Galo: a bola da vez?



Se a Libertadores de 2012 foi do Corinthians, a de 2013 pode ter no Atlético-MG o grande destaque entre os brasileiros, que irão muito fortes para a competição.

Caso mantenha a base que conquistou o vice no Brasileiro _e a tendência é justamente essa_ e consiga reforços “pontuais”, o Galo tem tudo para ser uma grata surpresa no torneio do ano que vem.

 A maioria dos analistas tem o foco no campeão do Nacional, o Flu, sem falar em Corinthians, atual campeão da Libertadores, São Paulo, que tem tradição no torneio sul-americano, e no próprio Grêmio, outro que costuma se sair bem no continente. Mas de todos os brasileiros que vão à competição ano que vem, acho que tem jogado o futebol mais bonito e vistoso é o Atlético.

Como pra muitos ser vice não é nada _quando não é bem assim_, acabam se esquecendo do que apresentou o Galo sob o comando do Cuca. Partidas e jogadas incríveis, com muita dedicação, um grupo unido, destaque para Ronaldinho Gaúcho e Bernard, futebol ofensivo e arriscado, como há tempos não se via por aqui.

O Atlético lembrou-me dos bons momentos do futebol brasileiro, especialmente quando ia ao ataque. Podia levar dois que lutava até o fim pra tentar fazer três. É o time que mais quero ver em ação na Libertadores, inclusive pelos riscos que assume. Corinthians, Fluminense, Grêmio e São Paulo parecem mais previsíveis, o que não é um demérito. Já o Palmeiras, com a queda na Série B e os rachas internos que dificultam o planejamento pra 2013, entra como franco-atirador.

Não acho o Atlético favorito, já que um futebol mais pragmático na Libertadores, como apresentou o Corinthians em 2012 pode ter mais sucesso do que o do Galo, mas sou dos que apostam que os jogos dos mineiros serão mais interessantes. Ou podem ser. Para o bem ou para o mal. E nessa perspectiva _de jogar para a frente e arriscar_, manter Bernard, como insiste Cuca, é fundamental. Foi a grande revelação do Brasileiro deste ano e fez muita falta na Olimpíada, só tendo sido lembrado pela comissão técnica da seleção após o time ter deixado escapar o ouro em Londres.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo