Torcida por Dunga



Dada a repercussão da coluna que publiquei no LANCE! anteontem, como faço, aliás, todas as terças-feiras, reproduzo excepcionalmente hoje aqui o que escrevi sobre Dunga, uma figura controversa do nosso futebol. Para os que concordam e especialmente para os que discordam da minha posição. O que entendo, aliás, e respeito:

“Fico satisfeito com a decisão de Dunga de voltar ao futebol, comandando o Internacional. Apesar de ele ter sido massacrado depois da eliminação do Brasil nas quartas de final da Copa-2010, considero seu trabalho como técnico da Seleção positivo.

Se tivermos um olhar mais abrangente e analisarmos o conjunto da obra, veremos que Dunga teve muitos méritos. Sob seu comando, levamos a Copa América de 2007, liquidando a Argentina na final com convincentes 3 a 0. Ganhamos o direito de disputar a Copa das Confederações e novamente fomos campeões, derrotando os norte-americanos na final, em jogo emocionante, uma virada histórica para 3 a 2.

Sob o comando de Dunga fomos os melhores nas eliminatórias e conseguimos resultados expressivos e um futebol vistoso, como nas vitórias contra Chile (3 a 0), Argentina (3 a 1) e Uruguai (4 a 0), todas fora de casa. Em amistosos também tivemos atuações que não podem ser esquecidas, como contra Portugal, 6 a 2, e Itália, 2 a 0.

Houve tropeços, claro, indefinições, polêmica por não termos levado Neymar e Ganso ao Mundial, críticas pela falta de experiência do treinador e muitos atritos com a imprensa. Num mundo onde a mídia tem fortíssimo poder e em que todo brasileiro se considera técnico de futebol, natural que Dunga tenha saído sob fortes críticas ao perder a Copa após sofrermos uma virada da Holanda.

Na ocasião eu fazia com três amigos um documentário intitulado “Sobre Futebol e Barreiras”, todo filmado em Israel e territórios palestinos, e um dos personagens, o ex-jogador de futebol e comentarista Zahi Armaly, um árabe que defendeu a seleção israelense e torcia pelo Brasil, profetizou a vitória holandesa ainda no intervalo, quando vencíamos por 1 a 0. Ele dizia que o primeiro tempo costuma ser dos jogadores, o segundo, do técnico, demonstrando pouca confiança em Dunga. E de fato a Holanda faria dois gols na segunda etapa e sairia classificada para as semifinais. Não concordo muito com a tese de Zahi e não vejo Dunga como único responsável pela reviravolta que levamos.

Mas como muitos queriam um bode expiatório, lá estava Dunga pra ser criticado. E Felipe Melo, pela expulsão infantil. Mas o goleiro Júlio César, que falhou no primeiro gol holandês, foi poupado. O que faz parte do jogo. Falhas, acertos, vitórias, derrotas, bodes expiatórios… O que não acho bacana, porém, é o massacre a que Dunga foi submetido. Se não fizemos uma grande Copa em 2010 (e de fato não fizemos), tivemos bons momentos quando ele dirigiu a Seleção. Momentos que não devem ser apagados.

Acho que Dunga errou feio no episódio com o apresentador Alex Escobar, de quem sou amigo, aliás, mas foi vítima de “fogo amigo” dentro da própria CBF, inclusive de Rodrigo Paiva, assessor de imprensa da entidade, que não o ajudava na relação com a mídia, muito pelo contrário. Que Dunga tenha aprendido com a experiência e obtenha sucesso no Inter, algo que os últimos técnicos que passaram pelo clube não tiveram.”



  • Arthur

    Dunga é um cara sério, perdemos a Copa por que não tinhamos time para ganhar, Robinho e Luis Fabiano, dois fracassos retumbantes, nunca foram protagonistas de nada. Felipe Melo é um ótimo volante, mas sempre pecou no lado emocional, todos imaginagam que poderia acontecer algo parecido com o que realmente ocorreu. O problema é que grande parte da mídia cobra futebol de uma geração que nasceu perdedora, depender de Neymar e Lucas para sermos campeões, sendo que ambos vão debutar em copas do mundo é pedir demais, são ótimos, mas não poderiam estar em condição de protagonismo. Kaká, Ronaldinho Gaúcho, são jovens, digo isso porque não estão em baixa há 1, 2 anos, estão em queda há 5 anos, quando tinham 27, 28 anos, suas carreiras entraram em decadência muito cedo gerando uma pressão monstra sobre Neymar, Lucas e outros jovens ainda não prepadados. A empáfia de que somos ainda o país do futebol que é triste, jornalistas tratam nossa seleção ainda como imbatível, que é vergonha empatar com uma Colombia em ótima fase e que na verdade é mais time, está mais preparada para grandes jogos.

    • janca

      Não acho que Neymar e Ganso deveriam ser protagonistas na Copa de 2010, não era hora, mas pelo menos o Neymar poderia ter sido levado, como foi Ronaldo em 1994 e Kaká em 2002. Não fizemos a Copa esperada, muito longe disso, mas ainda assim _não se trata de ufanismo_ quando você cita que hoje a Colômbia é mais time do que o Brasil pode até ser, porque vivemos dois anos de muita desorganização. Mas temos jogadores melhores, clubes mais fortes e condições de montar uma seleção bem superior à colombiana.

  • Mario

    Eu não gostava seleção do Dunga era futebol feio de doer, acho q apesar das falhas do Julio Cesar e Felipe Melo perdeu a copa por q qnd precisou mudar o time não tinha ninguem de qualidade no banco p/virar o jogo.

    Mas eu não vi ele ser massacrado depois da perda da copa achei ate q ele foi poupado (deve ser por q a maioria dos jornalistas tinham e tem medo de apanhar dele e a minoria seria da imprensa entende q era errado crucifica-lo ) o Parreira por exemplo fez um trabalho pre-copa muito melhor e é muito mais criticado pela perda da copa de 2006.

    essa politica de trazer idolos do inter(imitando o Gremio com renato gaucho) ano passado queimou os Falcão e Fernandão , agora chegou a vez do Dunga .

    • janca

      Pode até ser que não tínhamos jogadores de qualidade suficiente pra virar o jogo, mas não dá pra negar que fizemos grandes partidas sob o comando do Dunga, vide Copa América, Copa das Confederações e eliminatórias. Houve jogos muito ruins também, mas alguns em que jogamos demais. E acho que Dunga foi massacrado pela imprensa depois da Copa de 2010, sim. Parreira, em 2006, hoje reconhece que a preparação pré-Copa foi muito ruim. Ainda mais com aquele período ridículo em que a seleção ficou fazendo festa na Suíça.

      • Mario

        me expressei mal qnd quis dizer pre-copa do Parreira seria todo o periodo de 2003 a 2005 aonde Adriano imperador , Kaka , Robinho e os Ronaldos estavam jogando muito e não preparação final p/a copa da Alemanha na Suiça q realmente foi horrivel.

        bom a seleção do Dunga é passado , agora vamos ver se ele tem qualidades de trabalhar com o time do inter aonde não dá convocar quem ele quiser como na seleção e aguenta a pressão de ter q ganhar toda quarta e domingo no br (no gaucho deve ser tranquilo) p/mim a unica ctz é q o inter vai jogar um futebol feio.

        • janca

          Ah! Então sobre a pré-Copa do Parreira concordamos, Mario.

  • Adalberto F. Franco

    Não tenho nada contra o trabalho do Dunga, na Seleção, perdemos uma Copa do Mundo como já perdemos outras, não se pode ganhar sempre. Mas a Copa de 2014 o Brasil, tem a obrigação de ganhar, vai ser disputada em casa já perdemos uma em 1950 se perder de novo vai ser dose prá leão.

    • janca

      Oi Adalberto. Vou discordar de você. Não acho que tenhamos obrigação de ganhar em 2014, futebol, com jogos do tipo mata-mata, é um esporte de risco e de surpresas. Temos obrigação, isso sim, de reconquistar o torcedor e jogar bonito. Se perder, que percamos de pé, como se costuma dizer.

  • francotimão

    Ola, Janca, sem duvidas o Dunga conseguiu fazer o time brasileiro jogar boas partidas, mas pecou na copa em razão de ter “fechado” o grupo, msm assim eu não o culpo por fechar o grupo ou fechar com o grupo, o problema era q alguns jogadores naquele momento não estavam em suas melhores fases alguns técnicas outros físicas, mas é inegável q ele conseguiu formar um time de futebol bastante competitivo na seleção e eu o acho sim um bom técnico, tem potencial pra fazer um trabalho muito bom no internacional, mas só o tempo nos dirá com q “roupa” ele veio pro colorado…Abs!!!

    • janca

      É, só o tempo dirá com que “roupa” ele chegou ao Colorado. Vamos aguardar… Abs.

