Herrera, Barcos… e Cássio



O argentino Herrera, que marcou três gols na rodada de abertura do Brasileirão, causou “polêmica” ao se recusar a pedir uma música para o “Fantástico”.

Explicou depois que mal assiste à TV, pouco lê sobre o noticiário e que não entendia o porquê de ser obrigado a participar de uma brincadeira que para muitos, aliás, é bem sem graça.

Chegou a ser criticado publicamente por funcionário da Globo, mas não consigo entendar a razão. O botafoguense sabe que o futebol é cíclico, que quando marca três gols é paparicado, se perder dois pênaltis no jogo seguinte vai ser massacrado e não quer fazer média com A, B ou C.

A meu ver mostrou personalidade e deu um exemplo de que temos o direito de falar não. Assim como já o fizera outro argentino, o também atacante Hernán Barcos, que mostrou irritação em uma entrevista com piadinhas sem graça que a própria imprensa fazia a seu respeito, comparando-o fisicamente com Pedro de Lara e com nem sei mais quem.

Ele não tem que entrar no jogo (da mídia) e pode perfeitamente se rebelar, como o fez. Não é pago para atender a pedido de repórter A, B ou C e passar por brincadeirinhas sem graça seja pra dar mais leitura a jornal, mais “ibope” pra TV, o que for. É pago pra jogar bola da melhor forma que puder, não pra ser humilhado pela imprensa. Merece, como todos nós, respeito.

E já que falamos em jogadores de personalidade, o goleiro Cássio foi o principal responsável pela classificação do Corinthians às semifinais da Libertadores. Que jogaço fez o atleta! Salvou o gol de Diego Souza, que perdeu a grande chance de colocar o Vasco na próxima fase. Seguro, firme, tem conseguido comandar a defesa, passar segurança à torcida e ainda dizer que o mérito foi todo dele, porque foi mesmo. Ontem foi, sim.

Defendi e ainda defendo Júlio César, pra mim injustiçado e usado como bode expiatório pela eliminação no Paulista, mas que Cássio tem jogado muuuuuuito, tem. E está de parabéns por isso. Como de parabéns estão Herrera e Barcos. Que não se curvam e também sabem se impor. Cada um de sua forma, mas sabem.



  • Tiago

    Futebol muda de uma semana pra outra. O Cássio hoje é herói, amanhã pode ser vilão. Espero que ele saiba disso. O Herrera sabe bem pelas entrevistas que vi dele. E o salário dele não é pago pelo Botafogo? Lá diz que tem que pedir musiquinha pro Fantástico? Falam das piadas do Rafinha Bastos, a Globo faz tão diferente? Tira sarro dos jogadores pra ganhar audiência. Quando quer derrubar derruba na hora. Levantou o Collor, depois destruiu. Levantou o Dunga, depois destruiu. Vamos ver como vão fazer com o Herrera daqui pra frente?

    • Tiago

      Pessoal da facul e do trabalho acabando com o Diego Souza. Gente que na semana passada elogiava. Ele saiu maior marra de campo. Pra ele foi lance normal. Foi o lance que decidiu o jogo.

      • janca

        Até por isso o goleiro corintiano tem de ter a cabeça no lugar, falsos amigos vão aparecer aos montes, no primeiro tropeço a coisa muda… Mas que ele tem jogado muito e ontem foi imprescindível pra vitória não há dúvida nenhuma.

  • Cassio

    Repórter chamar jogador de babaca pode?

    • Cassio

      Repórter quando usa twitter pra atacar jogador pode? Não mistura opinião pessoal com trabalho?

      • Cassio

        Tentando aperfeiçoar a pergunta: tem regra prum repórter fazer uso do twitter? Não atrapalha seu trabalho? O jornalista em geral não é muito arrogante? Tipo se achando porque é da Globo? Que você acha disso tudo?

        • janca

          Sobre uso do twitter sei que há empresas que fazem algumas recomendações, mas o repórter, a meu ver, pode colocar o que acha, por que não? Se isso vai atrapalhar sua carreira são outros 500 e ele mesmo tem que pensar bem antes de “twitar”. Errar todos nós erramos. E assim como o repórter num twitter pessoal coloca o que acha (às vezes pode colocar o que não acha também…), o jogador tem o direito de aceitar participar de certas brincadeiras e determinados programas de TV, mas também o de recusar fazê-lo. Ninguém é obrigado a escolher música pro “Fantástico”. isso não.

  • danoni

    Cássio jogando muito? onde? ontem ele foi totalmente inseguro. Deu vários rebotes. Em um lance, numa bola fácil, ele não conseguiu segurar e logo em seguida quase fez pênati no Alecsandro. No último lance do jogo, uma bola aérea levantada na área do Corinthians, ele saiu totalmente errado deixando Romulo livrepra marcar. Deu foi muita sorte. A defesa no chute do D. Souza realmente foi boa, mas vários goleiros defendem chutes cara-cara, não é tão difícil quanto parece. Pare de babar ovo do Corinthians, Janca. Corinthians até agora só pegou galinha morta. Emelec é uma piada, Vasco nem se fala, time que consegue ser goleado por Botafogo e Fluminense. Juninho não acertou uma ontem, tava irreconhecível. Sem contar no roubo discarado a favor do Corinthians. Agora que Corinthians vai pegar times de verdade, nas semifinais. Ou Santos, ou La U. Aí sim, se passar pra final, podemos acreditar que podem ganhar. Aí sim, os presídios estarão em festa, já que boa parte da torcida do Timão reside nesses locais.

    • janca

      Vasco não é galinha morta, não. E o Cássio fez uma defesa que poucos fariam, salvando o Corinthians. O Diego Souza entrou livre. Era o gol do jogo. Parecia mais fácil marcar do que pênalti. Mas amanhã, como futebol é aquilo que conhecemos e a vida também, Cássio pode falhar e virar vilão. Nada está decidido.

    • …………calma danoni…….ano que vem ( se o vasco obter alguma classificação ) poderá voltar a libertadores……..aproveita e manda o Diego Souza colocar o pé “na forma”. De qualquer maneira estamos revelando um novo grande goleiro, que quando o time jogar mal, ele garante lá atrás…………………………….VAI QUE É SUA CASSSSSIOOOOOOOOOOOOOOO !!!!!!!!!!!!!!!

      • Sempre Fiel

        po danoni, aposto q nem vascaino vc é! ja começou o papinho de “roubo discarado a favor do Corinthians”??? Que jogo vc assistiu??? O Vasco é fregues do Timão (#fato), mas valorizou a vitória do Corinthians! Claro q nao tem nada ganho, mas estamos de volta as semi-finais, coisa q nao acontecia há 12 anos! Custa reconhecer? Ou vc é tão pequeno a ponto de nao valorizar o verdadeiro significado do esporte? VAI CORINTHIANS!!! ESSE ANO VAI!!!

  • Diego souza ontem parecia que era corinthiano desde menino.
    Perdeu aquele gol que não podia perder, e ainda nao passou a bola para o Carlos Alberto em um ajogada que o Carlos alberto estava na cara do gol !!!
    Se não é corinthiano ele foi comprado.
    Não sou vascaino, mas ele pode é pegar as coisas dele e vazar do Vasco !!!!
    E aquele técnico tbm, se é um Felipão um Muricy da vida, não perdia aquele jogo não

    • janca

      Não acho que o problema tenha sido o técnico. Mas o Diego Souza realmente saiu de campo como se nada tivesse acontecido, duvido, conhecendo um pouco de futebol, que o clima pra ele ficará tão tranquilo assim no Vasco, Leandro. Abs.

    • loko 2014

      tem mais alguma desculpa leandro , você citou o murici quem sabe se o time dele passar pelo veles você poderá verificar sua afirmação , mas não é bom ficar fazendo criticas antes do tempo , cuidado

  • SAULO

    Janca, bom dia! Ainda bem que existem jogadores e também jornalistas que enxergam a REALIDADE. No que tange a jornalistas, têm uns e outros, por aí, dizendo que isto é corinthians (fazer gol nos minutos finais), para ILUDIR os coitados (ou idiotas) dos torcedores. E o BOCA, contra o Fluminense, também não conseguiu sua classificação nos minutos finais? Enquanto aqui dizem, isto é corinthians, lá dizem, isto é BOCA. Se houver encontros entre os dois, a SORTE é que vai definir, qual continuará a dizer que aqui é …

    • janca

      Bom dia Saulo. O que acho é que foi um jogo complicadíssimo ontem. Como foi o do Flu. E o Boca mandou muito bem no segundo tempo, pelo que me disseram, pois acompanhei melhor o primeiro. Mas não tem nada decidido ainda. Nem pra um lado, nem para o outro. E hoje tem Santos… Ou Vélez. Abs.

