Calendário europeu no fim?



A proposta de mudança no calendário do futebol europeu, cuja temporada passaria a acontecer de janeiro a dezembro, tem conquistado força no Velho Continente.

Com apoio dos técnicos Alex Ferguson e Roy Hodgson, Arsene Wenger, que dirige o Arsenal, segue defendendo a ideia. Ele não vê sentido numa temporada que começa em agosto de um ano e termina em junho do seguinte, com jogos realizados no rigoroso inverno europeu. E mais: acha que seria uma oportunidade para adequar o calendário ao asiático, aumentando o intercâmbio com China e Japão, que hoje estão com uma situação financeira mais favorável do que a da zona do euro.

Na França e na Itália há dirigentes que defendem o fim do atual calendário europeu e pretendem levar a proposta à Uefa, entidade que dirige o futebol do continente e é presidida pelo francês Michel Platini. A Bundesliga, porém, já se manifestou contra e defende que a mudança, se ocorrer, seja feita com a anuência de todos os países que adotam o chamado calendário europeu.

Apesar do nome _calendário europeu_, países do leste, caso da Rússia, já realizam seus campeonatos de março a outubro/novembro, devido ao gélido inverno da região.

Para o Brasil, se a mudança acontecer _não vejo perspectivas de que ocorra no curto prazo, até devido aos contratos comerciais já firmados_, seria uma ótima. Porque, ao se adequarem ao calendário asiático, os europeus estariam se adequando também ao calendário brasileiro.

Com mudanças ou não na Europa, seguimos precisando de um calendário mais enxuto para o Brasil, que contemple interesses de clubes de diferentes portes e a seleção. Defendo a redução da participação dos grandes nos Estaduais _ou até o fim de sua participação em tais campeonatos_ e que eles sejam realizados com a presença dos pequenos, que busquem vagas na Copa do Brasil e na Série D do Nacional. Do jeito que está é que não pode ficar.

O que lamento é que, enquanto os europeus se mexem, pelo menos discutindo possíveis mudanças, no Brasil cada um pensa no próprio umbigo e o debate parece adiado, adiado e adiado, quando deveria estar na pauta do dia. Mas com os dirigentes que nós temos, com raras exceções, fica difícil vislumbrar uma luz.



  • Francotimao

    Oi, Janca, tb bem??…Ha alguma tempo ja havia penasdo em postar um pensamento meu em relação ao calendario europeu, eu pensava e penso q

    • janca

      Pensava o quê?

  • Francotimao

    Oi, Janca, tb bem??…Ha algum tempo ja havia pensado em postar uma idéia minha em relação ao calendario europeu, eu pensava e penso q quem deveria mudar o calendario seria exatamente a europa e o leste europeu, não por ufanismo patriotico, mas pela minha logica e ótica, exatamente porq sempre vi ou não vi jogos da europa debaixo de gelo e/ou suspensos, então porq não mudar o calendario deles???, mas pensei q outros blogueiros ou comentaristas pudesem me achar achar um louco, ” que é isso, a europa mudar por nossa causa”, etc…mas agora vejo seu post e bate exatamente o q eu sempre pensei…(sic) obs: observo aq uma replica em relação ha um post anterior seu com o titulo de ‘ Andres de fora”, onde vc me “contesta”, qdo disse q vc era s. paulino, digo-lhe q o fiz observando comentarios anteiores no citado blog onde varias vezes alegaram q vc era torcedor do s. paulo,então… em 1º lugar pra mim tanto faz se vc torce pros bambis (como disse no proprio comentario no citado post) pois q eu saiba vc é torcedor luso,2º lugar só o fiz porq não li nenhum negativa sua a afirmação dos comentaristas de q vc seria s. paulino ( se houve negativa sua, não vi e peço desculpas) e por fim é absolutamente irrelevante o fato se verdadeiro ou não, continuo seu fiel leitor..Abs!!!

