Chico Anysio em NY



Antes que perguntem o que Chico Anysio tem a ver com um blog esportivo, eu respondo que tudo. O humorista iniciou a carreira comentando jogos de futebol na rádio, voltou a fazê-lo na TV, antes da Copa de 1990, era vascaíno doente, tinha um personagem, o Coalhada, a caricatura de um profissional da bola…

Mas mesmo que não tivesse nada a ver, ainda assim gostaria de lembrar de Chico Anysio.

Estive com ele apenas uma vez, no final dos anos 90, quando fui correspondente da “Folha” em Nova York e tive a oportunidade de entrevistá-lo para o jornal.

Encontrei um Chico machucado, magoado com a TV brasileira, sentindo-se escanteado e tentando ganhar um espaço nos Estados Unidos.

Lembro que contou que mandara uma série de roteiros e projetos para Hollywood e aguardava resposta. Mostrou-se gente, estampou dores, esperanças, desejos, sonhos, vontade de prosseguir…

Ontem, quando vi todas as homenagens que recebeu da Globo, lembrei muito deste encontro em Nova York e fiquei feliz porque o sofrimento de Chico idas e vindas do hospital terminara.

Nas últimas entrevistas para a emissora parecia em paz ao fazer o balanço da vida. E é muito bom estarmos em paz. Digo isso por experiência própria. Em paz com nossos pais, filhos, amigos, conhecidos… Em paz com nossos erros e acertos, como Chico me deu a impressão de estar.

Mas não saía da minha mente o encontro que tive com ele em Nova York… Os choros e risos da vida e o humor para suavizar nossa existência. Um humor inteligente, engajado ou não, divertido, politicamente incorreto, sem ser invasivo ou agressivo, como muita gente faz por aí, divertindo-se com a desgraça alheia. O humor de Chico.

Lembrei também de uma entrevista que ele dera à TV, anos atrás, quando lançava um livro que tinha título de autoajuda, algo como “Dez lições para salvar seu casamento” ou “Como manter seu casamento”.

Acho que foi Leda Nagle, no “Sem Censura”, que perguntou pra ele: “Mas você, que casou tantas vezes, vai dar a receita pra manter um casamento?”. E a resposta: “Claro. O sujeito que fica casado com a dona Maria por 50 anos é especialista em dona Maria. Eu, que casei com tantas mulheres diferentes, não, sou especialista em casamento mesmo.”

Ah! E antes que perguntem se meu personagem favorito era o Coalhada, não, não era. Era Salomé, de Passo Fundo, aquela que tinha contato direto com o general João Baptista Figueiredo. Embora na época eu não entendesse o fino humor do quadro. Só fui compreender de verdade algum tempo depois… Coisas da infância, coisas da vida. Paz.



  • Priscila

    A ligação do Chico com o futebol era intensa, ele era um apaixonado pelo Vasco e gostava do Palmeiras em São Paulo. Vai ser homenageado em todo o Brasil neste final de semana, inclusive nos campos de futebol, João. Mas acho que poderia ter sido mais homenageado em vida. Ficou marcado pelo casamento com a Zélia e vendo de fora acho que foi isso que o machucou tanto.

    • Paulo

      ele ficou mal porque perdeu espaço na globo, ligação nenhuma com o caso da zélia. é que depois que o cara morre a globo esquece e pensa na audiência. a poeta ontem tava de preto e o jornal nacional foi quase todo em cima da morte dele

      • tricoleco

        já que é pra homenagear alguém em vida, que tal osmar santos com gorduchinha 2014?

        • tricoleco

          priscila, de futebol você não entende nada. o chico anysio podia até ter simpatia pelo palmeiras, mas também tinha pelo são paulo do telê. torcedor que é torcedor não tem um time em cada estado e o chico anysio era torcedor de verdade

          • Dani

            Futebol à parte, o casamento com a Zélia e a repercussão toda que teve não fizeram bem ao Chico Anysio na época, mas depois ele superou isso também, estava se dando com ela em termos amigáveis, ela em NY, ele no Rio. Mas deve ter sido o casamento mais complicado. Acertamos em algumas escolhas, erramos em outras.

  • Priscila

    Casamento, casamento, casamento. Acho que foram seis ou sete, gostei muito da resposta que ele deu. Fina ironia mesmo. Mais uma lição que nos deixou. Pode ter errado em vários casamentos e de repente lá no último faz o gol. Ele parecia muito feliz com a última mulher, segundo vi na TV ela deu um apoio comovente pra ele nestes últimos três anos da doença. O que não faz o cigarro, né?

    • Paulo

      lá vem mais uma moralista. cigarro não pode, não pode isso, não pode aquilo. uma hora a vida tem um fim. e o chico anysio morreu com 80 anos. tem muita gente que não fumo e morre antes disso

      • tricoleco

        de futebol a priscila não entende, mas de saúde sim. agora cigarro faz bem? vai o atleta fumar pra ver o que acontece com o gás na partida. o adriano é um que fuma, saiu por justa causa do time da marginal sem número

  • Dani

    Oi João. As respostas de um humorista como o Chico Anysio são sempre muito boas. Essa sobre o livro do casamento eu não conhecia, “especialista em dona Maria” é uma ótima resposta. Como já te disse antes continue escrevendo sobre coisas que não têm relação direta com o futebol. Muita gente vai reclamar, mas é isso que dá charme e graça ao seu blog que é especial. Bom final de semana pra você, Dani

