Ponto para Teixeira



A briga entre o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, e o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, veio a calhar para Ricardo Teixeira.

Tira o foco das novas denúncias contra o presidente da CBF e do Comitê Organizador Local da Copa de 2014, transferindo-o para dois outros protagonistas do Mundial. Um dos quais, aliás, odeia Teixeira.

Ao dizer que o Brasil precisa de um “chute no traseiro”, muito irritado por conta da indefinição a respeito da Lei Geral da Copa, Valcke, inimigo declarado do presidente da CBF na Fifa, atacou o governo brasileiro _e não o COL, de Teixeira_ e comprou briga pública com Aldo Rebelo.

Agora Aldo não quer Valcke como interlocutor e o secretário-geral insiste que virá ao Brasil no próximo dia 12, definindo como “pueril” a reação do ministro.

Dilma Rousseff, que vinha escanteando Teixeira, terá que se posicionar sobre Valcke e a Fifa e poderá comprar briga boa. Boa para Teixeira, já que o COL deve ser procurado pelos dois lados, Fifa e governo brasileiro, a fim de se posicionar. E com isso Teixeira ganha um ponto, já que é o único com voz ativa no comitê. Ronaldo e Bebeto até agora não sabem o que estão fazendo lá e são dois fantoches, servindo de escudo para o dirigente brasileiro.

Para Teixeira a ruptura entre Valcke e Rebelo acontece no melhor momento possível. Resta saber como ele agirá nos bastidores, já que está furioso com o secretário-geral, que lhe tirou poder na Fifa, mas tem simpatia pelo ministro de Dilma, que se recusa a criticá-lo publicamente e não se manifestou contra ele nos momentos complicados que vive há algumas semanas.

Aldo, quem te viu, quem te vê… Aguardemos as cenas dos próximos capítulos… Bom domingo a todos, João



  • Maurício

    Você falou bem, o Bebeto e o Ronaldo não passam de dois fantoches medíocres, um papelão. Sabe que acho que o melhor seria a Copa não ser no Brasil? Espero que tirem daqui.

    • janca

      Já eu sempre fui favorável à Copa no Brasil e continuo sendo. Apesar dos pesares… Espero que seja conduzida de outra forma daqui pra frente embora, em relação a isso, confesse que sigo bem pessimista. Abs. e bom domingo, Maurício, Janca

      • Raphael

        Para de sonhar, Janca. Não vai ser conduzida de outra forma de jeito nenhum. Melhor que tirem daqui mesmo ou que o governo aproveiite esta polêmica com a Fifa e desista de organizar a Copa.

        • janca

          Sei não… É bom sonhar, Raphael, e ainda podemos pelo menos lutar por uma Copa melhor antes de jogar a toalha… Abs.

  • Raphael

    Nunca defendi o Teixeira, mas ninguém fala que o Valcke é tão bandido quanto. Foi criticar o Brasil pro país ficar todo magoado. A postura do Aldo Rebelo é de criança mimada mesmo. Uma Copa de cafajestes, aqui e lá na Suíça, tudo farinha do mesmo saco. Falam apenas do Teixeira porque é a personificação do mal. Fácil pros outros quando acontece uma coisa assim. Se um é o mal os outros parecem os bonzinhos.

    • janca

      Quem ficou todo magoado foi o Rebelo, certo? Mas concordo quando você fala na personificação do mal. E que o Ricardo Teixeira está longe, mas muito longe mesmo de ser o único câncer do nosso futebol. Abs. e bom domingo, Janca

  • Leonardo

    Você acha que a Copa pode ir pra Inglaterra como disse o Juca Kfouri?

    • janca

      Tudo é possível, Leonardo, tudo é possível. Mas o Valcke é um sujeito intempestivo mesmo e tem errado muito na forma. No conteúdo nem tanto. Abs. Janca

      • Guilherme

        O Valcke se retratou, o governo brasileiro fica se sentindo melhor, tudo acaba em pizza. A notícia do Juca é furada como foi furada a saída do Teixeira da CBF e era furada a notícia de que o Grêmio teria estádio no lugar do Inter pra Copa. A imprensa a serviço de seus próprios interesses, Janca e Leonardo.

        • janca

          Não é furada não, Guilherme. Está claro que houve um movimento de saída do Teixeira da CBF, só não vê quem não quer, como está claro que havia um movimento do próprio Grêmio, só pra ficar neste exemplo do Sul, pra seu estádio ocupar o do Inter na Copa de 2014, ainda mais com as obras paradas no Beira-Rio. Tanto que a própria Dilma teve de entrar no caso.

MaisRecentes

Os preços da Seleção



Continue Lendo

O título do Timão



Continue Lendo

Tricolor acuado



Continue Lendo