    • janca

      Eu torço para a Lusa, mas não faço meus comentários baseados na paixão clubística, tanto que quando fui tratar da saída do Renê Simões do São Paulo e critiquei o Juvenal Juvêncio, algo que faço habitualmente _rs, alguns acham que sou corintiano. E não costumo responder comentários me “acusando” de torcer para A ou para B porque não acho que isso norteie minha concepção de vida ou do mundo do futebol. Sobre a mudança no calendário europeu é uma ideia que surgiu há algum tempo na própria Europa e vem ganhando força, como noticiou o LANCE! recentemente, especialmente na Inglaterra. O Leste Europeu, por conta do frio, já adota um calendário parecido com o nosso _o frio no leste da Europa é mais forte do que nos países ocidentais. A ideia é que eles imitem o modelo asiático, que funciona como o nosso. Acho que seria bacana, embora não acredito que aconteça (a mudança), pelo menos não no curto prazo. Abs.

  • Mario

    posso estar errado mas a Russia ñ mudou seu calendario na ultima temporada criando um terceiro turno p/se adequar aos paises da europa ocidental?
    por a aqui é impossivel ter mudanças pelos cartolas q temos , mas se fosse p/mudar acho q os estaduais deveriam ser transformados em mata-mata (podiam ate ser em jogo unico)e disputados no meio da semana durante o brasileirão q ficaria com jogos só no fds

    • janca

      Não sabia disso, Mario, mas na Rússia _já estive lá em dezembro e janeiro_ o frio é muito forte que quase impossibilita a prática do futebol. A não ser em estádios cobertos. Mas mesmo a locomoção por Moscou, por exemplo, é complicada no período devido à neve. Agora com o campeonato russo transmitido para um maior número de países recentemente é possível que eles tenham feito ou venham a fazer alguma adaptação em relação ao calendário da Europa ocidental. Já no Brasil acho que os Estaduais só para os pequenos e para classificar para Copa do Brasil e Série D, pelo menos nos principais estados da nação. Campeonatos como o Paulista, o Carioca, o Mineiro, o Gaúcho e outros mais não têm graça nenhuma. O Pernambucano e o Baia´no já empolgam um pouco mais.

      • Mario

        uma coisa foi esquecida e q trava essa mudança q é a copa do mundo ,olimpiadas(q iria atrapalhar a grade de tv ,os patrocinadores do futebol e usar os jogadores da seleção sub/23 e 3 jogadores acima da idade ) e copa america q normalmente acontessem entre junho e julho q teria q ser mudada de data tambem pois diferente daqui os clubes ñ aceitariam ficar de 1 a 2 meses sem jogar ou ficar sem os jogadores a cada 2 anos

        • janca

          Esse é um ponto importante… Mas até aí a Copa do Mundo acontece bem no final dos campeonatos europeus, quando alguns jogadores estão estourados ou quase, não?

          • Mario

            mas ai relativo por q a maioria dos campeonatos europeus hj acabam no inicio de maio e o ultimo jogo da temporada é a final da champions q acontece entre 15 e 20 maio então a maioria tem 20 dias de ferias e uma minoria tem 10 dias de ferias antes de se apresentar as seleções p/treinamento p/a copa e os q servem as seleções ganham alguns dias a mais ferias qnd voltam p/o clube.

          • janca

            Pouquíssimo tempo pra se preparar para uma Copa das Confederações ou para uma Copa do Mundo, como hoje muitos técnicos têm reclamado na Europa.

  • Bruno

    Janca, acho que o calendário deve ser mundial. Sou defensor da ideia que deve-se adaptar o futebol brasileiro ao calendário europeu, mas, se essa ideia de repente tomar força e o mundo se adaptar ao Brasil, ótimo. Que assim seja, mas deveríamos ter um calendário mundial. Começando em janeiro ou julho? não importa…é hora de a FIFA trabalhar nisto, mas acho que o que a FIFA menos prioriza é o futebol.

    Não sei a sua opinião, mas acho que seria uma ótima oportunidade de acabar com os estaduais, inúteis, chatos e longos – apesar de ser ciente que isso é utópico.

    • janca

      Eu não gosto do atual modelo dos estaduais, Bruno, não têm o mesmo charme (os campeonatos) dos anos 60, 70 ou 80. Mas adotar um calendário mundial para o futebol é passar por cima das confederações e ligas nacionais, não acha? Cada país, de acordo com sua cultura e condições climáticas inclusive, tem o poder de organizar seu calendário como achar melhor.

  • Flavio Rodrigues

    O que precisa é um calendário decente, e não essa porcaria que vigora, um macaco de laboratório consegue fazer melhor do que o nosso, e que o Marin acha excelente, aliás de onde esse cara saiu, parece uma praga que jogaram no Futebol Brasileiro, quando saiu o Teixeira, que não tava nem aí pra nada e só roubava, aparece esse ai, ultrapassado, com idéias mais que desgastadas e que não sei se rouba, mas afanar medalha em premiação não é uma boa premissa… quem sabe daqui uns 200 anos algo melhora…

    • janca

      O Marin era o vice mais velho do Teixeira, havia sido indicado pelo Marco Polo Del Nero e o Ricardo Teixeira, que gostava de ter políticos a seu lado, como um dos filhos de José Sarney, aceitou.

  • Antonio – DF

    Realmente, um campeonato que começa em um ano e termina somente no ano seguinte é esdrúxulo. Enquanto isso, alguns “intididus” da mídia; especialmente da espn, queriam que nosso calendário adequasse ao de lá. Patético.

    • janca

      Patético eu não acho, é uma coisa para ser discutida, mas não acho que seria isso que mudaria nosso futebol, hão.

      • Antonio – DF

        Eu usei a palavra “patético” porque os defensores da adequação do nosso calendário ao europeu usam esse argumento como se isso fosse a panaceia para resolver o problema das transferências dos jogadores brasileiros para a Europa, no meio do nosso campeonato. Eles esquecem ou fingem esquecer que existem duas janelas de transferências: no início da temporada e no meio da mesma. Exemplo disso é a ida do Lucas para o PSG. O êxodo de nossos jogadores não tem nenhuma relação com o calendário; nosso ou deles.

        • Alexandre

          Pois é, este fator não é o mais importante.
          O mais importante é lidarmos com a questão dos Estaduais, pois estes fazem com que nosso calendário (ao menos para os grandes clubes) seja mais apertado que o de qualquer outro país do mundo.

  • Ton

    Ótimo! Excelente! Tomara que aconteça mesmo! Sempre fui contra adequar o nosso calendário ao futebol europeu, não temos nada que ficar pagando pau pra eles. Já chega o fato de mudarem o sistema de disputa do emocionante mata-mata para o chatíssimo e monótono pontos corridos satisfazer interesses de terceiros que com certeza não são os torcedores.

    Eu também não vejo sentido nenhum em um campeonato que começa em agosto e termina em maio do outro ano!

    Detesto a ideia de querer copiar a Europa. Nós somos Pentacampeão do Mundo, eles que copiem a gente!

    A única coisa interessante do Brasileirão esse ano foi o rebaixamento do palmeiras, afinal o flu sobrou no campeonato inteiro e acabou com a graça do campeonato no meio de novembro, se tivesse uma fase final estaria todos empolgados pelos jogos decisivos!

    • janca

      Ainda tem a briga pela segunda colocação _vaga direto para a Libertadores_ e pelo último rebaixado. Mas este ano o Flu sobrou em campo mesmo…

  • Ton

    E a Copa do Brasil tinha que ser no segundo semestre paralela ao Brasileiro e a Sulamericana no primeiro semestre paralela ao Libertadores. A Globo propós isso o presidente idoso, obsoleto da Conmebol que não quiz e bateria de frente e tirava todos os clubes Brasileiros da sulamericana. Aquele velho é muito folgado, todas as decisões da conmebol prejudica o Brasil!

    • janca

      Não acho a ideia ruim.

      • t.

        um campeonato brasileiro disputado, basicamente, no primeiro semestre não seria melhor?

        • janca

          Não.

  • Vaz

    Pois é. Aqui não fazem nada para mudar e os europeus que não são bobos já se adiantaram enxergando o mercado asiático e não veem nada demais nisso, muito pelo contrário, veem muitos Euros, milhões de Euros.
    Não seria interessante e saudável finaceiramente fazer uma pré temporada por lá? Mas com este calendário. Corinthians dia 20/01/2013 joga contra o Paulista no famigerado Paulistão. Vai começar as férias provavelmente em 17/12 e volta a treinar no dia 16/01/2013, quatro dias antes do ínicio. Para os demais times, 15 dias de pré temporada são sufiientes? Vão jogar com time titular este campeonato?
    Para que então manter este campeonato já que seria o momento de um bom preparo físico e técnico para o ano e até ganhar um bom dinheiro no exterior com pré temporada? Medo de perder os “pequenos” e o controle da Federação e da CBF com isso não tem nenhuma preocupação de espremer o Campeonato Brasileiro e arrebentar com os times.
    O duro vai ser aguentar os malucos daqui (leia-se alguns dirigentes de clube e o presidente da CBF e FPF) contando vantagem, que estavam certos e os gringos finalmente vão se curvar ao nosso calendário o que demonstra a importância do Brasil no cenário internacional com a Copa do Mundo e etc.. Quanto a Asia, esqueçam e depois acham que Barcelona, Real e etc são potências por acaso.

    • janca

      Talvez seja não só interessante como também lucrativo fazer pré-temporadas fora do país, como fazem alguns europeus já há um tempo.

    • Antonio – DF

      Vaz, para que nossos clubes fizessem pré-temporada no exterior, seria necessário enxugar nosso calendário, acabando com os estaduais e iniciando o Brasileiro em Fevereiro. O Santos, por exemplo, recusou convites para fazer as pré-temporadas dos dois últimos anos na Ásia por falta de calendário.

  • Márcio

    Os estaduais têm que ser preservados. São imprescindíveis para a sobrevivência dos clubes pequenos e para a preservação dos clássicos (no caso de um clube grande ser rebaixado no nacional). Mas do jeito que está não pode ficar. Os clubes grandes têm um exagero de jogos. Os clubes pequenos não têm o que fazer na maior parte do ano. Que se divida os estaduais em três fases: uma fase preliminar, com os times que não disputam nenhuma divisão do nacional; uma fase decisiva, valendo o título, com os clubes grandes e os melhores da fase preliminar, não tendo mais do que 10 rodadas; e um torneio da morte, valendo rebaixamento, com os times que não se classificaram para a fase decisiva.

    • janca

      Não dá pra ocupar (no caso dos Estaduais) um período tão grande, de janeiro a maio, tirando espaço e tempo dos times grandes, Márcio.

      • Márcio

        Como eu disse, os clubes grandes disputam somente a fase decisiva, com apenas 10 jogos, no máximo. No resto do ano, os grandes ficam livres para disputarem competições mais importantes.

        • janca

          Pode até ser, uma alternativa tem que ser pensada. O problema é que clubes e CBF andam com passos de tartaruga… Nada fazem. E em 2013, por exemplo, o Paulista terá uma semana a mais de duração, não? Pelo menos começará uma semana mais cedo…

  • Kim Nascimento

    Espero que essa mudança ocorra!
    Consequentemente as janelas de transferências seriam alteradas (creio eu) e isso talvez evitaria que nossos jogadores ja fossem à retas finais de competição vendidos, como foi o caso do Leandro Castán que jogou a final da libertadores praticamente vendido para a Roma.

    Janca, pegando carona no que o Tom disse sobre a copa do brasil/sulamericana/conmebol…
    Não acha que tá na hora do Brasil bater mais o pé contra aquele lixo clubista que é o presidente da conmebol??

    Temos os clubes mais estruturados e o futebol mais rico da América do Sul. Somos frequentemente roubados nessas competições internacionais, nossos jogadores apanham feito cachorros contra times pequenos sulamericanos (com o aval de árbitros) e nunca ganhamos voz ativa porque esse “cartola” insiste em nos ridicularizar.
    Como esquecer o tanto que neymar apanhou esse ano? (acho que foi na bolivia)
    Como esquecer a atuação do árbitro “Mister Bean” no Corinthians vs Emelec onde o time do emelec bateu o dobro que o Corinthians e foi o time brasileiro que tomou 7~8 amarelos?

