Os protestos contra Marin



Militantes do Partido Comunista Revolucionário (PCR), com auxílio do Levante Popular da Juventude, que se intitula movimento social de esquerda, preparam novos protestos contra o presidente da CBF, José Maria Marin.

A ideia é organizar um abaixo-assinado contra o dirigente e apresentar um pequeno dossiê sobre a trajetória política de Marin à Fifa e ao mundo durante o sorteio dos grupos da Copa das Confederações, que será em dezembro, na capital paulista.

No último domingo fizeram uma manifestação em São Paulo acusando Marin de ter sido um dos instigadores do assassinato do jornalista Vladimir Herzog, que morreu vítima de tortura durante o regime militar. O atual presidente da CBF, que nega as acusações, apoiava a ditadura e foi um dos maiores críticos da atuação de Herzog na direção de jornalismo da TV Cultura.

Marin, deputado estadual pela Arena na época da prisão e do assassinato de Herzog, era fã do trabalho de Sérgio Fleury, do Departamento Estadual de Ordem Política e Social. O delegado foi acusado de tortura e assassinato de opositores do regime.

Nos tempos da ditadura Marin foi vice-governador biônico de Paulo Maluf, chegando a comandar o governo de SP durante dez meses no início dos anos 80, quando o titular pediu desligamento para se candidatar a deputado federal. Curiosamente hoje Maluf está na base aliada do governo Dilma, que tem mantido distância de Marin, assim como fazia com Ricardo Teixeira, de quem o presidente da CBF era o vice mais velho.

O departamento de comunicação da Fifa não quis se pronunciar sobre o protesto de domingo nem sobre possíveis novas manifestações, limitando-se a dizer que “confia na capacidade do governo brasileiro de dar segurança a todas as etapas do evento”, referindo-se à Copa de 2014.



  • Cassiano

    A Fifa não tá nem aí com quem defendeu a ditadura, com quem foi contra. A Copa da Argentina foi a Copa dos milicos. Foi a Copa que deu sobrevida à ditadura argentina. Não gosto do Marin, mas acho estranho os protestos de uma hora pra outra. Espero que não atrapalhem a Copa.

    • janca

      Não acho que os protestos _estes ou outros que certamente surgirão_ atrapalharão a Copa. O que atrapalha é a forma como estamos (ou não estamos) nos preparando pra recebê-la.

  • Cassiano

    Quem tem que explicar as ligações com o Maluf, um homem procurado pela Interpol, é o PT, não o Marin que todo mundo sabe que é cria do regime militar. O Marin tem que explicar outras coisas, a medalha que ele abocanhou, o salário que ele dá pro RT. As pessoas se esquecem que os dois são unha e carne, Marin é cria do Teixeira no futebol, cria do Maluf na política.

    • janca

      Pagamento ao Ricardo Teixeira ele já deixou claro que vai continuar dando até quando quiser. Considera seu antecessor, de quem era o vice mais velho, um ótimo consultor. Mas o Marin no futebol não é cria do Teixeira, entrou para o esporte muito antes que seu antecessor.

  • Marcelo

    Pediram tanto a saída do velho (e mau) Teixeira que entrou um pior.

    • Marcelo

      Entrevistas do Marin ele não fala coisa com coisa, a arte de não falar bulhufas. Vi uma dele na Folha, página inteira, não disse nada. Deviam ter dado um parágrafo pro cara, deram uma pagina prum cara sem conteúdo nenhum.

      • Marcelo

        Na entrevista tem mesmo o estilo do Maluf: responde o que quer, “embromation” total.

    • janca

      Não sei se pior. Os dois têm estilos diferentes, mas mudança estrutural não houve nenhuma. Não deixa de ser, neste sentido, a troca do seis pelo meia dúzia.

      • janca

        Sobre as entrevistas do Marin ele não é bobo, não, embora às vezes se faça de. Consegue mandar aqui e acolá seus recados. Um deles ao próprio Mano. Ao contrário de Ricardo Teixeira, Marin gosto de se meter nas convocações. Foi ele quem avisou que Ronaldinho Gaúcho não era pra ser chamado no começo do ano, quando estava envolvido em polêmicas no Flamengo, é ele quem quer ver R49 de volta à seleção. E pelo jeito vai ver já, já.

        • Flavio Rodrigues

          O Marin é o pior dirigente de futebol que poderíamos ter depois da saída do Teixeira… Num tempo em que surgem pesquisas, interesses e conversas sobre mudanças, ele se coloca publicamente contra mudanças, utiliza o velho jogo político com Federações, Federações que aliás estão todas caladinhas depois de muito bafafa… o que será que ele prometeu pra estas Federações? É liso, como disseram, não fala nada com nada, o típico enrolador, até chorar no “Bem Amigos” ele teve a cara de pau de fazer, fica mandando recados pela imprensa para o treinador, pelo amor de Deus. Estamos fritos!!!

          • janca

            O Marin é político da velha guarda, com tudo o que ela tem de ruim…

  • felipe

    Brasileiro tem memória curta, só pode pro Marin estar aí de novo. Nunca fez nada pelo Brasil não vai ser na CBF que vai fazer. Bem em tempos de Copa. Dirigente e político terrível.

    • janca

      Não sei se tem memória tão curta assim…

    • Flavio Rodrigues

      o brasileiro vai fazer o q? piquete na frente da CBF, pelo menos eu tenho q trabalhar, não acho q os brasileiros dão apoio a esse cara, os clubes é q tem q tomar uma atitude! já passou da hora!

      • janca

        Também acho que os clubes deveriam se posicionar. E que já passou da hora mesmo. O problema é que a administração e os dirigentes de boa parte dos clubes nós também conhecemos. E alguns chegam a ser tão complicados quanto o Marin, digamos assim. Até por conta disso seguem na base de apoio ao presidente da CBF, como sempre apoiaram a gestão do Teixeira.

  • André

    Seleção tá tão bem convocada pelo Mano e pelo Marin que nem o Durval acreditou que tinha sido convocado. Parece piada pronta.

    • André

      A merda é que é verdade, não é piada.

  • Vaz

    Sei não Janca. Tenho e sempre tive um pé atrás com grupos com este tipo de identidade ou seja, “revolucionários”, “levante da juventude” e etc. Nunca resultaram em nada de bom e tem sempre um viés de imposição e nada democrárticos baseados em doutrinas ultrapasadas. Vejo nestes grupos interesses políticos e pouco intenção em provocar mudanças para o bem do futebol e que estão utilizando o esporte para promoção destes grupos. As denúncias destes grupos ficariam melhor na Comissão da Verdade, OEA e ONU (alto comissáriado de direitos humanos), da forma como está sendo proposto é mais um grupo de aluciandos querendo holofotes.
    Penso que o brasileiro amante do esporte ou não é que deveriam estar por trás de protestos. estamos precisando menos de rivalidades e mais união afinal hoje assistimos a um espetáculo na maioria das vezes sem qualquer importância (vide seleção brasileira e competições do tipo, estaduais), caro, total desrespeito ao torcedor patrocinados por Marins da vida. Que o sujeito deveria estar fora da CBF assim como a entidade já deveria a muito ter sido substituida pela Liga não resta dúvidas mas através destes grupos é que não chegaremos a lugar nenhum a não ser o uso político do futebol como já ocorre atualmente com seus personagens mais parecendo carreiristas políticos deo que dirigentes sérios.

    • Breno de Souza Pinto

      Vaz, vc não conhece nada de história. Por favor, volte para a escola e leia os livros!!! Não sou de partido nenhum e muito menos de nenhuma liga revolucionária. Entretanto, afirmar que essas pessoas não fizeram nada é um absurdo tremendo! Se hj podemos votar foi porque jovens revolucionários morreram e foram torturados. Meu tio foi torturado no DEOSP, era do PCdoB e uma das maiores pessoas q tive o privilégio de conhecer. Esteve presente nas maiores greve do nosso país pelos direitos dos trabalhadores. Vaz, vc é uma piada!!! Vc é direitista! E, pra mim direitista é quem prende, tortura e mata… Como fizeram com o Herzog… Ah, qdo invadiram Pinheirinho onde estava a ONU? Vc sabia q há desaperidos e q mulhres e meninas foram violentadas pela polícia? Onde está a ONU? Seu otário!!!!

      • vaz

        Breno você não sabe nada sobre minha pessoa para afirmar as asneiras de ouviu dizer que afirma. Comentei apenas os grupos que se auto intitulam revolucionários, e que você não soube interpretar se referiam a incapacidade de nossos torcedores e amantes do futebol tem de se organizar e acabam nas mãos de interesses outras que não tem nada com o esporte.

        Quanto a minha pessoa, para sua informação meu caro, não preciso de livros de história pois as vívi pessoalmente aos 17 e 18 anos de idade pelos idos de 1975 (tenho 55 anos para sua informação) e ao ao contrário de você que teve um tio, um primo de não sei onde e por aí vai que viveu algo que você leu em jornais e revistas vai uma distância muito grande. Pelo jeito você não era nem nascido na época.
        Para sua informação passei 2 anos de minha vida seguido por agentes da repressão, ameaçado através de telefonemas no meio da noite, precionado indiretamente através de comentários do que poderia acontecer comigo e com meus pais se continua-se a me opor e a escrever e precionar sobre o governo, que meus atos estavam sendo monitorados e minhas ações acompanhadas de perto (estas informações me foram passadas por um “amigo” de dentro de Quitauna que se você não sabe era a base dos “tigrões”) e descobri ao contrário de você e na própria pele o que significa a tal revolução e os libertários (os tais que se escondem atrás de siglas) e que nos largavam como buchas de canhão em nome da tal revolução da qual não compartilhavamos a mesma forma de ação. Não achavamos que tinhamos que pegar em armas e que a resitência se daria através da mobilização dos trabalhadores e do povo em geral e desta idéia é que nasceu o que foi a CUT e o antigo PT e não no que se transformou hoje. Quem morreu e defendeu a liberdade foram caras como Miguel Rubens Paiva, Herzog sim, Miguel Fiel Filho e vários e vários outros que morreram pelo direito da liberdade de expressão, do direito ao voto, do direito a liberdade em geral. Se você não consegue entender o que significa estes grupos fica a sugestão de isentar de ideologias infantis que não levam a nada e entender que o maior valor que temos é a democracia.Nunca se esconderam como não me escondi atrás de armas e siglas idiotas e sem significado que só servem para esconder os covardes.
        Só para completar perdi 3 grandes amigos que desapareceram e até hoje não foram localizados seus corpos para desespero de seus pais que morreram sem saber o destino dos filhos que foram sacrificados pelo crime de opinião. Detalhe, tratavam-se dois deles de um casal professores da USP jovens e cheio de sonhos que desapareceram com 27 e 28 anos respectivamente. Então em respeito as vítimas da ditadura procure se informar.
        Quanto aos seus comentários e agressões gratuitas me considerando otário, tire a bundinha da cadeira e se dispa do traje de revolucionário de computador. Não me lembro de em qualquer momento ter comentado alguma coisa que escreveu (se se deu ao trabalho de ler, começo com:não sei não Janca. A menos que você seja o dono do blog não sei o que te incomodou meu caro) que de tão sem importância nem notei até agora, aliás procurei um comentário seu dos 25 publicados e não achei nenhum de onde concluiu que você ou é um bobão que entrou de alegre para destilar as sua incapacidade de compreesão de um texto, ou não passa de mais um que se esconde atrás de endereços eletrônicos ou pior ainda está comentando com nome falso. Se minhas opiniões não o agradam, paciência, graças a Deus pelos que morreram podemos ter opiniões diferentes, ao contrário do que você acredita que xingar e tentar ridicularizar a que você não concorda, do radicalismos de não aceitar o contraditório. Se minhas opiniões te ofendem meu caro, acho que esta na hora de crescer, de evoluir e aceitar a democracia a não ser que você ache que os métodos da ditadura são os corretos. Não é não meu caro, neste caso você é mais “direitista” do que pensa, vai mais na linha do nazismo. Ficar indignado por comentário dirigido há um post que o Janca escreveu? Sei não meu caro, sei não. Se acredita em alguma coisa que não seja redes sociais, vá a manifestação promovida pelos tais grupos em vez de agredir gratuitamente as pessoas que não concordam com suas idéias sejam elas quais forem.
        Não sei o porque mais acho que pelo seu estilo que você não é quem quer passar por ser.

  • Ton

    Tenho acompanhado as críticas que o Lance tem feito ao Marin por ele ter dito que não pretende adequar o calendário brasileiro ao calendário europeu. Quando o campeonato não tinha tantas rodadas não tinhamos os problemas relatados pelo Lance ( janela, saída de jogadores no meio do campeonato e etc.)

    O fato é que não me agrada a fórmula de disputa de pontos corridos, na minha opinião quiseram copiar a Europa e não consideraram nossa cultura, afinal no Brasil temos até 4 rivais no mesmo estado, caso de SP e RJ.

    Sei que há uma corrente poderosa (liderada por vários setores da imprensa) que defende os pontos corridos alegando ser essa a fórmula mais “justa”.

    Será que futebol é feito pra ser “justo”? Quando o time A domina o time B, chuta várias bolas na trave e perde de 1X0 é “justo”?

    A verdade é que futebol é um dos esportes mais “injustos” que existe! E ainda bem, porque entre “justiça” e “emoção”, esse espectador fica com o segundo! E lamento não poder ver finais fantásticas como aquela de 2002, mesmo o meu time derrotado, aquele jogo foi simplesmente o melhor que já vi.

    Aí eu te pergunto, Janca. Foi decido colocar os clássicos regionais na última rodada para acabar com aqueles boatos do “entrega” ou “não entrega”, certo?

    Mas as polêmicas de 2009 e 2010 não ocorreram na última rodada! Esse ano por exemplo, se o Corinthians estivesse disputando o título com o Fluminense e São Paulo e Palmeiras não estivesse brigando nem pela Libertadores e nem contra o rebaixamento, a situação seria IDÊNTICA a de 2010, correto?

    Então, será que os responsáveis acreditam que colocando os clássicos regionais na última rodada eles resolveram o problema da “entrega” “não entrega”?????????

    • janca

      Até acho que ajuda você colocar os clássicos na última rodada, achei que foi uma boa medida, mas a adequação do calendário brasileiro ao europeu é algo pra ser muito bem discutido. Eu era contra, hoje já estou meio no muro, se bem que não acho que isso resolveria nossos problemas, não. Precisamos enxugar a participação dos grandes dos Estaduais _isso eu defendo. Sobre pontos corridos sou favorável para o Brasileiro, o famoso “mata-mata” já temos em outras competições, como Libertadores, Sul-Americana, Copa do Brasil e até nos Estaduais. Mas sigo achando que os Estaduais ocupam espaço demais dos grandes e não têm o interesse de outrora. Mas continuam aí pra contentar as federações, que têm poder de voto na eleição da CBF…

      • Flavio Rodrigues

        Janca, resumindo o problema do calendário, na minha visão, a questão não é adequação ao europeu e sim qrer manter os estaduais, ou estaduais longos para sustentar as federações alegando ajudar os pequenos… nesse ponto é uma sinuca de bico, pq teoricamente, seria difícil fazer os estaduais com apelo sem os grandes… mas eu acho realmente difícil, mas não impossível, só ter um pouquinho de competência e deixar interesses políticos (cargos e dinheiro no bolso) um pouco de lado, que consegue sim…

        • janca

          Podemos de repente fazer os Estaduais mais longos, embora sem os grandes, servindo para os pequenos jogarem e lutarem por vaga na Série D do Brasileiro, por exemplo, e na própria Copa do Brasil. Seria uma.

  • Francotimão

    Ola, Janca, Ao meu ver a troca do Teixeira pelo Marin, foi msm seis por meia-duzia, ao menos até o momento o q ele fez foi manter o q ja estava ocorrendo em termos de campeonatos e, sustentando o teixeira nos EUA…é lamentável como esse estado de coisas se mantem bem na nossa cara e não podemos fazer nada em contrario, uma vez q se trata de uma entidade quase q intocavel, talvez o governo possa ( em termos de poder) fazer algo pra acabar com essa farra existente na CBF…Abs!!!!!!!

    • janca

      No mínimo acho que governo e sociedade civil deveriam rediscutir o papel e o formato de funcionamento da CBF, que tem o monopólio sobre um dos principais produtos nacionais, a seleção brasileira de futebol. O problema é que a CBF e seus dirigentes tratam a seleção como se fossem deles, fazem o que quer dela, administram-na cada vez pior e a gente acaba assistindo a tudo isso o que acontece com o nosso futebol. Que anda muito desvalorizado quando o assunto é seleção.

      • Francotimão

        É isso msm Janca, mas se levarmos em conta q até os clubes q sempre elegeram o presidente por conselho e, hj estão aparentemente (todos) passando pros torcedores elegerem o presidente, então acho q poderemos ter esperanças q o governo intervenha naqla casa da joca e, democratize a CBF…Abs!!!!!!!!

        • janca

          Uma mudança no colégio eleitoral seria interessante…

  • DR Robson TORRES

    PENSEI QUE ERA UM PROTESTO ‘CONTRA A REALIZACAO DA COPA NO BRASIL’. ESSE SIM DE CARATER MAIS IMPORTANTE. PELO VISTO A ROUBALHEIRA DA COPA SEGUIRA FIRME.

    • janca

      Não sou e nunca fui contra a Copa no Brasil, mas sou bem contra a forma como ela tem (ou não tem) sido organizada. Muito custo para pouco legado, a exemplo do que já vimos no Pan.

  • Mister krau

    Nada mais que “anarquistas”. Querendo uma boquinha!

    • janca

      Talvez stalinistas, não sei, e ó as atrocidades que Stalin fez na antiga União Soviética… Mas em nada justifica a atuação de Marin na ditadura militar nem os discursos e acusações contra Herzog, muito menos os elogios ao delegado Fleury.

  • Marin vai ter coragem de dizer que não teve nada a ver com a morte do Herzog ?!

    • janca

      Era crítico severo do jornalismo da Cultura, que tinha em Herzog seu diretor. Mas diz que se limitou a discursar contra os rumos dados à emissora paulista e que nada têm (os críticos) a dizer contra ele, inclusive em relação ao episódio da medalha na Copa São Paulo, que ele afirma ter sido usado só para desacreditá-lo. E que não teria acontecido como noticiado.

  • Alexandre

    pior que essa Copa do mundo
    é ver em pleno seculo 21 que ainda
    tem gente atras de partido comunista.

    como é dificil o ser humano evoluir

  • nilú

    Desde que os protestos sejam pacíficos e tenham base, adoria que eles fossem feitos sempre, e detalhe, não somente relacionados com o futebol, mas também contra os políticos corruptos que estão por aí , agindo e roubando em vários outros setores!!! Mas é engraçado, hoje em dia, só sabem reclamar nessa área, pro resto niguém liga!! Eu consigo até entender, mas acho lamentável!!!

    • janca

      Por falar em protesto pra valer a Europa está se mobilizando contra as medidas de austeridade. Espanha, Portugal, França, Itália, Grécia… A coisa está feia por lá…

  • renato sá

    Quando na Europa o pessoal faz greve, para tudo, reivindica…. Lá eles são politizados, um povo com educação exigindo direitos mínimos frente a um Estado que se aliou à grandes empresas e afundou a economia de um continente.

    Aqui no Brasil, são vagabundos, comunistas, desocupados….

    Quanto a CBF…. Como sempre foi, desde os tempos de CBD é uma entidade movida a interesses próprios e que suga o futebol, nosso amado futebol que é a maior lavanderia de dinheiro sujo, afirma a ONU!

MaisRecentes

Brigas no Fla



Continue Lendo

Paulistas com medo



Continue Lendo

A mágoa de Ceni



Continue Lendo