A gafe de Felipão



A declaração de Luiz Felipe Scolari sobre a pressão de dirigir a seleção brasileira segue causando polêmica, mesmo que a direção do Banco do Brasil considere o episódio superado.

Ao comentar sobre ter concordado em assumir a seleção com a obrigação de ser campeão mundial em 2014, Felipão afirmou que, se fosse para trabalhar sem pressão, iria para o Banco do Brasil, sentaria numa mesa e não faria nada. Como se fosse fácil o trabalho de bancário…

Ok, o técnico já se retratou, mas acho que o comentário merece uma reflexão maior. Inclusive sobre a cultura brasileira, já que não são poucos os que acham que trabalhar em banco ou escritório não exige pressão. Como bem colocou um representante dos bancários, a profissão também é estressante. Há metas absurdas e quem muitas vezes paga a conta são os gerentes e _o que é muito grave_ os clientes, que acabam comprando produtos enganosos.

Tem muita gente no meio do futebol que age como se pressão fosse uma coisa inerente só ao esporte e às pessoas públicas. Não é. Há muitas outros setores, como o da educação, saúde e segurança pública que são tão estressantes quanto. Se não mais. O que não dizer da aviação? Da psicologia? Dos lixeiros, que muitas vezes nem são vistos pela sociedade, despersonalizados pelo uniforme e fazem um trabalho digno, mal remunerado e extremamente necessário?

Aqui não se trata de ser politicamente correto ou não, inclusive porque o politicamente correto cansa e leva a muitos exageros, a questão é outra. Acho que há muita gente que pensa como Felipão, que por mais que diga ter a obrigação de vencer em 2014, sabe que não tem. Se perder (e ninguém é obrigado a vencer, derrota faz parte do jogo), já deve estar com o discurso pronto na língua. E um dos argumentos é que terá tido pouco mais de um ano e meio para preparar a seleção. Em caso de fracasso, pode dizer que não foi o suficiente.



  • Mario

    ooooooooooooooo coitado sindicato dos bancarios, do povo do BB, dos gerentes de banco , do Felipinho e do……. ahhhhhhhhhhhhh para , é muita frescura, gasta-se bilhões com a copa(ate com participação do povo do BB)com um monte de coisas superfaturadas,tem uma tremenda crise na segurança publica em sp,o vice presidente da CBF é investigado pala PF e a maioria dessas pessoas se calam qnd teriam q fazer barulho e cobrar forte, mas ninguem falou deles então esta tudo bem.

    • José Henrique

      Com 1 milhão por mes na conta, depois desse seu comentário, estou até com pena do Felipão, por sofrer tanta “pressão” assim.
      Ai que dó da formiguinha.
      Hipocrisia esses salários absurdos para esses caras que se acham estrelas, e só falam besteiras como essa, de humilhar funcionários de banco.
      Porque não falou do banco, que estava no cartaz atrás dele?
      Isso que dá tratarem o futebol alegria do povo, como mera disputa politica.

      • bruno

        mera disputa política? você tem noção de quanto dinheiro envolve uma copa? acha que futebol é só bola rolando? não envolve bastidores políticos? cabecinha medíocre a sua

  • José Henrique

    Felipão, salário de perto de 1 milhão, (já tá recebendo). para fazer 3 jogos (tres???????) em 2013, e jogar um torneio de 15 dias.
    Resumindo, vai trabalhar 1 mês no ano e receber 13 salários, junto com comissão Parreira e cia.
    Assim, até funcionário de banco, aguentaria “tanta pressão”
    Vai chupar cana doce com esse papo. Pressão??? com 1 milhão mensal na conta?
    Vai lá ganhar 1 milhão, encarando o Anderson Silva, prá ver o que é bom pra tosse.
    Brasileiro é um trouxa mesmo, aceitar isso passivamente.

