O impasse santista



A eliminação do Santos da Libertadores e a “volta” do time ao Brasileirão deixam mais claras as mazelas do nosso calendário.

Tão decantado no início do ano, vencedor de um Paulista que pouco representa, desvalorizados que estão os Estaduais no Brasil, o que o Santos fará no segundo semestre?

É o que a diretoria discute nos bastidores. Conquistar o Brasileirão ainda é possível, embora o time esteja emocionalmente abalado e tenha apenas quatro pontos em 18 disputados. Ou seja, já são 14 perdidos, o que não é tão simples num campeonato de pontos corridos.

Domingo, contra o mistão do Coritiba, a equipe deixou o campo sob vaias. A folha de pagamento é alta, especialmente da comissão técnica, é a meta é ficar entre os primeiros do Brasileiro, obtendo vaga para a Libertadores-2013.

Mas não é só essa, não. Parte da diretoria e do grupo que assessora o presidente quer que o time passe de duas a três semanas no exterior, excursionando e exibindo Neymar e cia. na Europa, Estados Unidos ou Ásia.

É um time caro demais pra ficar um semestre todo no Brasil concentrado no Brasileiro. Mas pode perder ainda mais pontos, pontos difíceis de recuperar na reta final.

É um risco que também corre o Corinthians, se perder a final para o Boca. Voltar ao Nacional nas últimas colocações.

Não vale uma discussão continental sobre a duração da Libertadores, cuja fase decisiva coincide com o início do Brasileirão? Talvez, mas antes temos que acertar nossos próprios ponteiros, já que a Copa do Brasil tampouco terminou. E quem a organiza é a CBF, não a Conmebol.



  • Fernando

    A culpa não é do calendário, na Europa jogam duas vezes por semana sem dor de cabeça. Nossos times não têm elenco suficiente pra jogar dois campeonatos simultaneamente. O Santos não estava com cabeça no Brasileiro e a crise pegou. Falavam tanto do Santos, tem que cortar custos ou aumentar receita indo pro exterior.

    • Fernando

      Comissões técnicas no Brasil são caríssimas. Voce acha certo o Muricy receber 400 paus por mês?

      • janca

        Não sei quanto ele ganha, mas se tem gente que paga…

  • Tiago

    Administração de clubes no Brasil é uma merda, tudo amador. Veja o Flamengo quanto não gastou com Luxemburgo, Joel, Ronaldinho Gorducho. Não tem planejamento. Imprensa paulista falava maravilhas do Santos que não montou um plano B. Tinha que pensar em alternativa pra derrota na Libertadores. Não pensou.

    • Tiago

      A soberba matou o Santos. Achava que atropelaria o Corinthians e parou. Parou por quê? Porque o Muricy não é o técnico que todos imaginavam. Mostrou despreparo total no Mundial de Clubes, uma vergonha a derrota pro Barça. Humilhante pro futebol brasileiro.

      • Tiago

        Santos foi mal contra o Velez, duas vezes mal, mal contra o Corinthians, ninguém lá dentro via? Não sabiam que o Corinthians joga assim, na defesa, porque não tem ataque? Falta visão.

        • orlando

          caraca tiago, matou a pau. parabens pela visão de seu comentario.

        • Alexandre Cola

          Matou a pau.

        • Corinthians, mais que um clube. Uma nação.

          Descobrimos o novo visionário de Santos! Pode esperar é escada abaixo…

      • guilherme moreira

        Eu acho o MURICI um bom técnico, do mesmo nivel do TITE, porém o que enche o saco e a falta de paciencia com os jogadores da base, temos ótimos jogadores muito melhor que renteria,durval, juan.maranhão, o ibson ficou meses no estaleiro e ganhando um baita salário e quando melhorou quiz voltar pro rio, da licença , fazem bobagem uma atraz da outra, falta profisionalismo na CARTOLAGEM, veja no flamengo: o zinho chegou batendo firme e ele vai arrumar a casa, tenham a certeza disto.

