O Galo tem razão



Fui rever o lance que levou o STJD a suspender Ronaldinho Gaúcho por um jogo, ficando fora do confronto contra o Inter, vencido pelos gaúchos por 3 a 0. Revi uma, duas, três vezes e realmente fica complicado entender a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva de punir o atacante e, consequentemente, o Atlético-MG.

Não é porque ele não recebeu nem amarelo pelo lance que a punição é improcedente. Levantou a perna e entendo a posição de quem ache que, com isso, poderia ter atingido o gremista Kleber. Mas, vendo e revendo a cena, não acho que justifique a punição.

Jonas Lopes, auditor do STJD que defendeu a suspensão, é flamenguista, como descobriram depois os atleticanos. Não vejo problema nenhum nisso, auditor tem o direito de torcer, mas não no tribunal.

O que acho estranho é ler que o auditor, que queria dois jogos de suspensão, diga-se de passagem, postou imagens no Facebook _nem que seja uma só_ ironizando Ronaldinho, como acusaram os atleticanos.

O STJD, que tanta dor de cabeça já deu ao nosso futebol, deveria mandar a corregedoria analisar o caso e, se achar conveniente, tirar Jonas Lopes da comissão disciplinar. Torcer para o Flamengo é uma coisa, mas se uma possível irritação, mágoa ou descontentamento com a saída do atleta para o Galo influenciou o voto, como apontam os atleticanos, a situação é diferente.

Jonas Lopes não poderia se considerar impedido para analisar o caso se até provocação teria feito _ainda via Facebook_ ao atacante?

Tudo bem, podem dizer que Dias Toffoli, ministro do Supremo Tribunal Federal com ligações com um dos réus do mensalão,  que, aliás, absolveu, também teria que se considerar impedido e não o fez, mas será que A justifica B? Às vezes não, às vezes não.



  • Fernando Duarte

    Janca, minha opinião. “Juízes” e “auditores” de qq órgão, Judiciário ou esportivo, são pessoas comuns que têm seus times de preferência. Ponto. Entretanto, precisam ter postura. O caso desse juiz do caso Ronaldinho e de um auditor carioca, são inaceitáveis. Ter postura compatível com o cargo que exercem é fundamental para a credibilidade do próprio trabalho que escolheram.
    Em relação à suspensão do Ronaldinho, minha opinião é de que, a decisão do árbitro, que viu o lance, deve ser respeitada, ou seja, o jogador não deveria ser punido pelo STJD. Entretanto, acho que o árbitro deveria ser punido. Porque o lance é acintoso e o árbitro errou. Deveria ter mostrado ou o cartão amarelo ou o vermelho. Se a chuteira atingiu o adversário ou não, não importa. Ele foi agressivo, e poderia ter acertado o adversário com gravidade. A intenção do Ronaldinho foi “ser agressivo” e isso é que conta. Ignorar esse lance foi um erro, e acho que o “Kojak” deveria ser punido. Fizeram o contrário. Puniram o jogador e absolveram o árbitro. Abs.

    • janca

      Oi Fernando, de fato puniram o jogador e absolveram o árbitro, o que até é legítimo, o juiz pode não ver o lance no momento e as imagens depois ajudam. Mas esse caso tomou uma proporção enorme _e com toda razão_ justamente pelo que você citou, a postura do auditor, que é, a meu ver, incompatível com o cargo. Sobre juízes e auditores terem suas opiniões, histórias de vida, times de coração, nada mais natural, o estranho seria se isso não acontecesse, são seres humanos como todos nós. Mas têm de ter postura e discernimento para saber quando não têm condições pra participar de um caso, por terem envolvimento com o mesmo, seja ele qual for. No caso do auditor, segundo as imagens divulgadas pelos atleticanos, tudo indica que ele tinha e tem birra do Ronaldinho Gaúcho, até hoje não se conforma com sua saída para o Galo. E que isso pode influenciar e é bem possível que tenha influenciado na sua decisão e no pedido de dois jogos de suspensão _no final a suspensão foi de um_, claro que é. Abs.