    • bruno

      e o mano que ficou + de dois anos, ganhou uma fortuna e não ganhou de uma seleção grande? caiu na copa américa no maior vexame do brasil nos últimos tempos? trouxa é você que acha que enfrentar o anderson silva é a coisa mais importante deste mundo. é por gente como você que o brasil não vai pra frente. você acha que o mundo gira em torno da bola e do mma? vai chupar cana você, cabecinha medíocre

      • bruno

        pelo menos felipão pega adversários de verdade. com mano brasil x inglaterra wembley imagine só a vergonha

    • José Henrique

      Leva o Felipão prá sua casa, cabeção. Já que gosta de quem abandona o barco na hora ruim.
      Agora ele vai ter os “camarões ” que sempre pediu no verdão, rebaixando seus próprios jogadores.

      Cabecilnha é a sua, que concorda com essa Cbf “buotima”.

      Vai lá bater palminhas para o Felipão e apoiar a troupe toda.

      Família Scolari? Vai nessa que jogador gosta do cara. Só a sua cabeçona mesmo.

  • Paulo

    João meu amigo, como vai?
    antes vou reparar uma injustiça… sensacional seu texto sobre o livro da hope solo… me deu vontade de ler, e vou fazê-lo o quanto antes.
    sobre a declaração do felipão… que coisa chata o século XXI! cheio de melindres, gente mimada… gente carente que, ao serem chamadas de “seu bobão” correm chorando pra grande e justa saia da mamãe.
    sério, meu amigo… o politicamente correto já deu o que tinha que dar…
    grande abraço!

    • janca

      Oi Paulo, tudo bem? Na verdade o livro da Hope Solo é que é sensacional, conta coisas impressionantes, histórias de bastidores incríveis mesmo. Sobre a declaração do Felipão, acontece, foi uma gafe, claro, concordo que o patulhamento dos defensores do “politicamente correto” cansa, mas acho que, neste caso, reflete o que muitos pensam e só estimula uma visão preconceituosa e distorcida das coisas. Como se ser técnico da seleção, como colocou alguém, fosse mais complicado do que ser presidente do Brasil, por exemplo, o que não é o caso. E a pressão depende muito de cada um, do contexto, das circunstâncias, de como lidamos com ela. O gatilho para um pode não ser o mesmo gatilho de outro. Grande abraço e vá dando notícias de vez em quando, João

  • Leonardo

    Esse blog já foi mais bem frequentado, Janca. Foi um ato falho do Felipão q. reflete o que muita gente pensa: quem trabalha em escritório (com coisas burocráticas) não tem pressão, quem trabalha com futebol tem a maior pressão do mundo. Temos um clichê de que ser técnico da seleção é mais difícil e exige mais responsabilidade do que o de presidente da República e tem gente que acredita nisso. Você citou médicos, professores, lixeiros, psicólogos, pilotos de avião e policiais, eu vou mais longe. Quem pega três conduções pra ir trabalhar, três pra voltar, ganha o mínimo, tem família pra sustentar, faz bico, tem q. brigar por lugar no ônibus, trem e van? Tudo isso não conta? Quem tem mais pressão, o Felipão ou esse cidadão?

    • janca

      Não sei, Leonardo, acho que a pressão depende muito de cada um, como comentei na resposta anterior. Sobre a comparação entre técnico da seleção e presidente da República, concordo, claro que a responsabilidade do segundo (ou da segunda) é muito maior.

  • Montanha

    Desculpa Janca, mas o que o Felipão falou não foi nenhuma mentira.
    Eu sou bancário, mas trabalho em banco privado e esses sim, esfolam o funcionário até a última gota, cobram o possível e o impossível e ainda te ameaçam se as metas não foram cumpridas.

    Agora, BB e Caixa? Todos os funcionários são defendidos pela estabilidade, não possuem um “chefe” e não importa se eles vão ou não vender produtos ou atender o cliente com qualidade.
    A certeza de não ser mandado embora os acomoda e o Felipão está 100% no seu comentário.

    Se ele tivesse dito a mesma frase e citado um banco privado, aí sim, ele estaria errado. O bancário público não sofre nem metade do que o bancário privado, além, claro da ociosidade dos funcionários do BB.