  • Vinicius Posterari Pereira

    Janca, na minha opinião o Brasil seria campeão da Copa, considerando somente o time titular. O que não poderia ter acontecido era ter o Gilberto na lateral esquerda (culpa maior do Dunga, porque quem deixou o Roberto Carlos no Brasil foi ele), o Júlio César não poderia ter cometido um erro tão básico e, independente da situação, o Felipe Mello não poderia ter feito o que ex (mas lembrando que ele deu o passe do primeiro gol e estava tão fora de si, ou talvez menos, que o próprio treinador.
    O Dunga teve muitos méritos, sim, mas foi ingênuo e pesou falta de experiência. A culpa maior foi sim dele. Ainda assim, fez um bom trabalho e os jogadores, culpados dentro de campo pelo que aconteceu, dividem a culpa, sim, na ordem que mencionei acima.
    Abs

    • janca

      É bem possível, Vinicius, mas como futebol não é uma ciência exata erros e surpresas fazem parte do jogo. Por isso, inclusive, que acho que não temos a obrigação de vencer a Copa de 2014. Mas quero ver um Brasil jogando bonito e conquistando a torcida. Ou reconquistando, porque há tempos a seleção anda afastada do torcedor. Pelo menos do nosso. Abs.

  • Augusto

    Olá, Janca.
    Acredito que o Dunga não é diferente de nenhum técnico que temos por ai pelos rincões desse nosso futebol, fraco táticamente, rabugento e as vezes deselegante com a imprensa, enérgico com jogadores (esta não sei se é sua maior virtude ou defeito, pois, tudo que é demais atrapalha), mas no inter acredito que eles estão procurando um cara que arrume a casa e ponha o time nos trilhos, não esperem muita coisa dele, que será um grande técnico ou outra coisa que o valha, pois, na Seleção perdeu a oportunidade de ser, já que naquela copa poderia ter melhorado sua imagem e relacionamento com as pessoas,ser um idolo de verdade, como foi maradona naquela copa, é como dizem dê poder para o sujeito e ele mostrará quem é de verdade, pelo que mostrou não foi muito bem, acho que aquela seleção foi a cara dele, fraca tecnicamente, sem carisma, com jogadores discutiveis como Felipe Mello (que todos sabiam no que daria quando a coisa engrassasse), com um goleiro mascarado e contundido. Como técnico começou por cima e agora vai ter que começar por baixo, vamos ver se ele aprendeu algo com a experiência.

    • janca

      Se bem que o Maradona, que você cita no texto, também saiu criticadíssimo na Argentina depois da derrota de 4 a 0 para a Alemanha.

      • augusto

        Mas pelo menos o Maradona conseguiu um emprego no Emirados Árabes (Petrodolares $$$$$). Quanto ao Dunga?
        Só espero que ele baixe a bola e tenha mais humildade, pois, o esporte é feito de altos e baixos, técnicos como ele tem vários, enquanto muitos melhores não tiveram a chance que ele teve, só pra citar Muricy, Tite, Abel Braga etc.
        Mas entendo sua posição com relação ao Dunga, já ele teve um bom momento antes da Copa, o que permitiu inclusive que ele chegasse nela, por conta das críticas que sofreu até ganhar a Copa das Confederações.

        • janca

          Que eu saiba Dunga teve sondagens ou propostas antes de aceitar dirigir o Inter. Acho que ele volta na hora certa, mas claro que tem muito a provar e entendo quando você cita a questão da humildade. Ele errou o tom mais de uma vez, o que pode fazer parte do aprendizado. Vivendo e aprendendo. Ou não _rs. Abs.

  • reinaldo

    Perfeito o artigo, Janca.
    Concordo com tudo o que falou. Tenho certeza que o Dunga fará um ótimo trabalho pela seleção. Assim como você, o Dunga é um exemplo de dedicação para qualquer profissional. Se tivéssemos mais Dunga’s e Janca’s por aí teríamos um país muito melhor.
    Parabéns

    • janca

      Menos, Reinaldo, menos _rs. Mas acho que o Dunga pode fazer um bom trabalho no Inter. E espero, sinceramente, que faça. Abs.

  • Tri mundial doom

    O Dunga é muito. bom pra falar da Globo e falou com razão, pois a seleção ridícula que estava com um treinador muito pior chamado Mano Menezes não teve as mesmas críticas que teve o Dunga, mas o Dunga nao gosta de jogadores cheios de talento, isso ele mostrou na Copa, levar Julio Batista e Felipe Melo acabou sedo motivo de piada para quem já o criticava, mas se ele der uns foras em jornalistas tendenciosos eu vou aplaudir , fora isso, ele já jogou a responsabilidade da derrota em cima do D`Alessandro, segundo Dunga, D`alessandro comanda o time… kkkkkk. O cara quer queimar um dos principais do time, assim como fez com Ronaldinho, GANHOU ” vcs criticam, mas o time ganhou isso e aquilo” PERDEU ” ele era o lider e nao correspondeu, por isso nao convoquei ” isso näo é de bons tecnicos e o Inter que se cuide….kkkkk

MaisRecentes

Flamengo e CBF



Continue Lendo

Oposição santista



Continue Lendo

Santos em SP



Continue Lendo