    O que acha?

    • janca

      Sabe que eu não acho que sejamos frequentemente prejudicados nessas competições, ao contrário do que você diz? Mas acho que o Brasil poderia assumir um papel mais relevante no continente e na Conmebol, sim, se bem que, não sei se você sabe, mas o Nicolás Leoz é presidente vitalício da entidade. E teve apoio do Marin…

      • Antonio – DF

        Janca, na parte disciplinar, nossos clubes são extremamente prejudicados, sim. Fora o brasil, os caras podem bater, invadir o gramado, jogar pedras e outros artefatos e nada acontece. Não é somente o Neymar que é caçado; mas é muito caçado, o que aconteceu com o Flu, na Argentina, ano passado, não pode mais ocorrer. Os clubes brasileiros precisam se unir e mudar esse estado de coisa. O Luís Álvaro, logo que assumiu o Santos, falou em criar uma Liga dos Campeões das América, com premiação digna e com disciplina aceitável. Parece que o LAOR descobriu que não dá para ser Don Quixote sozinho. A premiação da Liberta é inferior à do Camp. Paulista. Uma vergonha.

        • janca

          Assim como o Luís Álvaro ensaiou criar uma liga de clubes no Brasil e tampouco obteve sucesso.

  • Silvio

    Eu sempre achei que o calendário Europeu devia se adequar ao nosso (começando em Janeiro e terminado em dezembro) por um motivo as competições da FIFA e as continentais ocorrem no período de férias dos atletas Europeus (jogam na Europa) causam um maior desgaste e risco de lesões, oque acarreta prejuízo para os principais atletas e clubes, deste modo a parada no meio da temporada ocorreriam estas competições e poderia ser datas para excursões dos clubes também.

  • Claudio

    Boa noite Janca

    Legal seu post,concordo.

    O que mais me chateia no nosso calendario é ver dinossauros a frente da cbf que está nem aí pro futebol brasileiro..Os campeonatos do velho continente como o Ingles,italiano,Espanhol,Alemão,Frances pra citar os melhores..

    Agora essa bomba relogio chamada CBF e seus aliados…Mano Meneses não merecia essa facada pelas costas…Mesmo não gostando da maneira dele convocar alguns jogadores em final de carreira e jogadores fora da sua posição de origem.

    O que acontece com a seleção é o mesmo fiasco com os clubes,tecnicos são trocados e os resultados estão pra mostrar a decadencia de dirigentes despreparados..

    A copa vem aí e so não teremos um maracanazzo porque nossa seleção não chega nem nas quartas de final..Essa corja so pensa no proprio umbigo.

    • janca

      Mas o trabalho do Mano estava, pelo menos a meu ver, longe de poder ser considerado bom. Longe até do razoável, Claudio. Questão de opinião. Abs.

  • Claudio

    Acabaram com a sulamericana…Porque não acaba com essa praga de estaduais..Tinha que jogar esses estaduais enxarcados so os times pequenos..A sulamericana foi sacrificada por essa covardia chamada copa do Brasil..Sou contra a vaga dos times que estão na libertadores participarem do torneio..O nosso futebol esta mesmo as traças..Acaba a Sulamericana e as ultimas rodadas do campeonato morre na audiencia e no publico…Parabens CBF.

    • janca

      Ou que pelo menos modifiquem os Estaduais. O atual formato está ultrapassado.

  • O fim dos estaduais (ou a ausência dos grandes nos estaduais), é mais do que necessária, enquanto isso não aconecer, não haverá como aumentar pré-temporada, período para excursões no exterior e jogos da seleção não coincidindo com jogos de clubes.

    • janca

      Concordo, a mudança passa por aí.

  • Claudio

    Janca na sua opinião quem é o ultimo rebaixado pra serie B..A sua Lusa escapa concerteza e estou torcendo pra Portuguesa em respeito a sua pessoa educada como sempre..Abs.