    • claudio

      Montanha, se vc não sabe, bancários do BB e da CEF são celetistas, logo não possuem estabilidade…
      Segundo, o BB é o maior banco do país e não o é a toa… Ninguém é obrigado a manter a conta em um banco que não queira e por ser o maior, precisa manter a carteira de clientes em um patamar cada vez mais alto… Já tive conta no Itaú, o que estampava um banner atrás do Felipão, e o atendimento era ruim e suas tarifas muito mais caras…banco privado…

      Mas enfim, Felipão falou bobagem e se retratou, pior é um monte de vir aqui e repetir a sandice e burrice do pentacampeão…

      Falta informação e educação pra muita gente mesmo…

      • janca

        Eu não trabalho em banco, Claudio, mas imagino que a concorrência entre as instituições, sejam públicas ou privadas, tende a aumentar. E com isso a pressão por resultados também. Ah! E em relação às tarifas dos bancos privados, meu Deus!, como diria o Milton Leite.

    • FlaHexa!!

      Ociosidade?Vai falar besteira lá na tua agencia..desiformado e frustrado!!!Se não tem capacidade de passar no concurso do BB e da CEF tudo bem…..mas não vem aqui digitar esses absurdos!!!Vai estudar…

    • janca

      Eu não trabalho em banco para dizer, está aí sua visão, a visão de alguém de dentro, claro, talvez seja mesmo muito mais complicado trabalhar num banco privado do que num público, eu não sei dizer. Mas ainda assim acho que a pressão depende muito de cada um e das circunstâncias. Vou citar um outro exemplo: aquele que tem um trabalho muito burocrático (em qualquer setor que seja) e que não gosta do que faz pode e tende a sofrer com isso. Há os que preferem algo mais criativo, há os que optam pela estabilidade, enfim, cada um, cada um. Só acho que, faça você o que fizer, deve tentar realizar da melhor forma. Não só por conta dos outros, afinal se trata da prestação de um serviço e os outros dependem de você, mas pra você mesmo se sentir bem.

    • José Luiz

      Nossa, que “montanha” de besteiras você falou. Passa num concurso primeiro, vai lá trabalhar depois fala alguma coisa.

    • José Henrique

      Qualquer bancário aceitaria muita pressão em troca desse salariozinho do Scolari.
      Ridículo falar em pressão, um cara que está lá por ” amor a pátria” , com o bolso estufando de grana.
      Entre aspas viu Janca? Por essa grana, eu aceitaria até ser torturado. Hipócrita.
      Ofendeu uma das classes que mais possui funcionários sofrendo moléstias por seres.
      Scolari não agüentaria um mês na função de um bancário, do BBC, ou do banco que patrocina a seleção dele.

      • José Henrique

        Corrigindo..moléstias decorrentes de stress. Desinformação é o maior defeito de críticos levianos.

      • janca

        Dizer que por essa grana você aceitaria até ser torturado é tão infeliz quanto, José Henrique. Tortura é algo de regime totalitário (e de alguns regimes que se dizem democráticos), algo que deveria estar banido da sociedade.

        • José Henrique

          Janca, ou você se faz de besta, ou é incapaz de interpretar uma ironia.
          Achei que você fosse pelo menos um pouco mais observador.
          Acho que vou colocar mais termos entre aspas.
          Se não entendeu essa, eu desenho prá você.
          Quem paga o salariozinho do Felipão?
          R: (precisa falar o nome da figura, ou você sabe?)
          Quem foi parceiro, (sem aspas) da ditadura mesmo amigão?
          Conhece a biografia. Ou preciso te contar?
          Entendeu agora o significado de “torturado” no texto ?
          Eu prefiro sim, estar no lugar de um torturado (e morto lembra?), a a comer (ganhar salário ofensivo) no prato dessa gente.
          Mantém quem gosta da comida deles né?
          Bem desenhado, ou não?

          • janca

            Mas até aí o Andrés, que você tanto defende, recebia salário de quem? Da CBF, José Henrique. Sobre tortura insisto que nada justifica e vejo que você pensa da mesma maneira.

