mecanizar comportamento. Depois, se reclama ue qem coletiva as respostas são sempre as mesmas.

        Abs.

        • janca

          Não se trata de censurar sentimentos muito menos de mecanizar comportamento, era só o que faltava, Leonardo. E quem citou que o gol é um dever, no sentido de obrigação, foi você, eu não acho que seja obrigação, embora o jogador tenha que fazer o máximo para seu time marcar, claro, e o adversário não. Mas as profissões que você cita não sei até que pontos são convencionais, isso é muito relativo, aí sim uma forma de padronizar várias delas. Sobre as formas de comemorar ou chorar uma derrota é óbvio que variam de carreira pra carreira. Abs.

  • Assisti Manchester City x Liverpool agora pouco, um jogaço e me lembrei dos comentários do blog por que quem marcou um dos gols do Liverpool foi o Daniel Sturridge que foi cria do City e não comemorou o gol, mas tentou cavar um pênalti, acho pior tentar cavar um pênalti do que comemorar o gol, e se acaso o juiz desse o pênalti?Uma tremenda bobagem jogador jogador que faz gol e não quer comemorar em ´´respeito“ ao seu ex-clube, daqui à pouco vai ter jogador que não vai querer marcar gol ou não jogar porque vai jogar contra seu ex-clube.

  • UBATUBARÃO

    Janca, em relação ao seu comentário sobre comemoração contra ex clube, eu endosso e acrescento que o jogador que deixa de comemorar seu gol está faltando com o respeito com a torcida e sua atual equipe na qual paga seu salário e ele tem compromisso. Agora, falando na recepção ao Ganso na Vila, primeiro com santista tenho muito orgulho do Neymar que além de um craque fora de série, é um ser humano fantástico de uma nobreza extrema em defender o amigo e pedir respeito a ele, mas nem tudo que queremos, é possível vamos ficar devendo essa pro nosso mito, pois o Ganso deu todos os motivos pra revolta santista que vai de má vontade a ingratidão por parte dele, então, ele mereceu todas as vaias e hostilidades, só fui contra as moedas que pode prejudicar o Santos no mando de jogo.

    • janca

      As moedas lançadas no gramado de fato foram um erro grotesco de alguns torcedores que podem até prejudicar o Santos em relação a mando de campo.

  • Flavio Rodrigues

    Eu não concordo. Não acho desrespeito nenhum, e jogador de futebol ganha pra jogar futebol, fazer gols, e se fez, comemorar ou não é um sentimento dele, é a hora que ele extravasa o que sentiu pelo gol, tem que respeitar se ele não se sente bem em comemorar contra um clube que muitas vezes trouxe a ele tudo que ele jamais imaginou ter na vida. Isso é pouco? Se o cara beija escudos de vários clubes, jura amores, o chamam de hipócrita… Se quer sair do clube pra ganhar mais, é mercenário… Aí quando o cara respeita seu passado, não é profissional… Sério mesmo? O Ganso queria ir pro São Paulo, era mal agradecido, tava errado, blá blá blá, e agora ele faz questão de tripudiar em cima do Santos, por que tá na cara pelo tom que ele fala, que tem magoa do Santos… aí tá certo! aí ele faz muito bem?

    • janca

      Mas não é comemorando um gol ou não que o sujeito mostra mais ou menos respeito. Isso é jogar pra plateia e não deixa de ser hipocrisia. E no caso é jogar para a plateia contrária.

    • janca

      Em relação ao Ganso, se ele tem mágoa do Santos é uma questão dele. Vamos proibi-lo de ter mágoa? Não. Assim como o santista tem direito de ter mágoa dele _e muita. Mas não de jogar moeda no campo que acertou até outro jogador.

MaisRecentes

Verdão vai às compras



Continue Lendo

Contas corintianas



Continue Lendo

Timão em 2018



Continue Lendo