Del Nero x Teixeira



Por trás das declarações de José Maria Marin, segundo o qual a CBF pode deixar de pagar mesada, ou melhor, os “trabalhos de consultoria” de Ricardo Teixeira a partir de março, está Marco Polo Del Nero. O presidente da Federação Paulista de Futebol, vice mais velho da CBF e eminência parda da entidade quer que Marin se afaste cada vez mais do ex-dirigente, que se refugiou na Flórida após uma série de denúncias de corrupção.

Tenta “limpar” a confederação dos indicados por Teixeira, entre os quais Andrés Sanchez, que já deixou a diretoria de seleções da CBF, e colocar seus (leia-se os de Del Nero) homens de confiança. Para Del Nero, não pega bem na opinião pública a mesada a Teixeira, que recebe cerca de 120 mil reais por mês como consultor, mais do que ganhava quando dirigia a CBF.

Não se surpreendam, no entanto, se o pagamento continuar a ser feito, pois Marin acertou verbalmente com o ex-presidente que ele será remunerado até a Copa de 2014. A justificativa? A experiência de Teixeira em eventos internacionais seria importante para a organização do Mundial no Brasil e, mesmo à distância, o ex-dirigente pode dar “bons pitacos”. Se o dinheiro não sair da CBF, então, como Del Nero desejo, Marin pode tirá-lo do Comitê Organizador Local da Copa de 2014, entidade que também está sob seu comando.

Se me perguntarem, porém, eu acredito que, apesar da pressão de Del Nero, os recursos seguirão saindo dos cofres da entidade. O COL, afinal, apesar de gerido com recursos oriundos da Fifa, tem benefícios públicos e a destinação da grana a Teixeira pode ser questionada. Na CBF, que se diz uma entidade privada, fica mais difícil. Até aí, no entanto, podem lembrar de Joana Havelange, a filha de Teixeira que só está no COL _onde é muito bem remunerada_ por ser filha e neta de quem é. E a meritocracia… Bem, no futebol brasileiro ela está em segundo plano. Ou terceiro, quarto, quinto…



MaisRecentes

Elogios a Loss



Continue Lendo

Não vai ter Copa?



Continue Lendo

O escândalo de Platini



Continue Lendo