Fifa, CBF e Atala



As trapalhadas do chef de cozinha Alex Atala no sorteio dos grupos da Copa das Confederações segue dando o que falar. A Fifa ainda não engoliu a confusão e a CBF está tendo que conversar com as cidades que vão receber jogos do torneio e ficaram descontentes.

É o caso de Belo Horizonte, já que o erro na hora de tirar as bolinhas tirou a chance de a capital mineira receber o Uruguai na primeira fase. Terá como “consolo” a partida entre Taiti e o campeão africano, a ser definido em fevereiro, além de Japão x México. O Rio de Janeiro é outro que não gostou do resultado e o Maracanã, em vez de receber Espanha x Uruguai, terá Espanha x Taiti em 20 de junho.

Os mineiros pensaram em formalizar um protesto junto à Fifa, mas foram convencidos pela CBF e o Comitê Organizador Local da Copa a deixar como está, já que a própria Fifa segue irritada com a lambança, que o secretário-geral da entidade, Jérôme Valcke, chamou de caótica.

O sorteio em que o badalado Alex Atala trocou as bolas, errando os potes, teve dois ensaios, segundo a direção da Fifa. Para a Copa do Mundo, o número de ensaios será maior e a Fifa já avisou COL e CBF que erros como o de sábado simplesmente não podem acontecer. Lembrou que a exibição é ao vivo para o mundo todo e uma falha como a de Atala poderia ter colocado em xeque a credibilidade do sorteio.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo