O racismo e a Uefa



Não é que a decisão do Milan de abandonar o campo contra o Pro Patria, time de quinta categoria da Itália, devido aos cânticos racistas da torcida rival não repercutiu muito bem na Uefa?

A entidade que dirige o futebol europeu vai fazer uma reunião para discutir o episódio, que considera um precedente perigoso. O temor de Michel Platini é que, a partir de agora, todo time que tiver um jogador hostilizado com gritos racistas por torcedores rivais deixem o estádio e exija os três pontos ou a marcação de novo jogo em estádio neutro.

Para assessores de Platini, os casos de racismo devem ser tratados na esfera criminal e não nos tribunais de futebol. A obrigação dos times e a de seus jogadores, hostilizados pelos cantos que forem, é de jogar até o final, acredita a Uefa. No caso do Milan, a partida contra o Pro Patria era um simples amistoso, mas e se não fosse?, pergunta a cúpula da entidade. Que medida seria tomada?

Platini vê o racismo como um problema social e não do futebol, que seria apenas a válvula de escape para uma sociedade racista e xenófoba. Eu discordo. Vejo a atitude do ganês Kevin-Prince Boateng, que saiu do campo após receber um insulto atrás do outro, todos eles racistas, da torcida do Pro Patria, como uma atitude exemplar. Que foi seguida pelos seus companheiros de Milan. E que, sendo repetida em outros jogos e por outros jogadores, pode significar um marco na luta contra o racismo, que não adianta ser combatido com medidas paliativas, como faixas antes das partidas carregada por atletas pedindo uma sociedade mais tolerante.

Se outros jogadores, como fez Samuel Eto`o certa vez, seguirem a atitude de Boateng as autoridades, os clubes e os torcedores terão que se mexer. Sei que futebol envolve muito dinheiro e talvez justamente por isso a Uefa queira jogar a sujeira embaixo do tapete, mas racismo é crime _ou deveria ser. É para ser tratado na esfera criminal, claro, mas também na esportiva. O esporte não pode aceitar como faz há tempos ações como a da torcida do Pro Patria, time da quarta divisão da Itália e com parte da torcida, como ficou comprovado no amistoso contra o Milan, literalmente de quinta.



  • Mario

    O Boateng e o Milan estão certíssimos no q fizeram devem ser apoiados e sua atitude repetida por todos os jogadores por q quando doer no bolso desses clubes com esse tipo de torcida e das redes de tv as coisas irão mudar.

    FIFA , Uefa e Platini estão sendo covardes e omissos , tem q combater o racismo igual fazem com doping financeiro , armação de resultados e dividas dos clubes e etc ,e punir pesadamente os clubes q tem essas torcidas .

    sem falar q sabemos q essas torcidas apoiam partidos racistas como eles e devem ser combatidos em todas as camadas da nossa sociedade antes q cheguem ao poder e façam alguma limpeza étnica .

    • janca

      Oi Mario. Também acho que na hora em que doer no bolso dos clubes, das emissoras de TV e dos patrocinadores a coisa _combate mais rígido em relação ao racismo_ pode pegar. Cada um reage de um jeito, mas gostei muito da atitude do Boateng, que não abaixou a cabeça.

  • Flavio Rodrigues

    Racismo é duro de engolir… e mais duro ainda de combater… Mas, é só punir, é crime igual ao casos de vandalismo e violência, só usar as câmeras dos estádios, que tem bastante por lá, etc… assim como a violência, não vai acabar, mas vai amenizar bastante. Simples Assim…

    • janca

      Se bem quem um dos problemas é que o cidadão tende a agir assim protegido pelo anonimato das massas, mesmo com câmeras de segurança dos estádios, muitas das quais deixam a desejar e pegam, no máximo, um ou outro.

  • Tri mundial doom

    O Milan fez o que outros deveriam ter feito, se o Platini esta com medo de acontecer sempre, que puna o clube na qual a torcida cometeu o crime, a Copa de 2018 sera na Russia, lá tem muitos racistas e o Roberto Carlos ja sofreu com isso, deixa ele temendo o bolso pra ver o que pode acntecer em 2018…

    • janca

      E o time do Hulk em termos de racismo e homofobia lá na Rússia é um que deveria ser punido. Mas tem muito jogador que abaixa a cabeça, o que também é um direito, se bem que gostei da atitude dos jogadores do Milan. Chega um momento em que é preciso fazer alguma coisa.

      • Tri mundial doom

        Essa do Hulk que nao entendi, pelo que fiquei sabendo o proprio presidente ou dono do time nao aceitava negros no clube e contratam o Hulk, agora ele foi chamado de fiasco do campeonato…Nao acredito que tenham contratado ele pra humilhar.

