Rio-16 x Atenas-04



Escuto muita gente comparando a realização dos Jogos de 2016, no Rio, com os de 2004, em Atenas. E dizendo que o colapso econômico da Grécia tem relação com a Olimpíada que o país realizou, gastando uma fortuna que não tinha, assim como a Copa, em 2014, e a Olimpíada, dois anos depois, podem prejudicar muito o Brasil, especialmente por conta dos orçamentos que tendem ao infinito.

Discordo da comparação. E digo o porquê. No caso grego os Jogos foram apenas uma gota no oceano, como podemos constatar diante dos recentes acontecimentos que culminaram com o maior calote da história. Desde o ano passado ficamos sabendo que um dos grandes problemas foi que os políticos gregos simplesmente maquiaram as contas de 2003 a 2009 apresentadas à União Europeia.

Antes mesmo dos Jogos de Atenas a Grécia vinha gastando muito mais do que podia e apresentava uma contabilidade fictícia à UE. Depois da crise de 2008 os reais gastos do país começaram a vir a público e a Grécia teve de admitir que não teria como pagar sua dívida.

Gastou o que não podia também com a Olimpíada de 2004? Sim, mas seguiu gastando depois em todos os setores um dinheiro que não tinha. E que agora não tem como pagar.

A responsabilidade, portanto, não está com os Jogos Olímpicos, mas com os políticos e o governo grego que foram irresponsáveis em todos os sentidos, contraindo dívidas que sabiam que não teriam como bancar.

Quem também lembra do prejuízo dos Jogos de Montréal, em 1976, cujas contas só foram fechadas recentemente, para criticar o do Rio-2016, parece se esquecer de outros, como Los Angeles, em 1984, ou Moscou, quatro anos antes, que se mostraram lucrativos.

Não acho que o Brasil tenha que lucrar com a Olimpíada e a Copa, mas acho que deveria fazer o máximo para receber os dois eventos sem obras superfaturadas e desvio de dinheiro e deixando um legado para a população. Que muitas vezes é maior do que o esportivo. É um legado para a autoestima e para a imagem do país, além de um legado que pode ficar para o dia a dia do cidadão e contribuinte, como a melhoria da mobilidade urbana e das instalações esportivas, para citar apenas dois exemplos.

Mas da mesma forma que pode ser um legado positivo para a autoestima, pode ser um legado negativo se o exemplo do Pan for repetido. Com promessas aqui e acolá e no final um legado quase inexistente e custos multiplicados por dez.

Por enquanto, com a Copa de 2014, a imagem que passamos para nós mesmos é de incompetência e falta de planejamento, com tudo deixado para a última hora. Da Olimpíada pouco se fala ainda pois o Mundial tem ofuscado o evento que acontece dois anos depois. Mas uma hora vamos acabar falando dela…

Precisamos encontrar nossa fórmula, que não deve ser a do atraso, da falta de planejamento e do superfaturamento.

Não é porque a Grécia implodiu que vamos seguir o mesmo caminho. Até porque, repito, a Grécia implodiu não por conta da Olimpíada, como insistem alguns por aí. O problema foi muito maior do que os gastos com 2004. Muito maior…



  • Guilherme

    Como economista vejo que as pessoas simplificam muito as coisas e falam do que não conhecem. Você acerta quando fala que Atenas-2004 é apenas parte do problema. Os gregos erraram nos gastos públicos e na maquiagem das despesas, isto é, têm responsabilidade pelo que aconteceu, porém a União Europeia deveria ter pensado em mecanismos que compensassem o fim das políticas cambiais dos países, pois sem elas a margem para crescimento fica muito pequena.

    • janca

      Concordo, Guilherme, há erros dos dois lados, tanto da Grécia quanto da União Europeia, embora muitos dos pontos que estão dando problemas à zona do euro deveriam ter sido vistos antes. Eu confesso que não via, agora que a coisa estourou estou vendo. Mas tenho um amigo de infância, que é dinamarquês e votou contra a entrada da Dinamarca na zona do euro, que já me apontava isso. Alguns enxergam melhor do que os outros…

      • Paulo

        É que houve um momento em que se você não entrasse na zona do euro e na União Européia parecia que ia ficar isolado e o isolamento dá medo. Acaba indo com a onda. Ainda tenho dúvidas se o melhor era ter entrado ou não e também se o melhor para a Grécia é continuar com o euro ou voltar ao dracma.

        • janca

          Também tenho dúvidas sobre a melhor saída para o colapso, Paulo. Abs.

  • Guilherme

    Acho ainda que a Grécia virou colônia da UE e o problema deve estourar não só nos dois países ibéricos, Itália e Irlanda também estão na fila. Todos com o setor produtivo arrasado.

    • Paulo

      E a Alemanha e a França não vão poder socorrer todo mundo porque suas economias não aguentam.

      • janca

        Mas a Alemanha ganhou muito nas trocas comerciais com outros países do euro na década passada… Isso também tem que ser levado em conta. Abs.

  • Guilherme

    Rio-2016 é uma outra história porque o Brasil tem como mexer no câmbio, mas você acerta quando menciona a autoestima. Ela pode aumentar com uma competição deste porte, mas pode diminuir e passar a imagem para nós mesmos de que não somos capazes de nos preparar para uma Copa ou uma Olimpíada sem maquiagem, com obras superfaturadas, orçamentos dúbios, atraso na construção etc e coisa.

    • Paulo

      Por enquanto a imagem que a Copa passa pro brasileiro é a de incompetência total, não vejo outra. Isso rebaixa e não aumenta a auto-estima de ninguém.

      • janca

        Por enquanto, mas ainda há tempo de mudar. Abs.

  • alê

    Saiu o Teixeira agora falta o Nuzman, Janca

    • janca

      O Nuzman faz política melhor do que o Teixeira, Alê, e tem melhor trânsito também no governo federal.

  • Fred

    Parabéns por tocar nesse tema, tem muita desinformação. As Olimpíadas gregas são um cocôzinho perto da crise do país, não foram elas que levaram à derrocada do país como muitos desinformados comentam por aí.

    • janca

      Não é a Olimpíada mesmo, ela apenas foi parte do processo de irresponsabilidade fiscal e contábil, para não dizer outra coisa, que tomou conta das autoridades gregas nestes últimos quase dez anos, Fred. Grande abraço e bom final de semana pra você, Janca

MaisRecentes

Fuga de patrocínio



Continue Lendo

Verdão vai às compras



Continue Lendo

Contas corintianas



Continue Lendo