A vez do Rio



Depois de a Fifa não parar de pressionar o governo brasileiro em relação às obras da Copa, chegou a vez de o Comitê Olímpico Internacional começar a se preocupar. Com os Jogos do Rio, em 2016.

Quando terminar a Olimpíada de Londres, em 12 de agosto próximo, o COI deve aumentar as visitas ao Rio de Janeiro e subir o tom nas conversas com os brasileiros.

A principal preocupação é com o setor hoteleiro, considerado insuficiente para receber os Jogos. Segundo avaliação do comitê, projetos para a construção de novos hotéis não faltam, mas o problema é que, pelo menos até agora, eles seguem apenas no papel.

A mobilidade urbana também preocupa, mas o COI espera aceleração nas obras durante o ano que vem, já que o Rio, antes de receber a Olimpíada, será uma das sedes da Copa de 2014, quando abrigará a final da competição.

Das obras em atraso as que mais inquietam o comitê são o Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, e o Complexo de Deodoro, cujos cronogramas de trabalho não estariam sendo cumpridos. Em conjunto, ambos receberão 18 modalidades em 2016.

Com as atenções do COI ainda voltadas para Londres, já que os Jogos começam no próximo dia 27, e as do Brasil, para a Copa de 2014, as pressões do comitê têm ficado “escondidas” da mídia. Mas se o ritmo continuar na base do “devagar, quase parando”, uma hora a paciência termina. E confusão não vai faltar.



  • Marcos

    Vantagem das Olimpíadas: ser depois da Copa. Muita coisa de infra vai ficar pronto até 2014. Atraso é normal. Obras da Copa atrasadas, logo, Olimpíadas atrasadas também. Em 2104 quase tudo pronto.

    • janca

      Em 2014 quase tudo pronto pra Olimpíada? Duvido. Até porque nem todas as obras da Olimpíada dependem das da Copa, caso do Parque Olímpico e do Complexo de Deodoro. E hotelaria pode ficar defasada tanto pra um quanto pra outro evento. E ser insuficiente e com preços exorbitantes pra ambos.

  • Marcos

    Não sei se precisa de tanto quarto de hotel. Rio+20 ocupação de 80%. Olimpíada também pode não lotar. Com a crise européia muita gente não vem. Problema é preço dos quartos. Muito altos, isso tem que diminuir. Tá aí o gargalo.

    • Leandro

      Vai comparar a Rio+20 com as Olimpíadas? Você não tem idéia do que são as Olimpíadas. O Rio não tem rede hoteleira suficiente e por isso os preços são tão caros. Lei da oferta e da demanda, já ouviu falar?

      • janca

        Não há a menor comparação mesmo. Olimpíada tem procura muito maior. E todo tipo de turista. Turista com todo tipo de bolso. Por isso alternativas para acomodações são necessárias. Alternativas mais baratas também. Haverá aqueles que vão querer pagar muito, mas outros certamente não poderão. E a infra hoteleira do Rio está bem atrasada.

        • romulo

          Acredito que não só a infra está atrasada!
          O Brasil todo está atrasado!

          • Manuelson

            Enquanto isso os coitados do sertão nordestino não tem água para beber e estão até morrendo de fome. E tem muita gente no sudeste morrendo por doenças provocadas pela falta de saneamento básico ou por falta de atendimento nos hospitais.
            É uma questão de prioridade, apenas acho que o dinheiro deveria ser usado melhor. Se o país estivesse uma maravilha e a taxa de analfabetismo fosse zero, seria legar sediar as Olimpíadas.

  • Pois é, Janca, parece que a decisão da Globo em “ignorar” os jogos olímpicos pesou tanto, que ninguém se lembra que vai haver Olimpíadas, seja em Londres, seja no Rio.

    Chego a imaginar que todos estão muito cônscios de suas funções… E é por isso mesmo que nada fazem que não esperar o velho fardo do tempo a lhe ampliar as margens lucrativas: afinal, tempo é dinheiro!

    A impressão que se tem é que Rio16 será igual a Rio07, só que ampliada nos fiascos, gastos e custos.

    Mas tudo bem, pois, como disse o Chico Pinheiro, “porque hoje é Sexta-feira!”

    Bom final de semana a todos.

    João Sassi

    • janca

      Sabe que nem tinha pensado nisso? Na decisão da Globo de “ignorar” os Jogos, já que não tem os direitos pra TV aberta. Mesmo assim acho que Londres será muito comentada no Brasil se tivermos bons resultados e especialmente por conta do futebol, que luta pelo ouro inédito. E Sportv terá quatro canais no evento, a Record transmite, mas nada que se compare à Globo. E o que ajuda as pessoas e a própria imprensa a deixaram Rio-2016 de lado, a meu ver, é que teremos Copa dois anos antes, todos os holofotes estaõ voltados para o Mundial. Depois dele é que devem se voltar para os Jogos de 2016. E concordo sobre a repetição do fiasco do Pan de 2007. Seja em termos de legado, de orçamento, de custos, gastos… Tudo que não deveriam repetir pelo jeito vão fazer de novo em 2014 e 2016. Já estão fazendo, aliás. Mas ainda há tempo de mudar a rota… Ainda há tempo. Boa sexta, Janca

      • Só sabe quem sabe que estamos a poucos dias das Olimpíadas é o brasileiro que, ou assiste à Record, ou tem TV a cabo; ambas as situações, com um público de perfil restrito. Não passou na Globo, simplesmente não existe.

        Agora, se o futebol for bem, é de se imaginar que “todo o resto” que se dane; acho que seria a salvação da lavoura da Record!

        • janca

          Também acho. A Record tem até anúncio preparado para o dia seguinte. Vai dizer que é pé quente, se o futebol brasileiro ganhar o inédito ouro olímpico, e chamar a concorrente de “azarada”. Mas de fato muita coisa se não passa na Globo parece que não existe. Mas nem tudo, nem tudo… Abs. e bom final de semana pra você, Janca

  • Delegado Jair

    Só sei que os paulistas devem estar se roendo de inveja pelo fato do Rio ter sido escolhido. Posso imaginar o quanto vocês paulistas gostariam de ser sede dessas Olímpiadas. Pra divulgar a marca São Paulo pelo mundo. Povinho nojento, que acha que o Brasil acaba quando acabam os limites do Estado de São Paulo. Não tem respeito algum pelos outros Estados. Chorem paulistas, é o Rio quem vai ser sede dos jogos olímpicos e da final da Copa. Vocês fiquem ai com a abertura em um Estádio Privado construído com Dinheiro Público. Minhas sinceras condolências.

    • janca

      Delegado Jair, somos todos brasileiros. E o Rio é o cartão do Brasil. Ótimo ter sido escolhido para os Jogos, se bem que alguns torceram contra, cariocas, inclusive, por conta dos gastos, do legado, que nunca é o prometido, como muitos torceram contra a Copa no Brasil. Não foi meu caso, se bem que do jeito que os dois estão sendo conduzidos… E é uma pena _inclusive já citei isso aqui_ que o Maracanã muito possivelmente não vai receber jogo do Brasil na Copa, ao contrário do estádio do Corinthians, que abre o evento. Só recebe se o Brasil chegar à final, do jeito que está nosso futebol. Acho uma pena. Deveríamos ter um jogo da seleção no Maraca na primeira fase, nas oitavas ou nas quartas, não apenas se chegar à final. De resto, lamento sua ira, seu preconceito e sua inveja dos paulistas. Há paulistas e paulistas, assim como há cariocas e cariocas. Boa sexta e que seu humor melhore durante o dia.

      • Paulo

        Por isso a segurança do Brasil tá essa merda. Com delegado como esse já viu. Morre de inveja. Palmeiras finalista da Copa do Brasil, Corinthians campeão da Libertadores. Chora cariocada. O futebol de vocês faliu.

        • janca

          Como faliu? Vasco é o atual campeão da Copa do Brasil, Vasco e Flu lutam pela liderança do Brasileirão com os mineiros e futebol é cíclico, Paulo. Sem falar que o Flamengo tem a maior torcida do Brasil, está mal administrado, está, mas tem potencial enorme para explorar. Como o próprio Botafogo, time de tantas tradições. E com o Maracanã pronto…

          • Só para complementar o que disse o Janca: E ainda tem o Seedorf! Hahaha!

          • janca

            Ops, é verdade. E ainda tem o Seedorf!!!

      • Delegado Jair

        Inveja dos paulistas? Hahahahaha amigo Janca, você deve estar me zoando, né? Por que eu teria inveja? Eu faço questão de passar longe de São Paulo. Cidade suja, feia, caótica. Povo mal-educado. Eu não sou carioca, nasci no interior de Minas Gerais mas resido em Curitiba/PR ha 15 anos. Mas se eu tivesse que escolher entre Rio e São Paulo, com certeza optaria pelo Rio. De São Paulo eu quero distância.

        • Adalberto Franco

          É bom mesmo o Sr. ficar bem distante de São Paulo, pois ela não precisa de um lixo como você, se tú é delegado mesmo tenho pena da delegacia em que trabalha o que deve ter de tramóias e falcatruas não tá no gibi. Gente como você é digna de pena é dó não vou criticar teu estado natal porque os mineiros são gente boa. Agora entendo porque você mora em Curitiba, pobres curitibanos.

        • janca

          Mas por que tanto ódio? Há paulistas bacanas, há paulistas malas, há de tudo. Como no Rio, em Minas, em Curitiba. Morei no Rio e adoro o Rio, mas você pode gostar de uma cidade e de outra também. Uma coisa não exclui a outra. São Paulo está suja e caótica, concordo, mas sujeira não tem só por aqui, não. Sobre a educação do povo, não sei dizer nem avaliar. Não gosto de generalizar como você.

      • Batista

        Janca:
        Que seria do Rio de Janeiro sem o Estado de São Paulo? Seria uma pobre “mula” sem cabeça!!!

        • janca

          Os dois estados são importantíssimos para o Brasil, cada um à sua maneira. Como o Nordeste é importantíssimo, o Norte, o Sul, somos todos do mesmo país.

          • Batista

            Parabens Janca, pela sua diplomacia!

          • janca

            Obrigado, Batista. Abs. e bom final de semana pra você

    • vaz

      Enquanto alguns se preocupam com um Brasil melhor, denunciam, apontam, cobram e os picaretas de sempre, a turminha do quanto mais mamata (lei-se “concorrências”) melhor, o pessoalzinho amigo do dinheiro público continua em sua caminhada roubando, fraudando e por aí vai.
      Enquanto isso leio o Delegado preocupado com o bairrismo de sempre. Cultura Hiena, come porcaria e ri nínguem sabe do que.
      é por esta e por outras que tento mas fica dificil acreditar em amadurecimento deste país. Na maioria das vezes a coisa está mais para pão e circo. Parabéns delegado pelo “brilhante” comentário. O Rio não merece este tipo de mentalidade.
      Dê um paulistano (paulista é o nascido no estado) frustado não por Olímpiada, mas pela roubalheira, ladroagem, miséria, hospitais que não funcionam, politicos demagogos que só levam o país para o buraco.
      Delegado, um dia talvez você acorde quando procurar socorro médico e encontrar hospital fechado, sem médico, doenças como a dengue comendo solta e aí meu caro, sorria, afinal você tem Olímpiada.

      • janca

        Oi Vaz. Lamentavelmente como o tal “delegado” muitos têm uma visão distorcida pelo clubismo, bairrismo ou mesmo pela política partidária, muitos têm uma visão míope. Sou paulistano como você, torço pelo sucesso da Olimpíada no Rio, mas como você me preocupa o mau uso do dinheiro público, seja em São Paulo, seja no Rio, seja em Brasília, seja onde for. E o que falta de escola, faltam postos de saúde, falta segurança, faltam bons salários para médicos, professores e policiais, mas para políticos… Abs. Janca

  • adams

    A rede hoteleira é realmente deficiente, mas tenho minhas dúvidas, se Londres, uma cidade menor q o RJ tem uma rede hoteleira maior… Aqui ainda temos, a possibilidade de criar novos hoteis. E existe no Rio uma coisa que cresceu bastante (ñ sei os números, mas sei q cresceu muito): albergues! No bairro de Botafogo, existem muitos albergues. Creio q o turista, q vem ao Rio pras olimpíadas, vai tentar economizar $ de todas as formas. Albergues são a solução. Qt as obras, com exceção de Deodoro, acredito q esteja tudo no cronograma, afinal temos uma base pronta q veio do Panamericano. No fim, as olimpíadas do Rio vão ser, no mínimo, tão ruim ou bom qt a de Atenas (q levou a Grécia a falência).

    • janca

      Oi Adams. Posso fazer umas observações? Pelo sim, pelo não, lá vão. Pelo que sei a rede hoteleira de Londres e arredores é maior do que a do Rio, sim, mas mesmo assim soluções alternativas têm de ser encontradas. Uma delas, como você muito bem citou, é a questão dos albergues. Você tem albergues em Ipanema, Copacabana, Botafogo, Santa Teresa e ainda há espaço para muitos outros mais. Outra ideia que já citei aqui é a dos hotéis-contêineres, uma forma de hospedagem simples e barata, importada do Japão. Sobre a base do Pan acho que foi muito pequena, o legado que o Pan deveria deixar era muito maior. Mas acredito que, apesar dos pesares, teremos uma ótima Olimpíada e uma ótima Copa também. E você sabe que estive cobrindo os Jogos de Atenas e achei que foram muito bem realizados? De verdade. Inclusive melhoraram muito a infra da cidade, desenvolveram uma bairro da periferia ateniense, fizeram monotrilhos pra cá e pra lá, a rede de metrô aumentou, mas, de fato, gastaram mais do que podiam e até hoje não fecharam as contas. Só que a crise grega, ligada à irresponsabilidade fiscal dos governantes do país, vai muito além dos Jogos, não foram eles que faliram o país, digamos assim. Grande abraço, boa sexta procê, Janca

      • janca

        Fora que Atenas, como o Rio, é uma cidade belíssima. Mas essa é outra questão, sei disso.

        • Carlos Eduardo

          A rede hoteleira de Londres é a maior do mundo, maior até que NY. Vargem Grande é a solução para construção de Hotéis, um lugar de acesso fácil. Pesquisei sobre as obras e estão no cronograma, Deodoro falta boa vontade política junto aos Militares.
          Mais um vez vou expor minha idignação. NAS CONDIÇÕES QUE FORAM SELECIONADOS OS JOGOS E AS CIDADES. A COPA DEVERIA FICAR FORA DO RIO.

          • janca

            Não é o que acha o COI, ainda mais com os problemas com o autódromo do Rio e o campo de golfe… Já sobre termos uma Copa do Mundo no Brasil sem o Rio confesso que não vejo sentido nenhum. O Rio é o Rio!!!

  • Adalberto Franco

    Hello Janca, apesar de ser paulistano nascido no histórico bairro do Ipiranga, Moro a 6 anos em Campos dos Goytacazes RJ, eu vejo como o povo trabalha aqui, e assim é no Rio de Janeiro, onde morei e trabalhei por 6 meses, morei no bairro de São Cristovão, e trabalhava no centro, como você disse o bairrismo é forte entre paulistas e cariocas, eles não aceitam perderem prá nós e vice-versa, mas acho que já era tempo de isso terminar pois afinal tudo é Brasil, vamos ter a Copa do Mundo que vai ser disputada em varios estados. E as obras para as Olimpíadas, estão a passo de tataruga o que o pessoal do COI, não entende que o povo brasileiro é assim mesmo cabeça fresca, lembra dos jogos Panamericanos de 2007? então não deu tudo certo? Quanto ao desvio de verbas, popinas, obras superfaturadas e etc… Isso é normal aqui é chover no molhado.

    • janca

      Oi Adalberto. Sou paulistano como você e morei no Rio durante dois anos. Há estereótipos difíceis de derrubar, um deles é o de que o carioca não trabalha. De jeito nenhum. Trabalha e muito, pesquisas mostram isso. Mas bairrismo é uma coisa, a meu ver, ridículo demais. Conheço muito carioca que mora em SP, muito paulista que mora no Rio e tem que ser assim mesmo. Somos todos brasileiros. Sobre as obras pra Olimpíada… A zona portuária do Rio deve ficar bacana e isso é uma coisa boa. Há coisas boas, mas o cronograma e o custos, que têm no infinito o limite, sei não…

  • Adalberto Franco

    Só mais uma coisa diga ao “ilustre” delegado Jair, quando falar de São Paulo, lavar bem a boca, pois ele devia saber que o Rio, depende muito de Sampa, e nojento deve ser a raça dele. Bom fim de semana a você e todas as pessoas de bom senso que se utilizam deste Blog.

  • Rambo dos Trópicos

    Já começou a picuinha dos paulistas em relação as Olimpíadas 2016. Estava demorando.

    Primeiro, a imprensa paulista vergonhosamente ignorou o anúncio da vitória da candidatura do Rio em 2008, meio que estupefata e incrédula, com ataque de ciúmes. Logo em seguida, os “colunistas” da imprensa paulista começaram a duvidar da realização dos jogos. Agora, com as obras em curso, a crítica se foca no ” legado”, no “atraso das obras” e problemas de infraestrutura.

    Bastam acessar o site da prefeitura e governo do estado e do COB onde tem TODAS as informações sobre o cronograma das obras (que está rigorosamente em dia) e sobre a transparência dos gastos que são auditados por uma empresa de auditoria independente, fora a fiscalização do TCU, Tribunal de contas municipal e estadual, imprensa e população. Tá tudo lá, MAS…. o melhor que os paulistas fazem é criticar numa postura ridícula, provinciana, antiga e inócua também já que a maior empresa de comunicação do Brasil e uma das maiores do mundo (GLOBO) é Carioca (com C maiúsculo mesmo) e apóia o RJ em tudo. Vale lembrar que até quando o Cristo Redentor se candidatou a uma das 7 maravilhas do mundo e venceu, os paulistas fizeram um site com assinaturas digitais, tipo abaixo-assinado votando CONTRA ! Mas como sempre, de nada adiantou. Mais papel ridículo do que esse… impossível, logo, toda a opinião que vem de SP não se pode levar a sério e nem tem repercussão alguma por aqui.

    A questão do parque olímpico ficou paralisada (as obras já começaram) por ações na justiça contra a demolição do autódromo de Jacarepaguá e contra a remoção de uma favela de luxo, digo, ” comunidade” onde tem famílias necessitadas que edificaram barracos de 3 andares com piscinas olímpicas no quintal, tudo através da invasão de terreno da prefeitura (ao lado do autódromo). Políticos oportunistas e ONG´s estão apoiando os invasores em troca de favores eleitorais, mas mesmo assim, as obras começaram e vão avançando.
    Obras de urbanização como o Porto Maravilha, os BRT´s, metrô estão em pleno vapor. Uma linha de BRT já até foi inaugurada.

    Em relação aos hotéis, o Rio de Janeiro concentra 47% de TODOS os hotéis categoria 4 e 5 estrelas. É disparado o estado do Brasil que mais tem hotéis de luxo e alto luxo. Só na área da Barra da Tijuca e da região do Porto Maravilha tem projetos de mais 7.000 leitos o que aumentaria a capacidade para quase 40.0000 leitos. O COI quer mais 8.000 leitos que podem ser cobertos por transatlânticos e por ações da prefeitura similares ao que existe na Europa que incentiva a hospedagem em casas de família como Bed and Breakfast, enfim, tudo está sendo feito e as olimpíadas serão um retumbante sucesso como foi o PANAMERICANO 2007 onde o COI classificou o Rio com a NOTA MÁXIMA em termos de organização e infraestrutura o que contribuiu para que o Rio fosse o favorito para 2016.

    Enfim…. tudo é uma questão de COMO se quer enxergar as coisas. Como diria Caetano Veloso: ” O narciso acha feio o que não é espelho”. É bem por aí.

    • janca

      Claro que a imprensa tem de ficar preocupada com o legado e o orçamento até para não repetir o péssimo exemplo do Pan de 2007, que teve um orçamento que subiu quase dez vezes em relação ao previsto e um legado quase mínino para o povo carioca, fluminense e brasileiro. Assim como a imprensa tem de ficar de olho na Copa, que é paga com dinheiro do contribuinte, tem de ficar de olho nos Jogos de 2016. E a imprensa paulista noticiou muito bem, com manchetes e manchetes de jornais, a escolha do Rio como sede dos Jogos. E que, a meu ver, é importantíssima para o Brasil, como já fora a escolha do país como sede da Copa. São eventos que geram muitas oportunidades. Mas temos de ficar de olho na gastança e no legado. Você, pelo jeito, parece dar uma de avestruz e colocar a cabeça embaixo da terra. Lamento. Como lamento o provincianismo e a falta de visão marcada por um bairrismo simplório que deveria estar ultrpassado, seu Rambo.

MaisRecentes

Santos em SP



Continue Lendo

Fuga de patrocínio



Continue Lendo

Verdão vai às compras



Continue Lendo