A carreira de Ganso



Pode ser apenas impressão minha _e de repente equivocada_, mas acho que Paulo Henrique Ganso está conduzindo mal sua carreira de jogador de futebol. Ou anda muito mal assessorado.

Não é a primeira vez que o jogador se encontra num impasse, numa péssima relação com a diretoria santista e desgastado com a torcida.

Que eu saiba tem contrato até 2015 com o clube da Vila Belmiro e é sua obrigação cumpri-lo, a não ser que apareça uma parte interessada e pague a multa rescisória para tirá-lo de Santos. Mas não. Novamente dá sinais de que não quer permanecer no litoral paulista e de que tem vontade de procurar outros ares. Então que o faça logo.

Se fosse Ronaldinho Gaúcho, não faltariam torcedores e jornalistas a reclamar da postura do jogador. Como é Ganso, a maioria se cala.

Mas, a meu ver, o atleta não tem tido uma postura profissional, não. A empresa que detém boa parte dos direitos federativos de Ganso não o quer mais na Vila? Tem ligação com o Inter e quer vê-lo em Porto Alegre? Então que tome logo uma atitude, compre o restante dos direitos e o negocie logo o jogador para outro clube.

O que não dá é pra ver Ganso descontente, soltando uma nota aqui, outra acolá, dizendo que quer aumento, negociando com o Inter ou com o futebol europeu, deixando de treinar ou de jogar, não cumprindo seu contrato.

Repito o que acho. Não quer continuar, ok, contanto que apareça alguém para ressarcir o Santos e pagar a multa para levá-lo para outro canto. Mas enquanto tiver contrato com o Santos _e tem mais três anos_, tem que cumprir direitinho e parar de ficar reclamando.

Neymar, que tantos criticam, parece estar bem assessorado. Muito melhor do que Ganso. Ontem jogou nos 4 a 2 contra o Grêmio, marcou um gol, mostrou o escudo do time para a galera, atua sempre com garra e vontade, cumpre o contrato. Ganso, uma vez sim, outra também, está lá reclamando da vida e se desgastando com a torcida. E ó que nem carisma ele tem.



MaisRecentes

A matemática do futebol



Continue Lendo

A melhor do mundo



Continue Lendo

Aprender a perder



Continue Lendo