A grande final



Em vez de assistir ao Santos atropelar o Guarani ou o Fluminense golear o Botafogo, vi a primeira partida da final do Mineiro. Jogão, com América e Atlético criando e desperdiçando grandes oportunidades e não se entregando até o final.

O América conseguiu o empate nos acréscimos e agora precisa vencer domingo para levar a taça. Novo empate favorece o Atlético, que chegou à final em crise e segue em situação interna crítica, com a torcida rompida com diretoria, comissão técnica e alguns jogadores.

Situação curiosa para um finalista. Durante o jogo, até mesmo quando o Galo vencia por 1 a 0, uma parte da galera xingava o presidente Alexandre Kalil. Quando o placar era 0 a 0, então, as vaias e os palavrões não paravam. Além do dirigente, o atacante Richarlyson foi hostilizado durante quase toda a partida, tendo saído no segundo tempo, e o técnico Cuca foi chamado de “burro” mais de uma vez. Não por tirar Richarlyson…

O descontentamento não é de hoje. Na semana passada, o time foi eliminado da Copa do Brasil jogando em casa, ao sofrer um gol do Goiás no final, o que já revoltara as arquibancadas.

Apesar da crise _e também por causa dela_, a grande final, domingo, 13, promete. Se o Atlético perder a casa cai. Já o Coelho, que deve vir com tudo, pois agora é vencer ou vencer, apostou no trabalho do técnico Givanildo, no goleiro Neneca, que ontem fez defesas incríveis, e no atacante Fábio Júnior, mesmo rebaixados no Brasileirão, e tem se dado bem. Se não na Copa do Brasil, onde já foi eliminado, pelo menos no Estadual, em que eliminou o Cruzeiro e decide com o Galo.

Se o Paulista, cuja federação foi mal pacas ao marcar os dois jogos da final para o Morumbi, parece mais do que decidido e o Carioca sinaliza estar encaminhado para as Laranjeiras, em Minas tudo pode acontecer.



  • Zorro

    Final do Paulista a mais chata de todos os tempos. Morumbi cheio de espaço em branco. Sabe porque as duas finais serão aí? Porque o São Paulo é o time do Marin que é amigo do Del Nero, presidente da federação. Muito fácil de entender como as coisas vão se dar daqui em diante. Muita politicagem. Se fosse um jogo na Vila e o outro em Campinas o Guarani armava uma retranca no primeiro jogo pra tentar decidir em casa com sua torcida apoiando. Mas com 3 a 0 nas costas e outro jogo no Morumbi tchau, tchau, campeonato acabou. Melhor ver o Mineiro. O Atlético tá uma merda, mas a final tá em aberto.

    • Zorro

      E só assim pro Morumbi ter jogo, alguém notou? São Paulo não chega em nenhuma final, Morumbi tem que receber final dos outros.

  • Tiago

    Janca, não acha que a federação favoreceu o Santos com os dois jogos no Morumbi? O Guarani fez melhor campanha e perdeu a vantagem com esse golpe da FPF. Tirou a graça da final. Favoreceu o São Paulo que ganha com a renda e o Santos que no Morumbi está mais em casa do que o Guarani. Não acha?

    • janca

      Acho que favoreceu o São Paulo e, de tabela, o Santos. Jogou no lixo toda a primeira fase do Guarani, 19 jogos. E ajudou a tirar a graça da final, sim. Mas os clubes são cúmplices e também responsáveis pois assinaram e concordaram com o regulamento que jogo para a federação o poder de mando da final.

      • Tiago

        Aquela primeira fase era pra boi dormir mesmo Janca.

  • Ferdinando

    A final aqui em Minas pode ter sido interessante e o segundo jogo promete, tá certo, mas o nível dos times tá muito baixo. O Atlético nem se compara com o Santos. O Santos ganha da gente de 10 se quiser. E sou atleticano.

    • janca

      Mas em termos de emoção o Mineiro, pelo menos na final, tende a proporcionar mais do que o Paulista, que parece bem definido. Só se acontecer uma zebra monstro, o que não acredito.

  • Ferdinando

    Cuca como técnico não dá. Coloca culpa sempre na arbitragem. Quinta contra o Goiás foi a mesma ladainha. Não sei como o mantém no cargo.

    • janca

      Contra o Goiás não me lembro ao certo, mas os jogadores reclamaram da arbitragem, o Cuca não vi. Ontem reclamou da marcação de um escanteio para o América e dos quatro minutos de acréscimo, como se o problema não fosse interno do Atlético, que anda mal das pernas não é de hoje.

