A comemoração de Ganso



Paulo Henrique Ganso diz que, se marcar amanhã contra o Santos, na Vila, vai comemorar e curtir o gol com a galera tricolor. E acho que faz muito bem. Não consigo entender jogadores que anotam um tento contra o ex-clube e voltam para o reinício do jogo como se nada tivesse acontecido. Alegam que é sinal de respeito ao time e aos torcedores que defenderam certa vez e com os quais têm identificação. Mas não será falta de respeito com a nova equipe e a torcida que agora representam? A meu ver, sim.

Claro que não precisa ser uma comemoração _nem deve_ desrespeitosa com o adversário, mas é esperado do jogador que festeje seu gol, a não ser que seu time esteja perdendo _e feio_ e ele esteja com pressa de ver a partida recomeçando logo.

Ganso diz que espera uma boa recepção por parte da torcida do Santos na sua volta à Vila Belmiro, pela primeira vez com a camisa de outra agremiação. Não acho que será assim. Ele saiu de maneira conturbada do clube, com problemas não só com a diretoria e também com os torcedores, que chegaram a chamá-lo de mercenário.

Quem pode ajudar _e já está tentando fazê-lo_ é Neymar, que gosta muito do ex-companheiro de time. Já pediu para a torcida tratar Ganso com respeito, algo que, insisto, duvido que aconteça pelo menos no início do jogo. Mas no transcorrer da partida, com Neymar em campo intercedendo pelo ex-colega de clube, pode ser diferente. Porque Neymar tem muita força no Santos. E uma coisa é passar o recado à torcida via imprensa, outra, na hora do jogo.

Neste modorrento Paulistão, é o jogo mais esperado até aqui. Pela quinta rodada. Depois dela ainda faltam 14 para definirem os oito finalistas. Que regulamento! Mas isso é outro assunto…



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo