Os critérios da arbitragem



O Figueirense irá formalizar novo protesto na CBF contra a arbitragem do Brasileirão. O time reclama de dois gols mal anulados no primeiro tempo do jogo de sábado, contra o Flamengo, lances em que foram assinalados impedimentos inexistentes, prejudicando os catarinenses.

Para o volante Coutinho e a direção do Figueirense, que com a derrota está praticamente rebaixado para a Série B, não houve má-fé. “Na dúvida prevalecem os grandes”, desabafou o atleta a emissoras de rádio.

No início de setembro, o clube de Floripa já fizera um vídeo com erros de arbitragem que o teriam prejudicado no campeonato. A decisão de enviar as gravações à CBF deu-se depois de empate contra o Fluminense, por 2 a 2, quando os catarinenses tiveram outro gol mal anulado, deixando escapar a vitória.

Apesar de estar numa posição mais confortável no campeonato, o Náutico também deve contestar o critério das arbitragens em seus jogos, reclamando que os grandes do Sul e do Sudeste têm sido beneficiados, mesmo que involuntariamente.

O Sport, que abre a zona de rebaixamento, não pretende se manifestar no momento para não tirar o foco da luta para escapar da degola. Vem de vitória contra o Vasco, 3 a 0 em São Januário, está a quatro pontos de Portuguesa, que recentemente também formalizou protesto contra a arbitragem, e Bahia. Domingo o Sport enfrenta justamente o Figueirense, em Florianópolis.

Se a moda pega e todos resolverem fazer DVDs com erros dos árbitros no campeonato, José Maria Marin e a comissão de arbitragem ficarão horas, horas e mais horas à frente da telinha. Medidas, que seriam boas, pelo jeito nada. E os erros _ou DVDs_ podem acabar empurrados pra baixo do tapete.



MaisRecentes

A matemática do futebol



Continue Lendo

A melhor do mundo



Continue Lendo

Aprender a perder



Continue Lendo