        • janca

          A situação do Flamengo é tão complicada que, por mais competente e bem intencionado que possa ser, Zinho terá muito trabalho e não sei se arrumo a casa, não. A presidência do clube está perdida…

        • João

          Meu caro, respeito a sua opinião, mas citar o flamengo como exemplo de profissionalização eu discordo totalmente. Não torço pelo flamengo, mas fico triste pela situação caótica na qual o time se encontra. Para ajeitar o flamengo vai ser necessário muito mais de que apenas o zinho. A necessidade de mudança é bem, mas bem mais profunda!

  • Rodrigo

    Tem que adotar logo o calendário europeu, com as competições durando um ano e se misturando. Aí não tem muito aquele negócio de priorizar, já que elas vão chegando na reta final no mesmo período. Se as finais da Libertadores fossem no final do ano, junto com as últimas rodadas, as equipes que ainda estivessem na Libertadores provavelmente também estariam bem no campeonato local.
    Até o Corinthians tá mal no Brasileiro, e olha que no time “reserva” tem Paulo André, Júlio César, Willian e Douglas.

    • José Luiz

      Vixe… vc gosta de ver é o circo pegando fogo… imagina disputar final de copa do brasil, final de Libertadores e rodada final do brasileirão… ?

      • janca

        Se bem que em pontos corridos a gente não pensa muito mas as primeiras rodadas são tão importantes quanto as últimas. O Corinthians pode deixar escapar o campeonato, por exemplo, devido à derrota da estreia contra o Flu, em casa, o mesmo vale pro Santos que ainda não venceu após seis rodadas.

    • janca

      Mas o Paulo André voltou agora, o Romarinho despontou domingo, o Liedson não vinha bem… Não por acaso o time, que é finalista da Libertadores, está entre os últimos no Brasileiro passado um terço do primeiro turno.

    • Alexandre

      Concordo plenamente contigo Rodrigo. Não há motivos para encher o primeiro semestre de competições, enquanto o segundo semestre fica “vazio”.
      No modelo semelhante ao europeu, os times que estivessem bem na Libertadores e não estivessem tão bem no Brasileiro poderiam “abandonar” este último sem maiores traumas.
      Já aqueles que estivessem bem tanto no Brasileiro quanto na Libertadores certamente seriam aqueles com elenco forte, como acontesse na Europa.

  • rodrigo

    a culpa é do calendario sim…na europa eles jogam duas vezes por semana, mas os campeonatos começam de forma simultanea, ajuda no planejamento, os clubes podem dosar o elenco durante toda a temporada, sem precisar escalar um time completamente reserva, com isso vc mantem o time sempre em boas condições de disputa, enquanto que aqui no Brasil o campeonato brasileiro começa quando a libertadores e a copa do Brasil estão na reta final, é impossivel não priorizar com a porcaria do calendario que temos, o time chega com os problemas de meio de temporada por ter que jogar um estadual longo e inutil, que só serve pra gerar crise, pois pra quem ganha não vale, mas pra quem perde vale muito, a cobrança da torcida é ferrenha…não da para dosar o elenco…na europa quando o jogador esta desgastado, eles trocam, mas isso é uma ou duas peças por jogo, o time não perde sua força, aqui vc tem que poupar o time inteiro, pois vc desgasta o jogador num jogo inutil ou num jogo de inicio de campeonato brasileiro depois de um desgastante estadual, sem uma pré-temporada adequada, resumindo:
    O CALENDARIO BRASILEIRO É UM LIXO!!!
    E O SULAMERICANO TAMBÉM!!!
    pra mim o calendario de toda américa do sul tinha que se adaptar ao europeu…com certeza melhoraria muito o nivel dos campeonatos daqui!!!

    • janca

      Se algo for feito tem que combinar com os vizinhos, neste ponto você tem total razão, não adianta o Brasil mexer sozinho no seu calendário, tem que ser uma coisa conjunta.

      • Toda hora ouço que devemos adaptar o nosso calendário ao Europeu. No entanto, parece que muita gente esquece que o calendário Europeu é deste modo porque as férias ocorrem nos meses do Verão (Junho, Julho e parte de Agosto). Imagine no Brasil, férias em Junho e Julho e futebol em Dezembro, Janeiro e Fevereiro…

        • janca

          Eu sou, em tese, contra a adaptação, mas não acho que devamos deixar de discutir o assunto. Só que qualquer mudança tem que ser discutida também com os parceiros da América do Sul.

          • Alexandre

            Vocês estão confundindo duas coisas diferentes.
            Uma é o modelo europeu, em que todos os campeonatos duram a temporada inteira, outra é o calendário europeu, cuja temporada começa em agosto e termina em maio do ano seguinte.
            Acho que deveríamos seguir o modelo europeu, sem necessariamente seguir seu calendário.
            Evidentemente as mudanças teriam que ocorrer tanto em nível estadual, quanto nacional (e também no continental).

          • janca

            O modelo europeu não acho que deva ser implantado aqui, não. Temos que respeitar nossas características regionais e o Brasil é um país continental.

  • jose martins

    Esse tão decantado time do santos tem jogadores horríveis, Elano é rídiculo, Borges é muito grosso
    Felipe Anderson e Ganso são preguiçosos, adiantou poupar o time no brasileiro, falta inteligência. Agora o presidente diz que não tem dinheiro, cadê o suporte financeiro de 40 milhões que o LAOR falou tanto, alguém pode me responder?

  • Adalberto Franco

    Janca, lembra-se desta frase (the dream is over) ? isto foi dito pelo beatle John Lennon, no final da década de 60 quando os Beatles, acabaram, isto é o que aconteceu com o Santos, a magia de Neymar e Ganso, acabou, são grandes jogadores mas são jovens e podem dar a volta porcima o nosso calendario sacrifica muito os times e os jogadores o time do Santos, tá jogando desde o começo do ano, a maioria dos times brasileiros não tem elenco tem time para uma competição quando disputa outra pararelamente, acontece isso que estamos vendo Santos e Corinthians nas ultimas posições na tabela do campeonato nacional, será que dá prá reverter? Isso só o tempo vai dizer.

    • janca

      Não é fácil _a situação dos dois no Brasileirão. Mas não acho que o sonho acabou, não, embora o próximo semestre, pro Santos, não deva ser com toda a badalação do primeiro. Tanto que as cornetas já começaram…

  • leandro

    o pessoal só esquece que na europa..os países ão do tamanho das nossas cidades..portanto, mesmo jogando duas vezes por semana igual aqui, as viagens são bm curtas…e isso influi bastante no descanso dos jogadores. Sem contar a qualidade do gramado…e o principal; o elenco…

    por essas e outras que sempre são os mesmos times lá..a ganhar..os torneios..pois é sabio que em todos os continentes existem os mais abastados, os mais pobrezinhos (sem elenco.

    Eu acho que é isso…

    PS:Os estaduais nunca vão acabar porque os clubes grandes ganham de 400 a 500 mil por jogo (cota de Tv)

    • Rodrigo

      cara, na boa, esse argumento que os paises na europa são pequenos é balela, o futebol no Brasil se concentra no centro-sul, com um ou dois times do nordeste, tres no maximo, o norte e o centro-oeste com excessão de goias não existe para o futebol, a maioria das viagens se concentra no sul e sudeste…o Brasil é grande, mas o futebol se concentra em uma faixa restrita…ISSO É FATO!

  • orlando

    caraca tiago,parabens pelo comentario seu.foi muito feliz.

  • Marcos

    OLÁ, VAI CORINTHIANS

  • Tibas

    O que prejudica muito esse calendário são os estaduais!

    • Flavio Rodrigues

      Corcondo contigo, mas estaduais perderam importância sim, mas não acho que deveriam acabar, e sim serem play-offs curtos para a Copa do Brasil, no máximo 14, 16 jogos, se vc usar uma formula de copa (tipo Libertadores, Copa do Mundo) com 16 times no máximo, vc tem um torneio com 14 jogos!!! e sem qq outro tipo de classificação para a Copa do Brasil, nada de ranking (que ninguém sabe o que é), sem times da 1ª divisão pré-classificados como é hoje, só os estaduais mesmo, mesmo que fosse com uma distribuição generosa de vagas, … só assim, os estaduais ganharião algum respeito e sentido, fora a tradição que vale muito, mas que não está sendo suficiente para mantê-lo, só ver o tanto de gente que é contra… e seria muito bacana pq teriam continuidade na Copa do Brasil, aquela coisa de os melhores de cada estado se enfrentarem e tal… até o marketing do torneio seria o ideal… pra dar um exemplo de 1 idéia, não é possível que a CBF não tenha nenhuma…

