A promoção palmeirense



Acho ótima a iniciativa do Palmeiras de baratear os ingressos e possibilitar que mais torcedores acompanhem seus jogos como mandante no Brasileirão.

Sinto que não há uma política de preço para o futebol no Brasil e de 2007 pra cá os ingressos ficaram cerca de 150% mais caros e têm subido mais do que a inflação. Detalhe: 2007 foi o ano em que o país foi oficializado como sede da Copa de 2014.

Acompanhar Brasil x África do Sul valia 80 reais? Lembrando que este era o valor da entrada mais barata… Alguns jogos do Brasileirão valem o que os clubes cobram por eles? E se depois há 3 mil torcedores numa partida do Nacional tem gente que reclama…

O preço deve ser de acordo com a importância e a qualidade dos times que estarão em campo. A diretoria do Palmeiras fez uma promoção contra o Sport, cobrando 20 reais pela entrada mais barata (a meia era comercializada por 10 reais). Resultado: na zona de rebaixamento, levou quase 30 mil pagantes ao Pacaembu.

A promoção deve ser mantida contra o Corinthians, domingo que vem. E isso é bom. Contenta os torcedores, estimula mais gente a comparecer ao campo e ajudar a tirar o Verdão da situação incômoda em que se encontra. Mais clubes deveriam partir para o mesmo caminho. Falta, definitivamente, uma política de preços para o esporte no Brasil. E isso tem que mudar.



  • marcelo

    o corinthians não precisa de promoção. sempre tem 30 mil pagantes no pacaembu. tem a melhor média de público sem promoção. produto vale mais que os outros. imagina se tivéssemos na liderança

    • janca

      Mas o Corinthians tem o programa Fiel-Torcedor que possibilita a ótima média de público. O Palmeiras implementou o programa do sócio-torcedor há pouco.

    • espaço DOS PALMEIRENSES

      Uau…Que informação relevante! Parabéns hein….

  • sandrofla

    O jogo da seleção do Mano se me pagassem eu não iria, imagine a R$80,00 o mais barato…com a facilidade em assistir aos jogos em casa pela tv fechada acho também que é preciso rever valores para atrair público.
    Marcelo citou o Corinthians mas é atípico e não segura o campeonato, mudança pela sustentabilidade da competição!

    • janca

      Oi Sandro. Estamos de acordo. Oitenta reais para aquele amistoso do Brasil, sendo o preço do ingresso mais barato, era um absurdo. Fora a desorganização nas bilheterias, na entrada, as filas, empurra-empurra e muita gente não conseguindo entrar no estádio. O jogo começou com mais de 15 minutos de atraso. O caso do Corinthians também acho que é único, não segura o campeonato, não.

  • Tiago

    Flamengo e quem mais joga no Engenhão tinham que fazer o mesmo. Menos o Tricolor que é líder. Engenhão é mal localizado e atrai pouca gente e o Mengão tá que nem o Palmeiras. Hora de rebolar pra não cair. Abç. do Tiago

    • janca

      Principalmente quando o jogo é à noite. Lembro de Flu x Lusa, no primeiro turno, sábado, 21hs, não havia quase ninguém no estádio. Três mil pagantes? Acho que no máximo isso. Abs.

  • Rodrigo

    Grande jogo (com grande atuação do Corinthians).

    Grande público (e sem ingressos a preços promocionais, ao contrário do que precisam fazer os rivais paulistas).

    Grande vitória corinthiana (contra o Grêmio e contra a arbitragem, que mais uma vez teve um erro escandaloso que prejudicou o Corinthians – pênalti claro em Romarinho, aos 8 min. do 2° tempo – e foi claramente tendenciosa, durante todo o transcorrer desse 2° tempo).

    Até pelo fato de o Corinthians não estar competindo no Brasileirão (por ser o atual campeão brasileiro e sul-americano, e por estar focado na busca de seu segundo título mundial), as suas partidas no campeonato se constituem em celebrações puras de alegria e paixão futebolísticas.

    Assistir aos jogos do Corinthians proporciona a compreensão do porquê o Corinthians ser “O Time do Povo” e mais importante clube do Brasil, e do porquê o futebol ser o “esporte das multidões”, que apaixona e integra culturalmente os povos de todo o mundo.

    Viva o futebol!

    Vai, Corinthians!

  • Rodrigo

    Janca

    Ve se vc consegue me explicar uma coisa: o jogo da seleção foi R$80 a entrada mais barata. Isso vezes 50.000 pessoas, dá R$4 mi. Como que a receita total foi R$3,9 mi? Deveria ser em torno de R$5 mi, R$6 mi (Receita TOTAL, e não líquida). A aritmética está sendo reinventada.

    • janca

      Não sei se o total de pagantes foi esse que você está citando, não. Pelo que me consta foi um pouco menor. E havia convidados em camarotes, sendo que criança e idoso podem pagar meia-entrada (ou seja, 40 reais pelo ingresso mais em conta).

  • JOAO PAULO

    Até que enfim uma coisa boa pro torcedor, mas não é só baratear o ingresso que esta faltando, falta organização na venda, na chegada ao estadio, falta conforto, estacionamento, enfim… mas pelo menos é um começo, tomara que outros clubes façam a mesma coisa mais vezes e não somente quando o time esta mal , só pra atrair mais publico.
    E outra coisa, tem que abaixar os preços dos produtos oficias , é um absurdo pagar 179 reais por uma camisa oficial, que estará desatualizada daqui a 4 meses, com o modelo diferente ou outro patrocinador etc… com o preço mais acessivel diminuiria ate a pirataria. bom é o que eu acho..

