Pressão no COB



Não é só o governo brasileiro que está descontente com os dirigentes do Comitê Olímpico Brasileiro, que comandam também o Comitê Organizador Local para os Jogos de 2016.

O presidente da comissão de operações do COI, Denis Oswald, segue inconformado que o orçamento da Olimpíada do Rio ainda não está pronto. Inicialmente o Brasil tinha previsto gastar pouco menos de 30 bilhões de reais com os Jogos, mas agora avisa que os custos vão subir, embora não saiba para quanto.

Para o dirigente suíço, cada país gosta de se preparar de um jeito para o evento, mas alguns, caso do Brasil, tendem a deixar tudo para a última hora e esses preocupam mais. Irritado, o Comitê Olímpico Internacional pede uma definição sobre os custos e o organograma das obras até novembro. Pode até conseguir, mas duvido que os custos sejam os definitivos. Se seguirmos o exemplo do Pan depois eles sobem de novo, sobem mais um pouco, ainda mais um pouco, em seguida mais um muito e… A história conhecemos.



MaisRecentes

O discurso de Tite



Continue Lendo

A reeleição de Galiotte



Continue Lendo

Cadê os patetas?!?



Continue Lendo