      • Flavio Rodrigues

        ganhariam

      • janca

        Mas mexer com os estaduais pode contrariar interesses das federações, que dão suporte ao presidente da CBF. Como tudo é política…

        • Flavio Rodrigues

          Sempre isso né… a política, aliás, os clubes grandes que estão se estruturando melhor, logo, logo, ou acho que até já, em alguns casos, não precisarão mais de federações como muletas… aí vai ter briga… como foi com o clube dos 13… com tb acho que pode demorar 100 anos, mas com os clubes fortes, e com as posturas que CBF e Conmebol praticam, os clubes vão acabar se rebelando para criação de uma liga… é meio que um processo natural… não sei se será bom, mas mudanças criam muita expectativa, pena que to velho e talvez nem veja isso acontecer. rs

          • janca

            Eu gostaria de vdr uma liga formada e a CBF cuidando apenas da seleção. Mas os clubes também não se entendem… Quem sabe um dia a gente ainda veja as coisas melhorarem, acho que há uma ou outra iniciativa boa por aí, apesar dos pesares. E um bom exemplo é dado pelos clubes do Sul. O Inter, por exemplo, fatura mais em royalties do que um clube como o Flamengo, acredite você ou não. Abs.

    • janca

      Muito mesmo. Em algumas regiões e estados do país talvez até sejam necessários e devam ganhar força. Ou no país todo, mas com outros formatos e modelos. Não dá pra ocupar quatro meses do ano um torneio que em SP, Rio, Minas e RS, pra ficar em quatro exemplos, hoje não representa mais nada ou quase nada.

  • Flavio Rodrigues

    E vai piorar, ano que vem os times que disputarão a Libertadores, também disputarão a Copa do Brasil, algo que seria interessante, apenas se tivéssemos um calendário decente… e não temos! Tem torcedor que acha que temos que na Europa se joga a mesma quantidade de jogos… Gente, na Europa não tem estadual… A cobrança é diferente, eles jogam as “Copas” de seus países muitos jogos com time reserva, dão mais importância as Ligas, aqui não é assim pq tem “vaga na Libertadores” e por aí vai… Não cabe a comparação, aprendemos a valorizar o elenco, os times estão se preparando melhor sim… Mas, a cultura de ganhar tudo que temos aqui, de mandar o técnico embora todo o tempo, não valorizar o trabalho em longo prazo e a “cornetagem” sem conteúdo de boa parte da imprensa, atrapalha tb no processo na minha opinião… Nosso calendário é horrível sim, cansativo até para os torcedores, e ao invés de melhorar, só vai piorar, pq aqui parece que ninguém vê além do clubismo, bairrismo, fanatismo, do próprio umbigo, etc… e do próprio bolso claro, em muitos casos, o que pode ser um tremenda burrice, pq se tivéssemos 1/3 da organização de outros lugares, todos que trabalham com futebol ganhariam mais…

    • janca

      Nem pensei nessa questão, na luta que não é de hoje para os times que estiverem na Libertadores poderem também disputar a Copa do Brasil… Inviável no atual modelo. Mas uma vaga pra quem disputar a Pré-Libertadores e não se classificar é uma discussão válida, se bem que ainda assim sou contra.