    • janca

      Eu concordo, João Paulo. O que se viu sexta no Morumbi foi um total desrespeito para o torcedor. E os produtos oficiais lamentavelmente são um convite à pirataria, com preços fora da realidade. Pelo menos da realidade de quase todos. A não ser que o objetivo seja apenas o de atingir a classe A, o que duvido.

  • Filipe

    Janca, acho sinceramente que o Palmeiras pode dar um tiro no pé! Veja bem, a torcida palmeirense é uma das mais ‘chatas’ no sentido de cobrar o time, tem até a parte da torcida chamada de torcida do amendoim! Como a fase alviverde não é das melhores, as vezes é até pior ter muitos torcedores, porque no caso do time jogar mal, as vaias serão de pelo menos 30 mil torcedores. Caso o palmeiras esteja indo bem, ótimo! A torcida vai apoiar mesmo! Mas não acho que vai ser tão fácil a recuperação. O Palmeiras tem um jogo duríssimo com o Vasco fora de casa na próxima rodada, já está a 5 pontos do 16º lugar e vai jogar o próximo jogo em casa contra o Corinthians! Parada dificílima para o verdão.

    • janca

      Eu penso diferente. Se os ingressos continuassem caros aí sim a pressão seria maior. Pagar um absurdo pra ver o time jogar na zona de rebaixamento e de repente ainda fazendo uma atuação ruim? Contra o Sport, pelo menos, o que se viu foi a torcida apoiando, mesmo quando o Palmeiras sofreu o empate. E logo depois faria 2 a 1 e mais tarde ainda 3 a 1. O resultado de ontem em Minas não foi nada bom, a situação é delicada neste momento, mas não há nada perdido e o Palmeiras tem time pra sair da zona da degola. Vamos ver… E de preferência com o apoio do torcedor. Sou favorável à promoção. E não só para o caso do Palmeiras. Vários outros clubes poderiam adotar a ideia. Santos, por exemplo, Flamengo, Figueirense, Atlético-GO, Cruzeiro…

      • Filipe

        O fato é que se o ingresso estiver caro a torcida vai reclamar e se estiver barato, mas o time jogando mal, também vão reclamar. O jeito é o Palmeiras jogar bola para no final não depender de outros times!

        • janca

          Se o time não jogar bem e cair a torcida tende a reclamar e muito. Mas isso não justifica que a diretoria coloque o preço dos ingressos nas alturas. Pode continuar com as promoções, até porque o “produto”, neste momento, não está muito valorizado. O Palmeiras precisa apresentar mais futebol, mesmo que eu não ache que o time venha jogando mal, não, pra conquistar a galera. O título da Copa do Brasil já veio, mas novo rebaixamento para a Série B seria demais. E o Felipão já sinalizou que se o time cair ele fica pra disputar a Série B…

          • Filipe

            Tá certo Janca. Tem coisas que só acontece com o Palmeiras, fomos campeões da Copa do Brasil não jogando bem e podemos cair jogando bem!!!

          • janca

            Risos.

  • César

    Bela iniciativa,

    Acho que todo time que não está enchendo a casa deveria pensar numa alternativa para atrais publico, isso é o bê a bá de Administração, motiva os jogadores em campo, melhora e ajuda a vender imagem, torcida no estádio é além de bonita, necessária !

    Tá na hora dos clubes do Rio pensarem em baixar ingressos, sortearem carros durante jogos, fazer uma atração diferen te, seila.. mas chamar o publico.

    É frustrante ver que só a diretoria do Corinthians sabe chamar publico. O coitado do Seedorf tá lá no rio e ninguem vai assistir o cara jogar, é uma incompetencia absurda.

    • janca

      Concordo. Os clubes têm que repensar a questão do preço dos ingressos, avaliar a possibilidade (que existe, claro) de fazerem promoções, enfim, chegou a hora de pensar no torcedor/consumidor. Os estádios, com raras exceções, andam vazios não por acaso.

      • Filipe

        Olá Cesar e Janca,

        Já pensei nessa possibilidade de sorteio de carros, até mesmo porque nós temos a Chevrolet patrocinando o Paulistão, a Kia patrocinando a Copa do Brasil, enfim, essas montadoras poderiam pensar em algo junto com a direção dos clubes.

        O Corinthians tem público porque há um tempo o time vem bem. Se o time não está bem, não há promoção que chame público (pode chamar por uns jogos, mas não terá continuidade).

        O que é bom para o Palmeiras é fazer essa promoção e jogar no Pacaembú por se tratar de um estádio fácil de chegar/sair. Mas se continuar com esse futebolzinho, a promoção terá data de validade – e acho que está para vencer já…rs

        • janca

          Vamos ver… Também gosto muito do Pacaembu mas, ao contrário da maioria, pelo jeito, sou dos poucos que acham que o Palmeiras tem time, elenco e comissão técnica pra sair dessa fase. A situação está complicada na tabela, mas ainda dá pra recuperar e não cair, que é a meta do time. Vaga na Libertadores já está garantida por conta da Copa do Brasil. Abs. Ah! E em relação à promoção acho que a principal é abaixar mesmo o preço do ingresso. Sem falar em tratar bem o torcedor, sempre obrigado a pegar filas que não acabam mais, perder horas na bilheteria, ficar nas mãos de flanelinha, coisa e tal. Abs.

MaisRecentes

Pela saída de Levir



Continue Lendo

Apoio a Jô



Continue Lendo

Os preços da Seleção



Continue Lendo