  • Milton Sordi

    Já repararam como sai o som da torcida do Corinthians? É algo como SIMÃO Ô, SIMÃO Ô, SIMÃO Ô Ô Ô Ô. Era pra ser TIMÃO, mas como boa parte da torcida corintiana carece de dentição completa, possibilita a passagem excessiva de ar entre o local onde deveria haver dentes, e, consequentemente, ouvimos Simão em vez de Timão. Esse ´o clube do povo. Parabéns Simão!! digo, Timão!!!

    • ……….provavelmente seu ouvido tem uma cruz de malta dentro…….por isso você esta ouvindo com dificuldade……….

    • mss

      Que comentário mais sem nexo… não tem o que falar fica quieto bicho! Perdeu a chance de ficar calado… Não esqueça a velha máxima, em boca fechada não entra mosca!

  • Janca, Cássio tem atuado bem sim e fez a defesa mais importante da Libertadores até aqui.. Mas ontem, ele errou por duas vezes em saídas de bola e bateu roupa outra duas vezes.. Na primeira em cobrança de falta do Juninho, se Alecsandro fosse mais calmo, ele poderia sair de herói para vilão.. Assim como no lance seguinte do gol, onde ele saiu mal e quase o Vasco empatou de cabeça..

    É bom goleiro e muito tranquilo, mas ontem brincou com fogo sobre ser vilão ou herói..

    Abs

    • janca

      A linha é tão tênue, Camisa 10. E você tem razão, ele poderia ter saído como vilão. E faltou isso na minha análise do jogo. Vida de goleiro é complicada. Mas a de atacante também. Como a de técnico, a de juiz… _rs. Enfim, você está certo. E vamos ver o que acontece daqui pra frente, porque o torneio ainda não acabou, embora no início eu achasse que o Corinthians tinha grandes chances de vencê-lo, a Libertadores, digo, depois fiquei meio reticente, achando que não iria tão longe, agora já mudei de ideia de novo. E mudar de ideia faz parte da vida… Abs.

  • CONHECEDOR

    Com absoluta certeza, o JC não chegaria naquela bola ontem. É uma questão física (estatuta e envergadura). O ciclo do JC no Corinthians acabou, a torcida teve calafrios quando ele começou aquecer já que o Cássio havia se machucado em lance do primeiro tempo. A torcida não suporta mais ele. Deve tentar provar seu valor em outro lugar. Não saiu pela falha no Paulistão, mas pela sequência de falhas nos últimos anos, no Paulistão foi a famosa gota d’água. Essa história de bode expiatório não é válida, quem sabe aquela eliminação não foi premeditada ? No futebol tudo é possível. Seria interessante permancer no Paulistão e correr riscos desnecessários ? O Bernardinho ensinou que derrotas tem o seu valor no último mundial. Foi criticado, mas levou o título. Quem sabe o único motivo de JC permanecer não seja sua fidelidade ao treinador. Quem sabe.

    • janca

      Aquela eliminação ter sido premeditada é demais. De jeito nenhum. Mas que também acho que o JC ficou sem clima no Corinthians e com a torcida, especialmente, acho. E se fosse ele partiria pra outros ares.

      • CONHECEDOR

        De jeito nenhum acho também um exagero. Ou você ainda acha que o Corinthians caiu em 2.007 por que ía cair mesmo. Será que não foi para calar a opinião pública sobre as besteiras que Alberto Dualib falou e culminaram com pedido de CPI na CBF, enterrada com o apoio de Aécio Neves que fez a bancada mineira votar contra e encerrar a história ? Corinthians e Flamengo são “incaíveis”, mas ali precisava acalmar a opinião pública. Quer fatos : Pênalti no último minuto contra o Corinthians em jogo derradeiro contra o Náutico, suspensão de Finazzi nos dois últimos jogos do Brasileiro, Pênalti batido três vezes pelo Goiás contra o Inter. Muita coincidência ou realidade. A queda do Corinthians queira ou não cessou os comentários, da mesma forma que o afastamento de Ricardo Teixeira também cessou os problemas. Isso sem falar em sites de apostas, que infelizmente estão aí e ainda vão dar muito o que falar. Portanto, repito : Em futebol nada é impossível. O amadorismo já foi há muito, agora é dinheiro em primeiro, dinheiro em segundo e dinheiro a seguir.