    • janca

      Muito obrigado, Claudio. Se você me perguntasse _e acho que até já conversamos sobre isso_ na semana passada, eu diria que a Lusa cairia. Hoje já acho que quem cai é o Sport, que tem um jogo teoricamente mais complicado, contra o Náutico, enquanto a Portuguesa pode empatar em casa contra a Ponte Preta. Mas se tratando da Lusa só acredito que escapa quando o jogo terminar… Abs.

  • João Carlos

    Concordo. O calendário correto é de janeiro à dezembro. O campeão seria do ano é não da temporada.

  • E como fica a questão cultural? pois desde sempre o nosso calendario foi esse, e na europa o calendario é daquele jeito para que os jogadores tenham o prazer de ter férias no verão, como é aqui hoje, mas e aqui como ficaria? jogos na vespera de natal? e férias (praia, pesca, ranchos…) no inverno, (ambev patrocinando campeonato no inverno)? acho que ta na hora de pararmos com a idéia de que tudo é melhor na europa. pra começar nem tão levando tantos jogadores hoje em dia, como antigamente. aliás, clubes do oriente médio não tem o calendario europeu e levam jogadores no meio dos campeonatos daqui. queiram ou não muitos clubes daqui estão segurando seus jogadores, msmo na janela. sem dizer que existe uma janela de transferencia no meio dos campeonatos de la que poderiam da mesma forma atrapalhar os clubes daqui.

    • janca

      É uma discussão interessante que tem de ser levado em conta, tanto pelos brasileiros (também temos o período de férias escolares maior no final do ano) quanto pelos europeus. Mas muitos europeus têm reclamado que a preparação para seleções jogarem Copas (do Mundo ou das Confederações), o Europeu de Seleções ou a Olimpíada fica prejudicado com a temporada terminando em maio _e alguns jogadores arrebentados.

    • Antonio – DF

      Rone, para o futebol brasileiro nada mudaria, pois nosso calendário é anual.

  • Olavo Leal

    Janca:
    Acho que o que temos é MUITOS CAMPEONATOS num ano só com 365 dias!!!
    O que interessa é o campeonato Estadual num semestre e o Nacional no outro (ambos com cerca de 20 rodadas, o 1º sendo classificatório para o 2º, como já ocorreu há algumas décadas), e a Libertadores nos meios de semana (um sim, outro não, como na Europa, com um máximo de 16 rodadas).
    Total: 56 jogos por ano, para o clube que conseguir chegar a todas as finais.
    Isso dá pra ser jogado em 9 meses, sobrando 1 mês pra Seleção, um de férias e um de pré-temporada.
    Pra que Copa do Brasil e Sulamericana, se já temos o Nacional e a Libertadores?
    Pra que um Nacional com 2 turnos, 38 rodadas, num país com as dimensões do Brasil? Isso vale pra países europeus, com área igual às de nossos estados, onde os clubes viajam de ônibus de luxo e voltam logo depois dos jogos, na maioria das vezes!
    A NFL, com 32 clubes, é disputada de setembro (pré-temporada) ao 1º domingo de fevereiro, com um máximo de 20 jogos por clube.
    E daí que não interessa se o calendário é europeu, asiático ou brasileiro:
    – de fevereiro a maio, campeonatos estaduais, que classificam clubes para um Brasileiro das Séries A à C, conforme a classificação do clube nesse estadual (isso valoriza os estaduais);
    – de agosto até antes do Natal, os nacionais, em 3 séries (Ouro, Prata e Bronze, por exemplo);
    – Libertadores, de fevereiro a novembro, parando no meio do ano, duas rodadas por mês (16 datas).
    Abracos
    Olavo

    • janca

      Os Estaduais acho que têm de ser repensados, especialmente no Sul e Sudeste não têm a mesma importância e representatividade do passado. Abs.

MaisRecentes

Pela saída de Levir



Continue Lendo

Apoio a Jô



Continue Lendo

Os preços da Seleção



Continue Lendo