  • Ferdinando

    E Kalil presidente destruiu nosso time.

    • reynaldo

      título do post tinha que ser pequena final mineiros não tão com nada america e atletico fora da copa do brasil, cruzeiro não passa pelo atletico-pr, perdeu a primeira fora por 1 a 0, atletico cai esse ano pra segunda do brasileiro depois so conferir

  • Geremias Mikail

    A história do Atlético Mineiro resume-se à reclamações quanto a arbitragem. Desde a década de 80 que o Galo só perde, perde e perde e culpa a arbitragem. Tá na hora desse time tomar vergonha na cara e honrar a torcida que tem. Nenhum attleticano mais aguenta tantas derrotas e tantas desculpas.

    • Geremias Mikail

      Que que tu achas hein Janca?

      • Geremias Mikail

        ????????????????

      • janca

        Não acho que seja assim desde os anos 80, mas o Cuca costuma reclamar muito da arbitragem, como fez ontem, por exemplo. E o problema do Atlético, a meu ver, está longe de ser o juiz (ou os juízes).

  • André

    Emoção tem no Gaúcho e no Paranaense também. E no Baiano e no Pernambucano. O Catarinense com os 3 a 0 do Avaí terminou.

    • renato sa

      Olha….. esse avae faz cousa….. das três finais que terminaram com três gols de diferença, essa é a única que eu não ficaria admirado por uma reversão de resultado.

      • janca

        Se bem que três gols de diferença é muuuita coisa…

      • janca

        Impossível não é, mas…

  • André

    Melhor coisa da rodada gol do Oscar contra o Caxias. 49 dias parado, o moleque até chorou.

    • Tiago

      São Paulo e Inter brigam e ele paga o pato.

      • Tiago

        Foram sacanas com o Oscar. Bom ele voltar marcando gol, o garoto merece.

        • janca

          Mas a confusão foi entre o Oscar e o São Paulo, Tiago. O Inter entra como parte interessada, claro.

  • renato sa

    Taí uma torcida que admiro, a torcida atleticana. Pois temos que admirar uma torcida em que 90% dela nunca viu seu time ser campeão de algo realmente grande, algo importante, como um brasileiro ou uma libertadores… nem uma copinha do brasil… E mesmo assim a torcida mantém o clube como dos principais do Brasil.
    PS.: não sou cruzeirense nem nada de minas.

    • Rodolfo

      Sou rubro-negro mas admiro a torcida do Galo pelo que você disse. Não tem nenhum título mais de respeito, Libertadores, Copa do Brasil, neca, e é considerado grande por todo mundo. É a força da torcida. É o único grande do Brasil que não ganhou o Brasileiro. Grêmio, Inter, Santos, São Paulo, Corinthians, Palmeiras, Flamengo, Fluminense, Botafogo, Vasco e Cruzeiro ganharam. O Atlético não e é grande.

      • janca

        Oi Renato, oi Rodolfo, acontece que a grandeza e a dimensão de um clube de futebol não estão apenas na quantidade de títulos. E os Estaduais, que o Atlético já ganhou várias vezes, em outras ocasiões já foram muito valorizados, ao contrário do que acontece hoje em dia. E o Galo sempre teve no Cruzeiro um grande rival.

        • renato sa

          O Atlético ganhou o brasileiro de 71, o primeiro, pra constar.

          Pois é Janca, o Cruzeiro soube (por modos à Perrella), sair da zona dos estaduais e fazer o clube despontar. Em dez anos o Cruzeiro conseguiu erguer um bom plantel de títulos. O Atlético me parece ter parado no tempo. Existem outros ditos grandes que ainda estão parados no tempo e outros que acordaram recentemente e pararam de viver das glórias dos estaduais, que infelizmente decaíram muito.