        • janca

          Sigo discordando de você, Conhecedor, não acho que armaram para o Corinthians cair em 2007, não. Veja a Lusa no Paulistão deste ano. Ela fez tudo pra cair. E por mais que eu torcia tudo dava errado. Perdeu pra Ponte com um homem a mais desde o primeiro minuto de jogo, perdeu pros reservas do Santos, cedeu o empate para o Linense, em casa, quando vencia por 2 a 0, nos instantes finais, quando seu goleiro saiu catando borboleta, mesmo assim chegou com chances à última rodada. Não é que leva de 4 do Mirassol fora de casa? E dependendo de outros resultados poderia ter seguido na Série A-1. Mas o XV arrancou empate em Mogi… Mesmo assim podia seguir na A-1. Mas o Botafogo empatou no último minuto contra o Guarani, mesmo desestabilizado e com um homem a menos, um gol estafúrdio, e lá foi a Lusa pra A-2. O acaso também faz parte do futebol e da vida, os deuses podem conspirar contra… Acontece. Sobre a máfia das apostas, isso existe e é uma preocupação aqui e principalmente na Europa. Mas continuo achando, com todo respeito, tudo muita teoria da conspiração. Como a da derrota do Brasil em 98, na final da Copa na França.

          • CONHECEDOR

            Gostei da sua ironia : Portuguesa, ora Pois, Pois, ela não faz parte dos “incaíveis”. A França em 98 foi superior ao Brasil na final e tinha o último e mais completo jogador que apareceu nos últimos 20 anos, Zidane (Messi não sabe cabecear, nem tem estatura para isso). Mas, coincidências ou não, na Copa seguinte o Brasil teve o apito amigo logo na estréia contra a Turquia, depois contra a Bélgica e curiosamente Ballack não pode jogar a final. Alguns dirão, mas e contra a Inglaterra com o Ronaldinho expulso ? Pois é, depois disso não teve mais jogo, ficou amarrado com faltas, etc… e já estava 2 x 1. Pois é, tudo pode acontecer, vamos acreditar que o futebol está livre de influências externas.

          • janca

            Então, se a França foi superior ao Brasil, marcou três gols legítimos, não sofreu nenhum, há algum problema? Mesmo assim houve teoria da conspiração aí. E se o Brasil teve apito amigo, como você diz, e de fato a arbitragem errou contra a Bélgica nas oitavas de final, acontece. O Ballack ficou fora da final por que foi comprado? Sinceramente não entendo o que você quer dizer. Não acho que o futebol esteja livre de influências externas, mas também não acredito em ETs, não enquanto não encontrar um pela frente. Prefiro ficar com interrogações. Mas a certeza de que nem sempre impera a conspiração e predominam as cartas marcadas. Pois isso é fantasia. Enfim, discordamos, ok, faz parte, cada um com sua visão de jogo, do esporte e do mundo. Repito que não sou inocente, acredito em influências externas, como você diz, mas nem tudo é marcado por elas, não.

  • Fabio

    Isso é cultural. Jogador de futebol Argentino é clase media com segundo grau ou até alguma faculdade no curriculo, tirando algumas execoes, podem opinar de politica, economia e varias coisas mais como todo argentino promedio. O Brasileiro é o contrario, jogador com 2 serie que repetem todos as mesmas coisas quando sao entrevistados ” I GRAZAS A DEUS FUI MUI FELIZ MACAMO GOL GRAZAS A DEUS A CLASIFICAZAO GRAZAZ A DEUS AGORA É SI PREPARA PRU OTRU JOGU GRAZAZ A DEUS”

    • janca

      E o argentino, em geral, é muito mais engajado politicamente do que o brasileiro. Que não se mexe pra quase nada. Vide CPI do Cachoeira. Povo letárgico, desmobilizado.

  • Samuca

    Fala caro Janca, quantos aos gringos nada a comentar, é a cultura deles, se preservam mais, não ficam de gracinhas para por cara na janela (mídia caolha), é esse espirito que vive a libertadores, nossos hermanos jogam com vontade, são patriotas, coisa que aqui nem sabem o que é isso, pago levou, e assim vai a passos largos pro pior….
    Quanto ao Cassio, sentiu um pouco a pressão do jogo, mas é normal, até o experiente e bom prass tb não segurou nada, uma torcida daquelas (sem palavras…) com a pressão de não tomar gols que garanteria os penaltys, pra um cara que ta começando a viver o que é um Corinthians esta ótimo demais, além do mais, estão crusificando o Diego Souza, mas o merito foi do Cassio, jogador brasileiro esta acostumado com o bote do goleiro, pra fintar ou finalizar, e Cassio ficou ali plantado frio, esperando a a ação do atacante, que fiucou perdido vendo ele crescer, defesassaaa, parabéns a esse muleque que se mostra cada vez mais ser um novo Dida.
    Por fim, o Julio é agil, mas não aguenta pressão, ele é um cara de um carater impar, mas vc sabe que goleiro tem que ser meio diferenciado, pois é dele a ultima bola sempre, e é nessas horas que ele falha, acredito que ele ontem se estivesse na nossa meta fatalmente algo aconteceria. Para disputa de pontos corridos ele é perfeito de uma regularidade única e esta provado, mas para jogos de pressão com emocional ao extremo ele falha por ser integro, por pensar demais.
    abraços janca

    • janca

      É, Samuca, até concordo com você na análise sobre o Cássio e o JC. Mas fico pensando como o futebol é mesmo momento. Ele, JC, terminou o ano passado ovacionado pela torcida, bastou o jogo contra a Ponte, em que errou, sim, pra vir tudo abaixo de novo. E será que só aí Tite deu conta de que JC não servia? Acho curioso… E gosto do JC. O Deola é outro bom goleiro, embora a fase não esteja das melhores, o Denis, do São Paulo, anda falhando, mas é bom que jogue pois acho que tem potencial. Enfim, um dia da caça, outro do caçador. Abs. pra você e uma ótima quinta, Janca

  • Johannes

    Bom Dia João Carlos,
    Achei bem pertinente o que você escreveu a respeito do Herrera e concordo 100%. Em relação ao Cassio fez mesmo um “milagre” ontem, mas se atrapalhou um pouco em outros lances, inclusive uma catada de borboletas no final do jogo, ..e concordo, é um goleiro com muito potencial, fez jogos muito bons no Equador e em São Januário. O Júlio César fez um grande Brasileirão e sai muito bem pra fechar o ângulo dos atacantes, como o Cássio fez ontem, é sem dúvida um bom goleiro. O que pesa contra o Júlio César é a estatura, coisa que o Cássio têm , e que em jogos de Libertadores, com os tradicionais “abafas”,bolas alçadas, escanteios e empurra-empurra na área faz diferença. Se o Tite achasse que o Julio César era a melhor opção no gol do Corinthians, talvez o tivesse mantido…talvez não…talvez bode expiatório seja o termo mesmo…mas acho que o Tite tinha curiosidade de ver o Cássio como camisa 1…mas devido ao grande brasileiro que fez o Júlio César teve medo de desmontar a meritocracia da coisa …acho até que se a Libertadores não fosse mata-mata ele teria mantido o Júlio pelo aspecto regularidade…

    • janca

      Sabe que pensando bem concordo com tudo o que você escreveu? Inclusive sobre as falhas, que acontecem, no jogo de ontem. Do Cássio, digo. Mas naquele lance do Diego Souza ele foi incrível. Salvou o time. E de fato fez bons jogos no Equador e no Rio também. E ontem, mesmo catando borboleta aqui e acolá, acho que foi o principal responsável pela vitória. Não o único, claro, pois isso não existe, mas o herói do jogo, digamos assim. Mas de herói a vilão a linha muitas vezes é tênue demais. Grande abraço, João Carlos

  • O Cássio está dando demonstrações que pode fazer história na meta do corinthians, alto, seguro, tranquilo, a defesa que fez frente à Diego Souza, mostrou que teve tranquilidade suficiente para
    esperar até o último momento da definição da jogada pelo atacante, para fazer a defesa. Outros goleiros teriam avançado de encontro ao atacante e provavelmente o Diego Souza entraria de ” bola e tudo” dentro do gol …

    • Tato

      No geral, o Cássio está acima das expectativas. Mas ontem, apesar de ótimas defesas, mostrou que dev treinar um pouco mais as bolas aéreas. Aliás, isso é uma coisa que me intriga, porque a maioria dos goleiros brasileiros têm essa dificuldade? Dida, Taffarel, Cássio….

      • janca

        É verdade, boa parte deles ainda tem essa dificuldade e não é algo de hoje, não. Nos anos 70 já se falava disso. E você se esqueceu do Júlio César, o da seleção, na Copa de 2010. Abs.