    • janca

      Valeu Dani. Bom final de semana pra você também, João

  • Lily Martins

    Oi João, oi Dani, ontem vi trechos de várias entrevistas do Chico Anysio, na época não me dava conta na Escolinha do Professor Raimundo o número de humoristas consagrados, humoristas de várias épocas, a gente percebe a solidariedade do Chico, isso era uma coisa inata a ele, mas quando a pessoa morre acho que é difícil também para os jornalistas, ainda mais quando morre alguém como ele. A Globo não colocou sobre nada sobre o Chico ter ficado à margem durante um periódo da vida dele, fazendo pontas em novelas, com menos destaque. A sensação é de que tudo foi perfeito e a gente sabe que na vida não é assim. Mas é uma grande perda para o humorismo brasileiro que perdeu um pouco a mão com Pânico e CQC. Bom final de semana pra vocês também, bjs. Lily

    • janca

      Oi Lily, também não vi nada a respeito do período em que o Chico Anysio passou meio que afastado da TV, mas talvez tenha sido mencionado, não sei. A vida realmente não é “perfeita”, como a morte tampouco é e, ao contrário do que querem alguns, não transforma a vida numa perfeição. E essa é a graça dela. Da morte e da vida também. Bom final de semana, João

      • Alexandre Rizzo

        Pãnico e CQC não gosto porque escracham o ser humano. Jô Soares e Chico Anísio eram imbatíveis. Jô como comediante, como entrevistador não gosto muito dele. Acho que passou o tempo.

        • janca

          Também adorava o Jô como comediante e gosto dele como escritor. Como apresentador também gosto, talvez a fórmula do programa tenha cansado um pouco, já são muitos anos, na época do SBT ele fez umas entrevistas incríveis. Abs. e bom final de semana, Janca

          • janca

            Ah! E como o Chico o Jô tinha e tem outras funções, exerce outros papéis, como o de diretor da peça “O Libertino”, ainda em cartaz em SP, e que vale muito ser vista. É bem divertida. Um humor refinado também.

  • Valéria

    Enquanto Chico Anysio se vai ficam Teixeira, Marin, Del Nero, Rebelo, Havelange…

  • Valéria

    Coberturas do Globo e dos demais jornais, como Folha e Estado, bem diferentes hoje. Pra nós, jornalistas, uma lição. Globo passa batido na geladeira que a Globo deixou o Chico de 2000 pra cá. Estado fala bem sobre isso e sobre a fria relação do Chico com os dois filhos caçulas frutos do casamento com a Zelia, a ex-ministra do Collor que roubou nossas poupanças e dá lição de moral e caráter em nota publicada pelo Globo.

    • janca

      Confesso que não sei como era a relação do Chico com os filhos caçulas e não é essa a questão. Perderam o pai e cada um de seu jeito vai fazer o luto, afinal todos nós somos criaturas únicas e cada relação é única também. Sobre a “geladeira”, que eu saiba ele tinha contrato com a Globo, gostava da emissora, mas de fato ficou chateado quando perdeu espaço e o próprio programa. Lidar com perdas não é fácil…

  • nilú

    Olá João.
    Só agora em casa, li com calma seu este post.
    Adorei,está ótimo!
    Uma delícia o que vc escreveu, mas como várias vezes acontece aqui, vc fale de uma coisa, mostra um enfoque, e os comentários acabam discutindo outros, e outros e outros.
    Às vezes é uma pena isso, porque acabam ficando muito distantes da tua idéia inicial, do que realmente vc quis transmitir.
    Bom final de semana, o primeiro do outono, que é a estação que eu mais gosto. Nilú

    • janca

      Oi Nilú. De fato às vezes parece conversa de bêbado. E minha intenção não era discutir a Zélia, mas o Chico Anysio. Enfim… Às vezes as coisas ganham vida própria. Faz parte. Um grande outono pra você, João

  • Barcelusa 2012

    Desculpa Nilú, não sei se o Janca viu meu comentário de agora no texto da Lusa, daí resolvi escrever aqui também. Valeu o puxão de orelhas na Lusa, os jogadores voltaram a jogar bola. Acho que agora o time se encontrou, o Guilherme tá jogando um bolão. Tá vendo o jogo, Janca?

    • Barcelusa 2012

      Chegue até a achar que tinha jogador fazendo corpo mole, você não?

      • janca

        Vi o jogo sim, Barcelusa, pela TV, mas vi. Gostei muito hoje do Guilherme, especialmente no primeiro tempo, e do Henrique e do Rodriguinho também, pena que este último se machucou no início do segundo tempo. Mas ainda acho cedo pra dizer que o time se encontrou, infelizmente está mais fraco do que o do ano passado, embora hoje tenha ido bem nos contra-ataques e respirado um pouco em relação ao rebaixamento, que é minha preocupação.

    • nilú

      Desculpa vc!!! Meu comentário, jamais se referiu aos teus!!! Bom domingo. Nilú

      • Barcelusa 2012

        Eu sei, Nilú. Obrigado pela gentileza e boa quarta pra você. A minha está sendo ruim porque a Portuguesa tá jogando muito mal de novo.

  • janca

    Ah! Corpo mole nunca achei que estivessem fazendo. Abração e bom final de sábado, Janca

    • Barcelusa 2012

      Mas como você escreveu, Janca, os erros que o time comete são infantis, às vezes não parece um time profissional, você tá certo nas críticas.

      • janca

        Às vezes parece um time amador mesmo. E está na Série A do Brasileiro. Ou treino direito, encontra o entrosamento ou que a diretoria reponha as peças perdidas para o Brasileiro, que está logo ali. E só espero que não caia no Paulista. Isso não!!! E domingo tem o Santos… Abs.

MaisRecentes

Protestos à vista



Continue Lendo

Ajustes no São Paulo



Continue Lendo

Mattos em xeque



Continue Lendo