Os próximos passos



Conquistada a América, o Corinthians, com um forte projeto de marketing, pode partir para a internacionalização de sua marca, além de consolidá-la no Brasil, atingindo com mais força ainda outras regiões do país.

Segundo Luís Paulo Rosenberg, que comanda o marketing do Timão, o clube deve anunciar um patrocinador master com preços acima dos praticados no mercado e que vão assustar alguns. Negociações já teriam começado e o valor, com o título sul-americano, tende a crescer.

Resta ainda vender os “naming rights”, os direitos de dar o nome à futura arena corintiana, que também sai valorizada. Afinal, além de ser o palco de abertura da Copa, trata-se do estádio do atual campeão sul-americano, representante brasileiro no Mundial de Clubes.

Mas há nuvens no caminho. Uma delas está ligada ao próprio estádio. Até hoje não ficou muito clara qual a participação do Corinthians na construção e administração do mesmo, qual a da construtora responsável pela obra. O Timão será sócio minoritário do consórcio gestor? Esse é um ponto importantíssimo e que segue, insisto, nebuloso.

Especulam que pelo menos três jogadores podem sair na janela de transferência para o exterior. Haverá reposições? Quais? Ganhando força no cenário internacional, por que o Corinthians não passa a importar boas peças de fora também? Com a crise na Europa há espaço para os clubes brasileiros reforçarem seus times. Basta procurar. O Botafogo tem mostrado isso.

A própria gestão corintiana, ao contrário do que muitos dizem por aí, está longe de ser um exemplo de gestão, embora tenha avançado muito e em pouquíssimo tempo. Mas tem muito a melhorar. Afinal o Corinthians tem o departamento de futebol misturado com o clube social e muitas vezes isso cai para o amadorismo. A bocha, o xadrez, o tênis de mesa, o que for, são setores muitas vezes contentados apenas por interesses políticos, já que influem nas eleições. Por que não enxugar a estrutura, então, reduzindo a administração a quatro vice-presidências? Uma de futebol, outra contemplando o departamento social, a terceira de marketing e a quarta de finanças?

Marketing não é improviso e Rosenberg sabe disso. Em vez de ações pontuais no setor, por que nao implantar um modelo pra ficar, com visão de médio e longo prazo? Talvez isso até já esteja começando a ser feito. O Corinthians tem o maior potencial de mercado do Brasil, graças ao poder de consumo de sua torcida. Assim como o São Paulo cresceu em várias outras regiões especialmente com os títulos do início dos anos 90, títulos internacionais, o Corinthians pode crescer ainda mais.

Um outro ponto de que vou tratar melhor futuramente é a torcida no estádio, que tende a ficar cada vez mais restrita aos endinheirados que possam pagar o show. É a elitização do futebol, um processo que começou na Inglaterra e chegou aqui também. Como abrir espaços para a emergente classe C? E as D e E? É possível, é possível, inclusive criando “Fan Fests corintianas”, como se esboçou ontem com o jogo exibido por dois telões no Anhembi.

É difícil chegar ao topo, mas se manter nele pode ser tão complicado quanto. É um outro desafio. Mas hoje, repito, a hora de festejar. E festejar muito, pois a Libertadores estava engasgada na garganta de quase todo corintiano. Não está mais. Uma ótima quinta, com ou sem ressaca, pra todos, Janca



  • Tiago

    Janca, o Flamengo devia usar o Corinthians como exemplo. Gostei da sua sugestão de enxugar a estrutura administrativa. Aqui na Gávea uma parte do dinheiro é obrigatório ir pro remo, remo era marca do clube na sua origem, hoje é o futebol, o clube fica preso no passado e todas essas diretorias e vice-presidências são usadas politicamente pra ganhar votos. O Flamengo tá como tá por causa dessa politicagem toda.

    • janca

      Futebol e política misturam-se muito. Inclusive dentro dos clubes. Por isso tenho defendido a separação do departamento de futebol do social, com orçamentos distintos e uma gestão profissional, com executivos remunerados e precisando mostrar resultados, para o primeiro, Tiago. E é necessário um projeto esportivo, com boa base financeira e de marketing também. Abs. e boa quinta procê

  • Tiago

    Vantagem do Corinthias vai ser o estádio, que o Flamengo não tem. A não ser que o Flamengo fique com o Maracanã. Seria uma.

    • janca

      Confesso que não gosto da forma como viabilizar o estádio corintiano, com recursos e benefícios públicos, e sou contra a concessão do Maracanã para Flamengo e Fluminense, como alguns cogitam por aí, pro Eike ou quem quer que seja. A não ser que paguem a reforma do estádio, toda feita com dinheiro público, e dêem uma baita grana pro governo, afinal o Maracanã é um patrimônio nacional. Acho que privatizações e concessões têm que ser feitas com muito cuidado. O ônus não pode ficar com o estado e o bônus com a iniciativa privada.

      • janca

        Mas que o estádio do Corinthians será um grande diferencial para o clube alavancar recursos não tenho dúvidas. Assim como acontece com alguns dos principais times europeus.

        • rubens

          O Estado não tem que ser gestor de estadio, tem que oferecer segurança, educação, saúde, segurança alimentar, cultura, etc, mas estádio não! com certeza é para gestão da iniciativa privada que vai pagar ao Estado o direito de usufruir da estrutura, as custas de um bom dinheiro.

          • janca

            Se não tem que ser gestor tampouco deveria ser construtor, porque tem que cuidar de segurança, educação, saúde e transporte prioritariamente. Não ficar construindo estádios para a iniciativa privada administrar. Se é assim que ele construa sem benefícios e recursos públicos.

      • Marcelo

        Vale lembrar que quando o Andres anunciou a construção do estádio ele seria apenas para o Corinthians, com o problema do Morumbi o governo foi até o clube e pediu para fazer lá a abertura da Copa, claro que isto iria aumentar o valor da obra, afinal teriam que fazer muitas melhorias, o Corinthians aceitou, mas deixou claro que não arcaria com estes custos extras, o financiamento é necessário para qualquer obra, até a casa própria é financiada, ou estou errado?

        • janca

          Está. Não foi a questão do Morumbi que encareceu o estádio corintiano. E o estádio do Palmeiras, por exemplo, não teve os mesmos benefícios dos dados ao Corinthians pela Prefeitura de SP, Governo do Estado e União.

          • Júlio

            O estádio do Palmerias não sairá encarecido devido exigências da FIFA… e outra, e os benefícios que a Arena Corinthians trará a São Paulo, você já calculou? Eu não, pois é incalculável!

          • janca

            Você acaba de se contradizer. Em resposta ao Marcelo disse que o governo ganhará quase 1 bilhão de reais com o estádio. Agora diz que o retorno é incalculável. E o estádio do Palmeiras está sendo erguido com verba privada. E deve ficar na casa de 400 milhões de reais, um ótimo estádio, aliás, que só não terá a capacidade exigida pela Fifa para um jogo de Mundial.

          • alessandro

            Vc nao quer comparar um estadio de 820 milhoes com um de 400. O estadio do Corinthians será maior e mto mais moderno, é estadio de abertura de copa, se vc nao sabe, a FIFA sempre escolhe o melhor estadio p/ fazer a abertura, pois é o principal jogo, tem 32 chefes de estados e o mundo inteiro vai ta assistindo. O Corinthians iria fazer um mais “humilde”, sem mto luxo, agora só faltava o Brasil fazer a copa e o Corinthians pagar a conta. Acorda, sai dessa. O Corinthians fez certinho:
            – Quer abrir a copa, entao ajude-nos.

          • janca

            E o governo está ajudando. Prefeitura, Governo do Estado e União estão viabilizando o estádio do Corinthians. Não lhe dando de presente, pois o estádio dever ser da construtora e o Corinthians, sócio minoritário do consórcio. O estádio de 400, como você chama o do Palmeiras, está sendo feito com dinheiro privado.

          • Corinthiano feliz

            O Estádio corinthiano custará o dobro do valor porque terá que atender as exigências da Fifa, portanto, nada mais justo do que o governo ajudar.

          • janca

            Não é necessário atender às exigências da Fifa. Basta não receber jogos da Copa. Mas o Corinthians faz questão de recebê-los. Sem isso, afinal, não teria tanto dinheiro do governo na construção do estádio.

        • Júlio

          Você está certo. O estádio do Corinthians encareceu devido exigências da FIFA (camarote blindado, ausência de pontos cegos, número de vagas em estacionamento, tamanho de assentos, etc). O Corinthians faz um financiamento junto ao BNDS (não é dinheiro dado, haverá cobrança de juros…) e os incentivos fiscais, da ordem de 420 milhões serão convertidos em renda de quase 1 bi devido a copa. Ou seja, o poder público oferece 420 mi e recebe 1 bi, isso é mau negócio para um gestor? Parece que não… aos que se preocupam com o dinheiro público na copa, que fiscalizem as obras de Manaus, Brasília, Cuiabá, Natal e Maracanã… Arena Corinthians será a obra mais legítima, uma vez que os olhos de todos estão voltados nela, loucos para encontrar um deslize!

          • janca

            BNDES oferece empréstimos com juros camaradas. Governo do Estado está colocando 70 milhões de reais diretamente nas obras para que ela possa receber o jogo de abertura da Copa e atender às exigências da Fifa. Não é verdade que a renda para a Prefeitura de SP será de 1 bilhão de reais. Só há benefícios e recursos públicos no estádio, que será privado. E nem se sabe qual a participação do Corinthians, que pode ser minoritária, no consórcio que administrará o estádio.

          • rubens

            mas os beneficios e recursos publicos não são os incentivos financeiros para região de Itaquera, o emprestimo do BNDES e as isenções relativas aos investimentos da Copa?

            Os incentivos municipais para Itaquera servem para qualquer investimento na região e é instituído por Lei municipal. O empréstimo é empréstimo e será pago. As isenções são compromissos que o país assumiu quando concorreu a país sede.

            A impressão que tenho é a mesma do Julio, os estádios que estão sendo construídos pelo poder público tem tudo para estourar prazos, metas e custos. O estádio do Corinthians é de gestão privada e sendo construido por uma das maiores construtoras do mundo, as metas sendo atingidas e milhões de olhos vigiando. Tem tudo para ser mais um “case” de sucesso do Timão!

          • janca

            O estádio do Corinthians também está sendo construído com dinheiro público. Se a grana do BNDES não sair _e ainda não saiu_ a construtora já avisou que não ficará pronto a tempo. O Mineirão, aliás, deve ficar pronto em 21 de dezembro próximo.

          • rubens

            mas os beneficios e recursos publicos não são os incentivos financeiros para região de Itaquera, o emprestimo do BNDES e as isenções relativas aos investimentos da Copa?

            Os incentivos municipais para Itaquera servem para qualquer investimento na região e é instituído por Lei municipal. O empréstimo é empréstimo e será pago. As isenções são compromissos que o país assumiu quando concorreu a país sede.

            A impressão que tenho é a mesma do Julio, os estádios que estão sendo construídos pelo poder público tem tudo para estourar prazos, metas e custos. O estádio do Corinthians é de gestão privada e sendo construido por uma das maiores construtoras do mundo, as metas sendo atingidas e milhões de olhos vigiando. Tem tudo para ser mais um “case” de sucesso do Timão!

    • Corinthiano feliz

      Flamengo e Fluminense não precisam de estádio, pois jogam no Maracanã (mesmo pagando aluguel compensa. ainda mais agora que o Maracanã ficará novo e modernizado. Provavelmente devem obter juntos uma espécie de arrendamento do estádio.
      O Botafogo ganhou um estádio sem fazer nenhum esforço, já que o valor pago é insignificante.

      • janca

        Devem obter juntos coisa nenhuma pois há outros grupos muito mais fortes interessados. E no caso do Botafogo com o Engenhão a operação foi uma lástima. Para a Prefeitura do Rio e para o próprio estádio.

  • Fabrício

    Corinthians negociando direitos de TV individualmente ganha mais que todo mundo. Flamengo não tem tanto poder porque sua torcida tem menos força que a do Corinthians. São Paulo tem muito mais dinheiro que o Rio.

    • Fabrício

      Essa a diferença entre Corinthians e Flamengo: pujança do mercado paulista.

    • janca

      Não acho que a torcida do Flamengo tenha menos força do que a do Corinthians, não. E depende muito de que força você está falando. A do Corinthians, segundo as pesquisas, de fato é a que tem o maior potencial de mercado, o maior poder de consumo, mas a do Flamengo é, também segundo pesquisas, maior que a do Corinthians.

      • Beto Canada

        Torcida do Flamengo maior em partes pois o Brasil sabe que os Corinthianos são Fiéis a um time só , tenho amigos Cearenses , Pernambucanos , Maranhenses pois moro no Canadá e aki a mistura de Brazucas é imensa … e os caras se falam Flamenguistas mas dividem a Paixão com times locais e por isso as vezes compram uma camisa do Ceará ao invéz de comprar a do Mengão , um amigo é torcedor fanático do Sport mas o Flamengo joga ele fica vidrado …. mas o cara não tem a camisa do Mengão e sim do Sport .
        Na torcida do Corinthians isso raramente acontece e não se esqueça que a massa Corinthiana sem dúvida está em sua maioria no Estado de São Paulo onde o poder de compra é muito maior que regiões onde o Flamengo reina absoluto como Norte e Nordeste e onde a pirataria não é combatida. Corinthiano na sua maioria esmagadora compra produtos Oficiais do Clube ja o Flamengo perde essa disputa , basta ver um jogo do Flamengo no nordeste, qdo focaliza a torcida tem cada camisa !!! e isso se espalha pra toda a linha de produtos do Time sem dúvida … não vou nem comentar sobre preço de ingressos da Liberta que no Pacaembu vendeu VIP por 500 reais e se tivesse mais 5 mil lugares VIP’s teria esgotado pra todos os jogos tenho certeza disso.

        • janca

          Claro que se houvesse mais não sei quantos lugares VIPs teriam sido vendidos, sim. Mas não é todo mundo que pode pagar 500 reais por um ingresso, só quem realmente tem grana. Foi o que quis dizer sobre o processo de elitização. E que não se restringe ao Corinthians, é parte do futebol contemporâneo e começou na Europa.

        • Marcus

          Comentário típico de novo rico deslumbrado.
          Números não mentem, e a torcida do Flamengo é que mais comprou camisas em 2011, aliás desconheço um ano sequer em que tenha perdido para alguém.
          Os tais ultramilionários paulistas talvez não sejam tão ricos, pois quem mais vendeu PPV foi o Flamengo.
          São Paulo é rico mas não é tudo. Flamengo tem esmagadora maioria no Rio e no DF, que são unidades com renda per capita até maior que SP.
          E tem corinthiano em outros estados também. E aí, esses aí são corintianos ou torcem pro time local também? Aposto que vai dizer que Nao, porque Sao tao diferentes e especiais…que lenda.

      • alessandro

        kkkkkk, me mostra a ultima pesquisa do Ibope, pelo que vi, a torcida do flamengo se iguala a do corinthians, maior nao. E outra, o Corinthians é o maior nas redes sociais e na time mania.
        Janca vc é uma piada, ainda vive dessa lenda, falando q a torcida do flamengo é maior…kkkkkkkkk
        Faz me rir vai.

        • Marcus

          Outro deslumbrado e desinformado.
          Não existe nenhuma pesquisa que mostre empate, na verdade os números de torcedores infantis mostram que a diferença está aumentando.
          Ademais, basta que se olhem números facilmente encontrados aí pela Timemania para se ver que o Flamengo é o primeiro, sempre foi por sinal.

          Esses times novos ricos são complicados, mal chegaram e querem sentar na janela. Comprem alguma história antes, ou peçam para Bandeirantes inventar.

        • janca

          Mostre-me você uma pesquisa dizendo que a torcida do Corinthians ultrapassou a do Flamengo, Alessandro. Você não consegue enxergar um palmo adiante, tem visão estreita e marcada pelo clubismo. Ridículo.

          • alessandro

            Ja mandei 02 link mostrando que o Corinthians ultrapassou o flamengo, mas nao foi publicado, deve ser a vergonha. Agora quero ver vc me mandar algum link de alguma rede social, mostrando que o flamengo tem mais que o corinthians.
            Timemania e rede social sao numeros mais reais que pesquisas, tanto é que esses institutos erram feio nas eleiçoes. Mas mesmo assim mandei o ultimo do ibope.
            Tem mais esse link abaixo, do proprio lance:
            http://www.lancenet.com.br/minuto/Corinthians-Vasco-lideram-camisas-compras_0_630537012.html

          • janca

            Não me mandou link porque seria publicado. Não censuro nada. E não estou me referindo à participação em redes sociais nem em relação a vendas de camisas. Em termos de royalties, por exemplo, o Inter, que tem menos torcida que o Flamengo, fatura mais do que o Mengão, pois trabalha melhor o marketing. Pelas pesquisas a torcida do Flamengo é a maior do Brasil, a do Corinthians, a que tem o maior potencial de consumo.

          • janca

            E você tem ter mandado os dois links pro blog errado. Além do mais por que eu ficaria envergonhado se a torcida do Corinthians tivesse ultrapassado em número a do Flamengo? Não ficaria, como não ultrapassou, segundo as pesquisas.

  • naufragodaweb

    Não gosto dessa história de “Fan Fest” e “elitização do futebol”. Prefiro os carnês alemães, que enchem mais estádios e são acessíveis à todos. Afinal, o Corinthians é o time do povo.

    • janca

      Eu também não gosto muito, mas são partes do mundo moderno. Veja a final contra o Boca. Foi pra poucos, não para os populares, digamos assim. Ou talvez, no caso dos populares, apenas para aqueles ligados a organizadas e ligados, portanto, à direção corintiana.

      • rubens

        Essa é a tendência, o produto quando é valorizado fica mais caro, a questão é que o ingresso caro tem que vir acompanhado de conforto e segurança para os torcedores, o resto é papo furado, vivemos no mundo capitalista, sorry galera, mas no capitalismo a banda toca dessa forma, quem tem mais $ fica com a melhor fatia do filé.

        • janca

          Não acho que seja bem assim, até porque o Corinthians tem torcedores em todas as classes sociais. O futebol começou elitizado, depois se tornou um esporte popular, vejo com um pé atrás todo esse processo de elitização atual. Mesmo na Europa a discussão é grande, inclusive em relação a preços populares pra determinado setor do estádio.

          • Beto Canada

            Meu Deus gente , um ingresso de arquibancada meia entrada no Pacaembu custou 32 reais !!! Parem de falar que é jogo de Elite , temos sim a área VIP mas que é infinitamente menor que os milhares de lugares do Tobogá , arquibancada amarela e a verde. O Andrés ja falava a mais de ano que o novo estádio terá muito mais arquibancada do que area vip , ams precisamos da vip tambem pq temos torcedores com melhores condições financeiras que aceitam e querem pagar mais !!! Estive no Brasil em 2009 visitando o shopping Daslu e percebi que é um outro mundo de paulistanos que frequentam , mas nada mais justo pois eles tem condições … No Brasil se acha que Ricos são só políticos que ficaram ricos roubando … tem muita gente rica que ralou o forébis na calçada e merece sim o que conquistaram !!! No futebol é a mesma coisa !!! UM ESTÁDIO MODERNO TEM QUE ATENDER TODO TIPO DE PÚBLICO , CABE AO TIME QUE O CONSTRUIU ANALIZAR SUA TORCIDA “CLIENTE” E FAZER A DIVISÃO DE LUGARES CORRETAMENTE !!! isso também faz parte de pesquisa de Marketing minha gente !!! ninguém levanta um Estádio da mesma forma que faz um puxadinho no quintal de casa !!! ME POUPEM !!!

          • janca

            Você está desinformado, o próprio Andrés Sanchez _e acho que tem razão nisso_ tem tratado da questão da elitização e dito que na nova arena do Corinthians haverá ingressos populares. E você fala em meia-entrada, não em entrada inteira. Aí é brincadeira.

          • rubens

            caimos na questão das cotas? infelizmente a nossa sociedade extremamente desigual exclui do consumo milhões de famílias e é bom lembrar que o futebol se transformou em poucos anos numa industria poderosa.

          • janca

            É, acho que você colocou bem quando escreveu que “infelizmente nossa sociedade extremamente desigual exclui do consumo milhões de famílias”. É verdade. E o futebol _e não culpo o futebol por isso_ faz parte da sociedade. Mas pra alguns jogos deveria haver uma política de ingressos, não vejo isso acontecendo.

          • Ado Marcelo

            Eu acho correto o sistema de fidelização, quem compra mais ingressos ao longo de um período tem preferência para comprar antes. É justo.
            Mas também gosto da venda de carnês, sempre ouvi dizerem no corinthians que com um estádio próprio poderiam vender os tais carnês para o compeonato todo, isso seria o ideal pois faça chuva ou sol o ingresso está vendido.
            E li acho que no lance esses dias que as tais arquibancadas extras para a copa talvez não sejam mais retiradas, estuda-se colocar ingressos para aquele setor a preços populares e assim manter o estádio com 68 mil lugares.
            Eu acho um exagero. A média do Corinthians no campeonato brasileiro é 22 mil/jogo. 48 mil lugares é mais que o dobro dessa média.

          • janca

            Não sei se é um exagero. O que acho, Ado, é que teria que haver uma política de ingressos para os jogos. Há jogos com pouco interesse e com a casa vazia, daí seria interessante atrair torcedores que não podem pagar muito, crianças de escolas públicas, enfim, um programa familiar, digamos assim. Mas para outros jogos, como a final da Libertadores, concordo que a prioridade tem que ser para quem mais compra ingressos na temporada. E a ideia do carnê é boa mesmo. Abs.

  • Marcio

    Bem JANCA, não iria postar nada aqui hoje, a não ser os meus parabéns a todos os irmãos e irmãs corinthianos que fazem parte desta imensa nação ….

    Mas como vejo que como de costume os “antis” aparecem aqui para nos dar ibope … vamos conversar um pouco, se é que isso é possível né !?

    Queriamos muito esse título e ele veio de maneira invicta e incontestável, ganhamos do atual vice campeão brasileiro, do campeão da libertadores de 2011 com Neymar, e de um dos times mais vitoriosos dessa competição, o Boca Jr.

    Mas particularmente pra mim, essa Libertadores só serve para calar a boca de muitos críticos anti-corinthians, e de torcedores sem bandeira … sem escudo … que preferem secar o Corinthians, assistir nossos jogos, ler nosso post’s do que se entreter com informações e notícias dos seus times … pois é, vão falar o que agora !? … somos campeões .. !!

    Mas esse campeonato é rídiculo … mau organizado, com estádios horrivéis, gramados em péssimas condições de jogo, uma arbitragem de baixa qualidade na maioria dos jogos.
    Uma regra que favorece o anti jogo, as faltas .. aonde já se viu não ter suspensão por cartões amarelos … apenas uma pequena multa !?
    Aonde já se viu o time visitante não poder fazer o reconhecimento do estádio antes do jogo!?
    Jogam pedras, papel higiênico, copos com urina … invadem o campo e o que acontece, nada !? … no próximo jogo em casa … normal … sem punições ..

    A premiação do torneio é rídicula não chega nem perto de um time que disputa fase eliminatória, a repescagem da euro …

    Por isso acho que até mesmo o campeonato paulista é mais organizado, e dá melhores condições de jogo … analisando que estádio como Arena Barueri, Jayme Cintra, Brinco de Ouro .. todos do interior dão no minimo de 10 a 0 em 80% dos estádios dessa copinha …

    PARABÉNS CORINTHIANS …. diretoria, comissão técnica, jogares e NAÇÃO corinthiana …

    e sim, o Corinthians é maior que qualquer título, qualquer campeonato ….

  • acamocar

    ..pessoal…menos pessoal…..voce sestao pensando que o CHELSEA é o Boca?…..lá tem David Luis , ramom, lampard , aquela zaguerasso da seleção inglesa, bom goleiro eoutros tantos caras bons…voces levaram um asapatada nos cornos para aprender a nao roubar como no jogo do Vasco no RIO…com aquele gole 1 x 0 o Vasco estaria classificado,,,portanto calem as suas bocarras…..curintiano ´que nem pardal…é prga e nao serve pra nada…..para que existir?

  • A própria gestão corintiana, ao contrário do que muitos dizem por aí, está longe de ser um exemplo de gestão
    Joao Carlos,voce escreveu esta baboseira!!!!!!!!!!!!!!!e serio????????????????????????1 brasileiro,1 libertadores invicto,o 3 patrocinio do mundo,a maior mordida da tv(que seu time aproveitou),o maior ibope,fila de empresas para patrocinio,umtreinador com 2 anos no cargo,depois do tolima e voce fala que nao e exemplo????????????????????o que e exemplo?????/a CBF,Flamengo,Vasco,Sao Paulo??????sinceramente,acho que jornalistas tem que pensar antes de escrever coisas sem sentido porque se para voce o Corinthians,rebaixado em 2007,arrasado pelo Tolima,Campeao Paulista invicto,Campeao da Copa do Brasil no Beira Rio,Campeao Brasileiro e Campeao da Libertadores encima do Boca e Invicto nao e ter boa gestao,entao chamemos a dona Patricia para aprender!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • janca

      Eu não analiso o curto prazo, como você, que tem uma visão míope e limitada. Exemplos são alguns clubes europeus, os ingleses, que chegam a mais de 600 milhões de lares do mundo inteiro, o Corinthians, com marketing, poderia estar recebendo muito mais do que ganha. E conseguiu crescer muito com o Luís Paulo Rosenberg, mas uma andorinha não faz verão, não é isso que dizem? São ações pontuais, algumas importantíssimas, como o programa Fiel Torcedor, mas assim como diziam que o Santos era um modelo no ano passado, agora vão dizer que é o Corinthians. O Corinthians e o Santos são os dois melhores, como o São Paulo foi nos anos 80 e 90, mas ainda têm muito a fazer. Digo que o Corinthians está longe de ser um exemplo de gestão pois ainda há muita coisa a ser melhorada. No ano passado, quando perdeu para o Tolima, diziam que a gestão era péssima. Um ano depois virou ótima. As coisas não são tão simples assim, Mario. Não mesmo. E não acho que a Patrícia Amorim administre bem o Flamengo, alguma vez escrevi isso? Ah! E “em cima” não se escreve “encima”.

  • Ado Marcelo

    Janca eu talvez esteja fugindo um pouco do tema mas como um clube que diz ser a maior arrecadação, pretende ser modelo de administração e marketing, diz que esta para fechar o maior patrocínio de camisa pode vender o melhor zagueiro do Brasil por 5 milhões de euros?
    Quer dizer que a torcida consome, paga caro no ingresso compra pay-per-view dá a vida pela clube para ver que peças tão importantes vão embora a preço de banana?
    Se o Neymar jogasse no corinthians teria sido vendido já por uns 15 milhões de euros no máximo. O Elias e Jucilei foram baratinho também., e pouco antes deles um pacotão com André Santos, Douglas e Cristian também saiu uma pechincha…
    Ahhh e eu entendo que muitas vezes o clube tem pouco poder de decisão já que o atleta pertence a empresários, mas isso é mais uma aberração que precisa acabar afinal, repito, com toda exploração da marca é realmente necessário ajuda de alguém para contratar um jogador do XV de piracicaba? do Bragantino?
    Tem tanta coisa errada ainda ….

    • janca

      Oi Ado. Entendo o que você diz, concordo com algumas coisas, com outras nem tanto, o que não quer dizer que eu esteja certo pois não sou o dono da verdade. Mas respondo com educação, porque você sempre escreve com educação, ao contrário de alguns que não respeitam a opinião alheia. Sabe que acho até natural que algumas peças sejam vendidas? Faz parte do negócio. Mas acho que elas têm de ser repostas e acho que o Corinthians consegue fazê-lo e tem que pensar que no final do ano tem o Mundial. O que acontece é que a influência de empresários no futebol, como você bem apontou, é muito grande e muitas vezes o clube fica sem o poder de decisão. São as mazelas do nosso futebol. Por isso digo que estamos longe de um modelo de administração ideal e que muita coisa tem que ser mexida. Tem muita coisa errada ainda. Você colocou bem. O Corinthians avançou em termos de gestão mas está longe de ser o modelo ideal. Tem muito campo pra avançar ainda. Grande abraço, Janca

      • rubens

        Além dos interesses de clubes, de empresários e etcs, tem que ser colocado nessa equação o interesse do próprio jogador, que diante da perspectiva de embolsar imediatamente uma boa grana, aceita propostas q nem sempre são as melhores possíveis. O problema é q oportunidades não batem na porta todos os dias e grandes fases de jogadores podem se transformar em atuações mediocres no campeonato seguinte…

        • janca

          Tem toda razão, Rubens, esqueci de mencionar esse ponto (ou até de pensar nele, o que é grave) e é um ponto importantíssimo, claro. O interesse do jogador. Abs.

          • Ado Marcelo

            Eu também acho que tem que respeitar a vontade do jogador, mas ele tem um valor de mercado e não pode ser vendido por muito menos só porque o jogador quer sair. Eu não sou contra vender, só acho que o Corinthians ou vende muito mal ou não fala a verdade sobre os valores ou tem gente levando por fora.
            Eu li hoje que o Corinthians tem 100% dos direitos econômicos do Castan.
            Eu tenho impressão que os outros clubes fazem melhor negócio na hora de vender, se bem que o conca saiu por 7 milhões de euros eu acho..,
            O Elias foi 9 milhões, jogador que pode ir até para a seleção .. é pouco dinheiro … se amanhã algum time tentar contratar o Ramirez do chelsea serão 25 milhões para mais.. e o Elias joga mais que ele.

          • janca

            Não tenho a mesma impressão que você, Ado. Às vezes alguns clubes negociam melhor do que os outros, às vezes não. Cada caso é um caso.

  • Luciano

    Sensacional…. Tanto a sua análise como a sua atenção a todos os seus leitores.

    Meus parabéns!
    Luciano.

    • janca

      Pô, muito obrigado, Luciano, de vez em quando é ótimo receber elogio. Abs.

  • Carlos

    Ontem, no Pacaembu: 38 mil corinthianos.