  • Tato

    Muito bom Janca, é preciso acabar com essa ditadura televisiva. O problema é que as coisas andam meio estranhas utlimamente: repórter achando que é humorista e humorista achando que é repórter. E como somos uma sociedade de “modinhas” aquele que não vai na “onda” é tachado de chato ou babaca. Outro dia estava vendo Bayer x Chelsea pela Globo e não aguentei o Galvão. Ficou criticando o Chelsea o 1º tempo inteiro pela sua forma defensiva de jogar e no início do 2º, quando o Chelsea se soltou, falou que o Chelsea “estava se arriscando demais” (?) Vai entender o que esse cidadão quer! Ainda por cima estavam torcendo descaradamente (ele e o Casagrande) para o Bayer sob o argumento de que era um time de maior tradição em detrimento do Chelsea que é um time de “um dono só” tem pouco tempo de existência. Bom, de qualquer forma desliguei a TV e terminei de assistir pela Sky.

    • janca

      Oi Tato. Sabe que gosto bastante de ver jogos narrados pelo Galvão? Principalmente os do Brasil. Mas muita gente torceu mesmo pro Bayern, como se defender não fosse uma arte. E acho que o Chelsea _confesso que torci por ele_ jogou demais. Contra o Barça e agora na final. E concordo com o que você diz sobre os modismos que temos aqui e acolá. Se você não vai na onda e logo tido como chato ou babaca. Insisto que o sujeito escolhe uma música pro “Fantástico” se quiser. Se não quiser, não escolhe, o que é um direito. Não vejo babaquice nenhuma aí, como pelo jeito você também não vê. Ditadura da mídia também cansa e não estou falando da Globo, não, estou falando no geral. Há muito jornalista que acha que é Deus e pode tudo.

      • Tato

        Gostava muito do Galvão na época que ele era SÓ narrador. Quando ele passou a acumular as funções de Narrador, Comentarista, Técnico, Árbitro, Vidente, Torcedor e Jogador Craque aí não deu mais. Sem contar que ele “entende” de F1, Voley de quadra e praia, Fórmula Truck etc.. e tal. Como dizia uma música dos anos 80: …”sei de quase tudo um pouco, e quase tudo mal”… Abraço.

        • janca

          Brincam que jornalista é o especialista em generalidades, mas nem sempre é assim. E gosto do Galvão justamente por não ser só narrador. Concordando com ele ou discordando _e muitas vezes discordo_ ainda gosto de acompanhar o futebol pela Globo. Questão de gosto e, claro, respeito muito suas opiniões. Abs.

  • @R9Sal

    Problema é que programas esportivos hoje em dia falam muito pouco sobre futebol. A prioridade é fazer piadinhas. Um jogo que termina 4×1, 4×2 por exemplo, nem tem mais todos os gols mostrados porque senão não dá tempo pro Denilson dançar. Outro dia a Globo cortou um jogo do Corinthians pra mostrar o Neymar dançando o Tchu-Tcha-Tcha e por ai vai…

    Parece que transmitem futebol pra quem não gosta de futebol.

    Acredito que por isso um Loco Abreu, Barcos, agora o Herrera que não estão acostumados com essa maneira de cobrir o futebol disparam algumas “patadas” na Globo.

    ******

    Que benção aquela falha do Julio Cesar contra a Ponte. Caso contrario Cassio seria banco e hoje estariamos eliminados da Libertadores

    • janca

      Mas se eu fosse o técnico possivelmente teria mantido o JC. Daí seria xingado pacas… Sobre o que você escreveu dos programas esportivos eu estou de acordo, mas não acho que eles estejam errados, não. Eles querem pegar um outro público, aquele que não gosta de futebol ou que não gosta tanto. Hoje a prioridade parece ser mesmo fazer piadinhas _e acho que elas têm mesmo de fazer parte do jogo, desde que não ofensivas, ninguém gosta de ser ofendido_ e atingir um outro público. O “especializado”, digamos assim, migra muitas vezes pra canais de TV a cabo.

    • janca

      E tenho que confessar que acho divertido o Neymar dançando o Tchu-Tcha-Tcha, acho o Neymar uma figura. E espero que o Santos avance às semifinais. Santos x Corinthians seria demais. Abs.

  • J Carlos – 01

    – Herrera apenas exerceu seu direito de ir e vir e deve ser respeitado por isso.