        • janca

          Para humilhá-lo certamente que não, mas a torcida tem pegado pesado com ele. É um clube com torcedores racistas, mas até aqui o Hulk tem abaixado a cabeça para as ofensas e as hostilidades. Talvez para não criar mais problemas com a torcida.

  • HÁ JANCA TENHA DÓ É NÍTIDO O DESCASO DA UEFA/FIFA EM RELAÇÃO A ESTE TEMA, VC QUE DEVE SER UM POUCO MAIS VELHO QUE SEU SE LEMBRA DOS COMENTÁRIOS SOBRE OS HOOLIGANS NO FUTEBOL INGLÊS ENTRE OUTROS. ERA QUASE UMA UTOPIA DIZER NA ÉPOCA QUE ELES CONSEGUIRIAM ACABAR COM ELES, MAS, TA AÍ NÃO É QUE COM MUITA ORGANIZAÇÃO, PUNIÇÃO E APOIO ELES CONSEGUIRAM. AGORA DIZER QUE É UM PROBLEMA SOCIAL E O ESPORTE É O QUE? NÃO É UM MEIO DE INCLUSÃO SOCIAL? ESSE PLATINI É UM FANFARRÃO DEPOIS ELES DIZEM É QUE NÓS BRASILEIROS É QUE SOMOS RACISTAS, PODE ISSO?!

    • janca

      Os ingleses de fato foram rígidos no combate ao hooliganismo e tiveram sucesso. Abaixar a cabeça para o racismo, como pelo jeito quer Platini, é que não dá.

  • Felipe Lima

    Platini está agindo da pior forma possível. Está sendo “político”. E ser político nesse e em outros casos só tende a encorajar mais a impunidade.

    • janca

      Assino embaixo. Abs.

  • Arthur

    Platini pensa é no $, contratos publicitários que a Uefa champions league pode perder, não há diferença entre um Leoz e o francês que puniu o Málaga por infringir as novas regras financeiras impostas aos clubes, mas é sócio do patrocinador do francês PSG que injetou 500 milhões de reais devido uma brecha na lei. Não querem resolver o problema, punindo severamente os clubes destes torcedores animais.

    • janca

      A diferença talvez seja o verniz. Platini tem uma aparência de modernidade _ou seja lá o que for_, mas é só aparência. Não fica devendo muito ao Nicolás Leoz, Arthur. Abs.

  • Aos fãs e baba ovos do futebol europeu, não é la que tudo é um exemplo a ser seguido? Se fosse aqui em Janca, ja pensou quantos companheiros da imprensa anti-futebol brasileiro em prol do europeu, não estariam detonando tudo e todos do Brasil?

    • janca

      O futebol europeu tem muita qualidade, alguns modelos de gestão bem interessantes, não podemos negar, mas há muita coisa de podre por lá. Muita coisa de podre mesmo. E que tem muita gente babando ovo em relação a tudo o que vem de lá concordo que tem. Infelizmente. Temos que ver as coisas com um olhar crítico. Nem tanto ao céu…

  • sandrofla

    Boa tarde Janca. Só quem tem a pele negra sabe o quanto doi a queimadura do racismo. Paltini no alto de sua pele clara acha inconsebível abandonar a partida e bla, bla, bla…Boateng foi ofendido, não foi o atleta foi o homem, o ser humano tocado na pele.
    Tem de arder nos bolsos dos clubes, das confederações, no bolso de alguns jogadores preconceituosos que entram segurando faixa mas por dentro ou na primeira entrada mais dura destilam seu preconceito em palavras.
    Como eu disse no início, só quem tem a pele negra sabe a dor que essa queimadura provoca.

    Abraço Janca.

    • Sandro só discordo quando diz que são só as pessoas de pele negra que entendem, isso acontece com pobres, homossexuais, moradores de favelas, obesos, etc… Acho até que os relacionados a cor no caso do Brasil são os menos piores pelo fato ser um povo bem miscigenado. Eu mesmo em minha família tenho índios, negros e portugueses, como q

      • Como é que vai ser racista?! E no Brasil mais da metade da população tem essa mistura!!!! Graças a Deus nosso país recebe bem que vem de fora. Nem tudo que vem da europa presta.

    • janca

      Sobre as faixas, Sandro, concordo com você, tem muito jogador que as carrega, mas no fundo pensa outra coisa. Carrega-as, levantando a bandeira contra o racismo, muitas vezes por puro modismo _ou por ser uma atitude tida como politicamente correta.

