A caça a Neymar



Hoje deixo os dirigentes de lado para falar de Neymar.

Impressionante o que o santista jogou ontem em Porto Alegre. E impressionante como alguns jogadores do Inter só conseguiam pará-lo fazendo falta. Uma, duas, três, quatro… Estava lançada a caça a Neymar.

Alguns, como Mano Menezes, Ronaldo e Andrés Sanchez, talvez queiram ver o jogador distante. Atuando na Europa. Eu prefiro tê-lo aqui no Brasil.

É um privilégio assistir aos dribles, passes, gols e à visão de jogo de Neymar. Um privilégio.

Mas os juízes têm que ser mais rigorosos. Aqui e lá fora. Para preservar os talentos. O que o atacante tem apanhado no interior de São Paulo e nos jogos da Libertadores não está escrito. Que o digam os peruanos, que o caçaram no Pacaembu, e os colorados, que não sabiam o que fazer ontem no Sul para parar o santista. A não ser faltas. Faltas, faltas e mais faltas.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo