Onda de violência



E não é que a violência na capital paulista começa a ganhar repercussão internacional? A crescente onda de arrastões e assaltos em condomínios residenciais e restaurantes e  onda de ataques a PMs e ônibus em São Paulo foram temas de programas na TV da Holanda e da Dinamarca. E ambos lembravam que a cidade será palco de abertura da Copa de 2014.

Num dos programas ainda apareceram imagens da apuração do Carnaval paulistano, que terminou em briga, vandalismo e tumulto dentro e fora do Anhembi.

No outro foi mencionado um joguinho (ou “game”, como preferirem) criado no exterior sobre a violência urbana, tendo São Paulo como foco. No jogo em questão um turista acaba se perdendo numa favela paulistana e sofre uma série de ataques e agressões. O jogador tem que livrar o estrangeiro das ameaças que ele enfrenta.

Enquanto isso o governador Geraldo Alckmin segue dizendo que está tudo sob controle, mesmo discurso do secretário da Segurança Pública, Antonio Ferreira Pinto. Secretário que, aliás, tirou dois dias de licença na semana passada durante os distúrbios para viajar a Buenos Aires. Foi torcer pelo Corinthians na partida de ida da final da Libertadores. Deve ter voltado satisfeito com o empate de 1 a 1. Já com a violência de São Paulo, que continua, sei não, sei não…



MaisRecentes

A matemática do futebol



Continue Lendo

A melhor do mundo



Continue Lendo

Aprender a perder



Continue Lendo