      • sandrofla

        Diego, Janca, digo que o negro sente mais sim pois já vi uma senhora na Tijuca sair do elevador desesperada pois estavamos eu e ela: ela uma senhorinha branca e eu na época um representante comercial bem vestido porem negro…isso já tem quase 20 anos e ainda me doi…mas um dia as coisas vão se consertar…abraço, amigos!

  • Marcelo Cunha

    Boateng agiu de forma corretissima, tomara todos os jogadores que forem discriminados pelas torcidas desta forma, tenha a mesma coragem, ai eu quero ver se dona fifa e a dona uefa não irão se mexer para tomarem as medidas cabiveis para estes casos, isso já passou de todos os limites, uma falta de respeito com o próximo, isso não tem perdão…

    • janca

      Quero ver se mais gente começar a seguir o que o Boateng fez. Aí vai ser interessante, Marcelo.

  • flavio

    É claro que serei metralhado aqui, mas acho que as atitudes tanto de Milan como do tigres estão corretíssimas. Chega de tentar intimidar os adversários de todas as formas possíveis. Chega de agressões morais e físicas. Chega de ganhar de qualquer jeito. Chega de parcialidades de todas as partes, as quais obviamente acontecerão num destes casos. Chega de violência de todos os lados. Chega de governadores dentro de campo. Chega de associações com policiais covardes e péssimos profissionais para acgredir adversários. Contudo temos que entender tais fatos por todos os ângulos. Por que se for para punir somente os times de quinta categoria da Itália e absolver os donos do poder aí não adianta ficarmos aqui falando aos ventos!

    • janca

      Se bem que o que levou Milan e Tigre a abandonarem o campo (ou a não voltar, no caso do time argentino) foram coisas bem diferentes. Neste caso não acho que A tenha relação com B. Abs.

  • Pano pra manga

    Já vi que a UEFA vai botar a sujeira pra baixo do tapete. Recentemente criticaram a Conmebol por não tomar nenhuma atitude no episódio em que seguranças de um clube “grande” agrediram jogadores de um “pequeno” que foi obrigado a abandonar o jogo também. Só que lá o clube “grande” tem razão em abandonar um jogo por causa de racismo. Aqui, o clube “grande” foi o agressor, mas todo mundo deu razão. Quando a pimenta é no olho do outro é mais fácil criticar, não é?

    • janca

      Continuo achando que são situações diferentes. No caso do Milan houve flagrante de atitudes e cânticos racistas, ofensas aos jogadores negros do time. No caso da briga no vestiário (ou no caminho para o vestiário) na final da Sul-Americana até agora não ficou muito claro o que aconteceu. Se os jogadores do Tigre foram agredidos ou se foram eles que partiram para a agressão contra os seguranças. Há diferentes versões.

  • Dorival

    Como passei muito tempo fora do país vivendo nos EUA, lá sou apenas marrom brown como todas as pessoas da América latina, os italianos que foram muito descriminados eram chamados de DEGO que é pejorativo de Diego todo italiano tinha nome de Diego. Os asiáticos de Ching ou amarelos esta estupidez começou por que a maior imigração para os EUA de chineses veio de uma região na China que tinha um Rio chamado de amarelo nada a ver com a cor da pele, pra quem acha que só os negros são descriminados este é um exemplo de como a coisa funciona.
    As leis anglo-saxônicas são as leis do uso e costume por isto foi possível acabar com os Holigans na Inglaterra, já o direito na maioria dos países latinos são o direito Romano o que torna mais difícil e complicado para se impor leis mais fortes e aplica-las na devida medida. Não estou defendendo ninguém apenas relatando o que eu sei, talvez por esta razão Platini tenha medo que a demora jurídica venha a prejudicar o andamento dos campeonatos. Eu acho o que o Boateng fez o justo, eu já fiz a mesma coisa em situação semelhante e pouco efeito teve, mas o futebol tem alcance global e esta seja sim uma saída, mais uma vez pode complicar não só a vida das pessoas e clubes bem como uma estrutura e um campeonato isto não me parece que seja a solução.

  • Rodrigo

    Até consigo entender (em parte) a postura da UEFA, pois é uma questão sim, social. Mas realmente não dá pra discordar da atitude do Boateng. Foi um ataque ad hominen, o cara não tem sangue de barata.

    Aliás, tirando os atos, mas mantendo os fatos, esse episódio, ao contrário do que a gente pensa, acontece por aqui também – só que é uma hostilização feita de uma maneira mais discreta e diluída.