  • alessandro

    BOM DIA JANCA,ESSE SR JA COMEÇOU A APRONTAR DAS SUAS,O QUE VOU DIZER?
    E O REFLEXO DAS ESCOLHAS DO SR MARIN,QUE COLOCOU UM TECNICO QUE ALEM DE ARCAICO E ULTRAPASSADO NAO TEM O MENOR EQUILIBRIO SAI AGREDINDO AS INSTITUIÇOES E PESSOAS GRATUITAMENTE E PRA MIM FICA CLARO COM ESSA DECLARAÇAO QUE QUEM NAO SUPORTA PRESSAO E ESSE SENHOR,O QUE ATESTA ISSO E ELE DAR ESSE TIPO DE DECLARAÇAO E TER ABANDONADO O PALMEIRAS NO MOMENTO QUE VIU QUE A VACA TAVA INDO PRO BREJO!!!!
    JA DISSE E REPITO A COPA JA ESTA PERDIDA NAO ACREDITO NEM UM POUCO,NEM EM MINIMA CHANCE DE GANHAR A COPA,POIS ALEM DE UM TECNICO INCOMPETENTE TEM SELEÇOES EM ESTAGIO MUITO MAIS AVANÇADO QUE O BRASIL E COM OTIMOS JOGADORES(ESPANHA,ALEMANHA,ARGENTINA,HOLANDA)

    • alessandro

      QUERO VER MAIS PROXIMO A COPA QUANDO ESSE SR TIVER QUE DAR ENTREVISTAS NAO SO A IMPRENSA LOCAL MAS A IMPRENSA MUNDIAL IMAGINA ELE AGREDINDO VERBALMENTE A IMPRENSA EUROPEIA!!!!!!!!

      • janca

        Mas ele está acostumado com a imprensa europeia, já trabalhou na Europa e, diga-se de passagem, fez um ótimo trabalho em Portugal.

  • sandrofla

    Bola fora do Felipão. Um pouco de humildade e canja de galinha não faz mal a ninguém!

  • Marioh

    Janca,
    Eu náo sou bancário mas tenho contas no BB e em bancos particulares. O sitema são praticamente similares e os bancários sofrem pressões como qualquer outra profissão. O
    Felipão falou besteira como constumeiramente faz. Falou besteiras para o Pierre, Kleber, Valdivia, e outros ,e criava um o ambiente tumultuado. Caiu para a segundona e fugiu do pau antes da casa ruir. Ele não tem moral para falar de outra profissão.É preciso respeitar para ser respeitado.

  • Luiz Farias

    Acho que esse assunto está tomando uma proporção indevida. Aliás, como várias outras coisas hoje em dia. Culpa da famosa INTERNETE que espalha informações e opiniões em quantidades e velocidade absurdas. A imprensa publica a notícia e daí o povão por pura falta do que falar (e as vezes até do que fazer) compartilha e comenta no facebook. O assunto, por ser “diferente” se torna um viral e toma proporções ainda maiores na imprensa, o que chama ainda mais atenção do povão e assim se torna um “efeito cascata”.

    As vezes eu lembro de coisas que aconteciam há 15 atrás, coisas mais “cabeludas” e que nunca tomavam esse tipo de proporção. A atualização dos meios de comunicação era diária e não “por minuto” como hoje em dia, daí a imprensa dava mais destaques a assuntos realmente importantes. Hoje sofremos uma superexposição de assuntos ridículos, notícias de importância secundária, acontecimentos irrelevantes e do dia-a-dia de pseudofamosos. É irritante.

    Não conheço o Felipão, mas tenho certeza que ele não quis desmerecer os bancários. Ele apenas quis deixar claro que está disposto a lidar com a pressão que é ser técnico da seleção brasileira de futebol, que aliás é sim uma grande pressão (não na parte financeira, é claro). O fato de ele ter citado o BB foi apenas para ilustrar e enfatizar seu ponto de vista, deve ter saído até de forma impensada. É tipo quando a gente está em uma roda de amigos e fala “quer moleza senta no colo do Papa”. São besteiras que todo mundo fala. Acho que se o Felipão falasse “quer moleza senta no colo do Papa” os católicos, a CNBB e até o Vaticano iam exigir uma retratação pública, iam excomungar o Felipão, o povo ia condena-lo… e a imprensa ia se fartar com a repercussão.

