Êxtase e desespero



A Euro-2012 está sensacional. A Grécia, que eu tinha como azarão de seu grupo, consegue classificação heróica diante da Rússia, o time mais elogiado no início da competição. E a República Tcheca bate a Polônia e entra como primeira colocada da chave. Isso depois de estrear levando quatro dos russos.

Uma das coisas mais bacanas da Euro é ver esses momentos de dor e alegria. Porque conseguimos nos solidarizar com os poloneses, que mesmo em casa acabaram eliminados e caíram prostrados no chão ao final do jogo. E conseguimos vibrar com gregos e tchecos, que lutaram até o instante final pra passar às quartas de final.

Pra Grécia, que vive uma das piores crises econômicas da sua história, é um feito e tanto. Às vésperas de uma eleição que pode definir a sorte do país. E a saída ou não da zona do euro.

A emoção dos torcedores e de cada um dos jogadores é impressionante. E a Euro segue imprevisível. Domingo a Holanda, que eu tinha como uma das grandes favoritas pra ganhar o torneio, pode até ser eliminada com três derrotas e nenhum ponto ganho. Mas também pode se classificar se vencer Portugal por dois gols de diferença e a Alemanha superar a Dinamarca. Torço pelos dinamarqueses, mas bater os alemães não será fácil…

E o que falar do grupo da Inglaterra, que fez um jogo incrível contra a Suécia, 3 a 2 pra entrar na história? A Ucrânia vai sofrer uma invasão inglesa, pois na terça as duas seleções se enfrentam, os ucranianos precisando vencer, os ingleses classificando-se com um empate. Haja coração!



MaisRecentes

Elogios a Loss



Continue Lendo

Não vai ter Copa?



Continue Lendo

O escândalo de Platini



Continue Lendo