    Corta pra outro assunto. Esses dias vi aqui no Lance! uma matéria com uma série de fotos sobre o novo estádio do Corinthians, e notei que as arquibancadas ficarão muito, muito próximas do campo, desprotegidas até. Não deu pra não pensar que, nos clássicos poderia ser algo perigoso visto o número de animais que frequentam todas as torcidas durante esse tipo de jogo. Mas aí me veio um pensamento contrário: os criminosos, que são covardes por natureza, se sentirão intimidados, pois não terão os fossos, muros, cercas, alambrados etc para protegê-los; um pisão fora da risca e a cara do norcego aparece bem grande em rede nacional. Se Wimbledon se livrou dos hooligans…

    • Rodrigo

      Eu disse Wimbledon? Mereço uma raquetada por isso. O correto é Wembley.

      • janca

        Acontece nas melhores famílias, Rodrigo. Correção feita: Wembley. Abs.

  • LHP

    É Janca, é vergonhoso nos tempos atuais depararmos com essas situações.
    No passado também, porém acredito que com o passar dos tempos, a sociedade e as pessoas deveriam evoluir, pelo menos seria o normal. Mas pelo contrário estamos vendo é um ”tipo” de retrocesso com atitudes como a dessa torcida. Eu acredito que a torcida, que fizesse um palhaçada dessa deveria ser proibida de entrar em estádios por um severo tempo, e que seus times fossem punidos também, proibidos de participar de campeonatos, sendo rebaixados, enfim, que atitudes severas fossem tomadas realmente, e não simplesmente toda vez vermos apenas discursos demagogos dos que mandam, e atitudes que são boas, nada! Como você disse isso tem que ser realmente tratado como o crime e a nojeira que assim o é. Seja no futebol ou qual esfera da sociedade que for… O mundo não tem mais espaço pra esse tipo de nojeira. Parabéns pelo texto Janca. Saudações Corinthianas!

    • janca

      Valeu, JHP. E em relação à evolução da sociedade não ando muito esperançoso, não. Acho que ela continua a mesma de sempre. Preconceituosa e racista, o que reflete no futebol. Mas medidas têm de ser tomadas e gostei da atitude do jogador de Gana e da de seus companheiros de Milan. Abs.

  • Michael Joshua

    Enquanto a cor da pele for mais importante do que a cor dos olhos,haverá sempre a guerra!
    Um bom 2013 pra você Janca!
    obs:”e vê se não pega tanto no pé do meu timão esse ano tá? rsrsrs…abrçs

    • janca

      Risos. Vou tentar, Michael. Abs.

  • FLAVIO

    Várias pessoas, inclusive no brasil defendem o nazismo. Então eu posso falar “GAME OVER”!

    • janca

      O que tem de ser combatido. Inclusive a existência de partidos nazistas, já que movimentos do tipo, racistas e xenófobos, sempre colocando uma minoria como bode expiatório, continuam fortes na Europa. Não só lá, mas lá especialmente. Ainda mais em momentos de crise.

  • Alessandro

    Platini conseguiu em meu conceito ir aos extremos.

    Do atleta e presidente do Comitê Organizador da Copa de 1998, só elogios. Cara de primeira!

    Ao atual presidente da UEFA, minha vaia! Abaixar a cabeça diante do problema é pedir que ele se multiplique, se manifeste mais e mais.

    Boateng está mais que certo! Se curvar à postura boçal de uma meia-dúzia de babacas em pleno local de trabalho!? Não! Respeitem-no, respeitem a integridade do atleta, do sujeito que veste aquela camisa.

  • A UEFA se preocupa com os precedentes . pensem , se alguém jogar uma pedra , ou bater em um bandeirinha , ou ofender a mãe de algum jogador , enfim , se em toda ofensa houver o fim da partida , nenhum jogo terminará . A solução é a retirada do ofensor , não do ofendido. respeito ao público , sem chiliques do tipo “não brinco mais” .

  • francotimão

    Ola, Janca, este episodio é marcante e determinante, chega de agressões sejam elas quais forem, pois isto também é violência, velada, não corta, não contunde, não lesa, mas doí pra caramba, não é porq sou branco ou miscigenado q vou apoiar essa atitude escrota, espúria e desumana, o Platini pisou na bola feio, ao contrario teria q apoiar o Boateng incondicionalmente nesse momento e não falar esse monte de besteira, por outro lado o racismo esta incutido no amago da sociedade e é uma mancha difícil de sumir, só msm com o tempo e com as gerações (de preferência não ouvindo e lendo o platini) irão poder extirpar essa coisa horrorosa da sociedade…Abs!!!!!!!!!!!!

    • janca

      E não é a primeira vez que Platini pisa na bola. Em muitos aspectos é um cartola como qualquer outro, apenas travestido de moderno. Abs.

MaisRecentes

Oposição santista



Continue Lendo

Santos em SP



Continue Lendo

Fuga de patrocínio



Continue Lendo