    Hoje em dia ninguém pode falar nada que todo mundo se dói. Todo mundo vira comentarista de “gafe” e o assunto se desvirtua completamente. As pessoas saem do assunto futebol e começam a discorrer sobre o trabalho diário da classe bancária, taxas de juros, CLT, empregos concursados… Meu Deus!! Sério que precisamos chegar a isso?

    • janca

      Eu também acho que o Felipão não quis desmerecer os bancários. Questiono apenas o que talvez seja um pensamento arraigado de que algumas profissões, principalmente quando ligadas ao setor público, têm um caráter meramente burocrático (e uso o termo burocrático no sentido pejorativo que ele, com o tempo, pegou).

  • renato sá

    Pô, esse é o Felipão! Esse seria o Muricy, o Abel……..

    é o jeitão desses caras, do futebol de antigamente, do modo descontraído…

    do mais, o sindicato dos bancários poderia usar essa força midiática que canalizou contra o Felipão pra forçar a Caixa (da qual somos os maiores acionistas) a abrir o contrato que realizou com o corinthians…. ela abriu os contratos que tem com federações mas com o clube nada. Ou quem sabe focar as forças para solicitar uma investigação de como estão sendo realizados os empréstimos de bancos públicos com juros subsidiados nas obras particulares e públicas (uma vez que a maioria dessas será repassada à iniciativa privada) da Copa.

    Do mais, antes um cara tipo o Felipão que tipo o galinha morta do mano…

  • Francotimao

    Ola, Janca, é claro q o Felipão foi profundamente infeliz na declaração, ele poderia dizer q quem não quisesse sofrer pressão q fosse pescar, ficaria suave e tranquilo, mas ele mostrou e escancarou um pensamento publico brasileiro de q serviços burocraticos e por tabela serviço praticado por funcionarios publicos são irrelevantes e sem pressão, é óbvio q é ledo engano, a pressão é intrinseca em qualquer atividade laboral, portanto foi infeliz, é isso…Abs!!!!!!!

    • renato sá

      aí o SindiPesca iria protocolar, junto à CBF, uma carta de repúdio. Iria afirmar que a atividade de Pescador é um tanto quanto tensa, alto mar, risco de morte, metas etc…..rs

      • Francotimao

        Poderia ser renato, poderia ser..rsrrsrs

    • janca

      É isso mesmo _sobre escancarar um pensamento típico do Brasil a respeito de serviços burocráticos e do funcionalismo público. Mas que ele foi profundamente infeliz, concordo que foi. Poderia dizer, como você colocou, algo como “que fosse pescar”. Porque há muito serviço público de qualidade, burocrático ou não, e temos muitos profissionais que trabalham no sistema público e que são verdadeiros abnegados. E ele errou ao citar o Banco do Brasil. Abs.

      • Francotimao

        Janca, ficou evidente tbm alem é claro da expressão de um pensamento publico, a diferença entre o felipão e o mano, com certeza o mano é muito mais tranquilo e polido (pra não dizer outra coisa)…Abs!!!!!!

        • janca

          Não sei se mais tranquilo. Eu o achei inseguro demais e submisso demais quando dirigiu à seleção. O Felipão, por outro lado, tem personalidade e, do seu jeito, consegue se impor, o que é bom. Ainda mais numa CBF comandada por Marin e Del Nero…

  • José Luiz

    Maldade com os bancários!!! Se ao menos tivesse dito “Quer moleza vai ser jornalista!” – brincadeira Janca! Acho que hoje em dia não tem mais trabalho mole. Grande abraço!

    • janca

      Risos. Mas poderia até dizer isso que seria divertido (sobre os jornalistas _embora seja uma profissão complicada também _poderia dizer para tirar um sarro, já que convive com jornalistas). Citar bancários do Banco do Brasil é que foi desagradável, pra não dizer outra coisa. Abs.

MaisRecentes

Flamengo e CBF



Continue Lendo

Oposição santista



Continue Lendo

Santos em SP



Continue Lendo