O livro de Teixeira



Ricardo Teixeira recebeu sondagem de uma editora norte-americana para escrever um livro sobre sua polêmica trajetória como dirigente do futebol brasileiro. O ex-presidente da CBF, que vive radicado na Flórida, ainda não respondeu. A editora, que faz parte do Penguin Group (USA) Inc., um dos maiores grupos do setor nos Estados Unidos, não comenta as negociações.

Em julho imprimiu a edição de um dos títulos mais vendidos segundo lista do “New York Times”, o livro “The End of Normal” (“O Fim da Normalidade”), de Stephanie Madoff Mack, nora de Bernard Madoff, magnata que provocou um dos maiores escândalos financeiros nos Estados Unidos e foi condenado a mais de cem anos de prisão. Mãe de dois filhos pequenos, Stephanie perdeu o marido, Mark, que se matou no meio do caos em que virara sua vida, alegando desconhecer as ações do pai até o último instante. Uma tragédia pessoal e familiar impressionante. Vale a leitura. Já a de Teixeira… Se for escrita como a biografia de muitos políticos que estão por aí será conversa para boi dormir, mas interessará aos editores? Duvido.

Enfim, sondagem já houve, embora acredite que o ex-presidente da CBF preferirá seguir na moita. O dirigente me lembra o ex-presidente João Baptista Figueiredo, aquele que pediu para o povo esquecê-lo.



MaisRecentes

Elogios a Loss



Continue Lendo

Não vai ter Copa?



Continue Lendo

O escândalo de Platini



Continue Lendo