E o mundo gira…



As voltas que o mundo dá… Não é que o PTB, partido de José Maria Marin, tentou uma vaga para o político no Esporte do governo Alckmin e também no de Kassab e não conseguiu? Nome fraco, nome fraco, era o que diziam, e acho que de fato é. Põe fraco nisso. Mas agora que a presidência da CBF lhe caiu no colo é com reverência que tem sido tratado por alguns políticos. Inclusive Geraldo Alckmin (PSDB) e Gilberto Kassab (PSD).

Bastou assumir o poder, no lugar de Ricardo Teixeira, de quem foi vice, assim como foi vice de Paulo Maluf nos tempos da ditadura, para ser paparicado aqui e acolá.

Foi procurado por aliados de José Serra para ajudar a convencer o deputado Campos Machado, presidente do PTB em SP, a atrair o partido para a candidatura tucana à Prefeitura de SP. E pelo PMDB para fazer o PTB seguir negociando possível acordo com Gabriel Chalita, o candidato do partido.

Marin também tem sido assediado por outros partidos que gostariam de vê-lo em sua legenda. É o caso do PP, de Paulo Maluf, e do PRB, de Celso Russomanno, o candidato da Record.

Segundo nota do PTB, no entanto, o presidente da CBF seguirá no partido. Campos Machado quer que ele dê uma forcinha na campanha de Luiz Flávio D`Urso em SP e nas de outros candidatos da legenda nos mais diversos Estados brasileiros.

E o próprio Campos Machado tem dito que Marin será a principal estrela, ao lado de D`Urso, do Grande Encontro Estadual do PTB, em SP, sábado agora.

Já há uma fila de políticos querendo dar sugestões a Marin sobre a CBF, a seleção e o futebol, pedindo foto ao lado dele, camisas autografadas… O que não faz o poder… O mundo gira, gira, gira e muitas vezes parece voltar exatamente para o mesmo lugar.

 



  • Santástico

    Eu falava que não adiantava tirar o Teixeira. Esse Zé das Medalhas são-paulino não pode ser melhor que o outro porque tá na mesma administração. Se pensasse tão diferente não teria sido vice do falecido Teixeira. Se não servia pra ser secretárioa estadual de esporte serve pra presidir a CBF? Não serve não. A única coisa diferente é que aproximou a CBF do São Paulo. O resto continua a mesmíssima coisa de sempre.

  • Santástico

    Podiam fazer eleição direta pra CBF com voto facultativo, voto quem quer, mas o brasileiro tem que poder escolher o presidente da CBF. Se não ficam sempre os mesmos.

    • Santástico

      Tem que mudar a estrutura. Sai um por causa de corrupção, entra outro dizendo que defende a administração deste um e é o continuísmo e vai aproximar o São Paulo da CBF como se o futebol brasileiro não tivesse outros problemas, isso que não pode mais.

      • janca

        Um saiu por causa de denúncias de corrupção, porque perdeu força com o governo federal, na Fifa, não eram acusações que atingiam o vice. Mas é mais do mesmo, pois não mexeram na estrutura. Até por isso defendo mudanças no estatuto da CBF, mas não em eleição direta, com o povo escolhendo presidente da confederação. Até podia ser, mas confesso que nisso não pensei. O que pensei foi na proibição de o dirigente se perpetuar no cargo. Quatro anos com direito a uma reeleição. Mas pensando bem numa dessas o mesmo grupo continua sempre no poder, mudando apenas os nomes, como acontece na Rússia de Putin como presidente, depois premiê, agora presidente. E o Medvedev idem _ou seguindo sempre o líder.

        • janca

          Mas voltando ao Marin acho que não serve nem para secretário de esportes nem pra presidência da CBF. Opinião minha.

  • Lucas

    O Marin é são-paulino mas o apito amigo pro Corinthians continua.

    • Vai Corinthians

      Posta qualquer coisa pra chegar um Zé Mané e falar do Corinthians. Tava impedido ontem, só o Arnaldo não viu.

      • Vai Corinthians

        Bandeirinha acertou ontem. Queria ver se tivesse errado. Tamos bem na fita, bem na fita, Vai Corinthians!

  • Vai Corinthians

    Acha que o Janca mudou alguma coisa na CBF, Janca? Saiu o Teixeira e não vi muita diferença, fora o Mano que ficou na berlinda. Não gostava muito dele nem no Corinthians. O Tite é outro que podia tar melhor, errou ontem na substituição, falta um pouco de ataque pro Corinthians, a defesa tá firme.

    • janca

      O Janca não, o Marin você quis dizer, né? Acho que mudou um pouco, sim, o verniz, talvez, porque são personalidades diferentes. Aproximou-se da Record, vai priorizar a Olimpíada em 2012, colocou pressão em relação ao trabalho do Mano Menezes, escanteou o Andrés, mas a estrutura é a mesma.

      • janca

        E é menos atacado pela mídia, até porque costuma fazer média com todo mundo e não tem aquela carranca do Teixeira. Mas você pode ser carrancudo e competente (não acho que fosse o caso do Teixeira) como pode ser simpático e incompetente. Não é essa a questão.

        • Fernando

          Esqueceu de dizer que outra mudança foi a aproximação com o São Paulo, Janca. Acha mera coincidência os dois jogos da final do Paulista no Morumbi? Quem preside a federação paulista? Quem é o principal aliado do Teixeira? Do Marin, corrigindo? Quem? Marco Polo. Fácil de entender as coisas.

          • janca

            Em relação à força ganha pelo São Paulo sim, até amistoso estão programando para o Morumbi. Amistoso da seleça.

  • Fernando

    Os partidos políticos se equivalem. O Serra tá brigando pelo apoio do PP já faz tempo, mas duvido que o Haddad recusaria. O PT não aceitou se aliar ao Sarney?

    • janca

      Quase todos se aliam com quase todos _rs.

  • Fernando

    Acho hipocrisia da Dilma meter o pau no Teixeira, humilhar o cara, mas aceitar o Sarney. Não tem coerência nenhuma, ninguém tem. Todos querem o PUDER, o PUDER, as pessoas valem pelo cargo que ocupam e pelo benefício que pode te trazer. Toma lá, dá cá. Tudo joguinho de interesse.

    • janca

      O Sarney representa apoio no Senado, o Teixeira não representava. Lula (e também FHC) trataram bem o presidente da CBF. O Lula, pra mim, bem até demais. Gostei da posição da Dilma em relação ao Teixeira. Mas não dava pra intervir na CBF, era só o que faltava, até porque em relação a denúncias de corrupção o Ministério do Esporte, pra ficar em uma pasta só, já estava repleto delas.

  • Fernando

    E a imprensa ficou contente com a queda do Teixeira? Mudou nada. Como falaram aí serviu pro São Paulo ganhar força

    • janca

      Não só. Foi um avanço a queda do Teixeira, embora, por paradoxal que seja, um retrocesso a entrada do Marin. O vice mais velho. Como quer vir a ser agora o Del Nero, daí a briga com o Zagallo. Que ainda é mais velho que ele… Como se idade fosse um fator de competência. Há jovens incompetentes e outros muito competentes, velhos, idem. E no final todos envelhecem. Se não morrem antes. É o caminho natural da vida.

MaisRecentes

Contas corintianas



Continue Lendo

Timão em 2018



Continue Lendo

Verdão aflito



Continue Lendo