Grandes querem mudar Paulistão



Dirigentes de Corinthians, Santos e São Paulo devem se reunir nas próximas semanas para rediscutir o atual modelo do Paulistão. Apesar de considerarem boas as premiações do campeonato, avaliam _e com razão_ que os jogos na capital ou no interior não atraem mais o interesse dos torcedores.

Com o calendário apertado, acham um exagero passarem quase quatro meses disputando um Estadual esvaziado, já que a prioridade há tempos passou a ser outros torneios, como a Libertadores e a própria Copa do Brasil. Uma das ideias é que os grandes, a partir de 2015, comecem a entrar apenas na fase decisiva.

Marco Polo Del Nero, presidente da Federação Paulista de Futebol, é contra a mudança, assim como boa parte dos clubes do interior. O Palmeiras, que terá eleição presidencial na segunda quinzena de janeiro, não se manifestou.

Mais preocupados com a Libertadores de 2013, Corinthians, Palmeiras e São Paulo já sinalizaram que devem usar time misto em alguns jogos do Estadual, que tem sido visto mais como um laboratório de testes. O Santos, com foco no tetracampeonato e sem vaga no torneio sul-americano, tende a jogar com os titulares.



MaisRecentes

Elogios a Loss



Continue Lendo

Não vai ter Copa?



Continue Lendo

O escândalo de Platini



Continue Lendo