    – É como foi falado, hoje está por cima: Musica no Fantastico, amanhã deu errado: Mico da rodada, ou “Que desagradável”, e vira chacota.

    – Os programas de TV deveriam ser mais criativos, que tal rever seus conceitos e criar um Quadro ou Programa Esportivo, que prendam realmente a atenção dos Torcedores e também dos jogadores, fazendo-os ter o desejo de participar.

    • janca

      1) Concordo;
      2) Também concordo;
      3) A questão é que público atingir. Na TV aberta você não pode ficar num público tão segmentado pois numa dessas perde audiência, que é o que segura uma emissora. Pelo menos em tese. Uma emissora privada, digo, já que a pública deveria ter outras prioridades, o que nem sempre acontece.
      Abs.

      • J Carlos – 01

        – É verdade, não havia pensado por esse lado, há que se buscar o que o povo (maioria) gosta.

        – O dia que houver um Jornal só de Notícias boas, quebra.

        – O que vende mesmo é noticia ruim, assaltos, mortes, tráfico de drogas, etc… Com o futebol não deve ser diferente.

        – Observe as Bancas de Jornais pela manhã, uma galera a procura de noticias chocantes, normalmente, ruins.

        • janca

          Concordo com o que você disse. Também acho que notícia ruim vende mais em muitos casos, mas não em todos. Mas em muitos sim. A sociedade _como a mídia, aliás_ tem um forte componente mórbido e sádico. No caso do L! já vejo de outra forma. Ganha o Corinthians, ganha o Flamengo, a venda de jornais tende a crescer. Ou ganhem o Flu, o São Paulo, o Vasco, o Santos, o Botafogo, o Palmeiras…

  • Stag

    Qual a relação entre Herrera, Barcos e….Cássio?

    • janca

      Que os três mandaram bem. Dentro e fora dos gramados, com atitude e personalidade.

      • Herrera foi repreendido por alguém e pediu desculpas ao repórter. Ou seja, um babaca. Argentino típico. Atitude e personalidade?! Conta a do papagaio e uma de português agora….Personalidade como a maioria dos jogadores, que faz tudo pra aparecer, como alguns que penduram uma coleira de pit-bull no pescoço, dois brincos com diamantes enormes, chuteira rosa….Pediu desculpas por ter recusado escolher uma música. Aí Janca, ou você é contraditório ou tá desatualizado, porque diz que ele mandou bem e ao mesmo tempo diz que ninguém é obrigado a escolher essa p..de música pra esse programa.

        • janca

          Então estou desatualizado. Pois achei até que o repórter tirou do Twitter a reclamação contra o jogador, parece que o tinha chamado de babaca, não sei, mas isso não quer dizer falta de personalidade nem de um lado nem do outro. Nem do repórter nem do Herrera. E quando você o chama de babaca, escrevendo “argentino típico”, isso sim é um baita desrespeito. E um baita preconceito de sua parte.

  • BETO

    janca vc tem toda a razão esse negocio de tv é muito chato olha eu assisti o jogo epal tv globo oq o casagrande e o cleber machado puxou o saco do vasco é brincadeira cara eles são do rio e na hora de colocar um comentarista me colocam o junior pra secar falaram apena dos vasco foi o diego que perdeu o gol não cassio que defendeu foi o goleiro do vasco que pegou não foi o sheik que finalizou bem falar oque eles querem falar dque temn que ter jogadopr de dribles fala serio tão vivendo na moda neymar onde é que tem jogador assim dando sopa tem que ver que o corinthians mioontou um time sem astro e é campeáo brasileiro e esta invcto numa competição da qual ele ainda não possui a se que seja pelo ibope ou pro outros motivos a midia é um pé no saco

    • janca

      Oi Beto, também acho que nós, da mídia, somos um pé no saco, mas não vi o Cleber Machado e o Casagrande puxando o saco do Vasco, não. É que achei que o Vasco jogou muito bem, conseguiu se impor em boa parte do segundo tempo e eles apenas ressaltaram isso. Mas não tiraram os méritos do Corinthians, que conseguiu um tremendo resultado. E o Vasco, ao contrário do que disseram alguns aqui (ou algum, esqueci quem) não é galinha morta. Então o Corinthians tem méritos sim pela vitória e acho que a mídia, em geral, reconheceu isso sim. Abs.

MaisRecentes

Contas corintianas



Continue Lendo

Timão em 2018



Continue Lendo

Verdão aflito



Continue Lendo