      • Flavio Rodrigues

        Janca, eu acho que aqui temos muita vaga de graça para os times não afundarem… não tem merecimento, por isso os dirigentes fazem o que querem, é como nossa educação, não tem risco de repetir de ano, pra que estudar? nem todos pensam assim, mas muitos pensam, e mesmo os melhores relaxam um pouco, é péssimo… o campeonato brasileiro agora rebaixa sem viradas de mesa, ainda bem, mas a Copa do Brasil, os Estaduais e até a Sul-Americana do jeito que são, salvam o ano de muito trabalho mal feito… Deveria se cobrar dos clubes, mais meritos pra se disputar os torneios, mesmo os clubes pequenos… senão, se leva tudo nas coxas como é hoje…

  • Nelson Valentin Buonomo

    Enfrentamos um time (gamba) defensivo, retranqueiro e todo mundo sabia disso e o que fizemos nesses dois jogos? andamos em campo, travado sem padrão sem criatividade, aceitando a marcação sem reagir.
    Confesso que fiquei muito mais chateado pela postura do time do que ter perdido, afinal perder faz parte do jogo, da vida, agora perder sem lutar sem reagir e achar que tudo ta normal, espera aí tem coisa errada…nossa diretoria grita por todos os lados , é ganhamos 5 titulos, trouxemos Robinho, seguramos Neymar, Ganso…..Ok e agora o que vamos fazer ? viver dos 5 titulos conquistados? então ta tudo normal? não é claro que não, me digam quais foram as contratações que deram certo nos ultimos meses? todos que vieram, todos mesmo sem excessão estão bixados, quebrados…..é uma vergonha….jogamos o paulista e a libertadores sem laterais…e time sem lateral não gangha jogo…juan muito fraco, fucile bixado, maranhão horrivel…..e ninguem da diretoria correu par buscar alguem..nosso glorioso não pode depender só de um ou dois jogadores, temos uma joia rara, mas estamos desgastando e minando suas forças, tudo pra cima dele..e os outros? Sr. Elano, Ganso etc….diretoria chega de oba oba e vamos trabalhar sério, se não vamos ficar pra tras e muito…..vamos acordar…porque não mandamos um jogo no Morumbi? onde colocariamos 60 mil santistas brincando, e sera que não perceberam que em um campo menor como a vila ia favorecer os caras que só se defendem, afinal jogaram por uma bola nos 180 minutos e acertaram duas e ganharam a classificação…no morumbi campo maior poderiamos ter jogado melhor…….VAMOS ACORDAR..AQUI É SANTOS SEMPRE SANTOS…SÓCIO 42975…NASCER E VIVER E NO SANTOS MORRWER É UM ORGULHO QUE NEM TODOS PODEM TER…CRITICO..MAS ACREDITO…

  • Evandro

    O Santos apresentou sérios problemas de planejamento: Não conseguiu manter um elenco competitivo como o do ano passado (principalmente pelas saídas de Alex Sandro, Maikon Leite e Danilo), Borges simplesmente desapareceu, Elano joga um futebol abaixo da mediocridade e Ganso se lesionou novamente. Fora isso, entregou Ibson de graça ao Flamengo em troca de dois jogadores em péssima forma física. Teve também a lesão do Fucile que está até agora no DM. Isso que eu nem toquei no assunto Muricy, que conseguiu transformar aquele time leve, alegre e objetivo, em algo totalmente sem criatividade, dependente e aleijado.

    Enfim… A maior culpada sem sombra de dúvidas é a diretoria, que simplesmente não contratou a altura, parece não ter um DM competente, e de maneira irresponsável e cruel, deixou o centenário nas costas do Neymar, lamentável… Agora Alan Kardec está indo embora e Bill está chegando. Oq dizer dessa diretoria??? Bill será a solução dos problemas? Ewerton Páscoa? Galhardo? E a TEISA, o fundo de 40 milhões e etc? Nem dinheiro pra ficar com o Kardec o Santos tem. LAMENTÁVEL. VERGONHA.

    • janca

      De fato o futebol alegre, leve e divertido ficou pra trás, pelo menos nos últimos quatro jogos da Libertadores e nos seis primeiros do Brasileirão. Mas criticar agora também é fácil… Abs.

    • janca

      Até há pouco o LAOR era tida como exemplo de administração, já, já vai virar o pior dirigente do Brasil. Nem uma coisa nem outra. Abs.

  • nao sei o que dizer do santos cd nosso santos que situaçoa ruim nao sabe contrata vendeu jogadores e ta sem dinheiro

MaisRecentes

Pela saída de Levir



Continue Lendo

Apoio a Jô



Continue Lendo

Os preços da Seleção



Continue Lendo