          • janca

            Ops, é verdade. Não ganhou Libertadores nem Copa do Brasil, mas Libertadores o Corinthians tampouco ganhou, só pra ficar em um exemplo, e Copa do Brasil o São Paulo, também só pra ficar em um exemplo, tampouco ganhou. E o Atlético tem potencial pra voltar a crescer, nos anos 80 fez cada campanha incrível, Renato. Abs. Janca

  • Juliano

    Janca, moro em BH e o que tenho visto de perto é que o Atlético não consegue se organizar de verdade (sou santista, então minha análise está isenta de paixão). Seus dirigentes não aparentam serem aproveitadores e desonestos como os de outras equipes, mas agem sempre de forma passional, no impulso. Seu treinador claramente se perde em momentos de pressão. A torcida é extremamente irrequieta e impaciente, muito provavelmente pelos últimos anos horríveis do Galo em termos de resultados. Tudo isso claramente influencia a equipe em campo. Contra o Goiás, a torcida começou a pegar no pé do Rycharlison e alguns outros jogadores, mesmo quando o Galo jogava bem e vencia por 2 a 0, resultado que levaria a partida aos pênaltis. O treinador inclusive substituiu o Richarlyson no intervalo por causa da pressão da torcida. No segundo tempo a equipe se desestabilizou de tal forma que o Goiás começou a criar uma chance atrás da outra, até que fez o gol que o classificou. Para você ter uma ideia, até o bom zagueiro Réver cometeu falhas primárias durante o jogo, no melhor estilo Junior Baiano, de tão instável que a equipe estava em campo. O resultado foi mais uma desclassificação precoce.
    Outra coisa que atrapalha muito a equipe é o fraquíssimo campeonato mineiro. Ao enfrentar adversários de quinta categoria e conseguir bons resultados, cria-se a falsa impressão de que se tem um time preparado para o Brasileirão. O resultado disso é que todo ano, ultimamente, o Galo só briga para não cair.
    E eu aposto que domingo vai dar América …

    • janca

      Oi Juliano. Eu concordo com vários pontos que você levantou aqui. Um deles sobre o Mineiro, mas não é algo restrito ao Estado de Minas Gerais. Os Estaduais enganam mesmo. Veja o caso de SP. O São Paulo fez ótimo campanha na primeira fase, achou que estava com tudo, na hora do vamos ver pegou o Santos, levou de três e caiu fora. Entrou em crise, a diretoria, pra variar, ajudou a desestabilizar mais o ambiente, barrou o Paulo Miranda, interferiu na escalação da equipe, o clima está péssimo e perdeu da Ponte por 1 a 0 pela Copa do Brasil. Os Estaduais enganam mesmo. Sobre a pressão da torcida, eu vi parte do jogo contra o Goiás e senti esse clima pesado que você também citou. Futebol é muito emocional. A torcida pressiona, os dirigentes querem resultados já, não conseguem implantar uma política de longo prazo. Um exemplo disso, sem citar o próprio Atlético, é o que acontece com o Flamengo. E sobre o Cuca também acho que ele se perde em momentos de pressão e acaba não ajudando em nada. Achei emocionante a primeira final do Mineiro, gosto de ver o América jogar, mas não consigo arriscar um palpite pra domingo. Na verdade acho que vai dar Galo, porque tem uma boa vantagem, que é a de poder empatar. Mas vamos esperar, Juliano. Abs. Janca

      • janca

        E acho que vai ser muuuito mais emocionante do que a final do Paulista porque em SP o Santos arrebentou no primeiro jogo, considero impossível (ou quase) o Guarani enfiar três ou quatro no time do Neymar. Aliás o que o Neymar está jogando… Sensacional. Abs. e boa quarta procê, Janca

        • Juliano

          Sem dúvida, o Paulista já está decidido, só um milagre tira o título do Santos. Meu palpite de que vai dar América é que tenho a impressão que os fatores emocionais que citamos vão voltar a se repetir domingo e pesar contra o Galo. O Atlético é mais time, mas sem cabeça fria não se joga futebol hoje em dia. Abraço!

          • janca

            Mas no final não é que deu Galo? E hoje jogou bem melhor do que o América. Grande abraço e boa semana, Juliano, Janca

  • janca

    E hoje, dia das grandes decisões dos Estaduais, a de que mais gostei foi em Recife. Na Ilha o Santa Cruz venceu pra alegria de sua torcida. E num jogo emocionante pacas.

    • janca

      Vale menção também a vitória do Coritiba, campeão nos pênaltis contra o Atlético-PR. Em SP, o esperado. Santos atropelou mais uma vez o Bugre, Santos que entrou com o time reserva no Paulistão, usou bem o regulamento, sabendo que a primeira fase com 19 jogos pra cada time valia quase nada, e na hora h mostrou sua força e derrubou seus adversários, um após o outro. Com tranquilidade. Conquista merecidíssima.

MaisRecentes

Verdão vai às compras



Continue Lendo

Contas corintianas



Continue Lendo

Timão em 2018



Continue Lendo