O dedo de Parreira



A polêmica convocação de Júlio César, que tanta discussão segue provocando entre comentaristas e torcedores de futebol, teve o dedo de Carlos Alberto Parreira.

O ex-técnico da seleção brasileira e membro da comissão técnica comandada por Luiz Felipe Scolari é um dos principais defensores do goleiro. Para Parreira, um dos erros de Mano Menezes foi no gol, onde precisaria ter um atleta de mais experiência, caso de Júlio César, que defendeu o Brasil na Copa de 2010.

Felipão concordou com os argumentos de Parreira e decidiu apostar na segurança. Quando foi técnico do Brasil, em 2002, seu goleiro era Marcos. O de Parreira, em 1994, foi Taffarel.

Apesar de não ter ido bem em 2010, falhando contra a Holanda em jogo que eliminou nossa seleção do Mundial, os dois acham que Júlio César aprendeu com os erros, conhece a fundo o futebol europeu, os altos e baixos da carreira e pode ser o goleiro ideal para uma Copa disputada no Brasil, onde a pressão é maior.

Confesso que vi apenas dois jogos do modesto Queens Park Rangers, time atual de Júlio César. Em ambos ele foi muitíssimo bem e dizem que atravessa ótima fase. Mesmo assim, eu preferia ver Diego Cavalieri, do Flu, como goleiro titular. Foi o melhor do Brasil no ano passado, é nota dez na posição e merece a oportunidade.

Por incrível que pareça, quando se trata de goleiro, penso como José Maria Marin, o presidente da CBF, que também defende Cavalieri e gostaria de vê-lo como número 1. Mas no time, agora, ele não manda como nos tempos de Mano e não pode impor A ou B. E nesse sentido acho bom. Porque, queiramos ou não, o técnico do Brasil é Felipão, que tem como principal assessor Parreira, não Marin. Esse tem que administrar a CBF, algo que faz extremamente mal, aliás, já que passa maior parte do tempo procurando holofotes e fazendo campanha para seu vice Marco Polo Del Nero. Mas isso é outra história…



  • Mario

    Pelo visto o Pe de uva (Parreira) não apreendeu nada com a perda da copa em 2006 aonde morreu abraçado com Ronalducho , Adriano imperador do chop e companhia.

    J.C. em 2010 era o melhor goleiro do mundo, infelizmente foi mal no jogo contra a holanda,tudo perdoável ,problema é q a carreira dele depois da copa foi ladeira abaixo e ele se abala forte qnd erra ,não dá p/confiar nele, se fosse p/convocar por experiencia teria q convocar o Rogeria Ceni , p/mim o goleiro titular deveria ser Cavalieri tambem.

    achei estranho q não convocarem o Kaka q apesar de ser reserva no Real ele mostrou um bom futebol no meio do caos da era Mano , sera q o Felipinho ligou p/o Jorge Mendes e ouviu q o Kaka esta mal?

    • janca

      Se bem que o Rogério Ceni nunca jogou uma Copa como titular. Mas concordo que tem muita experiêncai. Pra mim _cada um tem sua opinião, claro_ a aposta deveria ser em Diego Cavalieri como titular. Mas respeito a decisão do Felipão, Mario. Abs.

  • Tri mundial doom

    Julio Cesar na Internazionale estava tomando um monte de frango, ta num time que nao ganhava a sei la quantos jogos, o Parreira ganhou alguma coisa na selecao graças a Romario, que ele nem queria convocar na época e as boas escolhas de Zagallo em 70, ele não é bom tecnico, mas sabe escolher jogador pra selecao, em 98 foi a mesma coisa, Zagallo convocou o que tinha de mellhor, se dependesse de Parreira, o Brasil nem pra copa de 94 iria…Felipao tinha de estar sozinho, ele sabe o que fazer na selecao.

  • ismael jr

    Só não entendo pq nenhum comentarista dá moral pro diego alves. O cara só nao tem grife, mas sempre pega muito no valencia, tbm acho o cavalieri um grande goleiro (desde a epoca do palmeiras), mas acho que o diego está na frente na fila, por estar bem a mais tempo, já que o cavalieri geriu mal a carreira. Pra mim a ordem é essa: Diego Alves; Jeferson; Cavalieri; Julio Cesar; Vitor; Fábio.

  • Sou suspeito (por torcer para o Mengo), mas gosto muito do Julito! Concordo com as críticas quanto à sua fragilidade emocional. Por outro lado, pode ser exatamente um desses lampejos irracionais que façam a diferença numa partida. Quando ele estava para sair do Flamengo, nos idos de 2005, o time atravessava – como ainda atravessa – péssima fase. Num jogo em que perdíamos, ele saiu com bola dominada, tresloucadamente, em direção ao ataque. Muitos criticaram sua irresponsabilidade, mas para mim, foi uma crítica dele ao time; e muito bem-vinda, por sinal. Enfim, tô com ele e acho até que aquela “falha” contra a Holanda foi muito mais por culpa da intervenção desastrosa do Felipe Melo do que do próprio goleiro.

    Valeu, Janca!

    Abraço,

    João

    • janca

      Nem acho que ele seja frágil emocionalmente, acho que é forte, pelo contrário, além de ter experiência. Mas em relação ao gol da Holanda que estamos debatendo sabe que acho que ele errou feio? Acontece, claro, mas acho que falhou. Enfim, bons goleiros temos, entendo a opção pelo Júlio César, que merece todo o respeito, se bem que preferiria ver o Diego Cavalieiri como titular. E nem chamado ele foi, o que pode significar e certamente significa algo. Grande abraço, João, e bom final de semana desde já, Janca

MaisRecentes

Saída de Lucas Lima



Continue Lendo

Dorival bombardeado



Continue Lendo

A grana de Nuzman



Continue Lendo