    • Prezados, è incrivel que os senhores preferem discutir sobre o clube que o auditor torce ou se é carioca, para justificar a punição a ronaldinho gaucho. Lendo vosso blog não vejo um amplo debate sobre o merecimento ou não da punição do ronaldinho gaucho. Se os senhores não lembram, a passagem do ronaldinho pelo flamengo foi marcada não somente por boas partidas, principalmente em 2011, mas tambem pelas divididas desleais contra seus companheiros de profissão. Para quem conhece o mínimo de futebol ou teve o menor contato com a pratica deste esporte sabe que o ronaldinho deixou a sola do pé CRIMINOSAMENTE para atingir o Kleber do Gremio e independente das preferencias do auditor que puniu ronaldinho, acho que foram merecedoras e até brandas, se julgarmos outros casos, como o Rever de deu um soco no caceres do flamengo. Espero que os senhores que escrevem esta coluna sejam mais parciais e despejem suas opiniões com maior coerencia e reponsabilidade a fim de punir aquele que merece ser punido.

      • janca

        Essa é sua opinião, não é a de todos nem a minha. E pelo que entendi você quer que sejamos mais imparciais, não parciais, pois é parcial quem toma partido de A ou B por algum interesse, certo? O que talvez tenha sido o caso do auditor, que parece ter ficado magoado com a saída de Ronaldinho do Mengão. Abs.

        • Thiago

          Caro, ao que parece pela publicação no Facebook do auditor, ele estava insatisfeito com o Ronaldinho no Flamengo, sua mágoa não foi com a saída do mesmo para o Atlético. Portanto, não se trata de recalque, ele apenas estava, à época, insatisfeito com o comportamento de Ronaldinho no seu clube do coração. Portanto, não acho que a mágoa permaneceria, ainda mais a ponto de influenciar seu trabalho e fazê-lo tomar uma decisão parcial.

          Abs

          • janca

            Se ele até no Facebook postou sua insatisfação, como você mesmo disse, com o Ronaldinho Gaúcho, será que isso não influenciou na decisão? Não sabemos, mas é possível que sim. E o que ele coloca lá, chamando Ronaldinho de “moleque”, é que o atacante não poderia vestir o manto sagrado. Não sei se pensava isso no ano passado, se começou a pensar nisso no início do ano ou quando a situação com o Fla já estava insustentável, mas isso não é postura de auditor.

  • Batista

    Boa Tarde Janca: Eu penso que esse tal de; “Jonas” não tem moral pra julgar ninguém, acho que ele, “Jonas” esta se espelhando no Lewandoviski ou no Dias Tófoli. Penso ainda que o “stjd” deveria ter sua sede em Manaus. Não no Rio. Mas Janca, mudando o fóco, gostaria de saber sua opinião: Voce ache que a “Kia” vai continuar patrocinando o palmeiras mesmo ele caindo para série B?

    • janca

      Sinceramente não sei Batista, parece que vão conversar _patrocinador e direção do clube_ em dezembro, mas tendo a achar que sim. O Palmeiras, ainda mais quando tiver sua arena pronta, sempre é vitrine. E ano que vem pode até ter Série B, mas também tem Libertadores. Abs.

      • Batista

        Meu Caro Janca, Eu Não Sou Palmeirense, mas Deixo um Breve Recado aos Gozadores!!!

        Seus Sacanas, É Muito Facil Rir do Palmeiras Né …… O Dificil é Parar! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Mais uma segundona porcada!
        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

        • Falta de respeito!
          Não é porcada, é “porcaria”…

  • Vinícius Faria

    Boa tarde Janca. Uexemplo interessante para ilustrar o erro do STJD é a jogada do jogador Márcio Azevedo. O lateral do Botafogo atingiu um jogador do Cruzeiro com um chute parecido no jogo no Independência. O árbitro aplicou o cartão amarelo, e o jogador não foi punido com nenhum jogo de suspensão depois. Acredito que o cartão amarelo seria justo para R49, mas não o gancho.

    Grande abraço.

    • janca

      Revendo o lance _do Ronaldinho Gaúcho_ também acho que um amarelo estaria de bom tamanho, não a suspensão. E confesso que não vi a jogada que você cita no jogo do Cruzeiro contra o Botafogo, Vinícius. Abs.

  • João Camilo

    Não atingir importa na medida que uma agressão que leva a expulsão tem de estar caracterizada pela intenção de atingir e no caso do Ronaldinho, a não ser que o juiz ache que o Ronaldinho tenha o poder do chute no vácuo que o Valdivia não tem, está claro pela distância que não tentou atingir o Kleber, não havia nenhuma chance de colocar em risco da integridade física do jogador. O kleber tem até de dar um passo na frente para que o pé do ronaldinho fique no peito dele, sem força alguma.

    Isso fica pior com a atitude to tal procurador de estar pessoalmente envolvido na situação. É vergonhoso.

    Ronaldinho usa mais força para chutar a bola? Sim. Intimidando o Kleber. Sim. Mas todo zagueiro dando chutão faz isso. E não é agressão. Se for, toda bicicleta vai ser também.

    • janca

      Mas você pode dar uma entrada, um carrinho, o que for, com a intenção de atingir e não atingir, isso também acontece. Mas também achei lamentável a postura do auditor, que, pelo que vi depois, não deveria estar no caso se tem tanta mágoa do Ronaldinho Gaúcho por ter deixado o Flamengo. Não pode misturar as duas coisas, não teve postura e acabou dando margem pra muita reclamação do Atlético. Reclamação, pra mim, com toda razão. É de deixar revoltado o torcedor e a diretoria do Atlético.

      • Fernando Duarte

        Por isso João Camilo, é que o amarelo ficaria de bom tamanho. Esse caso só foi a julgamento e tomou a proporção que tomou, porque o Héber viu o lance, e ignorou. Se tivesse mostrado o amarelo, nada disso teria acontecido. Abs

        • janca

          Mas se o árbitro viu o lance e ignorou e o tribunal entende que foi lance para expulsão e suspensão do jogador, por que não punir o juiz também? Porque, a meu ver, o tribunal entendeu que ele não viu direito o que aconteceu na jogada. Talvez pelo posicionamento, pela visão que tinha do lance…

          • João Camilo

            Não foi caso de não atingir por “sorte”. Era impossível atingir. O Kleber está a mais de 30 cm do local do lance. E o fato do Kleber ao dar o passo para frente, não receber uma pancada, mostra que o Ronaldinho não estava usando força abusiva nem colocando em risco a integridade dele e do adversário – que são os motivos para faltas sem bola.

            Vejam aqui do guia da FIFA:

            “Careless” means that the player has shown a lack of attention or consideration when making a challenge or that he acted without precaution.
            – No futher disciplinary sanction is needed if a foul is judged to be careless.

            “Reckless” means that the player has acted with complete disregard to the danger to, or consequences for, his opponent.
            – A player who plays in reckless manner must be cautioned

            “Using excessive force” means that the player has far exceeded the necessary use of force and is in danger of injuring his opponent
            – A player who excessive force must be sent off.

            Em qual o Ronaldinho se enquadraria (se fosse falta, uma vez que não há disputa de bola entre os dois, mas após, é até discutível se é falta). É muito complicado dizer que ele não tinha nenhuma consideração por acertar o Kleber, já que manteve distância e não continuou com o movimento natural de abaixar o pé para não machucar o kleber. Ou seja, não dá para enquadrar o Ronaldinho no segundo caso. É primeiro caso, se muito (e que isente o juiz, já que não há falta, uma vez que bola foi isolada).

          • janca

            É caso de interpretação.

  • alan ramos

    Pois é, meu amigo,

    então porque puniram o carceres por dois jogos, se a imagem não mostra claramente a agressão dele em cima do zagueiro atleticano e mostra claramente e absurdamente ele dando uma porrada no meia rubro negro, convenha mos nosso país não tem estrutura necessária para julgar, pois, todos querem arrumar uma brecha e ai está tudo como esta hoje, o ronaldinho é um craque e não é de hoje que ele faz jogadas desse tipo, torço pelo mengo, torço pelo ronaldinho, mas ele foi merecidamente julgado, mas demorou um pouco, por isso, a muita repercussão do caso, o juiz puniu o carceres pelo no jogo com o amarelo, então porque deveria ser punido de novo, acho valido usar as imagens, mas tem que valer para todos, só porque é o ronaldinho estão fazendo está algazarra toda, então me digam sobre o caceres é novo aqui e não é famoso ninguém procura nada, e o zagueiro atleticano apenas pegou 4 jogos e la vem o efeito suspensivo.

  • alan ramos

    João Camilo

    se reparar bem o lance o kleber tira o corpo fora se não ele seria atingido, falar que ele não tinha a intenção é agir com o coração, ele era para ser expulso, e não foi por causa que o juiz estava um pouco incoberto no lance, da para ver que enquanto se trata de craque o povo tende a defende-lo e não olha claramente no real das circuntancias, então me diz ser justa a punição depois de mais de mês do adryan vesperá do classico contra o flu, são coisas q não dão repercussão não é craque ai o povo nem esquenta.

    • janca

      Oi Alan. De fato o Ronaldinho pode ter tido a intenção, como você diz e entendeu o STJD, mas não conseguido atingir o Kléber. O que contesto, no caso, é a postura do auditor. Achei lamentável.

    • Fred

      pra mim o gesto do Kleber tirando o corpo fora é muito mais pra mostrar que a bola não pegou nele e que, portanto era lateral pro grêmio. E dizer que o juiz tava encoberto não vale, né? O árbrito estava a 3 metros do lance, claramente faz um sinal como se dissesse “não foi nada” e aponta pra que lado é o lateral, apenas isso. E o jogo segue, e ninguém do grêmio reclama!!!

      • João Camilo

        O kleber não tira o corpo fora. Ele está sem risco de ser atingido e dá um passo para frente. O ronaldinho não ia errar por 30,40 cm.

  • striknight

    Aqui é futebol brasileiro , como sempre essa bagunça !!!

    A CBF está ultrapassando o limite do ridículo.

    Já colocou a seleção para jogar na lama do Gabão.

    Não pôde jogar com a Argentina por falta de luz.

    Os geradores do estádio da quarta divisão não suportou a transmissão da partida que aconteceria.

    E não houve o jogo em Resistencia.

    Os times na reta final do Brasileiro viram seus atletas perderem tempo contra os iraquianos.

    Mano sabe que na prática de nada valeu o jogo de hoje.

    Kaká seria mais feliz em uma partida de verdade.

    Para prolongar a tortura, a seleção ficará na Europa.

    Na terça-feira enfrentará outro time fraco, o do Japão.

    A felicidade de Mano está no fato de ser mais forte que o Iraque.

    Tudo é deprimente.

    A realidade é que a seleção brasileira virou escrava dos árabes.

    E é exposta a esses jogos vergonhosos.

    Quem perde é o time de Mano Menezes.

    O tempo vai passando, sendo desperdiçado.

    O Brasil está fazendo tudo para dar um vexame na Copa do Mundo.

    O jogo de hoje contra o Iraque mostra onde a falta de rumo chega.

    • janca

      É a CBF desvalorizando nossa seleção, um de nossos principais produtos. Até por administrar deste jeito algo que é um patrimônio nacional a CBF deveria prestar contas à sociedade. Alega que não recebe verba pública, ao contrário do COB, mas nem por isso está acima do bem e do mal. Abs. e bom feriado, Janca

  • Fred

    1. Janca, imaginemos que, por exemplo, um ministro do STF mantivesse um blog – como cidadão, não como ministro – se dizendo anti-petista, criticando publicamente – no blog, como cidadão – o PT e sua cúpula. Esse ministro teria condição ética de fazer parte do julgamento do mensalão, por mais que se falasse da separação entre o “ministro” e o “cidadão”? Claro que não. Então, é a mesma coisa no caso do julgamento do R49… absurdo!
    2. Sobre o lance, concordo com você, aquilo foi um lance normal, qualquer zagueirão quando chega pra isolar a bola pra lateral levanta a perna daquele modo. Tanto foi um lance normal que o árbrito deixou o jogo seguir, e nem o próprio Kleber reclamou. Procuraram pêlo em ovo.
    3. Na minha opinião, não foi agressão, e nem o STJD deveria ter levado a sério o fanfarrão(!) do Jonas Lopes. Ponto. Mas isso não justifica o péssimo jogo que o Galo fez contra o Inter. E digo mais, como atleticano: infelizmente, o título já era. Impossível o Galo ganhar todos os jogos, com essa irregularidade, ainda mais esperando que o Flu vá perder 3 jogos (em toda competição, só perdeu 2…). A diretoria/comissão do Atlético deveria ter humildade de organizar o time pra, antes de tentar algum milagre, ao menos não perder jogos bobos (vencer os jogos “fáceis” contra os times do Z4 e retrancar contra os líderes); senão arrisca perder a vaga pra Libertadores, perder o ano.

    • janca

      Também acho que o título dificilmente escapa do Flu e o Atlético, se conseguir o vice-campeonato, já terá muito o que comemorar. E tem um ótimo time, com grandes jogadores. Mas não é porque fez um péssimo jogo contra o Inter que o julgamento do STJD e a postura do auditor não devem ser contestados. Devem sim. Grande abraço, Janca. Ah! Sobre a disputa pra ficar no G4, sinceramente acho que fica. Acho que há uma vaga em disputa, que hoje parece mais próxima do São Paulo do que do Vasco ou do Inter.

      • Fred

        janca, concordo plenamente! Eu quis dizer apenas que o “caso julgamento R49” não pode servir de desculpa pro péssimo jogo do Atlético, pois senão, daqui a pouco a queda de rendimento do time vai ficar em 2º plano e a culpa pra perda do título vai ser dos “conspiradores do eixo RJ/SP” e todo esse blá blá blá (nem isso pode ser dito, pois pra mim a cisma do auditor é pessoal com o R49, nada tem a ver com o título ou com o Galo).
        Mas a postura do auditor deve sim, ser contestada, esse caso tem que render, ser discutido, mudanças tem que ocorrer no nosso futebol e fatos assim são a chance, a deixa!

        • janca

          Oi Fred. E eu concordo com o que você disse. O Atlético tem que tomar cuidado pra não se achar vítima de um complô dos cariocas, pois se está em terceiro hoje, caindo duas posições e a nove pontos do líder, é porque foi incompetente em muitos momentos neste segundo turno. É sempre mais fácil colocar a culpa no outro e jogar pra galera. O Galo cometeu erros no segundo turno e deveria verificar o que aconteceu pra tentar não os repetir daqui pra frente. Enfim, olhar pro próprio umbigo de vez em quando é bom. Abs.

  • aecio

    O TJD e a CBF nem pode confiar.pq sera que o lance so foi julgado 18 dias depois algum interesse tem,os clubes cariocas e paulista sao sempre beneficiados.sao procas de estadio sem nada acontecer td pra prejudicar os adversarios.agora ver estao sempre com os salarios atrasados nao sei como acontece sempre com os mesmo times pura maracutaia. brincadeira

    • janca

      Mas até aí o que dizer do jogo de ontem do Palmeiras? O Coritiba teve um gol mal anulado, mas o pênalti não aconteceu. Não acho que haja intenção do tribunal de prejudicar A ou B, mas que o auditor deu sinais de ter birra do Ronaldinho, deu. E que isso pode ter afetado sua postura no julgamento claro que pode.

      • Eu acho que sempre pendem para o lado dos cariocas.
        Flu da série C para A, botafogo “ganhando” pontos do caso Sandro Hiroshi e evitando queda, “Euricões” aos montes. o STJD devria ser em Brasília não no Rio.
        Ou continua esse “”””STJDRJ””””.

        • janca

          Mas esses casos que você citou foram há mais de dez anos. Em 2005 muita gente apontou favorecimento ao Corinthians. Até aí…

          • rubens

            nao tem comparação, o favorecimento dos cariocas foi nos bastidores, em 2005 se questiona o erro do arbitro num lance de jogo (o tal penalti no tinga), não tem comparação uma coisa com outra.

          • janca

            Questionaram também a remarcação de todos aqueles jogos, não foi só o lance do pênalti, não.

        • Vinicius

          Meu caro amigo Chacal, o Bota é o que tem menos haver com essa situação do Hiroshi. Foi um meio que os caras inventaram para não rebaixar o São Paulo ou O Inter.

          Tinham duas soluções, na época duas leis.

          Uma era tirar seis pontos do são paulo por partida jogada do Sandro Hiroshi, logo o Sampa seria rebaixado. A outra era da os pontos para INter e Bota, pq se não desse quem cairia seria o Internacional. Lembra do gol de Dunga no final do jogo contra o Palmeiras??

          Enfim…

          Abraços

          • janca

            Não, com todo respeito pareceu uma tremenda jogada para beneficiar o Botafogo.

          • Eu já cansei de ver time perder pontos, mas ganhar os pontos de jogo que perdeu, para mim é inédito…
            Salvo engano de minha parte o único na estória do futebol foi “bota”, abço.

          • janca

            Oi Chacal, pode acontecer sim, mas a história daquele julgamento que favoreceu o Botafogo até hoje não ficou bem explicado. Abs.

  • Everton Martins

    Pode até ter sido exagero, mas o Ronaldinho não precisava erguer a perna daquela forma, deixando as travas da chuteira no adversário…….Isso é reflexo do time do Atlético, que ao invés de jogar futebol, quer fazer de todos os jogos uma “guerra”, com discussões a casa lance, um cai-cai desnecessário, enfim por essas e outras que já ta bem longe do Fluminense.

  • Já deu pra esse tal de Jonas, se ele não sair do STJD, o tribunal perde totalmente a credibilidade.

    • janca

      A postura dele foi péssima no caso. Péssima.

      • Sergio

        Nós Flamenguistas temos que reclamar dele então…ele tirou o Adryan num jg contra o Flu ele mesmo puniu com jg e vc não falam nada……Vamos parar um pouco de hipocresia.

  • Eder Rafael

    Caro Janca, acho justa a punição sim…tbm acho que o Héber deveria ser punido, pois nossos times investem mito, e chega uma pessoa – arbitro – e estraga tudo, eles vão minando o jogo, com uma faltinha aqui e outra ali…Você – Janca – viu a expulsão do Anderson Pico, no jogo do primeiro turno de Grêmio x Atlético-MG? Você sábia que este mesmo jogador do Grêmio foi julgado e punido com mais de um jogo por aquela “falta” que pra muitos nem houve e foi expulso?
    Então, acho que R49 deveria ser punido naquele momento de jogo, onde o time de Porto Alegre estava melhor e você sabe, poderia ficar mais facil…
    Imagine que quem levantou a perna fosse o Kleber?o que acha que aconteceria?acredito que seria expulso na hora e outra, naquele jogo o Kleber levou cartão por estar com caimbras e pediu maca, o Heber lhe deu cartão amarelo…

    • janca

      Oi Eder. Não dá pra dizer que o árbitro estava mal intencionado, não tenho dados pra isso, mas que ele já errou em muitos jogos sem dúvida que errou. Só que os jogadores também erram e simulam muitas faltas, o que dificulta ainda mais o trabalho da arbitragem. Por isso acho que eles _atletas_ também devem ser punidos por simulação. O que questiono no caso do Ronaldinho é a postura do auditor, apenas isso. Achei lamentável. Abs.

      • Sergio

        Janca. se a entrada fosse o Kleber q tivesse dado no Ronaldinho ele seria expulso pego 2 jogos e iria falar nada…..Agora só pq é o Ronaldinho vcs ficam falando isso e criando polemica.

        • janca

          Isso é você que está dizendo. Não sei se o Kléber teria sido expulso e se iria pegar dois jogos como você diz. Mas se você diz é porque deve ter alguma informação, seja por parte do juiz, seja por parte do STJD. E neste caso, sendo dois pesos e duas medidas, estaria errado tanto o juiz quanto o tribunal.

  • marcelo henrique raimundo

    Janca gosto da suas análises independente do time que vc torce,gostaria também que todos da CBF,ARBITROS e BASTIDORES do FUTEBOL fossem assim,pois nós atleticanos estamos de saco cheio de ser prejudicados(1977,1980,1999),libertadores de 1981 e agora só erram a favor do flu,depois temos que ouvir que não vencemos um campeonato nacional a 41 anos,estes erros que citei aconteceram em decisões fora outros inúmeros,será que precisa ser do eixo pra ser ajudado?até no futebol este país não é sério,LAMENTÁVEL!

    • janca

      Mas não acho que tenha sido algo feito pra beneficiar o Flu. Pela postura do auditor foi algo feito pra prejudicar o Ronaldinho Gaúcho e o Galo, já que da Gávea o atacante foi pra Minas Gerais e, pelo que deu a entender, o auditor não se conformou com isso. Agora é claro que, ao prejudicar o Atlético, acaba ajudando o Flu, se bem que o Flu não precisa disso. Vem jogando muito bem pra manter a liderança e o Atlético caiu no segundo turno depois de ter feito um primeiro turno excepcional. Abs.

  • Sergio

    Engraçado só pq ele puniu o Ronaldinho vcs ficam falando que ´r por causa que ele torce pelo Flamengo, mais ninguém fala que ele Também puniu o Adryan com um jogo pela entrada que ele deu num jogador do Vasco….vcs criam muita polêmica atoa.

    • janca

      Não estou dizendo que ele puniu o Ronaldinho por torcer para o Flamengo, porque o auditor pode torcer pelo time que for. Mas é lamentável a postura dele pelas imagens que os atleticanos mostraram. Tanto que logo depois ele teria alterado o perfil no Facebook, tirando “charge” feita pra ironizar o atacante. Não é esse o papel de um auditor.

  • Dorival

    Janca, Neste caso seria o correto suspender o juiz que é um bananão, e não julgar o Ronaldinho esta sacanagem sempre existiu contra times fora do rio para protecer os cariocas que são incompetentes para ganhar campeonatos brasileiros sem ajuda deste tribunal que só serve o rio de janeiro.
    O caso mais escabroso que eu vi foi o meia do Gremio na época doglas deu uma entrada criminosa no bicharlyson de cima pra baixo do joelho ao pé ai este tribunal carioca não julgou o Doglas animal, por este ato aminal de quebrar a perna de um adversario gratuitamente, onde andava o tribunalzinho dos cariocas.
    Querem sempre ganhar no tapetão passou da hora de ser feito alguma coisa.

    • Fred

      mas, peraí, se o tribunal não julgou o Douglas, jogador do GRÊMIO, o que este tribunal tem de carioca?????

      • Dorival

        Exatamente.

  • Cristiano de Freitas

    Assumpção, se há algo indiscutível neste episódio, com certeza não é a agressão do Ronaldinho no Kléber.

    R49 levantou a perna desnecessariamente e atingiu sim o peito do Kléber, se fosse ao contrário iriam xingar o gremista de marginal pra baixo.

    O que é discutível são os procedimentos do tribunal. Porque não julgar na semana seguinte ao ocorrido?

    E porque não punir o juíz que deixou o lance passar batido?

    A coisa no tribunal é tão esdrúxula que eles punem o atleta porque no entender deles houve a agressão e aceitam a tese da defesa do juíz de que o arbitro nada apitou porque interpretou que não houve nada…

    Que esse lamentável episódio sirva como o início de um movimento pra que mude-se a justiça(?) desportiva nesse país.

    Sou torcedor do FLUMINENSE e quero muito que mude, pois desta vez foi com o Galo, na próxima pode ser com meu time.

    • janca

      E o que estou discutindo aqui, Cristiano, é justamente a postura do auditor do tribunal. E o próprio funcionamento do tribunal deveria ser colocado em discussão. Aliás o Judiciário brasileiro deveria passar por uma reforma, não só os poderes Executivo e Legislativo.

  • jorgealmeida

    infelizmente existe um complo contra os times mineiros vejam em 2010 o cruzeiro foi o vice-campeao houve em pelo menos cinco partidas erros de arbitragem ,enquanto o fluminense nao teve um jogo com erros,ou sera coincidencia?

  • paulo

    Meu nobre, sobre o fato falarei somente o seguinte: Coloque o Kleber no lugar do Ronaldinho Gaúcho no mesmo lance e vcs veriam quantos jogos seriam de suspensão, além de um cartão vermelho no momento do jogo. Vamos parar de demagogia.Esse eixo Rio – São Paulo já está passando dos limites. O presidente do STJD passa de geração para geração, bem como a CBF e o favorecimento do sudeste permanece. O Corinthians recebe estádio de futebol do governo federal. Quando será a vez do Flamengo? Fala sério.

    • janca

      Mas Minas faz parte do Sudeste…

      • Fred

        vixi, então o complô agora foi do “eixo Sudeste” contra o Grêmio?!

MaisRecentes

Flamengo e CBF



Continue Lendo

Oposição santista



Continue Lendo

Santos em SP



Continue Lendo