    Ontem, no Anhembi: 30 mil corinthianos.

    Capacidade da Arena Corinthians em Itaquera: 68 mil corinthianos.

    Está resolvida a equação da acomodação da Fiel nos jogos do Timão.

    • janca

      Ops, não é bem assim. Em grandes jogos se o estádio tivesse capacidade para 150 mil pessoas haveria 150 mil corintianos na arena.

      • Corinthiano feliz

        Correto Janca.
        Em jogos importantes, clássicos e em finais de campeonatos faz muita falta um estádio grande.
        O Corinthians está pensando pequeno em fazer arquibancadas removíveis, mesmo que elas não sejam retiradas. Tem que construir arquibancadas normais ao invés das removíveis.
        O próximo passo é fechar com a Iveco por 35 ou 40 milhões.

        • janca

          Oi Corinthiano Feliz, parabéns pelo título. Nunca tinha pensado nisso, mas de repente as arquibancadas removíveis, que serão bancadas pelo governo de SP, poderiam ficar. Representariam o setor popular. É uma. Mas teriam que negociar com o governo de SP. Abs.

      • Valdir

        Em 77 haviam 142 mil pessoas no Morumbi e em um jogo contra a Ponte no final do turno 82 mil no Pacaembu, eu estava nos dois, nao sei como nao ocorreu uma tragedia.

  • Adalberto Franco

    Janca, como diz Jack, o estripador vamos por partes: 1- O estadio do Corinthians, pelo visto o própio time não vai ser o dono de fato, pelo que parace corre gande risco de ser tercerizado, há muitos interesses excusos na construção do estadio. 2- Que vai haver um desmanche no time isso já é sabido, mas os jogadores corintianos que fiquem espertos o eldorardo europeu tá secando e como tem acontecido muitos jogadores brasileiros se queimam lá fora e voltam quebrados tanto fisica como financeira. 3-Marketing, é uma moeda de dois lados tanto pode ser boa como ruim, bem gerenciado traz ótimos resultados mas em mãos erradas pode por tudo a perder. Tenha uma Boa Noite Janca.

    • janca

      Acho que é por aí mesmo, apenas discordo sobre a parte do desmanche. Tenho dúvidas se vai haver. E se houver o time pode ser reconstruído até o final do ano, contratando boas peças de reposição. Boa noite pra você também e gostei do seu início. Vamos por partes é boa _rs.

      • Corinthiano feliz

        Nada de desmanche, só devem sair dois do time titular (Castan e Alex). O Alex não vem jogando nada, o Montillo resolveria o problema do meio-campo.
        Poderia contratar o Dedé para a defesa.
        Mas tem que mandar embora pelo menos uns 10 do elenco.

  • Helio

    So pra lembrar….O Corinthians nao pode ser considerado uma propriedade privada,e sim um patrimonio de Sao Paulo,e dos maiores,e quanto aos emprestimos,serao pagos,e os investimentos publicos serao ressarcidos com os impostos e valorizaçao da propria cidade,ou entao seria melhor continuar com aquele enorme terreno baldio por la?

  • Na moral, Janca, cheguei à conclusão que o Timão é o verdadeiro Libertador da América! E que todos os demais torcedores deveriam agradecer à agremiação de Parque São jorge… http://borogodofutebolclube.blogspot.com.br/2012/07/salve-o-corinthians-o-libertador-da.html

    Abraço grande,

    João Sassi

  • flavio

    PARABÉNS NAÇÃO CORINTHIANA! NASCIDO EM 4 DE JULHO! TINHA QUE SER CONQUISTADO NUMA DAS DATAS MAIS IMPORTANTES DO MUNDO!

    • Poxa, Flavio, uma coisa é ser corintiano; outra, bem diferente, é ser colonizado mentalmente. Diga aí para que o leitor entenda melhor: o 4 de julho é uma das datas mais importantes do mundo? Por quê? Para quem, cara pálida?

      Enfim, de todo modo, vai, Corinthians!

  • Felipe

    Dos quatro clubes grandes paulistas (a Ponte Preta da Baixada é grande?…), só um já conquistou o Mundial, a Libertinha, o Brasileiro, a Copa do Brasil e o Paulistão: o CORINTHIANS, o Todo Poderoso Timão do Povo Brasileiro!

MaisRecentes

Protestos à vista



Continue Lendo

Ajustes no São Paulo



Continue Lendo

Mattos em xeque



Continue Lendo